A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pai Nosso em Aramaico Ligue o som, você ouvirá em seguida, em língua aramaica, a oração que Jesus nos ensinou. E os discípulos Lhe pediram: Senhor, ensina-nos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pai Nosso em Aramaico Ligue o som, você ouvirá em seguida, em língua aramaica, a oração que Jesus nos ensinou. E os discípulos Lhe pediram: Senhor, ensina-nos."— Transcrição da apresentação:

1

2 Pai Nosso em Aramaico Ligue o som, você ouvirá em seguida, em língua aramaica, a oração que Jesus nos ensinou. E os discípulos Lhe pediram: Senhor, ensina-nos a orar... (Lucas 11:1)

3 ABVUM D'BASHMAÍA NETCÁDASH SHIMÓCH TETÊ MALCUTÁCH UNA ABVUM D'BASHMAÍA NETCÁDASH SHIMÓCH TETÊ MALCUTÁCH UNA NEHUÊ TCEVIANÁCH AICANA D'BASHIMÁIA AF B'ARHA. HÔVLAN LÁCMA D'SUNCANÁN IAOMÁNA. UASHBOCAN HÁUBEIN UAHTEHÍN AICÁNA DÁF QUINAN SHBUOCÁN L'HAIABÉIN. UÊLA TAHLAN L'NESIÚNA. ÊLA PATSSAN MIN BÍXA NEHUÊ TCEVIANÁCH AICANA D'BASHIMÁIA AF B'ARHA. HÔVLAN LÁCMA D'SUNCANÁN IAOMÁNA. UASHBOCAN HÁUBEIN UAHTEHÍN AICÁNA DÁF QUINAN SHBUOCÁN L'HAIABÉIN. UÊLA TAHLAN L'NESIÚNA. ÊLA PATSSAN MIN BÍXA METÚL DILÁHIE MALCUTÁ UAHÁILA UATESHBÚCTA LÁHLÁM ALMÍN. AMÉM. METÚL DILÁHIE MALCUTÁ UAHÁILA UATESHBÚCTA LÁHLÁM ALMÍN. AMÉM. Texto em aramaico transliterado Do livro Orações do Cosmos (Neil Douglas-Klotz)

4 Desta oração em Aramaico derivou a versão atual do Pai-Nosso. Ela está escrita em aramaico, numa pedra branca de mármore, em Jerusalém na Palestina, no Monte das Oliveiras, na forma que era invocada pelo Mestre Jesus. O aramaico era um idioma originário da Alta Mesopotâmia (séc. VI a.C.) e a língua usada pelos povos da região, Sírios ou Arameus. Jesus sempre falava ao povo (aos simples, aos humildes) em idioma aramaico. (O Hebraico era a língua dos eruditos) Jesus Arte mediúnica de Rembrandt Médium: Alessandra Hermann Equipe Rembrandt de Comunicação Espírita pela Arte

5 Tradução direta do texto Hebraico pelo Prof. Dr. Severino Celestino da Silva Analisando as Traduções Bíblicas Pai nosso dos céus, santo é o teu nome, venha o teu reino, tua vontade se faz na terra como também nos céus. Dá-nos hoje nossa parte de pão. Perdoa-nos as nossas culpas, quando nós perdoamos as culpas de nossos devedores. Não nos deixes entregues à provação; porque assim nos resgatas do mal. Assim seja (ou, que possa ocorrer assim). Texto em Hebraico Transliterado: Avnu shebashamaim itkadash shemehá. Tavô malcutechá iassé retsonchá baárets caasher na'assá bashamaim. Ten-lanu haiom lechem chuknu. Uslách-lanú et-ashmatenu caasher solchim anachnu laasher ashmu lanu. Veal-tevienu lidei massá. Ki in-hatsilenu min-hará. Amen. Faz menção a Deus como pai Nossas necessidades e provações e expiações que temos que passar na Terra para alcançar o reino de Deus

6 Pai Nosso que estais no céus, santificado seja o Vosso nome, vem a nós o Vosso reino, seja feita a Vossa vontade, assim na Terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai as nossas ofensas, assim como perdoamos a quem nos tem ofendido. Não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Amém. Faz menção a Deus como pai Nossas necessidades e provações e expiações que temos que passar na Terra para alcançar o reino de Deus A forma como a oração nos foi ensinada

7 O Pai Nosso é um modelo de oração que nos foi transmitida e que serve de base para as nossa próprias orações. Rezar a letra do Pai Nosso todo mundo sabe, mas já está tão decorado que a grande maioria das pessoas nem presta mais atenção no significado de cada palavra, do que a frase quer dizer...

