A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENSAIO DE RECEPÇÃO DA TURBINA FRANCIS 1 - INTRODUÇÃO Ensaio da Turbina Francis Fabricante-LINDNERLocal-LHDC-UNIFEI Condição – n = Cte = nominal Gerador.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENSAIO DE RECEPÇÃO DA TURBINA FRANCIS 1 - INTRODUÇÃO Ensaio da Turbina Francis Fabricante-LINDNERLocal-LHDC-UNIFEI Condição – n = Cte = nominal Gerador."— Transcrição da apresentação:

1 ENSAIO DE RECEPÇÃO DA TURBINA FRANCIS 1 - INTRODUÇÃO Ensaio da Turbina Francis Fabricante-LINDNERLocal-LHDC-UNIFEI Condição – n = Cte = nominal Gerador – 4 pólos – n = 1800 rpm Norma – ABNT - NB-228 Este ensaio interessa ao comprador da máquina

2 2 - OBJETIVOS 2.1 – LEVANTAMENTO DAS CURVAS CARACTERÍSTICAS 2.2 – DETERMINAÇÃO DA POTÊNCIA DE ATRITO 2.3 – SEPARAÇÃO DO RENDIMENTO TOTAL EM RENDIMENTO MECÂNICO E INTERNO 2.4 – DETERMINAÇÃO DA POTÊNCIA NECESSÁRIA PARA VENCER AS PERDAS INTERNAS

3 3 – ESQUEMA DO BANCO DE ENSAIO Conjunto moto-bomba Venturi (vazão) Manômetro de colunas invertido Válvula Gaveta Regulador de Velocidade Turbina Francis NJ

4 1 Manômetro de colunas de mercúrio Ref. h1h1 h2h2 h3h3 Y 2 RV GT 3 NJ Piezômetro z x

5 4 – PROCEDIMENTO OPERACIONAL Parte-se o conjunto moto-bomba Abre-se a VG Retira-se o ar dos manômetros Com a bomba, coloca-se a altura desejada Controle manual do RV, coloca-se n = 1800 [rpm] e passa-se para o automático Através do sincronoscópio (condições de paralelismo) coloca-se o GG em paralelo com a concessionária. Volta-se o RV para o manual e atua-se no distribuidor da turbina

6 5 – ROTEIRO PARA OBTENÇÃO DAS GRANDEZAS 5.1 – VAZÃO: Q (Venturi) 5.2 – VELOCIDADES DE ESCOAMENTO NOS PONTOS 1 E 2: V 1 e V – ALTURA DE QUEDA LÍQUIDA: H

7 5.4 – POTÊNCIA HIDRÁULICA: P h 5.5 – POTÊNCIA EIXO: Pe Ensaio do gerador

8 5.6 – RENDIMENTO TOTAL DA TURBINA: t 5.7 – POTÊNCIA DE ATRITO: Pa Motorização do Sistema 5.8 – RENDIMENTO MECÂNICO: m 5.9 – RENDIMENTO INTERNO: i

9 6 – EXEMPLO DE CÁLCULO UTILIZANDO O ROTEIRO 7 – GRÁFICOS 8 – ANÁLISE DOS RESULTADOS E CONCLUSÕES 9 – PLANILHAS E ANEXOS

10 1,27 Potência para vencer as perdas internas

11 0,0144 Vazão residual


Carregar ppt "ENSAIO DE RECEPÇÃO DA TURBINA FRANCIS 1 - INTRODUÇÃO Ensaio da Turbina Francis Fabricante-LINDNERLocal-LHDC-UNIFEI Condição – n = Cte = nominal Gerador."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google