A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ORGANIZAÇÃO E PRODUÇÃO DO ESPAÇO BRASILEIRO 2º PERÍODO – CURSO DE GEOGRAFIA AGOSTO 2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ORGANIZAÇÃO E PRODUÇÃO DO ESPAÇO BRASILEIRO 2º PERÍODO – CURSO DE GEOGRAFIA AGOSTO 2010."— Transcrição da apresentação:

1 ORGANIZAÇÃO E PRODUÇÃO DO ESPAÇO BRASILEIRO 2º PERÍODO – CURSO DE GEOGRAFIA AGOSTO 2010

2 ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO PRODUÇÃO DO ESPAÇO Brasil é um país, uma nação ou Estado Nacional, um subespaço do Mundo: é uma Formação Sócio-espacial. A extensão territorial e o modo como foi consolidada + a diversidade paisagística ( ou da configuração natural) colaboram para que o Brasil apresente diferenciações. As diferenciações no espaço tornam necessário que novos conceitos sejam considerados : Territórios ? Regiões ?

3 Diferenciações no Espaço Quais são os elementos do espaço ? [...] os homens, as firmas, as instituições, o chamado meio ecológico e as infra-estruturas (SANTOS, 1985, P.6). Os elementos estão em transformação constante; são variáveis, portanto. Estas variáveis estão ligadas entre si por uma organização. Qualquer dos elementos pode trazer diferenciações.

4 Identificar o espaço Há originalidade ? Por sua localização e pelo jogo de combinações que preside a sua evolução, todo elemento do espaço e toda forma de paisagem constituem fenômenos únicos que jamais podem ser encontrados exatamente iguais em outros locais ou em outros momentos (DOLLFUS, 1978, P.9)

5 Agrupar as porções do espaço Pode-se dizer que existem porções do espaço ( este visto como totalidade) que manifestam sua originalidade o geógrafo procura identificar simultaneamente os elementos de comparação – principais dados, formas, sistemas e processos, capazes de permitir o reagrupamento em grandes famílias ( DOLLFUS, 1978).

6 Conceituando as porções do espaço A originalidade se exprime por sua fisionomia num estilo particular de organização espacial, produto da associação da natureza e da história. (JULLIARD apud DOLLFUS, 1978, P.11) Desta etapa inicial - partir do visível (paisagem), é preciso reconhecer a organização ( e a estrutura) e o que faz com que sejam assim.

7 DIFERENCIAÇÃO ESPACIAL Dupla abordagem ( DOLLFUS, 1973, p.81) – Conhecer os limites que recortam o espaço, possibilitando a definição da área de extensão das estruturas; Estudar os processos econômicos e socias e as densidades de pessoas, firmas e instituições. HÁ LIMITES VISÍVEIS, sendo necessário explicar a sua localização e verificar o seu significado. HÁ LIMITES QUE NÃO SÃO DIRETAMENTE PERCEPTÍVEIS, neste caso é preciso defini-los.

8 OS LIMITES NA NATUREZA Bacias hidrográficas; No Clima os limites são dinâmicos, somente sendo mais precisos em alguns de seus fatores: latitude, altitude ou continentalidade. Na Geomorfologia os limites estruturais são facilmente delineados, mas não os relacionados às dinâmicas externas. Os limites das associações vegetais, por dependerem do clima e dos solos ( e das transformações impostas pela ação da sociedade) são menos precisos. Naturalmente as associações ( formações) vegetais têm pontos de contato em que as distinções são difíceis áreas de transição = ECÓTONOS)

9

10 Os limites do espaço geográfico O espaço habitado é recortado por inúmeros limites : diretamente visíveis na paisagem ( mancha urbana, por exemplo), outros não, porque são marcas do dinamismo de um sistema ( área de influência de uma cidade em uma área)

11

12 ORGANIZAÇÃO ESPACIAL Objetos fixos ou formas dispostas espacialmente estão distribuídos e/ou organizados sobre a superfície da Terra de acordo com alguma lógica. O conjunto de todas estas formas configura a organização espacial da sociedade. A expressão possui vários sinônimos: estrutura territorial, configuração espacial, arranjo espacial. [Roberto Lobato Correa ( 1986) considera que também é sinônimo de espaço social, espaço geográfico].

13 Reagrupamento das porções do espaço Regionalização: entende-se como a divisão de um espaço ou território em unidades de área com um certo número de características que as individualizam. A regionalização pode ser estabelecida com base em diferentes critérios (físicos ou naturais, socioeconômicos, etc.) e tendo em vista diferentes objetivos ou finalidades, tais como políticos, econômicos. estatísticos (divulgação de dados estatísticos), administrativos, de planejamento, didáticos (ensino da Geografia). As diferentes escolas do Pensamento Geográfico construiram concepções sobre o que é Região. Para cada uma delas o conceito tem maior ou menor destaque e exprime o entendimento que têm sobre a Geografia e seu objeto de estudo.

14 Conceitos para recortes espaciais Região e Território. São recortes espaciais, ou seja, ambos os conceitos referem-se à porções do espaço. Embora tenham uso muito variado, de acordo com a linha teórica dos geógrafos, considera-se que o território diz respeito a uma porção do espaço em que um poder é exercido. A região é uma escala territorial, mais complexa, porque encontra- se entre o nacional e o local. É o reconhecimento das diferenças em um nível mais estruturado, sendo base para as ações do Estado, da sociedade ou e das empresas. É um nível de agregação das comunidades locais e seus territórios.

15 POLÍTICAS TERRITORIAIS São conjuntos de enfoque estratégicos, a médio e longo prazo, assim como as correspondentes formulações de atuação, dirigidas a intervir sobre o território, a fim de que assuma formas que sejam adequadas aos interesses que controlam o poder político. (SANCHEZ, 1992, apud RUCKERT, 2010)

16 Referências BRASIL. Ministério da Integração Nacional. Política Nacional de Ordenamento Territorial CORREA, R.L. Região e organização espacial. São Paulo: Atica, 1986 DOLFUSS, O. A análise geográfica. São Paulo: Difel, 1973 ___________. O espaço geográfico. São Paulo: Difel, RUCKERT, A.A. Usos do território e políticas territoriais contemporâneas: alguns cenários no Brasil, União Européia e Mercosul. Revista Geopolítica, Ponta Grossa, PR, jan-jun 2010 SANTOS, M. Espaço e Método. São Paulo: Nobel, 1985.


Carregar ppt "ORGANIZAÇÃO E PRODUÇÃO DO ESPAÇO BRASILEIRO 2º PERÍODO – CURSO DE GEOGRAFIA AGOSTO 2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google