A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESTUDO DIRIGIDO 1 LITERATURA NORTE-AMERICANA. 1. Apresente um panorama histórico sobre o período colonial norte-americana: Contemple informações sobre:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESTUDO DIRIGIDO 1 LITERATURA NORTE-AMERICANA. 1. Apresente um panorama histórico sobre o período colonial norte-americana: Contemple informações sobre:"— Transcrição da apresentação:

1 ESTUDO DIRIGIDO 1 LITERATURA NORTE-AMERICANA

2 1. Apresente um panorama histórico sobre o período colonial norte-americana: Contemple informações sobre: - Inglaterra – sec. XIV e XV - Reforma protestante - Os americanos nativos - Os puritanos

3 NATHANIEL HAWTHORNE 1. Comente sobre a vida de Nathaniel Hawthorne e sua relação com o puritanismo:

4 SALEM – PASSOU A INFÂNCIA E DEPOIS TRABALHOU NA CUSTOM HOUSE (ALFÂNDEGA) FAMÍLIA PURITANA: UM DE SEUS ANTEPASSADOS FOI O JUIZ HATHORNE, QUE PRESIDIU O JULGAMENTO DAS BRUXAS DE SALEM EM 1692 CRENÇA NA EXISTÊNCIA DO DIABO CRENÇA NO DETERMINISMO USAVA ALEGORIAS E SÍMBOLOS; FALAVA DE TENSÕES USANDO: CLARO X ESCURO; QUENTE X FRIO; FÉ X DÚVIDA; CORAÇÃO X MENTE; MUNDO INTERNO X EXTERNO

5 OBRA: O JOVEM GOODMAN BROWN 1. Apresente e comente sobre alguns símbolos e alegorias encontrados na obra O Jovem Goodman Brown.

6 ALEGORIAS E SÍMBOLOS A história retrata o conflito entre o bem e o mal através de uma viagem alegórica. FLORESTA – EDEN GOODMAN BROWN – HUMANIDADE (CONFRONTO, TENTAÇÃO, CURIOSIDADE) O HOMEM MISTERIOSO – O MAL O CAJADO – SERPENTE – SÍMBOLO DO MAL

7 BROWN - ADÃO –– DESEJO PELO CONHECIMENTO PROIBIDO (GOODMAN BROWN – FLORESTA - ADÃO – ÁRVORE DO CONHECIMENTO) BROWN – ADÃO – PERDA DA INOCÊNCIA FAITH – FÉ NA RELIGIÃO E NAS PESSOAS LAÇO COR DE ROSA - INOCÊNCIA

8 2. O fragmento a seguir refere-se ao conto O Jovem Goodman Brown. Identifique algumas das características da obra presentes nesta citação: Esta noite vos será permitido conhecer seus atos secretos: como anciãos de barba encanecida da igreja cochicharam palavras libertinas para as jovens criadas de suas casas; quantas mulheres, ansiosas por usar o luto das viúvas, deram uma bebida aos maridos na hora de ir para a cama e os deixaram dormir seu último sono em seu peito; quantos rapazes imberbes se apressaram em herdar as fortunas dos pais; quantas lindas donzelas não ruborizais, minhas queridas cavaram pequenas sepulturas no jardim e me convidaram, a única testemunha do funeral de um bebê. Graças à propensão de vossos corações humanos para o pecado, farejais todos os lugares na igreja, no quarto, na rua, no campo ou na floresta onde se cometeram crimes, e exultareis ao ver a terra inteira como uma nódoa de culpa, uma única e enorme mancha de sangue. Muito mais que isto. A vós será dado penetrar, em cada peito, o mistério profundo do pecado, a fonte de todas as artes perversas, que fornece, inesgotavelmente, mais impulsos perversos do que o poder humano do que meu poder, em seu limite pode manifestar em atos. E agora, meus filhos, olhais uns para os outros...

