A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROCESSO DE DIAGNOSTICARPROCESSO DE DIAGNOSTICAR HIPERTENSÃO ARTERIAL VALORES CONFIÁVEISVALORES CONFIÁVEIS CONSEQÜÊNCIASCONSEQÜÊNCIAS –ERROS DIAGNÓSTICOS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROCESSO DE DIAGNOSTICARPROCESSO DE DIAGNOSTICAR HIPERTENSÃO ARTERIAL VALORES CONFIÁVEISVALORES CONFIÁVEIS CONSEQÜÊNCIASCONSEQÜÊNCIAS –ERROS DIAGNÓSTICOS."— Transcrição da apresentação:

1

2 PROCESSO DE DIAGNOSTICARPROCESSO DE DIAGNOSTICAR HIPERTENSÃO ARTERIAL VALORES CONFIÁVEISVALORES CONFIÁVEIS CONSEQÜÊNCIASCONSEQÜÊNCIAS –ERROS DIAGNÓSTICOS – HIPERTENSO –FALSO HIPERTENSO IMPORTÂNCIA...

3 VARIABILIDADE PA –ATIVIDADES FÍSICAS –SITUAÇÕES EMOCIONAIS VIVIDAS –ESTADO DE VIGÍLIA / SONO

4 EFEITO E HIPERTENSÃO DO AVENTAL BRANCO As mudanças ocorridas na pressão intra arterial na presença do médico e da enfermeira, sendo mais altas quando verificadas pelos médicos.

5 Instrumentos Esfigmomanômetro de Coluna de Mercúrio e AneróideEsfigmomanômetro de Coluna de Mercúrio e Aneróide

6 Instrumentos Esfigmomanômetro oscilométricoEsfigmomanômetro oscilométrico

7 Esfigmomanômetro oscilométrico-Esfigmomanômetro oscilométrico- Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA)Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial (MAPA) Instrumentos

8 Aferição do esfigmomanômetro aneróide através do esfigmomanômetro de coluna de mercúrioAferição do esfigmomanômetro aneróide através do esfigmomanômetro de coluna de mercúrio Aferição do Manômetro Aneróide

9 Largura do Manguito ( MLC= CB x 0,4 )Largura do Manguito ( MLC= CB x 0,4 ) hipoestimação / hiperestimaçãohipoestimação / hiperestimação Largura = 40% CBLargura = 40% CB Comprimento=80% CBComprimento=80% CB Tabelas de Correções - Mion et al. J.Hypertension 4 ( supl -15) : S 581, 1986.Tabelas de Correções - Mion et al. J.Hypertension 4 ( supl -15) : S 581, ??? ( podem provocar mais erros do que corrigir )??? ( podem provocar mais erros do que corrigir ) ERROS... INSTRUMENTOS:

10 INSTRUMENTOS :INSTRUMENTOS : observar periodicamente sistemas de válvulas (vazamentos).observar periodicamente sistemas de válvulas (vazamentos). e tubos de borrachas ( integridade).e tubos de borrachas ( integridade). ERROS...

11 B- Localizar as artérias por palpação.B- Localizar as artérias por palpação. PROCEDIMENTO PoplíteaPoplítea PediosaPediosa CubitalCubital

12 C- Centralizar o meio da bolsa do manguito sobre a artéria.C- Centralizar o meio da bolsa do manguito sobre a artéria. PROCEDIMENTO

13 D- Colocar o manguito acima do local da ausculta.D- Colocar o manguito acima do local da ausculta. PROCEDIMENTO

14 E- Determinar a PAS- PalpatóriaE- Determinar a PAS- Palpatória Palpar a artéria do local de escolha a ser verificada a PA, inflar o manguito até desaparecimento do pulso para estimação do nível da PAS- Palpatória. Desinsulflar o manguito, aguardar 30 segundos e reinsulflá-lo novamente acrescentando 30 mm Hg ao valor da PAS -Palpar a artéria do local de escolha a ser verificada a PA, inflar o manguito até desaparecimento do pulso para estimação do nível da PAS- Palpatória. Desinsulflar o manguito, aguardar 30 segundos e reinsulflá-lo novamente acrescentando 30 mm Hg ao valor da PAS - PROCEDIMENTO

