A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Transição demográfica Morbimortalidade neonatal Felipe Teixeira de Mello Freitas Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Materno Infantil.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Transição demográfica Morbimortalidade neonatal Felipe Teixeira de Mello Freitas Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Materno Infantil."— Transcrição da apresentação:

1 Transição demográfica Morbimortalidade neonatal Felipe Teixeira de Mello Freitas Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Materno Infantil de Brasília Brasília, 12 de maio de 2014 I Seminário de Controle de Infecção em Neonatologia Brasília, 6 de maio de 2014

2 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

3 Meta 4 – Redução da Mortalidade Infantil Redução da mortalidade infantil em dois terços de 1990 a ,1 por nv 16,2 por nv 17,9 por nv

4 Redução anual do óbito pós-neonatal: 8,1% de 1990 a 2007 Redução anual da mortalidade neonatal: 3,2% no mesmo período Meta 4 – Redução da Mortalidade Infantil

5 Aumento relativo da proporção da mortalidade neonatal de 49% em 1990 para 68% em 2010 do total da mortalidade infantil Meta 4 – Redução da Mortalidade Infantil

6 Mortalidade neonatal Maior redução do componente neonatal precoce

7 Mortalidade neonatal Principais causas do óbito neonatal – Prematuridade – Infecções perinatais – Asfixia/hipóxia – Malformações congênitas – Fatores maternos relacionados à gestação

8 Mortalidade neonatal precoce

9 Mortalidade neonatal tardia

10 Infecções perinatais 3 – 20 vezes mais IRAS nos países em desenvolvimento Maior proporção de sepse precoce ~ 20% - 30%

11 Sepse precoce Zaidi A et al. Lancet 2005

12 Agentes de IRAS Zaidi A et al. Lancet 2005

13 Por que IRAS? Falta de pias e solução alcoólica nas unidades Circuito ventilatório desinfetado contaminado com urina e lixo Preparação de medicamentos em áreas altamente contaminadas Reutilização de material de uso único Reconecção de componentes de sistema intravenoso que caiu no chão Zaidi A et al. Lancet 2005

14 Por que IRAS? Armazenamento inadequado de medicação e uso de frasco multidose para vários pacientes Inúmeras quebras no protocolo de higiene das mãos Frequente superlotação das unidades Falhas na desinfecção e esterilização de material Zaidi A et al. Lancet 2005

15 E o futuro?

16


Carregar ppt "Transição demográfica Morbimortalidade neonatal Felipe Teixeira de Mello Freitas Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Materno Infantil."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google