A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Companhia Siderúrgica de Tubarão PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA CST PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA CST João Chiabi Duarte – Gerente da Divisão da Aciaria Maio /

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Companhia Siderúrgica de Tubarão PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA CST PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA CST João Chiabi Duarte – Gerente da Divisão da Aciaria Maio /"— Transcrição da apresentação:

1 Companhia Siderúrgica de Tubarão PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA CST PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA CST João Chiabi Duarte – Gerente da Divisão da Aciaria Maio / 2005

2 Companhia Siderúrgica de Tubarão Líder mundial no mercado de placas de aço Responsável por 20% do volume global comercializado. Vendas totais de 4,89 milhões de toneladas em Desde o início de operação, em 1983, acumula mais de 67 milhões de toneladas comercializadas, sendo 91% destinadas ao exterior. Carteira de clientes com cerca de 60 companhias (20 países). Sistema de Garantia da Qualidade com Certificado ISO Sistema de Gestão Ambiental com Certificado ISO Companhia Siderúrgica de Tubarão Uma das maiores empresas do Brasil - destaques em 2003 Faturamento anual da ordem de US$ 1.2 bilhão. Produção de 4,81 milhões de toneladas de aço líquido. 3º produtor brasileiro de aço bruto em 2003 (18% da produção nacional). 8ª maior exportadora do Brasil (vendas de US$ 884 milhões). 4ª maior geradora de saldo líquido de divisas para o país (US$ 759 milhões). A EMPRESA

3 Companhia Siderúrgica de Tubarão Uma das empresas mais produtivas e preparadas para o futuro Ostenta um dos mais baixos custos de produção de aço do mundo, com excelência operacional e localização estratégica. Produz placas 100% via lingotamento contínuo desde Produção diversificada, a partir de 2002, com entrada em operação do Laminador de Tiras a Quente, com produção de 2,0 milhões de toneladas/ano, com foco no mercado interno. Consolida-se como fornecedora preferencial de semi-acabados de aço de qualidade (placas e bobinas a quente) para a exigente indústria automotiva. Apresenta indicadores entre os melhores do mundo nas áreas de meio ambiente (ênfase no desenvolvimento sustentável) e segurança no trabalho. Auto-suficiente em energia elétrica (gera, a partir do aproveitamento de gases do processo produtivo, 100% da energia necessária à sua produção). A EMPRESA

4 Companhia Siderúrgica de Tubarão A Usina da CST está localizada junto a instalações portuárias dentre as mais eficientes do mundo O complexo portuário que serve a CST (Porto de Praia Mole) conta com : Terminal para importação de carvão, com capacidade para 8 Mt/ano. Terminal para exportação de produtos siderúrgicos, com capacidade para 5,8 Mt/ano. A empresa é servida por infra-estrutura rodoferroviária: Estrada de Ferro Vitória-Minas e Ferrovia Centro - Atlântica (antiga Rede Ferroviária Federal) e Rodovias BR´s / 262. LOCALIZAÇÃO

5 LTQ COQUERIA SINTERIZAÇÃO UTILIDADES Altos Fornos Sinterização Coqueria Aciaria Contínuo FLUXOGRAMA DE PRODUÇÃO T.R.T ALTO-FORNO Nº1 FUNDENTES/OUTROS MINÉRIOS PLACAS LINGOTAMENTO CONTÍNUO Nº1 LINGOTAMENTO CONTÍNUO Nº2 REFINO SECUNDÁRIO (IR-UT) DESGASEIFICADOR A VÁCUO-RH ACIARIA DESSULFURAÇÃO CARVÃO PCIMÁQUINA DE MOLDAR GUSA ALTO-FORNO Nº2 CARRO TORPEDO Utilidades BOBINAS A QUENTE 2.7 Mt 2.0 Mt Companhia Siderúrgica de Tubarão

6 Approval Certificate Nº SQA ISO 9001 Approval Certificate Nº SQA ISO Certificate Nº S1303/Band Certificação Naval Certificate Nº BRA04284-SP001 Certificação Naval Certificate Nº 09787/A0 BV Certificação Naval Certificate Nº 00EW184ROL Certificação Naval Certificate of Approval Nº WZ 298 HH/1 Certificação Naval Certificate Nº MD00/0342/0002/1 Certificação Naval Certificações Companhia Siderúrgica de Tubarão

7 Modelo de Gestão da Prevenção CONTROLA RESULTADOS DIRETORIA FIXA DIRETRIZES ESTABELECE METAS EMPREGADO APLICA OS ELEMENTOS DO PADRÃO INFORMA OCORRÊNCIAS PROPÕE MELHORIAS APOIO TÉCNICO ADMINISTRA O PADRÃO DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES AGENDA E CONTROLA AÇÕES GERENTE Companhia Siderúrgica de Tubarão EDUCAÇÃO AUDITORIA NORMATIZAÇÃO ASSESSORIA

