A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Módulo de Gestão Aplicada a SST – Segurança e Saúde do Trabalho – AULA 6 FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Módulo de Gestão Aplicada a SST – Segurança e Saúde do Trabalho – AULA 6 FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho."— Transcrição da apresentação:

1 Módulo de Gestão Aplicada a SST – Segurança e Saúde do Trabalho – AULA 6 FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho

2 COMPETÊNCIAS QUE TRABALHAREMOS NESTA AULA Aplicar os formatos de estruturação documental para a elaboração de um PPRA.

3 ESTRUTURA 3

4 PPRA 4

5 Riscos Químicos (Cor Vermelha) Grupo 2 São riscos expressos em diversas formas: Líquidas, gasosas e sólidas, causam diversos problemas de saúde aos trabalhadores expostos.

6 CHUMBO O chumbo foi um dos primeiros metais utilizados pelo homem. Existem evidências que apontam o uso desse metal na Ásia Menor 4000 a.C. Por ser usado a muito tempo e intensamente, a história de intoxicação é longa. 6

7 SATURNISMO O saturnismo é o nome dado à intoxicação pelo chumbo. Ela afeta milhões de pessoas em todo o mundo como resultado da poluição ambiental, além de outras espécies, como as aves. Em humanos, as principais fontes de intoxicação são as tintas que contém chumbo, baterias de automóveis, pilhas, soldas, e emissões industriais. 7

8 SATURNISMO Existem duas vias pelas quais o chumbo pode adentrar o organismo: Respiratória: mais comum em ambientes de trabalho onde os empregados ficam expostos a vapores de óxido de chumbo. Digestiva: via mais comum. 8

9 9

10 Riscos Químicos Anexo nº 11 - Agentes químicos cuja insalubridade é caracterizada por limite de tolerância e inspeção no local de trabalho Anexo nº 12 - Limites de tolerância para poeiras minerais

11 Riscos Químicos Anexo nº 13 - Agentes químicos Relação das atividades e operações envolvendo agentes químicos, consideradas, insalubres em decorrência de Inspeção realizada no local de trabalho. Excluam-se cesta relação as atividades ou operações com os agentes Químicos constantes dos anexos 11 e 12.

12 Riscos Químicos - Aerodispersóides São dispersões de partículas sólidas ou líquidas de tamanho bastante reduzido, que podem se manter por longo tempo em suspensão no ar. Poeiras - São partículas sólidas, produzidas mecanicamente por ruptura de partículas maiores. Poeiras Minerais - Ex: sílica, asbesto, carvão mineral, manganês. Poeiras Vegetais - Ex: algodão, bagaço de cana- de-açúcar.

13 Riscos Químicos - Aerodispersóides Fumos - São partículas sólidas produzidas por condensação de vapores metálicos. Ex: fumos de óxido de zinco nas operações de soldagem com ferro. Névoas - Partículas líquidas produzidas mecanicamente, como por em processo spray. Ex: Pintura a pistola. Neblinas - São partículas líquidas produzidas por condensações de vapores.

14 Riscos Químicos Gases - Substâncias cujas moléculas se encontram dispersas pelo ar. Tem mobilidade e ocupam todo o espaço disponível. Nas condições normais de temperatura e pressão ambientais se encontram no estado gasoso, somente poderá ser liquefeito, quando submetido a altas pressões e altas temperaturas. Caso estejam armazenados em cilindros podem passar para o ambiente através do vazamento. São exemplos de gases: oxigênio, cloro, dióxido de enxofre, gás sulfídrico.

15 Riscos Químicos Vapores - São moléculas dispersas pelo ar ambiente no estado gasoso, proveniente da evaporação que se encontram no estado líquido. Quanto maior a temperatura maior será o índice de evaporação, consequentemente maior a concentração destes vapores no ar. São exemplo de vapores os solventes de um modo geral, tais como: álcoois, éteres, hidrocarbonetos.