9 OBRA: A LETRA ESCARLATE Obra – trajetória de Hester Prynne Hester - Mulher marginalizada pela rígida comunidade puritana de Boston – séc. XVII, forte, independente, rebelde (comportamento atípico da mulher puritana). Pecado: Adultério – dar a luz uma criança ilegítima Condenação: carregar a letra A de adúltera bordada no peito Hester – primeira heroina da literatura norte-americana. ESTER Pearl Roger Artur

10 ESTER (culpa) Roger (vingança) Artur (hipocrisia) TRAGÉDIA

11 PERSONAGENS Hester Prynne: Personagem principal; bela mulher; cheia de paixão; trabalha como costureira; forte e amável; ajuda todos que precisam; coração penitente; bons valores morais; única alegria é sua filha Pearl

12 PERSONAGENS Roger Chillingsworth: marido desaparecido de Hester Prynne; retorna quando ela está sendo julgada pelo pecado cometido, mas não se identifica; decide se vingar do homem que expôs sua mulher ao pecado; caráter maléfico

13 PERSONAGENS Arthur Dimmesdale: ministro adorado pela cidade, sente-se atraído por Hester; leva a sério a religião puritana; tenta vencer sua atração por 7 anos e é consumido pelo sentimento do pecado;

14 Cenário – Boston – Nova Inglaterra – séc. XVII Puritanos – Nova Inglaterra – organização teocrática. Famílias patriarcais que não toleravam a desobediência e aqueles que transgrediam as regras.

15 CARACTERÍSTICAS DA OBRA Literatura vitoriana – análise de questões sociais – movimento da liberação feminista (contexto) Faz uso de temas e estilos modernos para a época. Obra atemporal Faz uso da ironia, ambiguidade e paradoxo. Ciclo puritano americano – Crença na existência do mal (diabo) e no senso de determinismo (predestinação)

16 CARACTERÍSTICAS DA OBRA Hawthorne mostra uma sociedade puritana repressiva, autoritária – analogia à humanidade. Alma humana sob o efeito da pressão extrema. Hester, Dimmesdale e Chillingworth – experiências universais.

17 ETERNA LUTA - SOCIEDADE X INDIVÍDUO Obra -> paixão, fraude, hipocrisia, confiança e do poder da sociedade sobre o indivíduo e da obrigação do indivíduo para com a sociedade. Alienação – personagem em estado de isolamento por causa própria, ou pela sociedade, ou ambos. Iniciação – tentativa da personagem de sair do isolamento. Culpa – sentimento ocasionado pela herança puritana ou pela sociedade. Temas

18 SIMBOLOGIA A letra – vergonha, torna o pecado público e não deixa a comunidade esquecer. Qualidades de Hester apagadas pela letra A que é obrigada a usar. NOMES CHILLINGWORTH – CHILL - Frieza; PRYNNE – SIN - Pecado; DIMMESDALE – DIMNESS - Fraqueza;

19 Pecados estigmatizados pelos puritanos com letras escarlates B – Blasphemy D – Drunkenness F – Forgery I – Incest R – Rape T – Theft V - Viciousness

20 CARACTERÍSTICAS DA OBRA Diálogos da obra – inglês arcaico (intencional – retorno ao sec. XVII – formalismo puritano) Adultério – modelo para os pecados mais gerais do coração humano. Pecado notório – viola a relação do casamento e o acordo SOCIAL.

21 1. Como Hester se comporta ao ser exposta em praça pública? Qual a acusação que recai sobre ela?

22 2. Um suposto médico auxilia Hester na prisão. Quem é esta pessoa e qual o seu verdadeiro interesse em se aproximar de Hester?

23 3. Por que Hester permanece nesta cidade onde todos a rejeitam?

24 4. O que difere Pearl das demais crianças?

25 Pearl: filha ilegítima. Versão viva da Letra Escarlate – personificação da paixão e dos pecados dos seus pais. taxada de criança do demônio, é a única inocente na história; apaixonada, inteligente e cheia de energia, independente, perceptiva. Simboliza o que é estar inteiramente à margem da sociedade.

26 5. Comente sobre as relações existentes entre: a) Pearl e Hester

27 5. Comente sobre as relações existentes entre: a) Pearl e Hester Pearl encarna a relação entre a inocência e o pecado. Esperta, possui um temperamento selvagem, por vezes perverso e malicioso. Ainda assim, é capaz de manifestações de ternura e afeto, e apresenta uma intensa vivacidade e uma forte integração com os elementos naturais. Comentários supersticiosos de alguns moradores da cidade afirmavam que ela era filha do demônio. Devido à sua origem, considerada pecaminosa pela comunidade, Pearl cresce sozinha e distante do convívio com outras crianças.

