A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica EVOLUÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE METANÁLISES EM GINECOLOGIA E.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica EVOLUÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE METANÁLISES EM GINECOLOGIA E."— Transcrição da apresentação:

1 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica EVOLUÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE METANÁLISES EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA João Pedro Tavares; João Pedro Carvalho; Jorge Filipe Porfírio; Jorge Teixeira Lage; José Carlos Marçalo; José Luís Ferreira; José Pedro Lopes; Juliana Cláudia Sousa; Laura Alice Botelho; Leonel Filipe Barbosa ORIENTADORA: Prof.ª Cristina Santos INTRODUÇÃO À MEDICINA – 1º ANO 2004 / 2005 Turma 10 - Medicina Fonte: 1ª Apresentação

2 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Pesquisa Bibliográfica i.Pesquisa de material / informação para construção da introdução. ii.Pesquisa geral conjunta, na área de obstetrícia e ginecologia, efectuada na Medline (Pubmed). iii.Pesquisa de metanálises em 3 revistas da especialidade, recorrendo à base de dados da Medline. -AMERICAN JOURNAL OF GINECOLOGY AND OBSTETRICS -ARCHIVES OF GYNECOLOGY AND OBSTETRICS -OBSTETRICS AND GYNECOLOGY Métodos

3 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Como se processou toda a pesquisa dos artigos? I.Recorrendo à base de dados da Medline (Pubmed) - Base de dados bibliográfica on-line da National Library of Medicine (NLM) dos EUA, orientada para a pesquisa e análise de literatura médica. - Várias revistas da especialidade estão indexadas à Medline, possibilitando a o pesquisa dos artigos nelas publicadas. É a base de dados de excelência para procura de artigos, na área de obstetrícia e ginecologia i.Qual a importância da Medline, para este trabalho? Métodos

4 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Como se processou a pesquisa de material para a introdução? - Consultou-se a Cochrane Collaboration (curso online). - Efectuou-se igualmente pesquisa na base de dados da Medline (Pubmed). Métodos

5 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Como se processou toda a pesquisa dos artigos? I.Como foi a nossa pesquisa efectuada na Medline? Este estudo que efectuamos exige: Não uma pesquisa… Mas pelo contrário… Várias pesquisas Para que se possa encontrar um número significativo de artigos. Fornecendo bases sólidas para uma correcta análise estatística. Métodos

6 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Como se processou toda a pesquisa dos artigos? I.Como foi esta pesquisa efectuada na Medline? (continuação) i.Fez-se uma 1ª pesquisa usando as palavras-chave: Gynecology; Obstetrics ii.Pretendemos encontrar o máximo de artigos, portanto vamos conjugar numa pesquisa todos os resultados encontrados para Gynecology e Obstetrics iii.Portanto no campo de pesquisa – search – inserimos: Gynecology OR Obstetrics iv. Esta pesquisa foi depois limitada em – Limits – a metanálises (meta- analysis) e a humanos (humans) Métodos

7 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Como se processou toda a pesquisa dos artigos? Pesquisa geral conjunta na Medline, usando os termos Gynecology e Obstetrics Métodos

8 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Como se processou toda a pesquisa dos artigos? I.Como foi esta pesquisa efectuada na Medline? (continuação) NOTA: -Inicialmente procuramos os termos MeSH (Medical Subject headings), de ginecologia (gynecology) e obstetrícia (obstetrics). -Esta pesquisa dos MeSH, permitiu verificar se estes termos descreviam aquilo que realmente pretendíamos. -Efectuamos numa fase inicial, uma pesquisa através destes termos MeSH, que resultou num número muito baixo de artigos. -E estes artigos encontrados estavam incluídos na pesquisa geral. Métodos

9 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Como se processou toda a pesquisa dos artigos? I.Como foi esta pesquisa efectuada na Medline? (continuação) Agora as próximas pesquisas efectuadas na Medline referem-se a pesquisas em revistas científicas das áreas: Obstetrícia e Ginecologia i.Começou-se por seleccionar da Medline, alguns jornais/revistas da especialidade. ii.Para isso seleccionou-se Journals e fez-se uma pesquisa contendo as palavras Gynecology e obstetrics iii.Seleccionou-se 3 jornais/revistas ao acaso. Sendo que a 1ª escolha (American Journal of Gynecology and Obstetrics) foi propositada pois é uma revista de eleição nesta área. Métodos

10 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Como se processou toda a pesquisa dos artigos? Pesquisa de jornais/revistas da especialidade Métodos

11 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Como se processou toda a pesquisa dos artigos? I.Como foi esta pesquisa efectuada na Medline? (continuação) Após se ter seleccionado as 3 revistas para pesquisa de artigos, e se ter visto qual as abreviaturas de cada uma, utilizadas pela Medline, procedeu-se aos seguintes passos. i.Começou-se por escrever a abreviatura de cada revista no campo de pesquisa da Medline. ii.Deste modo aparecem todos os artigos publicados pela revista iii.Basta agora limitar em – Limits – a Metanálises (meta-analysis) e a Humanos (humans) iv.Obtém-se assim artigos de metanálises, sobre ginecologia e obstetrícia Métodos

12 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Como se processou toda a pesquisa dos artigos? 2ª Pesquisa de metanálises num jornal/revista (por exemplo) Métodos

13 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Material Que material/dados foram recolhidos dos artigos encontrados? I.O próximo passo, consiste em retirar de todos os artigos encontrados o máximo de dados possível para futura análise estatística. i.Estes dados incluem a frequência com que as metanálises são utilizadas como método de revisão sistemática, nos diversos jornais/revistas. ii.Incluem também dados fundamentais como: - o país onde foram realizados - ano de publicação - autores - temáticas mais abordadas nas metanálises - jornal / revista onde foram encontradas

14 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Material Onde é inserida e processada toda a informação recolhida? - Todos os dados recolhidos das metanálises são introduzidos num programa informático, o SPSS (Statistical Package for Social Sciences). - Esta aplicação vai permitir o tratamento estatístico desses dados. Fonte: Ainda em fase de introdução de dados no programa SPSS!

