A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Assim, pois, irmãos, permanecei firmes e guardai as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa. 2Ts 2:15.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Assim, pois, irmãos, permanecei firmes e guardai as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa. 2Ts 2:15."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Assim, pois, irmãos, permanecei firmes e guardai as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa. 2Ts 2:15

4 1.Saber: Que encontramos dificuldades e desafios que exigirão firmeza na fé e confiança em Deus. 2.Sentir: A necessidade da permanente graça e poder de Deus para protegê-lo em meio aos tempos desafiadores. 3.Fazer: Experimentar diariamente a sustentadora graça de Deus na nossa vida.

5 Na igreja, mesmo com todas as grandes e gloriosas promessas para o futuro, temos que enfrentar lutas e desafios diários. A igreja de Tessalônica não foi exceção.

6 DOMINGO

7 DOMINGO: FIÉIS POR ESCOLHA DIVINA (2TS 2:13-17) Por que Paulo agradeceu a Deus pelos tessalonicenses? O que ele pediu que eles fizessem? Por que essas palavras são tão apropriadas para nós hoje, ao nos aproximarmos do fim?

8 DOMINGO: FIÉIS POR ESCOLHA DIVINA (2TS 2:13-17) Para Paulo, a vida dos tessalonicenses era evidência de que eles tinham sido escolhidos como "primícias para ser salvos". Paulo sabia que a vida cristã é cheia de dificuldades, sofrimentos, e queria que os tessalonicenses soubessem desde o começo que sua vida nem sempre seria fácil, mas em Cristo eles seriam vitoriosos. Embora a salvação seja um dom, o crente a experimenta por meio da santificação do Espírito Santo e fé na verdade. A vida do cristão, em lugar de ser apenas uma experiência subjetiva, está solidamente fundamentada na verdade.

9 SEGUNDA

10 SEGUNDA-FEIRA: CONFIANÇA DIANTE DO MAL (2TS 3:1-5) Embora os desafios à nossa fé estejam por aí, Paulo expressa esperança. Qual é a base dessa esperança, e qual é a condição em que podemos ter segurança para reivindicá-la?

11 SEGUNDA-FEIRA: CONFIANÇA DIANTE DO MAL (2TS 3:1-5) Paulo pediu que os tessalonicenses orassem por duas coisas em particular: 1) para que o evangelho fosse proclamado rapidamente em todo mundo e também fosse recebido com respeito, 2) para que o apóstolo fosse livrado dos homens maus. Nem todos os homens têm "fé" (confiança em, ou compromisso com Deus), mas o Senhor é "fiel" (confiável, alguém que inspira fé e comprometimento). Esse Senhor fiel e confiável os protegerá contra o maligno, ou Satanás. A boa notícia é que, embora Satanás seja mais poderoso do que nós, o Senhor é mais poderoso do que Satanás, e nEle podemos encontrar segurança e força. Mesmo tendo sido escritas em meio a provações e sofrimento, as cartas de Paulo são repletas de fé, certeza e esperança. Como podemos aprender a ter essa fé, esperança e certeza, independentemente das circunstâncias difíceis?

12 TERÇA

13 TERÇA-FEIRA: AS ESCRITURAS E A TRADIÇÃO (2TS 3:6-8) De acordo com 2 Tessalonicenses 3:6-8, 14, o que Paulo incluía em seu conceito de verdade? Para os tessalonicenses, tradição significava mais do que apenas as cartas de Paulo. Incluía tudo o que Paulo havia dito enquanto estivera em Tessalônica e também as suas ações, que deviam ser imitadas. Quando Jesus andou na Terra, não havia o Novo Testamento. A Bíblia de Jesus era o "Antigo Testamento". Mas, desde o início, a obediência às palavras faladas de Jesus foi a atitude sábia manifestada por Seus seguidores (Mt 7:24-27). Esses textos revelam a importância das ações de Paulo para os tessalonicenses. Embora recebesse a verdade diretamente do Senhor (Gl 1:1), ele testemunhava tanto por sua vida e ações quanto por suas palavras. Nossa vida reflete as verdades que nos foram dadas?

