A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÕNIA – UNIR NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO – MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO (PPGMAD) A sustentabilidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÕNIA – UNIR NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO – MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO (PPGMAD) A sustentabilidade."— Transcrição da apresentação:

1 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÕNIA – UNIR NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO – MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO (PPGMAD) A sustentabilidade da produção extrativa da RESEX do Rio Ouro Preto (RO) Ms. José Otavio Valiante Dr. Osmar Siena PORTO VELHO

2 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) PROBLEMA DE PESQUISA Qual a sustentabilidade da produção extrativa, da RESEX do Rio Ouro Preto (RO)? 2

3 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) OBJETIVOSGeral: Analisar a sustentabilidade da produção extrativista da RESEX Rio Ouro Preto (RO). Específicos: Traçar o perfil social e econômico da população da RESEX Rio Ouro Preto; Traçar o perfil social e econômico da população da RESEX Rio Ouro Preto; Levantar os quantitativos e proceder avaliação monetária da produção extrativista e não-extrativista atual da RESEX do Rio Ouro Preto; Levantar os quantitativos e proceder avaliação monetária da produção extrativista e não-extrativista atual da RESEX do Rio Ouro Preto; Analisar a produção extrativista atual, comparando-a com o total da produção da RESEX Rio Ouro Preto; Analisar a produção extrativista atual, comparando-a com o total da produção da RESEX Rio Ouro Preto; Identificar o potencial de aumento de produção extrativa da RESEX Rio Ouro Preto; Identificar o potencial de aumento de produção extrativa da RESEX Rio Ouro Preto; Estimar o potencial para melhoria na renda da população moradora com o aumento e diversificação da produção extrativista na RESEX Rio Ouro Preto. Estimar o potencial para melhoria na renda da população moradora com o aumento e diversificação da produção extrativista na RESEX Rio Ouro Preto. 3

4 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) JUSTIFICATIVA A RESEX do Rio Ouro Preto foi a primeira RESEX Federal implantada no Estado. É a segunda em dimensões, no estado de Rondônia, perdendo apenas para a RESEX Pacaás Novas, bem mais recente. 179 famílias fazem parte da população tradicional moradora da RESEX divididas em 11 comunidades, envolvidas diretamente com a questão da sustentabilidade da produção extrativa. 4

5 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS A pesquisa foi concretizada em três etapas. 1ª - levantamento para identificar temas prioritários. 2ª - identificados e analisados dados sócio- econômicos das 179 famílias. 3ª - verificação da produção extrativa potencial - amostra 11 lotes sorteados – um de cada comunidade. Entrevistas com 3 famílias para avaliar a capacidade de exploração familiar. 5

6 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) DADOS E RESULTADOS IdéiaFreq. 1 Discutir produção sustentável – diversidade de produtos, agregar valor, comercialização, uso de tecnologias, associativismo, cooperativismo 32 2Participação da comunidade tradicional da RESEX nas propostas de gestão 14 3Capacitação dos gestores10 4Envolver a população com seu ideal9 5Plano de manejo9 6

7 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) DADOS E RESULTADOS Renda: Extrativismo R$ ,99 / Produção agrícola R$ ,60 Outras rendas R$ ,00 Total: 7

8 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) DADOS E RESULTADOS Renda totalR$ ,59 Renda anual por famíliaR$ 3.891,01 Renda anual per captaR$ 1.053,69 Renda mensal por famíliaR$ 324,25 Renda mensal per captaR$ 87,81 Renda anual per capta Guajará-Mirim em 2005 R$ 8.332,00 8

9 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) DADOS E RESULTADOS PRODUTOPOTENCIAL DE PRODUÇÃO (KG) RENDA ANUAL ESTIMADA (R$) CASTANHA COPAIBA BABAÇÚ-ÓLEO BABAÇÚ-FARINHA AÇAÍ PATOÁ SERINGA , , , , , , ,66 TOTAL ,40 9

10 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) DADOS E RESULTADOS Produção possível para as famílias – com investimentos ProdutohaProdução estimada(kg) Renda (R$) CASTANHA105083,00 COPAIBA ,00 BABAÇÚ-ÓLEO ,00 BABAÇÚ-FARINHA ,00 AÇAÍ ,00 PATOÁ ,00 SERINGA104574,70 TOTAL19.697,70 10

11 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) DADOS E RESULTADOS Produção possível para as famílias (sem investimentos) – sem babaçu e patoá ProdutohaProdução estimada(kg) Renda (R$) CASTANHA105083,00 COPAIBA ,00 AÇAÍ ,00 SERINGA104574,70 TOTAL3.694,70 11

12 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) DADOS E RESULTADOS Comparação entre renda atual e rendas possíveis. 12

13 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) DADOS E RESULTADOS Contribuição das atividades para formação da renda com produção possível. 13

14 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) DADOS E RESULTADOS Contribuição das atividades para formação da renda com produção possível incluindo babaçu e patoá. 14

15 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES A simples criação de RESEX não é suficiente para a sustentabilidade. É preciso dotá-la de condições adequadas aos moradores. Foi demonstrado as condições precárias em que vive a população, em função da baixa produção que praticam. Constatou-se que atualmente a população sobrevive da produção agrícola, que representa 57,55% da renda, enquanto o extrativismo contribui com 15,25% da renda. Desta forma não existe sustentabilidade da produção extrativa. Constatou-se que a RESEX abriga um potencial rico em recursos naturais. Ficou demonstrado que se as famílias explorarem os produtos conhecidos em 10ha a renda anual passaria de R$3.892,00 para R$6.992,00, e a contribuição do extrativismo seria de 52,83% na formação da renda. 15

16 A SUSTENTABILIDADE DA PRODUÇÃO EXTRATIVA DA RESEX DO RIO OURO PRETO (RO) CONCLUSÕES E RECOMENDAÇÕES Se acrescentado farinha e óleo de babaçu e o patoá a renda anual familiar passaria para R$22.995,00 e neste caso a contribuição do extrativismo seria de 85,6% na formação da renda. Pode se concluir que a sustentabilidade da produção extrativa da RESEX Rio Ouro Preto será alcançada quando as famílias puderem explorar os produtos de 10 hectares. Uma necessidade urgente – plano de manejo. Estudos aprofundados, pesquisas futuras – novos produtos e mercado para estes produtos. Participação das associações – ASROP e ASAEX é de fundamental importância. 16


Carregar ppt "FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÕNIA – UNIR NÚCLEO DE CIÊNCIAS SOCIAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO – MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO (PPGMAD) A sustentabilidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google