A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

? acabar com a prisão e com a humilhação. Já pensou que...? 1. temos um referendo para acabar com a prisão de mulheres, mas o ministro da Justiça reconheceu.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "? acabar com a prisão e com a humilhação. Já pensou que...? 1. temos um referendo para acabar com a prisão de mulheres, mas o ministro da Justiça reconheceu."— Transcrição da apresentação:

1 ? acabar com a prisão e com a humilhação

2 Já pensou que...? 1. temos um referendo para acabar com a prisão de mulheres, mas o ministro da Justiça reconheceu que de 1997 a 2004 nenhuma mulher foi presa, mesmo tendo abortado muito depois das 10 semanas?

3 2. 2. o Governo já aprovou uma lei para não levar a tribunal os crimes até 3 anos (um deles o aborto)? Já pensou que agora é que não vai mesmo ninguém a tribunal ainda que aborte muito depois das 10 semanas? Lei Quadro de Política Criminal, lei Nº 17/2006 de 23 de Maio. 3. se anda a falar de prisão e humilhação, mas o que vai mudar é que vai passar a ser legal a indústria privada do aborto? 4. José Magalhães, deputado do PS co-autor da pergunta do referendo, diz que o objectivo da lei do aborto foi facultar a «criação e funcionamento legal de estruturas privadas de IVG (…)»? J. Magalhães, Penalizar ou despenalizar o aborto, Quetzal editores, o Governo fechou maternidades, aumentou as taxas moderadoras, e agora quer financiar clínicas espanholas de aborto? 6.6.o número de abortos aumenta dramaticamente nos países onde é despenalizado? Já pensou que...? Já pensou que...

4 7. em quase todos os países onde o aborto é legal a mulher que deseja abortar tem de pagar, é informada das alternativas e riscos e tem de se sujeitar a um tempo de reflexão? 8. se o SIM ganhar Portugal, China e a Coreia do Norte vão ser os países em que o aborto é totalmente livre, sem tempo de reflexão, realizado em adultos e menores, e pago na hora pelos impostos de todos? 9 o Primeiro Ministro tentou emendar anunciando um tempo de reflexão que não está previsto nem na pergunta do referendo, nem na lei que o PS já aprovou e que serve de base ao referendo? 10. se o SIM ganhar uma menor de idade não pode comprar álcool nem tabaco, mas pode abortar gratuitamente sempre que quiser? 11. onde o aborto é livre há muito mais mulheres na prisão do que onde o aborto é ilegal? Já pensou que...? Já pensou que...

5 12. mais de metade (59%) das presas de três cadeias do Texas afirmou que o as levou à criminalidade foi terem feito um aborto? O. Joy, The general female offender population in the Lane Murray Unit, the Mt. View Unit and the Plane State Jail, US Supreme Court, McCorvey Vs. Hill metade das presas portuguesas já abortou? Sabia que a maioria delas abortou com menos de 20 anos, antes de terem entrado na criminalidade? 14. nos países onde se legalizou o aborto se deu um aumento muito acentuado dos casos de violência sobre crianças? U.S. Department of Health & Human Services, National Center of Child Abuse & Neglect; National Analysis of Official Child Abuse and Neglect Reporting a.Sabia que… uma das consequências conhecidas do aborto é o abuso de álcool e drogas, alterações do comportamento que se repercutem nas crianças; bSabia que… outra das consequências conhecidas é o desconforto na presença de bebés, sobretudo bebés que choram; são muito numerosos os testemunhos desse fenómeno. «Eu não compreendia porque o choro da minha filha me irritava tanto, uma criança maravilhosa e calma. Depois compreendi que eu odiava a minha filha por ela ser capaz de fazer o que o meu filho abortado jamais poderia vir a fazer» 15. não existe aborto seguro? Sabe que até o aborto espontâneo mata? Sabe que quer seja legal quer seja clandestino o aborto é sempre perigoso? Sabia que, porque a legalização facilita a prática do aborto, quando o aborto é legal aumenta o número de mulheres mortas por causa do aborto? Sabia que no último ano de aborto ilegal morreram menos mulheres nos EUA do que morreram no primeiro ano de aborto legal? Já pensou que...? Já pensou que...

6 16. o aborto voluntário enfraquece a capacidade de resistir ao pensamento de maltratar ou abusar dos filhos nascidos. P. Ney, "Relationship Between Abortion & Child Abuse," Canada Jour. Psychiatry, vol. 24, 1979, pp «Depois da legalização do aborto nos EUA, enquanto a taxa de homicídios aumentou 39%, a taxa de infanticídios (crianças de um até quatro anos) aumentou 73%.» Gus J. Sltman, M.D., University of Medicine and Dentistry of New Jersey, Robert Wood Johnson Medical School at Camden, letter to the editor, JAMA 269:2033, 10/21/ «Desde que há aborto a pedido nos EUA, o numero de crianças sujeitas a maus tratos tem aumentado continuamente». Philip G. Ney, M.D., "Is elective abortion a cause of child abuse?" Sexual Medicine Today, June 1980 «Depois de fazer um aborto senti-me péssima por saber que tinha feito um grande mal. Quis-me castigar batendo no meu filho de 3 anos, a pessoa mais preciosa da minha vida. E castiguei-me fortemente porque infelizmente o meu filho acabou por morrer.» 19. embora os defensores do aborto a pedido argumentem que todas as crianças devem ser desejadas, «há razões para crer que o aborto a pedido não só não resolveu o problema das crianças indesejadas, negligenciadas ou maltratadas, como piorou o problema.» Philip Ney, M.D., "Relationship between abortion and child abuse," Canadian Journal of Psychiatry 24:610, 1979 «Eu não compreendia porque o choro da minha filha me irritava tanto, uma criança maravilhosa e calma. Depois compreendi que eu odiava a minha filha por ela ser capaz de fazer o que o meu filho abortado jamais faria» Já pensou que...? Já pensou que...