15 F- Determinar a posição:F- Determinar a posição: 1- Sentado1- Sentado com o tronco elevado, recostado e relaxado no encosto da cadeira, as pernas relaxadas e não cruzadas, com o braço ao nível do coração. A escala do manômetro deve estar visível aos olhos, claridade.com o tronco elevado, recostado e relaxado no encosto da cadeira, as pernas relaxadas e não cruzadas, com o braço ao nível do coração. A escala do manômetro deve estar visível aos olhos, claridade. PROCEDIMENTO

16 2- deitado2- deitado –2.1.Membros Superiores procurar manter-se relaxado, decúbito dorsal, braço ao nível do coração, com abertura 45 graus. A escala do manômetro deve estar visível aos olhos. Luz adequada.procurar manter-se relaxado, decúbito dorsal, braço ao nível do coração, com abertura 45 graus. A escala do manômetro deve estar visível aos olhos. Luz adequada. PROCEDIMENTO

17 2.2-Membros Inferiores - coxa2.2-Membros Inferiores - coxa procurar manter-se relaxado, decúbito ventral ou dorsal, perna ao nível do coração. A escala do manômetro deve manter-se visível aos olhos. Local com luminosidade adequada.procurar manter-se relaxado, decúbito ventral ou dorsal, perna ao nível do coração. A escala do manômetro deve manter-se visível aos olhos. Local com luminosidade adequada. PROCEDIMENTO

18 2.2-Membros Inferiores - panturrilha 2.2-Membros Inferiores - panturrilha procurar manter-se relaxado, decúbito ventral ou dorsal, perna ao nível do coração. A escala do manômetro deve manter-se visível aos olhos. Local com luminosidade adequada.procurar manter-se relaxado, decúbito ventral ou dorsal, perna ao nível do coração. A escala do manômetro deve manter-se visível aos olhos. Local com luminosidade adequada. PROCEDIMENTO

19 3- Em Pé -3- Em Pé - procurar manter-se relaxado, braço ao nível do coração.procurar manter-se relaxado, braço ao nível do coração. Abertura de 45 graus, manter a escala do manômetro visível aos olhos. Luz adequada.Abertura de 45 graus, manter a escala do manômetro visível aos olhos. Luz adequada. PROCEDIMENTO

20 G - Utilização do esteto.G - Utilização do esteto. Colocá-los nos ouvidos c/ olivas p/frenteColocá-los nos ouvidos c/ olivas p/frente Posicionar a campânula sobre a artéria (cubital, poplítea, pediosa) anteriormente definida e localizada através da palpação, evitar compressão excessiva, solicitar que o indivíduo não converse durante a verificação da PA. Inflar rapidamente o manguito e desinsulflar lentamente de 2 a 4 mm Hg/seg. Determinar a PAS e a PAD em mmHgPosicionar a campânula sobre a artéria (cubital, poplítea, pediosa) anteriormente definida e localizada através da palpação, evitar compressão excessiva, solicitar que o indivíduo não converse durante a verificação da PA. Inflar rapidamente o manguito e desinsulflar lentamente de 2 a 4 mm Hg/seg. Determinar a PAS e a PAD em mmHg PROCEDIMENTO

21 Posicionar a campânula sobre a artéria anteriormente definida (cubital, poplítea, pediosa) e localizada através da palpação, evitar compressão excessiva, solicitar que o indivíduo não converse durante a verificação da PA. Inflar rapidamente o manguito e desinsulflar lentamente de 2 a 4 mm Hg/seg. Determinar a PAS e a PAD em mmHg PROCEDIMENTO

22 H - Anotação H - Anotação Registrar valores PAS / PAD,Registrar valores PAS / PAD, posição do paciente, posição do paciente, largura do manguito,largura do manguito, membro em que foi realizado medida,membro em que foi realizado medida, registrar valores segundo escala do esfigmomanômetro de 2/2 mmHg.registrar valores segundo escala do esfigmomanômetro de 2/2 mmHg. Aguardar de 1 a 2 minutos para realizar outras medidas... Aguardar de 1 a 2 minutos para realizar outras medidas... PROCEDIMENTO


Carregar ppt "PROCESSO DE DIAGNOSTICARPROCESSO DE DIAGNOSTICAR HIPERTENSÃO ARTERIAL VALORES CONFIÁVEISVALORES CONFIÁVEIS CONSEQÜÊNCIASCONSEQÜÊNCIAS –ERROS DIAGNÓSTICOS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google