8 Por quê ? Será que Ele mereceu isso ? Se a cada um será dado segundo as suas obras, conforme Ele mesmo apregoou, onde então a recompensa pelos seus atos e atitudes de amor, justiça e caridade ? Vamos raciocinar... Por quê ? Será que Ele mereceu isso ? Se a cada um será dado segundo as suas obras, conforme Ele mesmo apregoou, onde então a recompensa pelos seus atos e atitudes de amor, justiça e caridade ? Vamos raciocinar...

9 Bem-aventurados os que sofrem perseguição por amor da justiça E Jesus foi perseguido... Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles próprios obterão misericórdia Como ? Quando ? Onde?... perdoai aos vossos inimigos orai pelos que vos perseguem... E ele próprio nos deu o exemplo, orando pelos seus algozes: "Perdoa-lhes, Pai, eles não sabem o que fazem." E ele próprio nos deu o exemplo, orando pelos seus algozes: "Perdoa-lhes, Pai, eles não sabem o que fazem."

10 ...Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não a dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize. (João 14:27)...E eu rogarei ao Pai e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; o Espírito da Verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece... (João 14:16 e17)...Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, aquele, o Espírito da Verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras. (João 16:12-14)

11 O que legaram à humanidade homens violentos e armados como Nero, Júlio César, Calígula, Genghis Khan, Átila, Catarina de Médicis, Napoleão, Stalin, Hitler, Mussolini, Mao Tse Tung, Pol Pot, Milosevic, Idi Amin Dadá, Sharom, Bin Laden, Saddam Hussein...? Agora, consultemos as obras dos totalmente desarmados: Buda, Jesus, Francisco de Assis, Tolstoi, Graham Bell, Mozart, Beethoven, Goethe, Gandhi, Nelson Mandela, Luther King, Pasteur, Sabin, Freud, Darwin, Oswaldo Cruz, Albert Einstein, Tereza de Ávila, Madre Tereza de Calcutá, Karol Wojtyla, Irmã Dulce, Chico Xavier... Gandhi, o "apóstolo da não-violência", libertou a Índia do jugo inglês sem disparar um único tiro. Não é de mais armas físicas que precisamos...

12 A ORAÇÃO PAI NOSSO PROCEDE DO PRÓPRIO JESUS (Mateus, 6:9 a 13) É o mais perfeito modelo de concisão, verdadeira obra-prima de sublimidade na simplicidade. Com efeito, sob a mais singela forma, ela resume todos os deveres do homem para com Deus, para consigo mesmo e para com o próximo. Encerra uma profissão de fé, um ato de adoração e de submissão; o pedido das coisas necessárias à vida e o princípio da caridade. Quem a diga, em intenção de alguém, pede para este o que pediria para si. Contudo, em virtude mesmo da sua brevidade, o sentido profundo que encerram as poucas palavras de que ela se compõe escapa à maioria das pessoas. Daí vem o dizerem-na, geralmente, sem que os pensamentos se detenham sobre as aplicações de cada uma de suas partes. Dizem-na como uma fórmula cuja eficácia se ache condicionada ao número de vezes que seja repetida. Ora, quase sempre esse é um dos números cabalísticos: três, sete ou nove, tomados à antiga crença supersticiosa na virtude dos números e de uso nas operações da magia.

13 JESUS REVELA-NOS DEUS COMO UM PAI BOM BUSCAI E ACHAREIS Ajuda-te a ti mesmo, que o céu te ajudará Pedi e se vos dará; buscai e achareis; batei à porta e se vos abrirá; porquanto, quem pede recebe e quem procura acha e, àquele que bata à porta, abrir-se-á. Qual o homem, dentre vós, que dá uma pedra ao filho que lhe pede pão? – Ou, se pedir um peixe, dar-lhe-á uma serpente? – Ora, se, sendo maus como sois, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, não é 1ógico que, com mais forte razão, vosso Pai que está nos céus dê os bens verdadeiros aos que lhos pedirem? (MATEUS, 7:7 a 11)

