A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Documento Fotográfico pesquisa, acesso e conservação Zita Possamai/UFRGS www. zita-possamai.blogspot.com.br.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Documento Fotográfico pesquisa, acesso e conservação Zita Possamai/UFRGS www. zita-possamai.blogspot.com.br."— Transcrição da apresentação:

1 Documento Fotográfico pesquisa, acesso e conservação Zita Possamai/UFRGS www. zita-possamai.blogspot.com.br

2 História da Fotografia Câmara obscura – Renascimento Johann Zahn Louvain

3 História da Fotografia Mas como fixar a imagem? William Henry Fox-Talbot 1835 Joseph Niépce 1826 Hercules Florence 1833 Louis Daguerre 1839 França compra a patente, tornando-a pública Daguerreótipo

4 FUNÇÃO DOCUMENTAL Fotografia = Espelho do real Documentação dos monumentos Restauração Registro das transformações urbanas Charles Marville (Paris) Max Missmann (Berlim) Marc Ferrez (Rio) Militão (São Paulo)

5 FUNÇÃO DOCUMENTAL

6 Imagens arquitetônicas Necessidade de longa exposição e imobilidade (câmara e tripé)

7 DIFUSÃO DAS VISTAS URBANAS Viagens imaginárias por temas exóticos Avanço técnico: Tempo de exposição diminui Máquina portátil Reprodução em papel Carte de visite – Industrialização Álbuns fotográficos: Grandes expedições de fotógrafos Fotojornalismo Cobertura de guerras (Guerra da Criméia, Guerra Civil Americana, Canudos)

8 AS CIDADES BRASILEIRAS NA FOTOGRAFIA 1840: Primeiro daguerreótipo do Paço Imperial Registro das transformações urbanas: Marc Ferrez (Rio) e Militão (São Paulo) A corte era preferida pelo fotógrafos – Papel de D. Pedro II

9 AS CIDADES BRASILEIRAS NA FOTOGRAFIA Comercialização de vistas urbanas e álbuns fotográficas Victor Frond - Brasil Pitoresco – 1857 – Fotografia de paisagem Militão Augusto de Azevedo – Álbum comparativo da cidade de São Paulo ( )

10 PORTO ALEGRE E A FOTOGRAFIA Segunda metade do séc. XIX: Luiz Terragno (daguerriotipista) Cinco estúdios fotográficos, a partir de 1890 Virgílio Calegari Irmãos Ferrari Barbeitos e Irmãos João Iglesias Otto Schönwald

11 PORTO ALEGRE E A FOTOGRAFIA Fotografia estereoscópica da Praça da Harmonia, de Luiz Terragno (1865) Coleções de vistas em tiras Vistas avulsas comercializadas pelos Ferrari por assinatura - álbuns

12 O CIRCUITO SOCIAL DA FOTOGRAFIA EM PORTO ALEGRE Décadas de 1920 e 1930 Estúdios fotográficos Casas comerciais Consumo de imagens, aparelhos e materiais fotográficos Exposições

13 Abordagem do Documento Fotográfico Fotografia não espelha a realidade Fotografia é uma representação da realidade Relação entre fotógrafo (autor), técnica e referente

14 Fotografia: relação entre Quadro e Extra-quadro Olhar Imaginário social Seleção

15 Abordagem do Documento fotográfico História Visual/cultura visual Visual: sistemas visuais/circuito social da fotografia/artefato Visibilidade x invisibilidade; poder e controle Visão: padrões de visualidade; forma de olhar/Imaginário

16 CRIAÇÃO DA VISUALIDADE DO MODERNO: SIGNOS

17 CRIAÇÃO DA VISUALIDADE DO MODERNO: SIGNOS

18 CRIAÇÃO DA VISUALIDADE DO MODERNO: SIGNOS

19 CRIAÇÃO DA VISUALIDADE DO MODERNO: SIGNOS

20 CRIAÇÃO DA VISUALIDADE DO MODERNO: SIGNOS

21 Acesso e Conservação da Memória Visual de Porto Alegre Acesso e Conservação da Memória Fotográfica

22 FOTOGRAFIA: ESTUDOS NO BRASIL Pesquisa: investigador; teses, dissertações, publicações, Conhecimento histórico: história da fotografia; fotografia como fonte histórica. Gestão dos Acervos: documentação/conservação; museus e arquivos

23 A FOTOGRAFIA NO MUSEU Aquisição Curadoria Pesquisa Documentação Conservação Exposição

24 Gestão dos acervos visuais Desconhecimento do público pesquisador: –Regras de conservação –Regras de consulta –Dificuldades de documentação que limitam o acesso –Precariedades de toda ordem: espaço e necessidades mínimas de acondicionamento; –Desrespeito (desconhecimento) aos créditos da imagem Gestão de Acervos: O público pesquisador desconhece: regras de consulta;regras de conservação; desrespeito aos créditos Precariedades: espaço e condições mínimas de acondicionamento; ausência de documentação; ausência de técnicos

25 Indissociabilidade Pesquisa e Gestão Necessidade de Cooperação investigação,conservação,documentação

26 Educação A memória fotográfica é de todos

27 Documento Fotográfico Pesquisa, acesso e conservação Zita Possamai/UFRGS www. zita-possamai.blogspot.com.br


Carregar ppt "Documento Fotográfico pesquisa, acesso e conservação Zita Possamai/UFRGS www. zita-possamai.blogspot.com.br."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google