8 Companhia Siderúrgica de Tubarão

9 1 - Liderança e Administração 12 - Impedimento e Etiquetagem 2 - Comunicação Pessoal e em Grupo 13 - Controle de Riscos no 3 - Eventos de Prevenção de Acidentes Ambiente de Trabalho 4 - Motivação Para a Prevenção de Acidentes 14 - Equipamentos de Proteção Individual 5 - Treinamento de Prevenção de Acidentes 15 - Exame Médico Preventivo 6 - Reunião Diária de Segurança 16 - Exame Médico Corretivo 7 - Reunião Mensal de Segurança 17 - Programas de Promoção da Saúde 8 - Inspeção de Segurança 18 - Atendimento de Caso Social 9 - Padrão Operacional 19 - Programas Preventivos Sociais 10 - Análise Preliminar de Riscos 20 - Investigação e Análise de Acidentes 11 - Análise e Observação de Tarefas Críticas 21 - Auditoria do Padrão de Prevenção 22 - Preparação para Emergência PADRÃO EMPRESARIAL DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES ELEMENTOS

10 Emergências Companhia Siderúrgica de Tubarão PLANO DE EMERGÊNCIA Treinamento de Brigadas de Incêndio

11 SoluçãoTemporária SoluçãoDefinitiva Companhia Siderúrgica de Tubarão

12 Campanha Motivacional de Prevenção de Acidentes Companhia Siderúrgica de Tubarão PADRÃO GERENCIAL DE SEGURANÇA E SAÚDE

13 Itens de rotina de segurança Companhia Siderúrgica de Tubarão

14

15 PREVENÇÃO PREVENÇÃO EDUCAÇÃO EDUCAÇÃO Companhia Siderúrgica de Tubarão

16 Escolaridade Companhia Siderúrgica de Tubarão % do pessoal de Nível Superior tem Pós-Graduação e 4% Mestrado.

17 Companhia Siderúrgica de Tubarão TREINAMENTOS Meta x Realizado Comentário: ND - Não existia meta

18 Companhia Siderúrgica de Tubarão

19

20

21

22

23

24 Tratamento de anomalias Gerenciamento da rotina Revisão itens de controle Diagnóstico do Supervisor Gestão à vista Revisão da padronização

25 TEMPO FUNÇÃO LIC LSC ANOMALIA NORMALI - DADE ANOMALIA FALHA QUEBRA ANOMALIA - CONCEITUAÇÃO

26

27 Mapa de processo Fluxo Resumido do DSV Elege tarefas críticas Elabora e monitora planos de ação Prepara Check List Realiza DSV

28

29 NOVO SISTEMA INTEGRADO DE TRATAMENTO DE ANOMALIAS - SD2000 CPT SMS+SPT Perdas Materiais Incidentes Perdas Materiais Incidentes C/ Risco ao Homem S/ Risco ao Homem O número de ocorrências sem riscos ao homem, relacionadas a processo, meio ambiente, matérias primas e outros, é maior que as ocorrências com risco ao homem. Trata-se de uma extensão do princípio de Frank Bird. Como a proposta é integrar todos os tipos de não conformidades, passamos a chamá-lo a partir de hoje anomalias com risco ao homem e sem risco ao homem ANOMALIA PERDA MATERIAL LESÃO ACIDENTE S/ RISCO AO HOMEM C/ RISCO AO HOMEM S/ RISCO AO HOMEM C/ RISCO AO HOMEM INCIDENTE 83

30 CONFIGURAÇÃO NO SISTEMA CORPORATIVO – SD2000 Potencial de Gravidade Alto Potencial de Gravidade Baixo Classificação de Acidente Acidente com Perda MaterialAcidente com Lesão Classificação de Incidente Perdas PequenasPerdas Elevada Potencial de Gravidade Alto Potencial de Gravidade Baixo Grave- CPTLeve - SPTLeve - SMS Tipo de Tratamento Tratamento Aprofundado Causa Básica Tratamento Simplificado Causa Imediata 88

31 CONFIGURAÇÃO NO SISTEMA CORPORATIVO – SD2000 ENCAMINHAMENTOS / TRATAMENTOS / PLANOS DE AÇÃO Tratamento Imediato Tratamento encaminhado pelo Facilitador cuja remoção do sintoma foi suficiente para neutralizar ou eliminar as causas imediatas. Este encaminhamento só poderá ocorrer quando for uma anomalia com perda pequena ou de baixo potencial de gravidade e/ou sem risco ao homem. Tratamento Simplificado Tratamento encaminhado pelo Facilitador que visa a eliminação ou neutralização das causas imediatas e é feito através de plano de ação específico (abertura de tratamento) encaminhado pelo facilitador. Este encaminhamento só poderá ocorrer quando for uma anomalia com perda pequena ou de baixo potencial de gravidade e/ou sem risco ao homem. Tratamento Aprofundado Tratamento encaminhado pelo Facilitador que visa a eliminação da causa básica através de análise aprofundada, utilizando a metodologia de causalidade de perdas (PE-SGS-04), feito através de plano de ação específico (abertura de tratamento) encaminhado pelo facilitador. Este encaminhamento é obrigatório para anomalias com lesão a pessoa, com perda elevada, com risco ao homem e de alto potencial de gravidade Só Registro Destinação dada pelo Facilitador a anomalias que não tem risco ao homem e que pelo seu baixo potencial de gravidade e priorização gerencial, não comporta tratamento (plano de ação). Em Tratamento Anomalia em tratamento aberto anteriormente pelo Facilitador, em função de relato anterior de mesma natureza. Anomalia repetitiva. 87


Carregar ppt "Companhia Siderúrgica de Tubarão PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA CST PREVENÇÃO DE ACIDENTES NA CST João Chiabi Duarte – Gerente da Divisão da Aciaria Maio /"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google