14 JESUS REVELA-NOS DEUS COMO UM PAI BOM BUSCAI E ACHAREIS Ajuda-te a ti mesmo, que o céu te ajudará Do ponto de vista moral, essas palavras de Jesus significam: Pedi a luz que vos clareie o caminho e ela vos será dada; pedi forças para resistirdes ao mal e as tereis; pedi a assistência dos bons Espíritos e eles virão acompanhar- vos e, como o anjo de Tobias, vos guiarão; pedi bons conselhos e eles não vos serão jamais recusados; batei à nossa porta e ela se vos abrirá; mas, pedi sinceramente, com fé, confiança e fervor; apresentai-vos com humildade e não com arrogância, sem o que sereis abandonados às vossas próprias forças e as quedas que derdes serão o castigo do vosso orgulho. Tal o sentido das palavras: buscai e achareis; batei e abrir-se- vos-á.

15 JESUS FALA DAS NOSSAS REAIS NECESSIDADES OBSERVAI OS PÁSSAROS DO CÉU Alimentação (o pão) Não acumuleis tesouros na Terra, onde a ferrugem e os vermes os comem e onde os ladrões os desenterram e roubam; – acumulai tesouros no céu,onde nem a ferrugem, nem os vermes os comem; – porquanto, onde está o vosso tesouro aí está também o vosso coração. Eis por que vos digo: Não vos inquieteis por saber onde achareis o que comer para sustento da vossa vida, nem de onde tirareis vestes para cobrir o vosso corpo. Não é a vida mais do que o alimento e o corpo mais do que as vestes? Observai os pássaros do céu: não semeiam, não ceifam, nada guardam em celeiros; mas, vosso Pai celestial os alimenta. Não sois muito mais do que eles? – e qual, dentre vós, o que pode, com todos os seus esforços, aumentar de um côvado a sua estatura? Por que, também, vos inquietais pelo vestuário? Observai como crescem os lírios dos campos: não trabalham, nem fiam; – entretanto, eu vos declaro que nem Salomão, em toda a sua glória, jamais se vestiu como um deles. – Ora, se Deus tem o cuidado de vestir dessa maneira a erva dos campos, que existe hoje e amanhã será lançada na fornalha, quanto maior cuidado não terá em vos vestir, ó homens de pouca fé! Não vos inquieteis, pois, dizendo: Que comeremos? ou: que beberemos? ou: de que nos vestiremos? – como fazem os pagãos, que andam à procura de todas essas coisas; porque vosso Pai sabe que tendes necessidade delas. Buscai primeiramente o reino de Deus e a sua justiça, que todas essas coisas vos serão dadas de acréscimo. – Assim, pois, não vos ponhais inquietos pelo dia de amanhã, porquanto o amanhã cuidará de si. A cada dia basta o seu mal. (MATEUS, 6:19 a 21 e 25 a 34)

16 Interpretadas à letra, essas palavras seriam a negação de toda previdência, de todo trabalho e, conseguintemente, de todo progresso. Com semelhante princípio, o homem limitar-se-ia a esperar passivamente. Suas forças físicas e intelectuais conservar-se-iam inativas. Se tal fora a sua condição normal na Terra, jamais houvera ele saído do estado primitivo e, se dessa condição fizesse ele a sua lei para a atualidade, só lhe caberia viver sem fazer coisa alguma. Não pode ter sido esse o pensamento de Jesus, pois estaria em contradição com o que disse de outras vezes, com as próprias leis da Natureza. Deus criou o homem sem vestes e sem abrigo, mas deu-lhe a inteligência para fabricá-los. Não se deve, portanto, ver, nessas palavras, mais do que uma poética alegoria da Providência, que nunca deixa ao abandono os que nela confiam, querendo, todavia, que esses, por seu lado, trabalhem. Se ela nem sempre acode com um auxílio material, inspira as idéias com que se encontram os meios de sair da dificuldade. Deus conhece as nossas necessidades e a elas provê, como for necessário. O homem, porém, insaciável nos seus desejos, nem sempre sabe contentar- se com o que tem: o necessário não lhe basta; reclama o supérfluo. A Providência, então, o deixa entregue a si mesmo. Freqüentemente, ele se torna infeliz por culpa sua e por haver desatendido à voz que por intermédio da consciência o advertia. Nesses casos, Deus fá-lo sofrer as conseqüências, a fim de que lhe sirvam de lição para o futuro.

