A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Rosana Moraes. O sistema imune, que é composto por vários tipos celulares, proteínas, tecidos e órgãos, defende diariamente o organismo contra vários.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Rosana Moraes. O sistema imune, que é composto por vários tipos celulares, proteínas, tecidos e órgãos, defende diariamente o organismo contra vários."— Transcrição da apresentação:

1 Rosana Moraes

2 O sistema imune, que é composto por vários tipos celulares, proteínas, tecidos e órgãos, defende diariamente o organismo contra vários micróbios e contra células cancerígenas. Na maioria das vezes, o sistema imune faz um bom trabalho e mantém o indivíduo sadio, livre de infecções e de tumores. Mas, quando falha esse sistema, temos o aparecimento de vários problemas. O processo através do qual o sistema imune protege o organismo desde a entrada de uma partícula estranha até que a mesma seja debelada é conhecido como resposta imune.

3 Leucócitos – são células produzidas na medula óssea vermelha, a partir da linhagem mieloide e da linhagem linfoide. Da linhagem mieloide originam-se: neutrófilos – atuam na fagocitose de patógenos e outros invasores. eosinófilos – atuam nas reações alérgicas, combatem alguns tipos de vermes. basófilos – secretam heparina e histamina nas reações alérgicas, intensificando a resposta inflamatória. monócitos – se fundem e formam os macrófagos que fagocitam invasores, dependendo do tecido onde se encontram recebem diferentes nomes.

4 Da linhagem linfoide originam-se: linfócitos - podem ser de três tipos, B, Natural Killers (NK) e os linfócitos T (CD4 e CD8) Os linfócitos B recebem esse nome porque foram estudados inicialmente em aves, nas quais sua maturação ocorre em uma estrutura linfoide situada na parede dorsal da cloaca denominada Bursa de Fabricius. Os linfócitos T recebem essa denominação porque após serem formados na medula óssea vermelha amadurecem no timo.

5 Os linfócitos CD 4 ou auxialiadores - estimulam os linfócitos B a produzir anticorpos. Os linfócitos CD 8 ou citotóxicos - atacam e destroem células anormais, como as tumorais ou as infectadas por vírus. Os linfócitos natural Killers – assim como os linfócitos CD 8 atacam células tumorais, mas não apresentam em suas membranas marcadores de superfície, como ocorre em linfócitos B e T. Eles podem atacar indistintamente diferentes tipos de células.

6 Os mastócitos também são células de defesa do sistema imunológico, originadas na medula óssea vermelha, mas não derivam das linhagens mieloide ou linfoide. Os mastócitos tem forma arredondada, cujo citoplasma contém granulações basófilas de tamanho variável, que participa na elaboração de diversos mediadores químicos (histamina, heparina).

7 Leucócitos Granulosos Leucócitos Agranulosos

8

9 Os leucócitos são produzidos e armazenados em vários locais do corpo, como o timo, o baço e a medula óssea. Por essa razão, esses órgãos são conhecidos como órgãos linfóides. Há também certas ilhas de tecido linfóide espalhadas pelo corpo - os linfonodos - que também abrigam leucócitos. Os leucócitos circulam entre os diversos órgãos do corpo, passando pelos linfonodos, através dos vasos linfáticos. Os leucócitos também podem circular pelos vasos sanguíneos.

10 Sua capacidade de reconhecer especificamente um agente estranho é limitada, atua da mesma forma contra qualquer invasor, independente de sua natureza. Componentes da imunidade natural: -Barreiras físicas: pele e mucosas -Barreiras químicas: substâncias antimicrobianas, proteínas sanguíneas, células citotóxicas e fagocitárias.

11 Caracteriza-se por reconhecer especificamente diferentes tipos de agentes estranhos. Além disso, a exposição a um determinado agente estranho desencadeia a formação de uma memória imunológica. Quando um indivíduo é exposto a um agente estranho desencadeia a formação de uma memória imunológica (o indivíduo adquire a capacidade de reconhecer um determinado agente estranho outras vezes em que for exposto a ele). Participam da imunidade específica: os linfócitos e os anticorpos.

12 As respostas imunes específicas são desencadeadas quando um indivíduo é expostos a um determinado agente estranho, disparando um alarme para o recrutamento de liinfócitos e para a produção de anticorpos. Imunidade celular – os linfócitos reconhecem fragmentos de agentes estranhos expostos sobre a superfície de outras células. Imunidade humoral – quando envolve a produção de anticorpos.

13 Fase de reconhecimento Fase de reconhecimento – fase em que os linfócitos reconhecem os fragmentos de um agente invasor expresso na membrana plasmática de uma célula. Fase de ativação Fase de ativação – os linfócitos se multiplicam. Fase efetora Fase efetora – os linfócitos especializam-se na destruição do agente invasor ou permanecem como células de memória. Caso o linfócito não seja ativado apropriadamente são induzidos a sofrer apoptose (suicídio celular).

14 A imunidade ativa A imunidade ativa ocorre quando o indivíduo é exposto a um agente estranho e este estimula o sistema imunológico a participar ativamente da elaboração das suas estratégias de defesa, onde o invasor é destruído e uma memória imunológica é formada. Exemplo: a vacinação A imunidade passiva A imunidade passiva ocorre quando o indivíduo recebe anticorpos produzidos em outro organismo, onde estes atuaram contendo a progressão de um quadro clínico grave, visto em situações bastante específicas. Exemplo:a utilização de soro antiofídico.

15

16 Os antígenos são agentes estranhos que estimulam nosso sistema imunológico a produzir anticorpos. Os anticorpos ou imunoglobulinas (Ig) são glicoproteinas sintetizadas pelos linfócitos B ativados (plasmócitos), em resposta à presença de um antígeno. Estruturalmente, os anticorpos assemelham-se à letra Y, em que os braços da molécula correspondem aos sítios de ligação com os antígenos, enquanto a cauda permite a ligação com os receptores presentes na superfície de várias células.

17 Cadeias pesadas = cadenas pesadas Cadeias leves = cadeis ligeras

18 Constitui uma reação orquestrada do organismo quando ocorrem ferimentos, que são frequentemente invadidos por microrganismo, principalmente bactérias e vírus. A área inflamada fica dolorida, vermelha, inchada e quente.

19 Bradicinas cérebro Células nervosas DOR vasodilatação mastócitos Macrófagos e neutrófilos fagocitose Os macrófagos também produzem interleucinas histamina DOR 56 7 Lesão vascular

20 Os macrófagos depois de fagocitar os agentes infecciosos interleucinas Multiplicação dos linfócitos Pedaços de seus componentes Linfócitos T auxiliadores ou CD4 mostram aos Produzem interleucinas e estimulam Linfócitos B Linfócitos citotóxicos ou CD8 Os plasmócitos, linfócitos B ativados, produzem anticorpos Liberam perforinas que destroem células infectadas e invasores.


Carregar ppt "Rosana Moraes. O sistema imune, que é composto por vários tipos celulares, proteínas, tecidos e órgãos, defende diariamente o organismo contra vários."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google