A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Revisão de Sociologia para o Vestibular. 1. Sociologia como autoconsciência da sociedade: - Breve histórico do surgimento da Sociologia O que é SOCIOLOGIA?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Revisão de Sociologia para o Vestibular. 1. Sociologia como autoconsciência da sociedade: - Breve histórico do surgimento da Sociologia O que é SOCIOLOGIA?"— Transcrição da apresentação:

1 Revisão de Sociologia para o Vestibular

2 1. Sociologia como autoconsciência da sociedade: - Breve histórico do surgimento da Sociologia O que é SOCIOLOGIA? O que é SOCIOLOGIA?

3 Sociologia: Autoconsciência crítica da realidade social. Ciência que estuda os fenômenos sociais. Sociologia: Autoconsciência crítica da realidade social. Ciência que estuda os fenômenos sociais. - A Sociologia procura emancipar o entendimento humano sobre a sociedade desvencilhando-se do senso comum. Possui discursos e métodos científicos próprios. - A Sociologia procura emancipar o entendimento humano sobre a sociedade desvencilhando-se do senso comum. Possui discursos e métodos científicos próprios.

4 Segundo Otavio Ianni: A sociologia nasce e desenvolve-se com o Mundo Moderno. Reflete suas principais épocas e transformações. (...) A Sociologia não nasce no-nada. Surge em um dado momento da história do mundo moderno. Mais precisamente, em meados do séc. XIX, quando ele já está em franco desenvolvimento, realizando-se. (...) Os personagens mais característicos estão ganhando seus perfis e movimentos:grupos, classes, movimentos sociais e partidos polí,ticos; burgueses, operários, camponeses, intelectuais, artistas e políticos; mercado, mercadoria, capital, tecnologia, força de trabalho, lucro, acumulação de capital e mais-valia; sociedade, estado e nação; divisão internacional do trabalho e colonialismo; revolução e contra-revolução. (...) É possível dizer que a Sociologia é uma espécie de fruto muito peculiar desse Mundo. No que ela tem de original e criativa, bem como de insólita e estranha, em todas as suas principais características como forma de pensamento Segundo Otavio Ianni: A sociologia nasce e desenvolve-se com o Mundo Moderno. Reflete suas principais épocas e transformações. (...) A Sociologia não nasce no-nada. Surge em um dado momento da história do mundo moderno. Mais precisamente, em meados do séc. XIX, quando ele já está em franco desenvolvimento, realizando-se. (...) Os personagens mais característicos estão ganhando seus perfis e movimentos:grupos, classes, movimentos sociais e partidos polí,ticos; burgueses, operários, camponeses, intelectuais, artistas e políticos; mercado, mercadoria, capital, tecnologia, força de trabalho, lucro, acumulação de capital e mais-valia; sociedade, estado e nação; divisão internacional do trabalho e colonialismo; revolução e contra-revolução. (...) É possível dizer que a Sociologia é uma espécie de fruto muito peculiar desse Mundo. No que ela tem de original e criativa, bem como de insólita e estranha, em todas as suas principais características como forma de pensamento

5 Podemos dizer então que a Sociologia é filha da Modernidade, conseqüência das profundas transformações na Europa do século XIX com as chamadas Revoluções Burguesas. Podemos dizer então que a Sociologia é filha da Modernidade, conseqüência das profundas transformações na Europa do século XIX com as chamadas Revoluções Burguesas. Modernidade: conjunto de experiências históricas ambíguas e conflituosas que marcaram a sociedade européia em meados do século XIX até a atualidade. Um período de profundas transformações sociais, econômicas e políticas. Modernidade: conjunto de experiências históricas ambíguas e conflituosas que marcaram a sociedade européia em meados do século XIX até a atualidade. Um período de profundas transformações sociais, econômicas e políticas.

6 2 aspectos importantes para a sociedade moderna: 1) Desenvolvimento da sociedade burguesa e consolidação de sua hegemonia e valores. Criação do Estado Burguês. Com isso surge uma nova configuração social e o sistema societal feudal entre em colapso. 1) Desenvolvimento da sociedade burguesa e consolidação de sua hegemonia e valores. Criação do Estado Burguês. Com isso surge uma nova configuração social e o sistema societal feudal entre em colapso. 2) Consolidação do capitalismo como modo de produção e declínio do feudalismo 2) Consolidação do capitalismo como modo de produção e declínio do feudalismo

7 Revoluções Burguesas

8 A critério didático podemos dividir o período das revoluções burguesas em três aspectos: econômico, cultural-científico e político. A critério didático podemos dividir o período das revoluções burguesas em três aspectos: econômico, cultural-científico e político.

