A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Nós, os Resíduos Tóxicos Perigosos.... …E OS SÍTIOS MAIS TÓXICOS DO PLANETA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Nós, os Resíduos Tóxicos Perigosos.... …E OS SÍTIOS MAIS TÓXICOS DO PLANETA."— Transcrição da apresentação:

1 Nós, os Resíduos Tóxicos Perigosos...

2 …E OS SÍTIOS MAIS TÓXICOS DO PLANETA

3 Enquanto a população do mundo chega quase a 7 biliões, esta cada vez mais e mais difícil encontrar na Terra um lugar que não esteja afectado pela poluição feita pelo Homem. E para que as pessoas tomem medidas para manter o Planeta limpo, aqui está uma lista com os 18 lugares mais poluídos do mundo

4 1-RIO CITARUM - INDONÉSIA Há 20 anos era um rio límpido, onde os pescadores passavam os dias, os pássaros bebiam água e os namorados passeavam. Hoje, o rio Citarum, perto de Jacarta, capital da Indonésia, é o depósito de lixo doméstico de nove milhões de pessoas. Para lá seguem ainda os resíduos industriais de cerca de 500 fábricas têxteis, que abusam de materiais químicos. E, mesmo assim, 80% do fornecimento de água da capital parte das águas deste rio. Hoje, atravessar de barco o Citarum é um desafio. A água mal se vê. Em Dezembro de 2008, o Banco de Desenvolvimento Asiático anunciou um empréstimo de 500 milhões de dólares (336 milhões de euros) para limpar o rio. O programa será aplicado durante 15 anos.

5 2-LINFEN - CHINA Conselho para quem visita Linfen, na província de Shanxi, na China: Nunca ponha a roupa a secar na rua. Ficará negra antes de a apanhar.O site Popular Science indicou-a como uma das 10 metrópoles mais sujas do mundo. E o Blacksmith lnstitute concorda que Linfen é a cidade mais poluída do planeta Este é um problema que pode culminar em morte, doenças frequentes e neurológicas em milhões de pessoas, principalmente nas crianças, refere o relatório de 2008 deste instituto. Aqui vivem cerca de 4 milhões de pessoas que nunca vêem nuvens, nem sequer o sol. Um nevoeiro denso de fumo é o cenário habitual. A dificuldade está em perceber se o dia está bonito ou se vai chover.

6 3-RONDÓNIA - BRASIL As queimadas, realizadas a um ritmo alucinante poluem o ar que se respira na cidade e atingem ainda zonas como o Mato Grosso e o Paraná. Além do fumo bem visível, as queimadas aumentam o CO 2 na atmosfera e ameaçam a saúde da população – os casos de problemas respiratórios disparam. E, claro, contribuem para o aquecimento global. Em Julho deste ano, o Comité Estadual de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais da Rondónia proibiu a emissão de licenças para queimadas. No mesmo mês, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental divulgou um plano para combater as queimadas na região. Face a 2008, já se registaram menos 40% de incêndios.

7 4-LA OROYA - PERU Noventa e nove por cento das crianças que vivem em La Oroya, cidade mineira dos Andes peruanos, apresentam elevados níveis de chumbo e arsénico no sangue. Cálculos da Organização Mundial de Saúde indicam que estes níveis superam três vezes o limite recomendado. Em 1922 surgiu uma fábrica metalúrgica para empregar 20 mil trabalhadores. Hoje a Doe Run Peru é apontada como a principal fonte de poluição da cidade. E os moradores lidam com o dilema: Não queremos que a fábrica feche, mas também não queremos a poluição, disse à Reuters Monica Ayala. A funcionária de 40 anos, que vive em frente à instalação industrial, não quer perder o emprego, mesmo que admita que os três filhos já tossem fuligem preta. Desflorestação, contaminação química e radioactiva, má gestão do lixo e péssimas práticas nas indústrias levam, em última instância, a uma saúde debilitada. As taxas de mortalidade são altas nestes locais, e o cancro originado por envenenamento por mercúrio é uma das doenças mais predominantes

