A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

L.Maltez, 2004.05.14 A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas1 PARQUES DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM PORTUGAL A TECPARQUES.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "L.Maltez, 2004.05.14 A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas1 PARQUES DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM PORTUGAL A TECPARQUES."— Transcrição da apresentação:

1 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas1 PARQUES DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM PORTUGAL A TECPARQUES e os seus associados

2 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas2 MOVIMENTO PORTUGUÊS DE PARQUES DE C&T Primeira ideia de Tecnopólo em 1983 Terreno com 12 hectares pertencente ao INETI em Lisboa LISPOLIS criado em 1991 para promover e gerir o tecnopólo associa INETI, AIP, CML, CEDINTEC, FCT, IAPMEI, IST Novas iniciativas nos anos 90 em todo o País –Estado, Universidades, Autarquias Ideia muito viva hoje, tal como em toda a Europa

3 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas3 TECPARQUES Associação Portuguesa de PCTs Fundada em 1999, activa em 2001, reuniu em Funchal, Lisboa, Porto, Almada, Oeiras, Coimbra, Maia Reuniões e conferências internacionais: APTE Ourense Mai.2001, homólogas europeias com IASP Bruxelas Mai.2002, I Encontro Ibérico Lisboa Jul.2002, APSTI Catania Out.2002, APTE Barcelona Nov.2002, FTEI Bordéus Mar.2003 Patrocinou XX Conferência Mundial IASP Estoril Jun.2003

4 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas4 TECPARQUES Associados 8 Associados Efectivos: –6 em actividade: Taguspark, Lispolis, Madeira Tecnopólo, Mutela, Madan Park, Tecmaia –2 em desenvolvimento: APCTP com 3 pólos Feira, Taipas, Asprela Tecnopólo de Coimbra 2 Associados Aderentes: Tejo Valley, Parkurbis

5 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas5 TECPARQUES Parceiro Nacional e Internacional Membro do Conselho Superior de Ciência, Tecnologia e Inovação Representa Parques Tecnológicos da RLVT no Comité de Direcção do programa Lisaction Membro do Conselho de Orientação do INETI Acordos Ibero-americano Bilbau Jun.2001, Ibérico Lisboa Jul.2002 Membro Associado da IASP – Ouvida sobre candidaturas de PCTs portugueses

6 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas6 TAGUSPARK Financiamento Inicial Governo em 1992 dá 5 milhões a IST, UTL e INESC para adquirirem acções, impondo acesso da Universidade e de instituições de I&D sem fins lucrativos a 40 hectares gratuitos Accionistas aceitam, equilibrando com seu direito de acesso a terrenos a preço especial Grande apoio da Câmara de Oeiras

7 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas7 TAGUSPARK Capital Social Total 21,75 milhões de: 5,5 milhões dos accionistas académicos 3,5 milhões da Câmara de Oeiras 12,75 milhões de outros accionistas Accionistas: CMO, IST, BPI, BCP, CGD, INESC, PT, EDP, SIBS, UTL, IAPMEI, FCT, CMC, FLAD, AIP, EDIFER, ISQ

8 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas8 TAGUSPARK Novos Financiamentos Accionistas pagaram 14 milhões por 28 ha Entre 1993 e milhões de fundos estruturais para investimento Contra promessa de investir 62,5 milhões até 1998, Ministério das Finanças concedeu beneficio fiscal de 10% do investimento Criado 1992, início de actividade 1993, primeiro edifício inaugurado 1995

9 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas9 TAGUSPARK Conselho Científico Tecnológico Órgão Social previsto estatutariamente Tem 9 membros - 6 representam academia e Governo, 1 a Administração e 2 são eleitos Pareceres vinculativos sobre o regulamento do Parque e sobre instalação de empresas Empresas aceites consideram a aceitação pelo CCT uma credencial valiosa

10 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas10 TAGUSPARK Situação actual Investidos 100 milhões pela Tagusparque e 200 milhões por outros utentes, com o total de 300 milhões investidos no Parque 200 hectares, 50% ocupados, Índice de construção 30% 160 utentes, postos de trabalho e de estudo, 50% licenciados IST vai atingir em estudantes em 5 licenciaturas

11 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas11 TAGUSPARK Domínios de C&T actuais –Tecnologias de Informação –Telecomunicações –Electrónica –Ciências e Tecnologias dos Materiais –Tecnologias da Produção –Energia –Ambiente –Biotecnologia e Química Fina

12 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas12 TAGUSPARK Estrutura da entidade gestora Total 25 pessoas Incubadora de Ideias Centro de Competências Propriedade Industrial Transferência de Tecnologias Leis e Regulamentos Centro de Congressos e de Reuniões

13 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas13 Taguspark – Parque de Ciência e Tecnologia da Área de Lisboa