17 A Terra produzirá o suficiente para alimentar a todos os seus habitantes, quando os homens souberem administrar, segundo as leis de justiça, de caridade e de amor ao próximo, os bens que ela dá. Quando a fraternidade reinar entre os povos, como entre as províncias de um mesmo império, o momentâneo supérfluo de um suprirá a momentânea insuficiência do outro; e cada um terá o necessário. O rico, então, considerar-se-á como um que possui grande quantidade de sementes; se as espalhar, elas produzirão pelo cêntuplo para si e para os outros; se, entretanto, comer sozinho as sementes, se as desperdiçar e deixar se perca o excedente do que haja comido, nada produzirão, e não haverá o bastante para todos. Se as amontoar no seu celeiro, os vermes as devorarão. Daí o haver Jesus dito: Não acumuleis tesouros na Terra, pois que são perecíveis; acumulai-os no céu, onde são eternos. Em outros termos: não ligueis aos bens materiais mais importância do que aos espirituais e sabei sacrificar os primeiros aos segundos. A caridade e a fraternidade não se decretam em leis. Se uma e outra não estiverem no coração, o egoísmo aí sempre imperará.

18 JESUS ENFATIZA A IMPORTÂNCIA DO PERDÃO QUALIDADE DA PRECE Quando orardes, não vos assemelheis aos hipócritas, que, afetadamente, oram de pé nas sinagogas e nos cantos das ruas para serem vistos pelos homens. – Digo-vos, em verdade, que eles já receberam sua recompensa. – Quando quiserdes orar, entrai para o vosso quarto e, fechada a porta, orai a vosso Pai em secreto; e vosso Pai, que vê o que se passa em secreto, vos dará a recompensa. Não cuideis de pedir muito nas vossas preces, como fazem os pagãos, os quais imaginam que pela multiplicidade das palavras é que serão atendidos. Não vós torneis semelhantes a eles, porque vosso Pai sabe do que é que tendes necessidade, antes que lho peçais. (MATEUS, 6:5 a 8.) Quando vos aprestardes para orar, se tiverdes qualquer coisa contra alguém, perdoai-lhe, a fim de que vosso Pai, que está nos céus, também vos perdoe os vossos pecados. – Se não perdoardes, vosso Pai, que está nos ceús, também não vos perdoará os pecados. (MARCOS, 11:25 e 26.)

19 JESUS ENFATIZA A IMPORTÂNCIA DO PERDÃO QUALIDADE DA PRECE Jesus definiu claramente as qualidades da prece. Quando orardes, diz ele, não vos ponhais em evidência; antes, orai em secreto. Não afeteis orar muito, pois não é pela multiplicidade das palavras que sereis escutados, mas pela sinceridade delas. Antes de orardes, se tiverdes qualquer coisa contra alguém, perdoai-lhe, visto que a prece não pode ser agradável a Deus, se não parte de um coração purificado de todo sentimento contrário à caridade. Oral, enfim, com humildade, como o publicano, e não com orgulho, como o fariseu. Examinai os vossos defeitos, não as vossas qualidades e, se vos comparardes aos outros, procurai o que há em vós de mau.

20 O que Jesus quis dizer com estas palavras ? Bem-aventurados os aflitos, porque eles serão consolados Mas como se pode ser feliz por sofrer, se não se sabe porque se sofre?... se alguém quiser me seguir, tome a sua cruz e me siga... (Jesus)

21 O Cristo faz-nos ver as coisas do alto; a importância das vicissitudes terrenas se perde no vasto e esplêndido horizonte que ele abarca e a perspectiva da felicidade que nos espera dá-nos a paciência, a resignação e a coragem para ir até o fim do caminho. Quem disse tais palavras ? Precisamos ter uma fé inabalável no futuro. A dúvida pungente não deve ter mais lugar à nossa alma. Por que reclamar das dificuldades da vida? Lembremos que Jesus sofreu na cruz para nos ensinar que a cruz que carregamos ele também carregou. Ele nos mostrou que podemos carregá-la. Estamos aqui só de passagem, um dia retornaremos à nossa verdadeira casa. E com menos cargas...

22 A prece é a fortaleza que Deus nos concede, para o triunfo sobre nós mesmos. Para saber mais, clique aqui clique aquiclique aqui Ronney


Carregar ppt "Pai Nosso em Aramaico Ligue o som, você ouvirá em seguida, em língua aramaica, a oração que Jesus nos ensinou. E os discípulos Lhe pediram: Senhor, ensina-nos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google