14 QUARTA

15 QUARTA-FEIRA: TRABALHAR E COMER (2TS 3:9-12) Em 1 Tessalonicenses ele tinha dado o exemplo entre eles de trabalhar noite e dia a fim de não ser um fardo para eles (1Ts 2:9). Esse foi um exemplo de amor. Mas, de acordo com 2 Tessalonicenses 3:8, ele também trabalhou "de noite e de dia" a fim de criar um modelo de como todos deviam cuidar de suas próprias necessidades, tanto quanto possível.

16 QUARTA-FEIRA: TRABALHAR E COMER (2TS 3:9-12) Como alguns dos filósofos populares no mundo antigo, algumas pessoas preferiam uma vida de comodidade em lugar do trabalho. Talvez passassem o tempo discutindo teologia ou criticando o comportamento dos outros, em vez de obter a própria subsistência. Paulo ordenou "no Senhor Jesus Cristo", que elas seguissem seu exemplo e conquistassem o direito de falar ao cuidar primeiramente de suas próprias necessidades (2Ts 3:12). Durante o curto período em que esteve com eles (como é sugerido pelo pretérito imperfeito no grego), o apóstolo frequentemente havia pronunciado um ditado popular como uma ordem: "Se alguém não quer trabalhar, também não coma" (2Ts 3:10). É incrível que, logo no começo da história da igreja, Paulo tivesse que lidar com tantos problemas entre os membros. Como isso deve nos proteger (e especialmente os novos membros) da expectativa de que nossas igrejas estejam cheias de pessoas santas? Mais importante ainda, como podemos ser uma força positiva na nossa igreja local, apesar das nossas próprias falhas e fraquezas?

17 QUINTA

18 QUINTA-FEIRA: AMOR SEVERO (2TS 3:13-15) A questão da disciplina é um dos assuntos mais difíceis que a igreja local enfrenta. Muitas vezes, um membro errante é irmão, mãe, filho, primo ou melhor amigo de outro membro da igreja. Alguns membros preferem nunca disciplinar ninguém. Outros preferem sanções duras. Como a igreja pode encontrar a vontade de Deus no meio de tantos interesses conflitantes?

19 QUINTA-FEIRA: AMOR SEVERO (2TS 3:13-15) Mateus 18 sugere um processo claro e simples. Primeiro, uma conversa pessoal entre o ofensor e o ofendido. (Mt 18:21-35). Segundo, o membro ofendido deve levar com ele uma ou duas pessoas para evitar confusão quanto ao que for dito por uma parte ou outra. Somente depois que essas duas primeiras etapas forem seguidas cuidadosamente, o processo deve ir para a comissão da igreja. Então, se o ofensor não responder à igreja como um todo, deve ser tratado como "gentio e publicano" (Mt 18:17). Ambos com amor. O amor severo não é uma licença para o abuso. De acordo com o verso 15, a pessoa disciplinada ainda deve ser tratada como parte da família. A igreja deve manter a consciência de que o agressor é um irmão "pelo qual Cristo morreu" (Rm 14:15; 1Co 8:11). Aplicar corretamente Mateus 18 e 2 Tessalonicenses 3 à vida contemporânea é um desafio. Não há duas pessoas iguais. Não há duas situações iguais. Em alguns casos, o perdão amolece o coração de um ofensor e traz reconciliação à igreja. Em outros casos, ofensores endurecidos podem responder apenas a um amor duro o bastante para confrontar e administrar as consequências. Por isso, a Associação Geral não desliga nenhuma pessoa. Tais processos delicados

20 CONCLUSÃO 1.As duas cartas de Paulo aos Tessalonicenses nos ensinam muito acerca de como ser uma igreja em um ambiente difícil. 2.Por mais diferente que tenha sido o contexto imediato com que ele lidou, em relação ao nosso, os princípios que ele defendeu são duradouros e eternos, porque são inspirados pelo próprio Senhor. 3.A Igreja Adventista do Sétimo Dia deve estar especialmente atenta porque, além de nós, ninguém está proclamando a mensagem da verdade presente! Essa é uma pesada responsabilidade, da qual nenhum de nós, leigos ou ministros, jamais devemos nos esquecer. Lembre-se Deus é fiel.

21 CRÉDITOS Coordenação: Escola Sabatina USB/ Texto: Pr. Erzón Aduviri Pastor do Distrito Central de Itajaí/SC, pertencente à AC. Programação Visual: Marcos A. G. de Castro


Carregar ppt "Assim, pois, irmãos, permanecei firmes e guardai as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa. 2Ts 2:15."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google