8 5-LAGO KARACHAY - RÚSSIA Um relatório do Worldwatch Institute sobre lixo nuclear apontava o lago Karachay, na Rússia, como um dos locais mais poluídos da Terra. Usado pela União Soviética, desde 1951, como depósito nuclear, apresenta agora níveis elevados de radiação. Uma hora de exposição pode ser letal para um ser humano. A morte é certa ao fim de duas semanas.Em 1968, depois de uma seca na zona, o vento levou o pó radioactivo, que atingiu 500 mil pessoas. Entre 1978 e 1986, o lago foi tapado com 10 mil blocos de cimento para impedir a fuga da radioactividade. Contudo, 10 anos depois, a cobertura começou a rachar, libertando para o ar as toxinas. Para que os níveis de radiação voltem a ser aceitáveis, serão necessários milhares de anos. O lago tem acumulado cerca de 4,44 exabecquerels (EBq) de radioactividade. A comparação é inevitável. A 26 de Abril de 1986, um acidente nuclear em Chernobyl libertou entre 5 a 12 EBq. Ainda hoje, 23 anos depois, se sentem os efeitos desta tragédia: crianças nasceram com mutações genéticas, alimentaram-se de produtos contaminados pela radiação. Aqui os efeitos são eternos.

9 11-CHERNOBYL - UCRÂNIA N.º de pessoas potencialmente afectadas: Actualmente em 5,5 milhões Tipo de poluente: Radiação Fonte de poluição: fusão nuclear Chernobyl, 26 de Abril de 1986, uma explosão na central nuclear, hoje em ruínas, lançou 100 vezes mais radiação no ar do que as consequências das bombas nucleares em Hiroshima e Nagasaki. Hoje, a zona de exclusão de 19 milhas (30 km) ao redor da central permanece inabitável, e entre 1992 e 2002, mais de casos de casos de câncer de tiróide foram diagnosticados entre Rússia, Ucrânia e da Bielorrússia em crianças que vivem na zona de precipitação. "É o maior acidente industrial do mundo", "Vão ser contaminados por dezenas de milhares de anos." Felizmente, o trabalho está a ser feito para evitar vazamento de radiações mais longe do sarcófago das ruínas da central nuclear.

10 As crianças aqui têm no corpo concentrações de chumbo que superam entre cinco a dez vezes o permitido pela Organização Mundial de Saúde. A terra está tão contaminada que nada pode ser cultivado. Nas colinas de Kabwe, a segunda cidade do país da África Austral, o chumbo e o cádmio impregnaram o solo e o ar. A causa? Décadas de trabalhos mineiros. Segundo especialistas, estes metais podem causar danos no cérebro e no sistema nervoso em crianças e fetos - terão sido atingidas 255 mil pessoas -. Apesar de as minas terem fechado há quase 10 anos, a radiação ainda se faz sentir num perímetro de 20 quilómetros. 5-KABWE - ZÂMBIA

11 Em 2001, a mortalidade em Dzerzhinsk superou a natalidade em 260%. Nos que nascem, destacam-se as malformações. A esperança de vida desceu para os 40 anos. Tosse, dores crónicas, problemas respiratórios e cancro são os efeitos da poluição. Em causa estão mais de 300 mil toneladas de resíduos químicos ali despejados entre 1930 e Mesmo assim, e apesar dos números, as autoridades russas continuam a negar que existam quaisquer problemas de saúde na cidade, onde a União Soviética produziu, durante 50 anos, armas químicas, incluindo os gases sarin e mostarda. Durante décadas, as chaminés emitiram toneladas de gases letais como o do pesticida DDT. Dzerzhinsk foi mesmo considerada pelo Livro Guinness de Recordes a cidade quimicamente mais poluída da Terra. Os seus 300 mil habitantes, embora saibam dos problemas, já se resignaram. Até porque, com a crise económica, as fábricas têm vindo a fechar e a poluição diminuiu. Agora os moradores têm outra queixa: a falta de emprego. 6-DZERZHINSK - RÚSSIA