14 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas14

15 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas15 LISPOLIS Pólo Tecnológico de Lisboa Estrada do Paço do Lumiar, Lisboa INETI, AIP, CML, CEDINTEC, FCT, IAPMEI, IST –Criado 1991, infraestruturas 1993, início de actividade 1993, primeira construção 1995 –12 hectares, 53% ocupados, Índice de construção 75% –65 utentes, 1800 postos de trabalho Prevista segunda fase de expansão com mais 13,5 hectares e edifício de referência

16 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas16 LISPOLIS Pólo Tecnológico de Lisboa 12 postos de trabalho na entidade gestora Incubadora para 50 empresas nascentes Centro de Congressos Serviços de condomínio –Limpeza, segurança, manutenção, secretariado, energia e comunicações rede de dados (LAN) Cafés e restaurantes

17 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas17 LISPOLIS Pólo Tecnológico de Lisboa Domínios de C&T actuais: –Biotecnologia, Electrónica e Instrumentação –Energia, Eng. de Gestão do Conhecimento –Materiais e Tecnologias de Produção –Modelação/Simulação, Óptica/Optoelectrónica –Sustentabilidade e Ambiente –Tecnologias das Indústrias Alimentares –Tecnologias das Indústrias Químicas

18 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas18 LISPOLIS Pólo Tecnológico de Lisboa Actividades dos utentes: –Design e Multimedia, Computação Gráfica –Desenvolvimento de Software, Informatização –Redes e Comunicações, Comércio Electrónico –Internet, Comunicações Móveis –Comunicação via Satélite, Telecomunicações –Sistemas de Informação Geográfica –Qualidade, Ambiente, Novos Materiais

19 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas19 MADEIRA TECNOPÓLO Caminho da Penteada, Funchal Governo Regional, Universidade da Madeira (UMa), Associações Empresariais –Ideia 1995, criado 1997, infraestruturas 1997, início de actividade 1997, primeira construção 1997 –46 hectares, 15% ocupados –22 utentes, 450 postos de trabalho –Instituições Âncora: Centro de Empresas e Inovação da Madeira, UMa, Assoc.Reg.Energia e Ambiente

20 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas20 MADEIRA TECNOPÓLO 30 postos de trabalho na entidade gestora Gestão das áreas comuns Consultoria em projectos comunitários Promoção da inovação Realização de feiras, congressos e outros eventos

21 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas21 MADEIRA TECNOPÓLO Domínios de C&T actuais: –Sociedade de Informação (SI) –Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTIC) –Ambiente –Educação / Formação Avançada / e-Learning

22 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas22 MADEIRA TECNOPÓLO Actividades dos utentes: –Apoio à incubação de empresas, Consutoria na criação e desenvolvimento empresarial –Projectos relacionados com a Energia –Centro de Investigação da História do Atlântico –Ensino Superior Universitário –Informática, Audiovisual –Catering, Montagem de feiras e congressos

23 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas23 PTM/A Parque Tecnológico da Mutela Av. Aliança Povo MFA – Almada AIM, Banco Mello, CMAlmada, ENVC, FCT, Fundo Margueira Capital, ISA, ISQ, IST, ITEC, Lisnave, NERSET, SECIL Betão, Solisnor, TDC, UNINOVA, João Rolhas, Rui Nápoles –Criado 1992, início de actividade 1994 – m2, 100% ocupados, Índice de construção 88% –25 utentes, 150 postos de trabalho Toma 50% do capital em start-ups residentes

24 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas24 PTM/A Parque Tecnológico da Mutela 5 postos de trabalho na entidade gestora Incubadora de empresas Auditório 155 lugares, Espaços polivalentes para formação, Espaços para exposições Residencial, Cafetaria, Centro de cópias, Zona de convívio, Espaço oficinal para desenvolvimento e afinação de protótipos Actividades fabris de indústria leve

25 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas25 PTM/A Parque Tecnológico da Mutela Actividades dos utentes: –Serviços Industriais, Consultoria Empresarial –Gestão Imobiliária, Projectos de Engenharia, Gestão Urbanística, Arquitectura, Construções –Consultoria e Aplicações Informáticas –Sistemas de Automação, Telecomunicações –Polímeros Industriais e Manutenção –Impermeabilização, Materiais de Isolamento

26 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas26 MADAN PARK Parque de C&T Almada/Setúbal Campus da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, Monte da Caparica FCT / UNL, UNL, CMAlmada, UNINOVA Concebido no final dos anos 80, reformulado % intra-campus, 21 empresas associadas Primeira fase 2,5 hectares, 8750 m2 construção Projecto Almada Digital Estratégia: consolidar primeiro a FCT/UNL

27 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas27 TECMAIA Parque de C&T da Maia Freguesia de Moreira, Zona Industrial da Maia CMMaia, IAPMEI, PRIMUS, ANJE, ICEP, PME Investimento, FRIE-PME Capital/Global, APCTP –Criado 1999 por saída de multinacional, início de actividade 2000, rmodelação de edifícios 2001/03 –10 hectares, 13% ocupados, Índice de construção 75% –29 utentes, 300 postos de trabalho –Prevista construção de novos edifícios até m2 Cooperação com Universidade do Porto e Instituto Superior da Maia

