A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ALUNOS: Gustavo T. Tanaka; Mª Carolina M. Schön CURITIBA, 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ALUNOS: Gustavo T. Tanaka; Mª Carolina M. Schön CURITIBA, 2009."— Transcrição da apresentação:

1 ALUNOS: Gustavo T. Tanaka; Mª Carolina M. Schön CURITIBA, 2009

2 HISTÓRICO Wallace H. Carothers sintetizou em 1930 o primeiro poliéster linear a partir de monômeros a base de trimetileno glicol e do ácido dicarboxílico hexadecametileno; Primeira fibra sintética; Baixa temperatura de fusão e baixa estabilidade hidrolítica. RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET2

3 HISTÓRICO Em 1946, Whinfield e Dickson descobriram o poli(tereftalato de etileno); Alta temperatura de fusão (~265 °C) e alta estabilidade hidrolítica devido a presença de anéis aromáticos na cadeia principal; Pesquisas (EUA e Europa), à partir da 2° Guerra, nos anos 50, levaram a produção industrial; RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET3

4 HISTÓRICO Inicialmente, aplicações têxteis; Em 1962, surgiu o primeiro poliéster pneumático; No início dos anos 70, o PET começou a ser utilizado pela indústria de embalagens Introduzido no Brasil em 1988 (Indústria têxtil); Apenas a partir de 1993 passou a ter forte expressão no mercado de embalagens RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET4

5 ATUALMENTE... É um dos termoplásticos mais produzidos no mundo, alcançando no final da década de 90 uma produção mundial em torno de 2,4 x 10¹º kg; Na década de 60 eles não faziam parte significativa da composição dos RSU, mas em 2005 eles contribuíram com cerca de 20 % (porcentagem em massa) dos RSU coletados no Brasil. RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET5

6 PRODUÇÃO DE POLÍMEROS TERMOPLÁSTICOS NO BRASIL Composição relativa da produção nacional de polímeros termoplásticos, geração e variação relativa do IRM dos polímeros pós-consumo encontrados no RSU Brasileiro em 2005 (ABIPLAST/PLASTIVIDA, 2008) 6

7 APLICAÇÕES Fibras têxteis (67%); Embalagens processadas por injeção-sopro (24%); Filmes biorientados (5%) e; Polímeros de engenharia (4%). RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET7

8 APLICAÇÕES No Brasil, a principal aplicação do PET é na indústria de embalagens (71%). FONTE: Associação Brasileira da Indústria do PET (ABIPET) 8

9 ESTRUTURA E OBTENÇÃO PET - POLI(TEREFTALATO DE ETILENO) Termoplástico da família do poliéster; Mero: ácido tereftálico ou tereftalato de dimetila e glicol etilênico; Nos polímeros comerciais: 130 a 155 repetições desse mero constituem a macromolécula típica de PET; RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET9

10 ESTRUTURA E OBTENÇÃO A produção industrial do PET pode ser realizada em duas ou três etapas, dependendo de sua aplicação: Pré-polimerização Esterificação direta; Transesterificação Policondensação Polimerização no estado-sólido RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET10

11 RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET11

12 CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS Alta resistência mecânica (impacto) e química; Excelente barreira para gases e odores; Absoluta transparência; Maior leveza em relação às embalagens tradicionais; Brilho intenso; Alta densidade; Não é necessário uma temperatura muito elevada para que amoleça. RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET12

13 RECICLAGEM O processo de reciclagem de PET mais utilizado no Brasil é o mecânico por extrusão convencional; O limite de reciclagem por tal processamento é de três vezes; Após este limite observa-se variação drástica nas propriedades mecânicas. RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET13

14 SISTEMA DE RECICLAGEM RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET14

15 PRODUTO FINAL RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET15

16 RECICLAGEM NO BRASIL FONTE: Associação Brasileira da Indústria do PET (ABIPET) 16

17 PRODUTOS À PARTIR DA RECICLAGEM DO PET Indústria automotiva e de transportes: tecidos internos (estofamentos), carpetes, peças de barco; Pisos: carpetes, capachos para áreas de serviços e banheiros; Artigos para residências: enchimento para sofás e cadeiras, travesseiros, cobertores, tapetes, cortinas, lonas para toldos e barracas; RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET17

