A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ativação da Célula B, Produção de Anticorpos e Resposta Imune Humoral 09 e 10/05/2007.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ativação da Célula B, Produção de Anticorpos e Resposta Imune Humoral 09 e 10/05/2007."— Transcrição da apresentação:

1 Ativação da Célula B, Produção de Anticorpos e Resposta Imune Humoral 09 e 10/05/2007

2 Características Gerais da Resposta Imune Humoral Início da resposta humoral ocorre nos órgãos linfóides periféricos como baço, linfonodos e tecidos linfóides da mucosa; Resposta dos anticorpos aos antígenos requer ou não a participação dos Linfócitos T auxiliares.

3 Características Gerais da Resposta Imune Humoral

4 Cinética da resposta imune humoral primária e secundária

5 Reconhecimento Antigênico e Ativação da Célula B Induzida pelo Antígeno Ligação cruzada dos receptores de membrana com o antígeno; Formação de vesículas endossômicas; Receptores de antígeno presentes na célula B emitem sinais ativadores para a célula; A Transdução de sinais é feita pelas Igα e Igβ – Complexo do receptor de célula B para antígenos (BCR).

6 Reconhecimento Antigênico e Ativação da Célula B Induzida pelo Antígeno Os eventos iniciais, que são induzidos pela ligação cruzada do antígeno com o complexo BCR, levam à proliferação, diferenciação do linfócito B.

7 Resposta de Anticorpos para Antígenos Protéicos Dependentes de Linfócitos T Auxiliares Interação T-B, Proliferação de Células B, Secreção de Anticorpos e Mudança de Isótipo

8 Resposta de Anticorpos para Antígenos Protéicos Dependentes de Linfócitos T Auxiliares

9 Apresentação do Antígeno pelas células B às células T auxiliares tem a participação de moléculas co-estimulatórias

10 Resposta de Anticorpos para Antígenos Protéicos Dependentes de Linfócitos T Auxiliares Mecanismos pelos quais a célula T auxiliar induz a ativação da célula B

11 Resposta de Anticorpos para Antígenos Protéicos Dependentes de Linfócitos T Auxiliares

12 Secreção de Anticorpos Plasmócitos de vida longa da Medula Óssea podem produzir anticorpos por meses ou anos, após o desaparecimento do antígeno; A diferença da imunoglobulina de membrana da forma secretada está na sua porção carboxiterminal.

13 Resposta de Anticorpos para Antígenos Protéicos Dependentes de Linfócitos T Auxiliares Mudança de Isótipo Ativação do complemento Fagocitose dependente de Fc Ativação do complemento Imunidade neonatal Imunidade da mucosa Imunidade contra helmintos Hipersensibilidade imediata Formas de regulação: por subtipos de células T, em diferentes sítios anatômicos, característica do antígeno e por citocinas.

14 Resposta de Anticorpos para Antígenos Protéicos Dependentes de Linfócitos T Auxiliares Eventos Tardios na Resposta de Anticorpos Dependente de Célula T: Reações nos Centros Germinativos

15 Resposta de Anticorpos para Antígenos Protéicos Dependentes de Linfócitos T Auxiliares Maturação da Afinidade Mutações Somáticas nos genes da Ig e a Seleção das células B nos centros germinativos

16 Resposta de Anticorpos para Antígenos Protéicos Dependentes de Linfócitos T Auxiliares Geração das Células B de Memória e R.I. Secundária Sobrevivem por longo tempo, sem estimulação antigênica. Resposta rápida diante de uma reinfecção. Permaneçem no linfonodo ou deixam os centros germinativos e residem em outros tecidos linfóides. Apresentam receptores de alta afinidade e mudança de isótipos. A mudança de cadeia pesada, a maturação de afinidade e a memória imunológica são dependentes de células T.

17 Resposta de Anticorpos para Antígenos Independentes de Célula T Anticorpos de baixa afinidade (IgM) Polissacarídeos, glicolipídeos e os ácidos nucléicos não podem ser processados e apresentados em associação com MHC; São polivalentes, sendo compostos por múltiplos determinantes antigênicos; Muitos polissacarídeos ativam o sistema complemento pela via alternativa, fornecendo o segundo sinal para a ativação do Linfócito B

18 Feedback de Anticorpos: Regulação da Resposta Imune Humoral pelos Receptores de Fc Quantidade suficiente de anticorpo é produzida e complexos antígeno-anticorpo estão presentes; A Ig de membrana e o receptor para porção Fc da IgG (Fcγ RIIB) se aglutinam com o complexo antígeno-anticorpo.

19 Feedback de Anticorpos: Regulação da Resposta Imune Humoral pelos Receptores de Fc Citotoxicidade mediada por células dependente de anticorpos - ADCC O FcγRIIB se liga a IgG de membrana; A célula NK ativada sintetiza e secreta INF- γ e libera seus grânulos


Carregar ppt "Ativação da Célula B, Produção de Anticorpos e Resposta Imune Humoral 09 e 10/05/2007."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google