A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Evolução Social do Trabalho. Desde o início dos tempos o ser humano precisava desenvolver atividades cotidianas para suprir suas necessidades ou as de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Evolução Social do Trabalho. Desde o início dos tempos o ser humano precisava desenvolver atividades cotidianas para suprir suas necessidades ou as de."— Transcrição da apresentação:

1 Evolução Social do Trabalho

2 Desde o início dos tempos o ser humano precisava desenvolver atividades cotidianas para suprir suas necessidades ou as de sua família. Mesmo sem a tecnologia, utilizando técnicas rudimentares que foram transmitidas pelos seus antepassados, eram capazes de tirar da natureza o sustento.

3 Evolução Social do Trabalho Os grupo se movimentavam em busca de alimentos e caça. Sobreviviam com o que a natureza lhes fornecia - predadores. Fase Nômade Não havia interferência humana na produção de alimentos e bens.

4 O ser humano começa a cultivar seu alimento. Para Marx, só a partir deste momento podemos determinar a existência do trabalho. Deixa de ser nômade e passa produzir o seu alimento e uma variedade bens para satisfazer as suas necessidades. Valorização da posse da terra, porque é ela que garante a sua sobrevivência. Evolução Social do Trabalho Fase Sedentária – Domínio Técnicas Agrícolas

5 Domínio do Fogo e Escrita Ao dominar o fogo ele passa a dominar também a arte de fundição que lhe possibilitou fabricar utensílios e armas de metal. Este é o início da revolução tecnológica. O domínio da escrita ampliou seu conhecimento e sua capacidade de registrar os fatos. Divisão social do trabalho era feita de acordo com o sexo.

6 Evolução Social do Trabalho Prod u ç ão de artesanato, arte foi evoluindo ao longo do tempo. Antes da revolução industrial o artesão possuía os meios de produção (oficina, ferramentas e a matéria prima). Trabalhava com a família em sua própria casa, realizando todas as etapas da produção, desde o preparo da matéria-prima, até o acabamento final. Determinava o ritmo de seu trabalho, de acordo com suas necessidades e prioridades. Modo de Produção Primitivo

7 Evolução Social do Trabalho Modo de Produção Escravista Modo de Produção Feudalista Modo de Produção Pré-Capalista

8 Máquina a Vapor Evolução Social do Trabalho Este foi um marco, a descoberta de uma importante fonte de energia que passou a mover navios, locomotivas e as máquinas de tecelagem.

9 A energia elétrica passou a movimentar as máquinas. Consolida-se o surgimento de uma nova categoria do trabalho: os empregados, que são os agricultores e artesãos que perderam sua fonte de subsistência. Evolução Social do Trabalho A produção que antes ocorria na casa dos artesãos ou nas terras dos senhores feudais, passa a ocorrer nas fábricas. Revolução Industrial

10 Evolução Social do Trabalho Alteração das condições de vida do trabalhador que passa a conviver com condições precárias no local de trabalho. Acirramento da Luta entre os empregadores e os proletários. Revolução Industrial Movimentos sociais favorecem a organização dos trabalhadores e a formação dos sindicatos. Tem início uma série de conquistas dos trabalhadores visando melhoria das condições de trabalho e dos salários.

11 Evolução Social do Trabalho Revolução do aço e da eletricidade Revolução do ferro e do carvão Poluição Ambiental

12 Evolução Social do Trabalho Tem início uma nova divisão do Trabalho: Intelectual e Braçal. Revolução Industrial

13 Revolução Tecnológica A informática e a Robótica Evolução Social do Trabalho

14 Ao longo deste evolução, o homem transformou e foi transformado pelo trabalho. Esse novo homem transformador e transformado passa a ter necessidades diferenciadas que não mais existem apenas para sua sobrevivência física, mas para sua sobrevivência social. Para alcançar o padrão de vida proposto pela sociedade capitalista, o homem passa a produzir não apenas para a sobrevivência, mas para que se destaque diante de outros homens. Valorização do TER em detrimento do SER. O homem passa a produzir para consumir e não para transformar.

15 O Trabalho no Mundo Contemporâneo Mercado global Desigualdade Competição Mecanização Evolução Social do Trabalho

16 O Trabalho no Mundo Contemporâneo Flexibilização Terceirização Precarização Mecanização Evolução Social do Trabalho

17 DIREITO AO TRABALHO Na Declaração Universal dos Direitos Humanos está previsto que toda pessoa tem direito ao trabalho e à proteção contra o desemprego. O Brasil também se comprometeu com estas normas e por isso, tem o dever de tomar medidas para garantir o exercício deste direito como meio de prover a própria vida e existência. A Constituição do Brasil no artigo 6º reconhece o direito ao trabalho como um direito social e, portanto, fundamental para a dignidade humana.

18 Evolução Social do Trabalho Art. 6 o da Constituição do Brasil: DIREITO AO TRABALHO São direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.


Carregar ppt "Evolução Social do Trabalho. Desde o início dos tempos o ser humano precisava desenvolver atividades cotidianas para suprir suas necessidades ou as de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google