12 A 11 de Junho de 1865 foi palco de uma das mais importantes batalhas da Guerra do Paraguai. Foi nas margens do Riachuelo que brasileiros e paraguaios lutaram pela livre navegação. O transporte de pessoas, animais e de mercadorias, pelo rio, ditava o controlo do território e da sua economia. Os brasileiros levaram a melhor. Hoje, a luta é pela despoluição desta bacia. Mais de 3500 fábricas operam ao longo das margens do rio. A estas juntam-se 42 lixeiras a céu aberto e uma paisagem de 13 bairros ilegais e inúmeros canos de esgoto clandestinos que seguem directamente para o Riachuelo. No total são cerca de 300 mil toneladas de lixo, metade das quais com elementos perigosos para a saúde. 7-BACIA DO RIACHUELO - ARGENTINA

13 8-APPALACHIA - OESTE da VIRGINIA (USA) O topo da montanha desaparece, pela remoção mineira que é uma das práticas mais ambientalmente destrutivas do mundo, e é mais associado com a mineração de carvão na Virgínia Ocidental das Montanhas Appalachianas. Montanhas inteiras são removidas para chegar ao carvão, o que aumenta a erosão e a enxurrada de espessura com poluentes, córregos e rios envenenando toda a região.

14 O ministro da Saúde da Costa do Marfim denunciou que a poluição causada por uma descarga de resíduos químicos perigosos do navio "Probo Koala", com pavilhão do Panamá, em Abidjan, causou intoxicações a pelo menos 1500 pessoas. Os resíduos terão sido despejados em pelo menos oito locais daquela cidade. Fonte hospitalar indica que crianças já morreram devido à poluição. Uma menina de nove anos, que vivia nos arredores de Abidjan e perto de um dos locais onde foram despejados os resíduos, morreu devido a dificuldades respiratórias. Centenas de habitantes queixam-se de náuseas, vómitos e diarreia constantes. 9-ABIDJAN - COSTA DO MARFIM

15 10-SUMGAYIT - AZERBAIJÃO Número de pessoas potencialmente afectadas: Tipo de poluente: Produtos químicos orgânicos, petróleo e metais pesados Fonte de poluição: complexos petroquímicos e industriais Outro legado de desprezo da União Soviética para o meio ambiente - Estaline disse certa vez que poderia corrigir a natureza de erros-Sumgayit 's muitas fábricas, enquanto eles estavam operacionais, lançado tanto como 120 mil toneladas de emissões nocivas, incluindo o mercúrio, para a atmosfera a cada ano. A maioria das fábricas foram fechadas, mas os poluentes permanecem - e ninguém está intensificando a assumir a responsabilidade por eles. "É um enorme terreno industrial baldio abandonado", disse Fuller.

16 Mulheres tirando água de um poço. As águas subterrâneas em Sukinda estão 60% contaminadas com crómio. 12-SUKINDA - INDIA Número de pessoas potencialmente afectadas: Tipo de poluente: metais de cromo hexavalente e outros Fonte de poluição: minas de crómio e de transformação Se você não sabe, o cromio hexavalente é um metal pesado usado desagradávelmente para a produção de aço inoxidável e curtimento de couro que é cancerígeno quando inalado ou ingerido. Em Sukinda, que contém uma das maiores minas a céu aberto de minério de cromita no mundo, 60% da água potável contêm cromo em níveis superiores ao dobro das normas internacionais. Estima-se que 84,75% dos óbitos nos grupos indígenas são das áreas mineiras - onde os regulamentos de saúde são inexistentes, são devido a doenças relacionadas com a cromita (crómio). E até aos dias de hoje nunca houve praticamente nenhuma tentativa de limpar a contaminação.

17 13-RIO YAMUNA - ÍNDIA Yamuna é o maior afluente do rio Ganges. Sempre que flui através de Nova Déli, estima-se que 58 por cento dos resíduos da cidade fica despejado directamente no rio. Milhões de indianos ainda dependem desse melancólico rio que mais parece um esgoto, cheio de águas residuais para a lavagem, e ainda utilizado como água potável.

