A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

4 00 anos de Padre Jean Pierre Médaille Clique apenas para mudar de slide.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "4 00 anos de Padre Jean Pierre Médaille Clique apenas para mudar de slide."— Transcrição da apresentação:

1

2 4 00 anos de Padre Jean Pierre Médaille Clique apenas para mudar de slide

3 Efeitos, figuras inseridas, elaboração : Dirce de Cunto Pereira Soares Dircely Música: Just for you (Somente para você) - Orq. Ernesto Cortazar Homenagem d o Grupo de Leigas/os do Pequeno Projeto Congregação das Irmãs de São José Santos / Brasil Revisão: Irmã Maria de Lourdes Magalhães de Toledo, ISJ

4 Padre Jean Pierre Médaille S.J. A coragem de amar os próprios sonhos Livreto da autoria de Irmã Marina - Congregação de São José – Aosta/Itália Tradução: Irmã Teresinha Pegoraro - Congregação de São José - Chambéry - França

5 C C ada um de nós abriga alguns sonhos dentro de seu próprio coração, isto é, acalenta algo de absolutamente especial, de inédito, de irrepetível, de grande. Muitos destes sonhos, porém, não chegam a tornar-se realidade, porque renunciamos a eles muito rapidamente, atraídos como somos, pelas sereias do usa e joga fora do nosso cotidiano. O sonho, ao invés, precisa ser acolhido como merece, acariciado na possibilidade que nos deixa entrever, amado pelo que de melhor em nós consegue atingir e despertar, respeitado em seu crescimento progressivo, através do tempo das circunstâncias. Sonhar é algo grandioso!

6 P or isto quero falar-te de um homem que teve a coragem de amar os próprios sonhos até conseguir torná-los realidade e que tem ensinado a outras pessoas, como se faz, para não renunciar a estas riquezas que trazemos dentro de nós, para construir o pequeno projeto de nossa vida, de forma totalmente original. Este homem se chamava Jean Pierre Médaille

7 Carcassone, situa-se perto da fronteira de Espanha com França a apenas 90 kms de Toulouse. Fica às margens do rio Aude. Cidade medieval declarada Patrimônio Mundial pela UNESCO desde A cidade fortificada é uma cidade dentro da cidade porque há a parte moderna para lá das muralhas. Carcassone é a cidade medieval que viu viver nela povos Celtas, Romanos e Visigodos. Jean Pierre nasceu em Carcassone, no dia 6 de outubro de Seu pai Jean Médaille era advogado do Rei e a mãe chamava-se Phelippe dEstéveril.

8 O s sonhos de Jean Pierre eram muito preciosos e ele teve o cuidado de estar muito atento cada vez que lhe afloravam à sua mente e ao seu coração. Um dos primeiros sonhos, aos quais deu muita atenção, foi o de sua vocação: gostou muito dele e iniciou logo a concretizá-lo, com a idade de 16 anos, entrando no noviciado dos Jesuítas em Toulouse. Um sonho de juventude, realizado com paciência e perseverança, no estudo, na oração e também no sacrifício, para que seus desejos interiores pudessem harmonizar-se, emergir, particularmente em busca de Deus, autor de todos os nossos mais belos sonhos. Toulouse

9 N o grande e solene dia de sua ordenação sacerdotal, Jean Pierre se propôs ser um homem à altura dos sonhos de Deus e os sonhos de Deus como sabemos, levam longe. Foi professor de alguns importantes colégios Jesuítas e teve assim, oportunidade de encontrar muitos jovens e de conhecer de perto a vida das mulheres e dos homens de seu tempo. Como ele era também um apaixonado do Evangelho, gostava de pregar e de anunciar a paz de Cristo àqueles que, na sociedade de seu tempo, viviam envolvidos pelo ódio da guerra que assolava seu país.

10 Aurilac, Saint Flour, Le Puy : a pobreza das pessoas destes lugares, rapidamente se lhes torna familiar. O desejo profundo que alimentava era o de tornar-se instrumento de paz e de reconciliação nas famílias, na sociedade dividida entre ricos e pobres, entre protestantes e católicos, entre nobres e plebeus, mas, sobretudo no coração da pessoa aonde é mais difícil penetrar, se a graça de Deus não ajudar a encontrar o caminho e o modo de ser próprio de cada pessoa humana. Padre Médaille, porém, não era o tipo da pessoa que se deixava desencorajar pelas dificuldades que encontrava: o seu sonho, provado pelas circunstâncias, nem sempre fáceis, se mantinha, resistia e o guiava, conduzindo-o para encontrar-se com o sonho de algumas jovens que falaram a ele sobre alguns projetos que tinham para si, em termos de futuro.