9 1) Econômico Corresponde ao longo processo de superação da economia agrária feudal (assentada sobre a servidão) que desencadeou a chamada Revolução Industrial. Corresponde ao longo processo de superação da economia agrária feudal (assentada sobre a servidão) que desencadeou a chamada Revolução Industrial. Com o desenvolvimento do mercantilismo e a acumulação primitiva de capitais o modo de produção feudal entra em colapso observa-se a expropriação dos terrenos comunais da propriedade feudal (política dos cercamentos) e destruição da agricultura familiar, transformando-se em propriedade privada moderna. Com o desenvolvimento do mercantilismo e a acumulação primitiva de capitais o modo de produção feudal entra em colapso observa-se a expropriação dos terrenos comunais da propriedade feudal (política dos cercamentos) e destruição da agricultura familiar, transformando-se em propriedade privada moderna.

10 Como conseqüências a Revolução Industrial trouxe: Como conseqüências a Revolução Industrial trouxe: O fim do produtor independente O fim do produtor independente Êxodo rural e explosão demográfica urbana Êxodo rural e explosão demográfica urbana Processo de proletarização Processo de proletarização Miséria (doenças, prostituição, suicídios, alcoolismo, violências, etc.) Miséria (doenças, prostituição, suicídios, alcoolismo, violências, etc.) Primeiras manifestações operárias (ludismo, cartismo) Primeiras manifestações operárias (ludismo, cartismo) Criava-se uma sociedade altamente competitiva e individualista Criava-se uma sociedade altamente competitiva e individualista

11

12 2) Cultural-Científico Correspondente ao chamado Iluminismo (França) fruto de um longo processo de separação das concepções teológicas da Igreja Católica (autoridade política da época). Correspondente ao chamado Iluminismo (França) fruto de um longo processo de separação das concepções teológicas da Igreja Católica (autoridade política da época). Com as transformações do renascimento comercial e urbano surgem intensas transformações culturais e na forma de conhecer do homem (marco inicial com o Renascentismo) Com as transformações do renascimento comercial e urbano surgem intensas transformações culturais e na forma de conhecer do homem (marco inicial com o Renascentismo)

13 Instala-se um movimento anti-clerical opondo-se diametralmente ao teocentrismo. Instala-se um movimento anti-clerical opondo-se diametralmente ao teocentrismo. O antropocentrismo inaugura um novo tipo de pensamento voltado para o homem como chave explicativa do mundo. O antropocentrismo inaugura um novo tipo de pensamento voltado para o homem como chave explicativa do mundo. O conhecimento deixa de ser objeto de revelação divina para ser interpretado pela razão (Ciência). O conhecimento deixa de ser objeto de revelação divina para ser interpretado pela razão (Ciência).

14

15

16 O racionalismo baseava-se no uso exclusivo da razão e no empirismo. O Iluminismo buscava transformar não só as formas de conhecimento, mas a própria sociedade, implantando os valores do Liberalismo político e econômico O racionalismo baseava-se no uso exclusivo da razão e no empirismo. O Iluminismo buscava transformar não só as formas de conhecimento, mas a própria sociedade, implantando os valores do Liberalismo político e econômico

17 Conseqüências do IIumismo Derrocada do Teocentrismo como forma explicativa do mundo Derrocada do Teocentrismo como forma explicativa do mundo Consolidação do Liberalismo Consolidação do Liberalismo Notório desenvolvimento das Ciências Naturais e Humanas Notório desenvolvimento das Ciências Naturais e Humanas

18 3) Política correspondente a Revolução Francesa que com os ideais iluministas (liberdade, igualdade e fraternidade) questionaram a monarquia absolutista. correspondente a Revolução Francesa que com os ideais iluministas (liberdade, igualdade e fraternidade) questionaram a monarquia absolutista. Foi um movimento que contou com forte apoio popular, mas de forte caráter burguês. Foi um movimento que contou com forte apoio popular, mas de forte caráter burguês.

19 Suas conseqüências principais foram: Queda do Estado monárquico e origem do Estado Moderno Burguês (executivo, legislativo e judiciário). Queda do Estado monárquico e origem do Estado Moderno Burguês (executivo, legislativo e judiciário). Criação do Estado Laico e fim do predomínio político da autoridade da Igreja Católica. Criação do Estado Laico e fim do predomínio político da autoridade da Igreja Católica. Burguesia toma o Estado e assume papel hegemônico Burguesia toma o Estado e assume papel hegemônico

20 O conjunto desses processos históricos trouxe não somente progressos como também uma infinidade de problemas sociais que conturbaram a Europa do século XIX. O conjunto desses processos históricos trouxe não somente progressos como também uma infinidade de problemas sociais que conturbaram a Europa do século XIX. Esse turbilhão social faz com que surjam intelectuais preocupados e propostos a por uma ordem social oriunda dessas revoluções. Esse turbilhão social faz com que surjam intelectuais preocupados e propostos a por uma ordem social oriunda dessas revoluções. Neste contexto é que surge a Sociologia. Neste contexto é que surge a Sociologia. Pensadores como Tocqueville, Monstesquieu, Le Play, Saint-Simon, Augusto Comte entre outros vão sistematizar e refletir sobre a realidade social da época. Pensadores como Tocqueville, Monstesquieu, Le Play, Saint-Simon, Augusto Comte entre outros vão sistematizar e refletir sobre a realidade social da época.