28 Pearl – questiona incessantemente sobre o porque da Letra Escarlate e a identidade de seu pai. sente-se ligada pelos sentimentos da mãe; Sente-se fascinada pela letra escarlate que a mãe é obrigada a usar como lembrança de seu pecado PEARL – PEARL OF GREAT PRIDE – SALVAÇÃO (Mt. 13:45-46) 45 Outrossim, o reino dos céus é semelhante a um negociante que buscava boas pérolas; 46 e encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo quanto tinha, e a comprou.

29 5. Comente sobre as relações existentes entre: b) Arthur Dimmesdale e Roger Chillingworth

30 b) Arthur Dimmesdale e Roger Chillingworth Roger -> Arthur – age como sua consciência Roger – torna-se a lei sem nenhuma compaixão. Ele persegue o pastor e tortura-o. Arthur – apesar do sofrimento constante, é incapaz de confessar publicamente o seu pecado.

31 6. Qual era a razão do sofrimento de Arthur Dimmesdale?

32 A razão de tanto sofrimento por parte do clérigo era seu envolvimento pecaminoso com Hester Prynne, que culminou no nascimento de Pearl. Entre sacrifícios e penitências, ele é atormentado por visões e sonhos terríveis, motivados ainda por sua incapacidade de assumir a paternidade diante da sociedade e prestar qualquer auxílio à mulher que ama.

33 7. Quem era a Sra. Hibbins e como era a sua relação com os demais moradores? O que esta relação revela acerca dos costumes puritanos? A sra. Hibbins era irmã do governador Bellingham, e seu comportamento destoava do puritanismo dos demais habitantes da cidade. Suas intervenções têm como objetivo aliciar a comunidade para encontros sabáticos misteriosos no interior da floresta, onde supostamente travaria contato com forças demoníacas. Vista como louca e suspeita de feitiçaria, é posteriormente condenada à morte na fogueira. As acusações de bruxaria estavam ligadas à atmosfera de fanatismo religioso que caracterizava diversas povoações de colonizadores puritanos nos Estados Unidos.

34 8. Comente sobre o final das personagens: - Arthur Dimmesdale - Roger Chillingworth - Hester e Pearl

35 9. Comente sobre alguns dos símbolos e seus significados encontrados na obra A Letra Escarlate:

36 PRISÃO / CEMITÉRIO – sugerem repressão e dor ROSEIRA ao lado da prisão: capacidade humana de sobreviver às adversidades. FLORESTA – liberdade durante o dia / mal durante a noite. Floresta (visão puritana) associação ao mal (diabo) com os mistérios que ela representa. Na floresta não existe ordem social. Assim, o diabo é frequentemente associado à floresta. LETRA ESCARLATE – vergonha

37 METEORO – Forma a letra A no céu – Adúltera x Anjo (Amiga). COMUNIDADE PURITANA – repressão, autoritarismo, rigidez. (SOCIAL X INDIVÍDUO). HESTER – representa o indivíduo que se auto-estimula. DIMMESDALE – representa o conformismo. CHILLINGWORTH – Na sua mente, torna-se agente de Deus, faz as pessoas sofrerem. O PECADO tira a vida humana e destrói cada personagem na história.

38 10. Identifique algumas das características da obra presentes nas citações a seguir: a)... a religião e a lei constituíam quase uma só coisa, e em cuja mentalidade ambas se fundiam de tal maneira que os mais suaves e os mais severos atos de disciplina coletiva eram, igualmente, veneráveis e terríveis.

39 b) Ali, dizia consigo mesma, fora o cenário do seu crime e seria o da sua expiação terrena. E assim, talvez, a tortura da humilhação cotidiana lhe pudesse afinal purgar a alma e nela gerar outra pureza tão grande quanto a que perdera. Mais santificada, porque resultaria do martírio.

40 c) O seu seio, com o degradante estigma, não era senão o travesseiro para a cabeça que necessita de um. Tinha-se ordenado a si mesma Irmã de Caridade... Encontrava-se nela tanto arrimo, tanta capacidade de servir e de se compadecer – que muitas pessoas se recusavam a dar ao A a sua primitiva significação. Dizem que ele significava Amiga. Tão forte era. Hester Prynne com uma força de mulher.


Carregar ppt "ESTUDO DIRIGIDO 1 LITERATURA NORTE-AMERICANA. 1. Apresente um panorama histórico sobre o período colonial norte-americana: Contemple informações sobre:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google