16 Classificação dos Gases e Vapores Irritantes: irritação das vias aéreas superiores. Ex: ácido clorídrico, ácido sulfúrico, soda cáustica, cloro, etc. Asfixiantes: dor de cabeça, náuseas, sonolência, convulsões, coma e morte. Ex: hidrogênio, nitrogênio, hélio, metano, acetileno, dióxido de carbono, monóxido de carbono, etc. Anestésicos: Ação depressiva sobre o sistema nervoso, danos aos diversos órgãos, ao sistema formador de sangue, etc. Ex: butano, propano, aldeídos, cetonas, cloreto de carbono, benzeno, tolueno, álcoois, percloritileno, xileno, etc.

17 Fatores que influenciam na toxidade Concentração: quanto maior a concentração, mais rapidamente seus efeitos nocivos manifestar-se-ão no organismo; Índice respiratório: representa a quantidade de ar inalado pelo trabalhador durante a jornada de trabalho; Sensibilidade individual: o nível de resistência varia de indivíduo para indivíduo; Toxicidade: é o potencial tóxico da substância no organismo; Tempo de exposição: é o tempo que o organismo fica exposto ao contaminante.

18 Riscos Biológicos (Cor Marrom) Grupo 3 Vírus Bactérias Fungos Parasitas Bacilos Protozoários

19 Insalubridade de grau máximo Trabalho ou operações, em contato permanente com: Carnes, glândulas, vísceras, sangue, ossos, couros, pêlos e dejeções de animais portadores de doenças infectocontagiosas (carbunculose, brucelose, tuberculose); AGENTES BIOLÓGICOS - Anexo 14

20 Insalubridade de grau máximo Trabalho ou operações, em contato permanente com: Pacientes em isolamento por doenças infecto- contagiosas, bem como objetos de seu uso, não previamente esterilizados; Esgotos (galerias e tanques); e Lixo urbano (coleta e industrialização). AGENTES BIOLÓGICOS - Anexo 14

21 Insalubridade de grau médio Trabalhos e operações em contato permanente com pacientes, animais ou com material infecto-contagiante, em: hospitais, serviços de emergência, enfermarias, ambulatórios, postos de vacinação e outros estabelecimentos destinados aos cuidados da saúde humana (aplica-se unicamente ao pessoal que tenha contato com os pacientes, bem como aos que manuseiam objetos de uso desses pacientes, não previamente esterilizados); hospitais, ambulatórios, postos de vacinação e outros estabelecimentos destinados ao atendimento e tratamento de animais (aplica-se apenas ao pessoal que tenha contato com tais animais); AGENTES BIOLÓGICOS - Anexo 14

22 Insalubridade de grau médio Contato em laboratórios, com animais destinados ao preparo de soro, vacinas e outros produtos; Laboratórios de análise clínica e histopatologia (técnicos); Gabinetes de autópsias, de anatomia e histoanatomopatologia (pessoal técnico); Cemitérios (exumação de corpos); Estábulos e cavalariças; e Resíduos de animais deteriorados. AGENTES BIOLÓGICOS - Anexo 14

23 ATIVIDADE 1ª Parte: Pesquise na FISPQ – Ficha de informação de Segurança de Produtos Químicos de 05 (cinco) produtos e responda as questões abaixo: - Nome do produto e seus sinônimos - Nº ONU, Classe e Número de Risco - LT – Limites de Tolerância - Formas de armazenamento - Densidade e Estado físico - Cor e odor - Carcinogenicidade Continua

24 ATIVIDADE 2ª Parte Pesquise sobre cada risco biológico (vírus, bactérias, fungos, parasitas, protozoários) e informe em que tipo de atividade encontramos cada agente, quais os danos a saúde que cada um deles pode causar e o nível de insalubridade das atividades pesquisadas.


Carregar ppt "Módulo de Gestão Aplicada a SST – Segurança e Saúde do Trabalho – AULA 6 FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google