18 Número de pessoas potencialmente afectadas: Tipo de poluente: A poluição do ar - partículas de dióxido de enxofre, metais pesados, fenóis Fonte de poluição: Processamento de fundição de níquel e metais pesados. Norilsk foi fundada em 1935 como um campo de trabalho escravo da Sibéria, e a vida não tem ido muito bem. Alberga a maior e mais complexa fundição do mundo de metal pesado,, mais de 4 milhões de toneladas de cádmio, cobre, chumbo, níquel, arsénio, selénio e zinco são libertados para a atmosfera a cada ano. As amostras de ar excedem o limite máximo, e aaqui a mortalidade por doenças respiratórias é muito maior do que em toda a Rússia. "Dentro de 30 milhas (48 km) da fundição de níquel não há uma única árvore viva". "É apenas um terreno baldio." 14-NORILSK - RUSSIA

19 15-VAPI - ÍNDIA Número de pessoas potencialmente afectadas: Tipo de poluente: metais pesados e produtos químicos Fonte de poluição: Parques industriais Se o ambiente da Índia, é em geral mais saudável do que o seu gigante vizinho, a China, isso é porque a Índia se está a desenvolver muito mais lentamente. Mas isso está a mudar, a partir de cidades como Vapi, que fica no extremo sul de uma cintura de 400 km ao longo das zonas industriais. Para os cidadãos de Vapi, o custo do crescimento tem sido intenso: os níveis de mercúrio nas águas subterrâneas da cidade já estariam 96 vezes superiores aos níveis de segurança da OMS, assim como metais pesados que estão presentes no ar e nos produtos locais. "É um verdadeiro desastre" :

20 16-TIANYING - CHINA Número de pessoas potencialmente afectadas: para mais Tipo de poluente: metais pesados chumbo e outros Fonte de poluição: Mineração e processamento É uma cidade super-industrial - embora a China não tenha realmente qualquer outra espécie de saída senão a de um país ferrugento lá do nordeste -, Tianying tem mais de metade da produção de chumbo do país. Graças a uma tecnologia pobre, é a pior da extracção de metais tóxicos em todo mundo. Em Tianying o solo e a água, têm tanto chumbo que já está na corrente sanguínea do povo, onde já causou o abaixamento do Q.I. O trigo foi encontrado com níveis de chumbo até 24 vezes superior aos padrões chineses, que são ainda mais rigorosas que às restrições da U.E. "A China tem um compromisso com a protecção ambiental, mas também tem um compromisso com a indústria. "É uma pressão constante em que a maioria optou pela indústria

21 Uma ilha de lixo duas vezes o tamanho do Texas flutua no meio do Oceano Pacífico, circulou pelas correntes do Pacífico Norte girando sempre. O lixo, que é maioritariamente constituído por restos de plástico e da pesca, flutua tão profundo como 30 metros abaixo da superfície. 17-ILHA GIRATÓRIA - PACIFICO NORTE

22 HÁ LIXO EM ÓRBITA SATÉLITES: Entre 1957 e 2008 foram enviados para o espaço 6 mil satélites. Destes, apenas 800 estão activos, ou seja,5.200 são lixo, e continuam em órbita segundo a Agência Espacial Europeia. FRAGMENTOS: Circulam à volta da Terra 1,8 milhões de quilos de lixo. Para além dos satélites, há também muitos pedaços de naves espaciais (porcas, parafusos, metal e carbono). PERIGO: Americanos dizem que tanto lixo impedirá, daqui a 20 anos, as operações em órbitas próximas da Terra. Isto é só para termos mais ou menos uma idéia da m**** que anda por cima de nós!!!

23 18-ÓRBITA DA TERRA Acredite ou não, até mesmo o espaço contém grandes quantidades de poluição. Estima-se que 4 milhões de libras de lixo espacial – porcas, parafusos, metal e carbono, mesmo espaço naves – actualmente em órbita da Terra, ameaçando os satélites de comunicação e até mesmo a vida dos nossos astronautas.

24 É Lamentável ver como o próprio homem faz do seu ambiente um inferno para se viver. Simplesmente lastimável, e na maioria os casos é a ganância que o move para esta imparável e incurável desgraça….. DEUS UM DIA FARÁ NOVAS TODAS AS COISAS! S.A.M.2010 "A Terra não é um infinito e está a chegar ao seu limite."


Carregar ppt "Nós, os Resíduos Tóxicos Perigosos.... …E OS SÍTIOS MAIS TÓXICOS DO PLANETA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google