7 20. os defensores do SIM não tomaram iniciativas para apoiar as mulheres, as famílias, e as crianças? 21. a pergunta do referendo fala em aborto por opção da mulher, mas nos países que já despenalizaram o aborto a maioria das mulheres aborta só porque é pressionada pelo companheiro, pela família ou pelo patrão? Mary K. Zimmerman, Passage Through Abortion (New York, Prager Publishers, 1977); W.B. Miller, An Empirical Study of the Psychological Antecedents and Consequences of Induced Abortion, Journal of Social Issues, 48(3): (1992). 22. ao liberalizar o aborto pode ser agora sobre a sua filha, a sua neta, ou sobre si, que vai começar a pressão, a chantagem, ou a violência para que aborte? 23.não queremos ver mulheres julgadas por aborto, mas a pergunta fala de «despenalização do aborto» e não de «despenalização da mulher que fez aborto»? Já pensou que se o SIM ganhar temos «despenalização» do homem, do patrão, do médico que pressionam a mulher a abortar? «Quando disse ao meu namorado que estava grávida ele pareceu contente. Dois dias depois telefonou-me para ir a casa dele. Estavam lá os pais, dois irmãos e as cunhadas para me convencerem a abortar. Aquilo arrastou-se por horas e como eu gostava muito dele e não tinha qualquer apoio em casa aceitei. Foi ele que me levou à clínica; chorei o caminho todo. Ele disse que esperava à entrada. Foi a última vez que o vi; voltei para casa de autocarro. Deixou de me atender o telemóvel. Liguei para casa e saiu-me o pai a dizer: esquece-o de vez; o meu filho merece alguém melhor do que tu». Já pensou que...? Já pensou que...

8 24. os efeitos do aborto (como a depressão) ocorrem tanto no aborto clandestino como no legal? Sabia que a taxa de suicídio aumenta 1000% nas jovens que fizeram um aborto? Já pensou que 30% das mulheres que abortam tentaram suicidar-se pelo menos uma vez? Garfinkel, et al., Stress, Depression and Suicide: A Study of Adolescents in Minnesota, (Minneapolis: University of Minnesota Extension Service, 1986). D. Reardon, "A Survey of Psychological Reactions," (Springfield, IL: Elliot Institute, 1987). «No dia a seguir ao meu segundo aborto tive uma depressão horrível. Para tentar escapar à dor saltei de uma ponte com os meus filhos de cinco e de um ano. Eu e o meu filho de cinco anos fomos salvos; infelizmente o bebé morreu.» 25. às 10 semanas, o filho está completo, tem os órgãos a funcionar, responde a estímulos, tem expressões faciais e já tem partes do corpo sensíveis à dor? Noonan, "The Experience of Pain," In New Perspectives on Human Abortion, Aletheia Books, 1981, p V. Collins, S. Zielinski, T.J. Marzen, Fetal pain and Abortion: The Medical Evidence, Chicago, Studies in Law and Medicine, no. 18. «A primeira actividade cerebral de resposta a estímulos de dor pode ser registada entre a nona e a décima semana.» Reinis & Goldman, The Development of the Brain, Thomas Publishers, 1980, pp «Na sétima semana o bebé vira e afasta a cara de qualquer estímulo na mesma manobra defensiva que pode ser observada ao longo de toda a vida de uma pessoa.» E. Blechschmidt & S. Wintrap, Nat'l RTL News, May 20, nunca uma mulher se arrependeu de ter escolhido levar a gravidez até ao fim? Já pensou que ajudar mães a ter os filhos é gerar emprego e juntar o útil ao agradável? Já pensou que...? Já pensou que...

9 «Fiquei grávida do meu namorado aos 23 anos. Como estava insegura sobre aquela relação decidi tomar pílulas para abortar, mas não aconteceu nada. Por qualquer razão decidi que ia ter o bebé custasse o que custasse. Depois de ficar desapontada pelo falhanço das pílulas, o meu problema passou a ser o medo de que elas tivessem feito mal ao bebé. Agora a minha filha tem ano e meio, está perfeita, é a minha força, e estou muito feliz pelo falhanço das pílulas! Naquela altura pensava que a minha vida tinha acabado, mas agora vejo que não havia razão para ver tudo tão negro… e são tão bons os beijinhos de um bebé!» 27. a Portaria 567/2006 que tem todos os preços do Serviço Nacional de Saúde, avalia cada aborto em 1.807,38 euros? Sabia que o Ministro da Saúde admitiu que se o SIM ganhar vai haver cerca de 20 mil abortos por ano, ou seja, o SIM vai custar aos nossos impostos 40 milhões de euros logo no primeiro ano? 28.depois de aumentar o IRS para reformados e deficientes, depois de aumentar o preço dos medicamentos, o Governo pretende cobrar mais impostos para financiar o aborto livre nas clínicas? Já pensou que...? Já pensou que...

10 Já pensou que... se é assim... então é melhor votar NÃO? Ignorar é o pior remédio. Passe a palavra.


Carregar ppt "? acabar com a prisão e com a humilhação. Já pensou que...? 1. temos um referendo para acabar com a prisão de mulheres, mas o ministro da Justiça reconheceu."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google