15 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Quantos artigos foram encontrados, após várias pesquisas? 1ª Pesquisa - 22 artigos PESQUISA GERAL CONJUNTA NA PUBMED Search: gynecology OR obstetrics Limits: Meta-Analysis, Humans Nota: Esta pesquisa inclui metanálises publicadas em várias revistas da especialidade. 2ª Pesquisa - 54 artigos AMERICAN JOURNAL OF GINECOLOGY AND OBSTETRICS Search: Am J Obstet Gynecol Limits: Meta-Analysis, Humans 3ª Pesquisa - 3 artigos ARCHIVES OF GYNECOLOGY AND OBSTETRICS Search: Am J Obstet Gynecol Limits: Meta-Analysis, Humans 4ª Pesquisa - 66 artigos OBSTETRICS AND GYNECOLOGY Search: Obstet Gynecol Limits: Meta-Analysis, Humans 145 artigos Material - Acta obstetricia et gynecologica Scandinavica. - Gynecologic oncology - Journal de gynecologie, obstetrique et biologie de la reproduction.

16 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação CRÉDITOS Design gráfico da apresentação / slides José Pedro Lopes Preparação do conteúdo dos slides - Introdução – José Luís; Leonel Barbosa - Métodos e Material – Pedro Lopes Recolha de informação para a introdução Jorge Teixeira Lage José Carlos Marçalo José Luís Ferreira Laura Alice Botelho Leonel Filipe Barbosa Elaboração da introdução apresentada José Luís Ferreira Leonel Filipe Barbosa Pesquisa Bibliográfica: José Pedro Lopes Recolha de informação das metanálises: João Pedro Tavares João Pedro Carvalho Jorge Filipe Porfírio José Pedro Lopes Juliana Cláudia Sousa Exposição dos slides: - Introdução - Leonel Barbosa; José Luís - Métodos e Material – Pedro Lopes; ????? FIM… Da 1ª apresentação! 12/01/2005

17 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Introdução Objectivo do trabalho - Revisão Sistemática sobre metanálises em Ginecologia e Obstetrícia - Compreensão da evolução das metanálises Ginecologia e Obstetrícia - Publicação do trabalho na Cochrane ou uma revista científica

18 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Introdução Tipos de estudos Estudos primários: -baseiam-se em dados recolhidos directamente das fontes (unidade de análise) – exs. estudos de coorte, estudos de casos e controlos, etc Estudos secundários: - têm como fonte estudos realizados previamente – exs. revisão sistemática

19 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Introdução Revisão sistemática - reunião organizada de grande quantidade de resultados de estudos anteriores; - análise das diferenças e semelhanças entre eles; - os sujeitos da investigação são geralmente estudos primários; - normalmente retrospectiva; - muito usada na clínica, nomeadamente no que toca a tomadas de decisão na área da saúde. Metanálise - método estatístico associado à revisão sistemática.

20 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Introdução Perspectiva histórica da metanálise - apareceu no início do século XX (tornou-se popular na década de 90); - primeira metanálise em 1904 e em 1955 a primeira metanálise sobre um assunto clínico; - em 1992 foi fundada a Cochrane Collaboration no Reino Unido, que tem como objectivo padronizar a abordagem e a busca feita aos ensaios clínicos e às bases de dados;

21 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Introdução Formato do projecto - página de rosto; - abstract - resumo; - texto de revisão; - tabelas e figuras; - referências.

22 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Introdução Passos seguintes -elaboração do projecto da revisão sistemática; -identificação e selecção dos estudos primários; -colheita dos dados; -análise e apresentação dos resultados; -interpretação dos resultados.

23 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Introdução Pertinência na realização de metanálises No caso de ginecologia e obstetrícia a metanálise pode: -Aumentar o poder estatístico dos dados referentes a vários estudos ; -Estimar a típica dimensão do tratamento ou factor de risco, mais precisamente; -Permitir serem resolvidas controvérsias em literatura médica acerca do assunto; - Definir valores fixos e aceitáveis acerca de determinados estudos em que estes surjam como variáveis; uma vez que constitui um método essencialmente quantitativo que combina informação de vários estudos independentes

24 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica 1ª Apresentação Introdução Pertinência na realização de um estudo sobre as metanálises em Ginecologia e Obstetrícia O sucesso que este método de estudo tem vindo a revelar na análise e compilação de dados nas áreas de Ginecologia e Obstetrícia traduz-se num elevado número de metanálises realizadas sobre os mais variados temas. Por esta razão torna- se pertinente a realização de uma revisão sistemática que conceda uma visão englobante e simultaneamente precisa acerca das referidas metanálises para uma melhor compreensão: Da sua utilidade; Da sua evolução; Dos seus resultados;


Carregar ppt "Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Serviço de Bioestatística e Informática Médica EVOLUÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE METANÁLISES EM GINECOLOGIA E."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google