A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Quaresma é um tempo propício para o despojamento; e far-nos-á bem questionar-nos acerca do que nos podemos privar a fim de ajudar e enriquecer a outros.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Quaresma é um tempo propício para o despojamento; e far-nos-á bem questionar-nos acerca do que nos podemos privar a fim de ajudar e enriquecer a outros."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 A Quaresma é um tempo propício para o despojamento; e far-nos-á bem questionar-nos acerca do que nos podemos privar a fim de ajudar e enriquecer a outros com a nossa abstenção. Toda a nossa vida é feita de escolhas. Em ambiente de permanente mudança teremos de concentrar a atenção naquilo que é realmente o ESSENCIAL.

4 A quaresma torna-se, por esse motivo, um tempo importante para podermos reflectir sobre aquilo que é essencial para a nossa vida. A Igreja chama a nossa atenção, neste tempo, para a necessidade de olharmos com mais cuidado para três propósitos essenciais na nossa vida cristã: A ORAÇÃO A ESMOLA O JEJUM

5 A ORAÇÃO Nós temos necessidade da oração: oremos de coração aberto... Saibamos rezar por: Gratidão de tantas coisas que recebemos... Para que tenhamos esperança... optimismo... confiança... compaixão... Saibamos aproximar-nos de Deus presente em todos os nossos irmãos.. Aproveitemos também para fazer silêncio interior e... CONTEMPLAR...

6 A ESMOLA Devemos procurar dar esmola: A todos aqueles que são realmente necessitados. A esmola pecuniária, fruto das nossas renúncias... Mas também, e é essencial: a esmola da atenção... da mansidão... da paciência... Da colaboração... da ternura e do carinho... da afectividade... da reconciliação... do perdão... da escuta... da delicadeza... do AMOR...

7 O JEJUM O jejum, hoje esquecido ou deturpado, constitui um caminho pessoal e comunitário de conversão. Atrevo-me a reconhecer quatro espécies de jejum: 1. O jejum completo - que é feito geralmente pelos monges ou eremitas e que consiste na privação da ingestão de qualquer alimento durante um ou alguns dias, para fortalecer a vontade, reforçar a oração, crescer espiritualmente.

8 2. O jejum parcial – que consiste na privação de uma das refeições diárias e que pode ser feito por qualquer pessoa que a isso se prontifique sem prejudicar a sua saúde. 3. O jejum de pausa fortificante - a privação de algum alimento do gosto pessoal da pessoa e que ela evita, a fim de fortificar o empenho; ou algo caro e que a pessoa substitui por algo mais económico procurando reverter o excedente monetário daí resultante, fruto da sua renúncia, em favor de um irmão mais necessitado. Todo o jejum alimentar é benéfico, higiénico e fortalece a vontade e o espírito de quem o pratica.

9 4. O jejum espiritual - assim o designo porque, como os jejuns de privação, de que atrás se fala, também serve para a fortificação da vontade e como medida de higiene mental pessoal e comunitária. Deste modo, para além dos atrás citados por que não jejuar de: julgar os outros... do egoísmo... das palavras mais duras e que ferem... do descontentamento... da tristeza e do pessimismo... Das lamúrias e do ressentimento... das preocupações exageradas... do perfeccionismo... da angústia... do stress... da crítica... da injustiça...

10 Aproveitemos para REZAR, fazendo com satisfação e empenho as coisas mais simples do nosso quotidiano... Ofereçamos a ESMOLA pecuniária fruto das nossas privações, ou a espiritual das nossas atenções para com os outros. E saibamos JEJUAR daquilo que não se torna essencial, a fim de nos sentirmos alegres e em paz no bom relacionamento connosco próprios, com os outros e com Deus, ELABORAÇÃO E FORMATAÇÃO António Elísio Portela MÚSICA Ernesto Cortazar, Forever Maria FOTOSInternet


Carregar ppt "A Quaresma é um tempo propício para o despojamento; e far-nos-á bem questionar-nos acerca do que nos podemos privar a fim de ajudar e enriquecer a outros."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google