28 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas28 TECMAIA Parque de C&T da Maia 6 postos de trabalho na entidade gestora Instalação de empresas chave na mão Centro de Congressos Serviços de condomínio –Energia, redes e comunicações, comunicações móveis, internet, recolha de resíduos sólidos, recepção e segurança, aluguer de salas de reuniões e formação

29 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas29 TECMAIA Parque de C&T da Maia Domínios de C&T actuais: –Biotecnologia –Engenharia –Tecnologias de Informação –Multimedia –Electrónica –Ciências e Tecnologias dos Materiais

30 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas30 TECMAIA Parque de C&T da Maia Actividades dos utentes: –Gestão Integrada de Conteúdos Multimedia –Materiais / tecnologias de produção audiovisual –Sistemas e TIs Web Design, GSM, Energia –Formação profissional, consultoria –Engenharia e design de circuitos integrados –I&D em fibra óptica de alto débito –I&D indústria automóvel, viticultura, enologia

31 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas31 Associação Parque C&T do Porto PORTUSPARK e TECHPARK PortusPark – Pólo da Feira, Santa Maria da Feira –49 hectares infraestruturados TechPark – Pólo do Ave, Taipas, Guimarães –38 hectares infraestruturados UPTec – Pólo previsto, campus da Asprela, Porto –2 hectares previstos junto às Faculdades de Engenharia, de Medicina e de Economia da Universidade do Porto, o IPATIMUP, o INESC, o Politécnico do Porto, a Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica

32 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas32 TECNOPÓLO DE COIMBRA Universidade de Coimbra, Câmara Municipal, Instituto Politécnico, Assoc.Comercial Industrial, IAPMEI, Caixa Capital, FLAD, CCR Centro, Instituto Pedro Nunes, Fundação Bissaya Barreto –Criado 1998, 1ª fase 2 hectares, 2ª fase 130 hectares Apenas funciona a incubadora de empresas do Instituto Pedro Nunes com: –Informática e Multmedia, Saúde e Ciências da Vida –Electrónica e Automação, Qualidade e Ambiente

33 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas33 TEJO VALLEY Parque de C&T do Vale do Tejo CM Abrantes, NERSANT, Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, A Logos, IEFP, STI –Ideia 2000, Infraestruturas 2003 –Reutilização de instalações industriais desactivadas Está a dinamizar o projecto Lisaction que visa –Incubação de empresas de base tecnológica –Criação da rede de inovação do Vale do Tejo –Dinamização do Centro de Indústrias Agro-Alimentares –Promoção de infraestrutura digital de inovação regional

34 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas34 PARKURBIS Parque de C&T da Covilhã CM Covilhã, IAPMEI, PT Comunicações, UBI, Caixa Capital, FLAD, FRULACT, ANIL, NERCAB, AECBP –Criado 2001 –Infraestruturas 2003 Domínios de C&T –Tecnologias da Saúde –Tecnologias de Informação, Telecomunicações –Aeronáutica, Ambiente

35 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas35 Outras Iniciativas Governo tem vindo a anunciar programa de novos Tecnopólos em áreas periféricas Diversos Municípios têm declarado a intenção de promover Tecnopólos Iniciativas de raiz, complemento / evolução de Parques Industriais CM Ponta Delgada criou este mês Parque Empresarial com componente tecnológica

36 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas36 Outras Iniciativas A TECPARQUES está disponível para participar no movimento, mas há que fazer uma triagem que distinga Tecnopólos, Parques Empresariais e Parques Industriais A chave é a garantia da base tecnológica e preferencialmente a ligação a instituições de ensino superior ou de I&D

37 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas37 PARQUE DE C&T Definição IASP 2002 Um Parque de Ciência e Tecnologia é uma organização gerida por especialistas, cujo principal objectivo é aumentar a riqueza da comunidade, através da promoção da cultura de inovação e da competitividade das empresas e instituições baseadas no conhecimento que lhe estão associadas

38 L.Maltez, A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas38 PARQUE DE C&T Definição IASP 2002 Para alcançar estes objectivos, um Parque de Ciência e Tecnologia estimula e gere o fluxo de conhecimentos e de tecnologias entre Universidades, Instituições de I&D, empresas e mercados; facilita a criação e o crescimento de empresas baseadas na inovação através da incubação e de processos de spin-off; e fornece outros serviços de valor acrescentado, bem como espaços e serviços de apoio de elevada qualidade


Carregar ppt "L.Maltez, 2004.05.14 A Sociedade do Conhecimento Um novo território para Portugal, Torres Novas1 PARQUES DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM PORTUGAL A TECPARQUES."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google