21 Positivismo Corrente científico-filosófica que foi umas das precursoras da Sociologia. Seus precursores foram Saint-Simon e Augusto Comte (discípulo de Saint- Simon, que inclusive criou o termo Sociologia). Corrente científico-filosófica que foi umas das precursoras da Sociologia. Seus precursores foram Saint-Simon e Augusto Comte (discípulo de Saint- Simon, que inclusive criou o termo Sociologia). Era baseada principalmente na afirmação das ciêcias experimentais. Era baseada principalmente na afirmação das ciêcias experimentais.

22 Podemos caracterizar três premissas básicas no positivismo: 1. A Sociedade é regida por leis Naturais, isto é, leis invariáveis, independentes da vontade e da ação humana; na vida social, reina uma harmonia natural. 1. A Sociedade é regida por leis Naturais, isto é, leis invariáveis, independentes da vontade e da ação humana; na vida social, reina uma harmonia natural. 2. A Sociedade pode, portanto, ser Epistemologicamente assimilada pela Natureza e ser estudada pelo métodos, trajetória e processos empregados pelas Ciências da Natureza. 2. A Sociedade pode, portanto, ser Epistemologicamente assimilada pela Natureza e ser estudada pelo métodos, trajetória e processos empregados pelas Ciências da Natureza. 3. As Ciências da Sociedade, assim como as da Natureza, devem limitar-se à observação e à explicação causal dos fenômenos, de forma objetiva, neutra, livre de julgamentos de valor ou Ideologias, descartando todas as pré-noções e preconceitos (neutralidade axiológica). 3. As Ciências da Sociedade, assim como as da Natureza, devem limitar-se à observação e à explicação causal dos fenômenos, de forma objetiva, neutra, livre de julgamentos de valor ou Ideologias, descartando todas as pré-noções e preconceitos (neutralidade axiológica).

23 Saint-Simon Para este autor, o avanço da ciência determinava a mudança político-social, além da moral e da religião. Acreditava que, no futuro, a sociedade seria basicamente formada por cientistas e industriais. Para este autor, o avanço da ciência determinava a mudança político-social, além da moral e da religião. Acreditava que, no futuro, a sociedade seria basicamente formada por cientistas e industriais.

24 Augusto Comte Em seu método, Comte propunha uma metodologia da observação dos fenômenos. Para ele o homem passou por tres estagios evolutivos: Em seu método, Comte propunha uma metodologia da observação dos fenômenos. Para ele o homem passou por tres estagios evolutivos:

25 1º Teológico: é a infância da humandidade em que o homem explica os fenomenos naturais através de causas fantásticas e sobrenaturais. (religiões monoteístas e politeístas) 1º Teológico: é a infância da humandidade em que o homem explica os fenomenos naturais através de causas fantásticas e sobrenaturais. (religiões monoteístas e politeístas) 2º Metafísico: explicações racionais, buscam o porque das coisas e substituem os deuses por entidades abstratas e términos metafísicos. (Filosofia) 2º Metafísico: explicações racionais, buscam o porque das coisas e substituem os deuses por entidades abstratas e términos metafísicos. (Filosofia) 3º Positivo (Científico): etapa definitiva, não se busca o porque das coisas, mas sim o como. O conhecimento se baseia nas observações e nas experiências. Busca-se o conhecimento das leis da natureza para conseguir seu domínio técnico. 3º Positivo (Científico): etapa definitiva, não se busca o porque das coisas, mas sim o como. O conhecimento se baseia nas observações e nas experiências. Busca-se o conhecimento das leis da natureza para conseguir seu domínio técnico.

26 Comte ainda avaliou que a sociedade possuía dois movimentos principais: dinâmico e estático. Comte ainda avaliou que a sociedade possuía dois movimentos principais: dinâmico e estático. Movimento dinâmico: é o responsável pela evolução social que imprime sobre as sociedades as transformações para estágios superiores e mais complexos. (progresso) Movimento dinâmico: é o responsável pela evolução social que imprime sobre as sociedades as transformações para estágios superiores e mais complexos. (progresso) Movimento estático: é o responsável pela organização e equilíbrio do organismo que ajustaria a sociedade ao seu melhor funcionamento harmônico. (ordem) Movimento estático: é o responsável pela organização e equilíbrio do organismo que ajustaria a sociedade ao seu melhor funcionamento harmônico. (ordem)

27

28 Questões de Vestibular

29

30

31

32


Carregar ppt "Revisão de Sociologia para o Vestibular. 1. Sociologia como autoconsciência da sociedade: - Breve histórico do surgimento da Sociologia O que é SOCIOLOGIA?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google