18 PRODUTOS À PARTIR DA RECICLAGEM DO PET Artigos industriais: rolos para pintura, cordas, filtros, ferramentas de mão, mantas de impermeabilização; Embalagens: garrafas, embalagens, bandejas, fitas; Enfeites/têxteis: roupas esportivas, calçados, malas, mochilas, vestuário em geral; Uso químico: resinas alquídicas, adesivos. RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET18

19 MATERIAIS UTILIZANDO PET RECICLADO FONTE: Instituto Ecotece – Vestir Consciente 19

20 RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET20

21 RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET21

22 RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET22

23 RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET23

24 RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET24

25 MERCADO DO PET RECICLADO A reciclagem de plástico PET já movimenta R$ 1 bilhão em negócios no Brasil. O País reciclou 230 mil toneladas em 2007, menos apenas que o Japão. De 1996 até hoje, o reuso do material cresce a taxas médias de 18% ao ano. RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET25

26 PET RECICLADO PARA EMBALAR ALIMENTOS Exigências: estar registrado na Anvisa; PET-PCR (pós-consumo reciclado). Nova tecnologia capaz de descontaminar o material, independendo da coleta; RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET26

27 PET RECICLADO PARA EMBALAR ALIMENTOS De acordo com a Portaria nº 987 de 1998 da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde: utilização de PET pós-consumo deve ser utilizadas para embalagens multicamadas destinadas ao acondicionamento de bebidas carbonatadas não alcoólicas. RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET27

28 CURIOSIDADES ACERCA DA RECICLAGEM As garrafas de PET usadas são reaproveitáveis especialmente como matéria- prima da indústria têxtil - cinco garrafas de PET de dois litros são suficientes para fabricar uma camiseta, tamanho extragrande ou 33 cm² de carpete; 1 kg de garrafas PET equivale a 16 garrafas de 2.5 litros ou 20 garrafas de 2.0 litros ou 24 garrafas de 1.5 litros ou 26 garrafas de 1.0 litro ou 36 garrafas de 600 ml; RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET28

29 CURIOSIDADES ACERCA DA RECICLAGEM Hoje 53,5% do material volta à indústria, e a demanda está crescendo entre empresas do setor têxtil, de embalagens e materiais para construção; A reciclagem de uma tonelada de PET economiza 130 Kg de petróleo. RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET29

30 PATENTES DE RECICLAGEM Título da Patente: Processo de reciclagem em embalagens PET. Patente número: PI Consiste, resumidamente, num novo molde final, com formato e dimensões diferentes do anteriormente utilizado para sua fabricação, obtendo-se uma nova embalagem. RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET30

31 PATENTES DE RECICLAGEM " Solid state polimerization of polyester with low diffusion resistance prepolymer granules", patente americana US , Prensa Manual de Produção (PMP) - R$ 5 mil – Jocemar Silveira RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET31

32 PATENTES DE RECICLAGEM Pedidos de patente para a fabricação de papel sintético que usa como matéria-prima as garrafas PET e precisa de uma etapa adicional, que consiste de um tratamento químico, para produzir o filme Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET32

33 PATENTES DE RECICLAGEM Decomposição estrutural do PET, utilizando etanol (álcool combustível), em condições específicas de temperatura e pressão. As cadeias de moléculas de Poli(tereftalato de etileno) se separam, transformando-se, novamente em unidades. Pode-se assim desenvolver os mesmos produtos, com idêntica qualidade que se tinha anteriormente. Rubens Eliseo Nicula de Castro. Departamento de Química da UEM. RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET33

34 REFERÊNCIAS ABIPET - Associação Brasileira da Indústria do PET. Acesso em 15. set Disponível em: Ambiente Brasil. Acesso em 15. set Disponível em: Ecotece – Vestindo Consciente. Acesso em 19. set Disponível em: Gastronomia&Negócios. Acesso em 19. set Disponível em: ROMÃO, Wanderson; SPINACÉ, Márcia A. S.; PAOLI, Marco-A De. Poli(Tereftalato de Etileno), PET: Uma Revisão Sobre os Processos de Síntese, Mecanismos de Degradação e sua Reciclagem. Polímeros: Ciência e Tecnologia, vol. 19, nº 2, p , 2009 RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET34

35 REFERÊNCIAS Papel de Plástico Reciclado. Acesso em 19. set Disponível em: Plástico Moderno. Acesso em 19. set Disponível em: RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET35

36 RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE MATERIAIS - PET36


Carregar ppt "ALUNOS: Gustavo T. Tanaka; Mª Carolina M. Schön CURITIBA, 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google