11 P adre Médaille, ouviu estas jovens que lhe falavam sobre a possibilidade de fazer alguma coisa de belo para Deus nos irmãos mais sofridos, consagrando a vida, sem entrar num mosteiro de clausura. Disse a elas que precisavam ter coragem de amar os próprios sonhos, mesmo que, à primeira vista, parecessem impossíveis de serem realizados, com mil dificuldades, sem ver soluções. Padre Médaille precisava aceitar o desafio lançado pelo Amor e procurar o caminho para concretizá-lo. Por onde começar? Por essas jovens, naturalmente, e imediatamente!

12 D ecidiram assim viver como se fossem verdadeiras religiosas, renunciando serem reconhecidas oficialmente como tais, a fim de poderem ser livres para agir, para servir ao próximo, para, juntas, fazerem a experiência do mais puro e perfeito amor, do qual um dia Jesus havia falado. E ste teria sido o seu segredo. Estamos em Puy, em 1650.

13 P ode, por acaso, permanecer escondido por longo tempo, o segredo de quem faz o bem? Jesus disse que, a partir do amor, se conhece quem é seu verdadeiro discípulo. Foi assim que algumas vozes que circulavam no meio do povo começaram a chamar a atenção sobre este padre Médaille e o seu grupo de jovens. Estas vozes chegaram até o Bispo do Puy, Dom Henrique de Maupas, que, conhecendo e apreciando muito Padre Médaille, o encorajou a fazer tudo o que era possível para dar inicio àquele Pequeno Projeto que alimentava em seu coração.

14 E ste era já, realmente, um sinal muito positivo! Porém, como realizar, na prática, este algo novo que ainda não existia? Em que deveria inspirar- se? E o que pensava sobre isto o SENHOR? Uma vez mais era necessário ter a coragem de amar os próprios sonhos, de permanecer fiel a eles como se permanece fiel aos bons amigos, quando sofrem provações, em qualquer tempo e situação. Somente um sonho que não é traído pode tornar-se realidade!

15 P adre Médaille intensificou sua busca e sua oração, juntamente com aquelas jovens que estavam bem decididas em sua opção por Jesus, e Ele finalmente, lhe deu a resposta esperada: Olha-me e imita-me ! O amor, de fato, carrega em si, um grande desejo de imitação: se amo o bem, farei o bem, se amo Deus, farei como Cristo, far- me-ei dom aos irmãos e irmãs, seguindo, a estrada do serviço simples e humilde. Lentamente, o sonho que o Padre Médaille e aquelas seis jovens acalentavam e que já haviam começado a chamar de o Pequeno Projeto, foi tomando forma concreta. E de que forma fala Jesus para sugerir ao grupo as linhas do Projeto? Fala através de um sinal especial: a Eucaristia.

16 A Eucaristia é o que há de mais forte sobre a face da terra para traduzir o Amor de Cristo às pessoas e, ao mesmo tempo, é também o sinal mais simples e eficaz para unir, entre si, aqueles e aquelas que amam a Jesus. A nova Congregação que nascerá na Igreja terá, portanto, diante dos olhos, este modelo do qual copiará aquilo que deseja ser. O dia 15 de outubro de 1650 é a data da fundação da Congregação das Irmãs de São José. E por que São José ? Porque ele foi um especialista em sonhos. Deus escolheu revelar através dos sonhos, os seus desejos, e São José não deixou de concretizar nenhum deles. Amou de todo o coração, a realidade mais concreta de seu sonho, em Jesus e Maria.

17 P ara a pequena Congregação era tempo dos primeiros passos, das tentativas de expressar uma vida de trabalho e oração, partilhada na intimidade da vida comum e guiada pelas linhas da espiritualidade que Padre Médaille havia traçado na chamada Carta Eucarística. O Projeto de vida, na verdade, vai sendo construído, vivendo-o e experienciando-o no quotidiano. Para Padre Médaille, o presente eram aquelas jovens, mas quando escreveu em vista do futuro, teve a coragem de expressar o desejo de que este sinal do amor de Deus pudesse um dia difundir-se em toda a Igreja. Grande prospectiva, digna de um olhar penetrante e de um coração grande. O Pequeno Projeto torna-se um sinal e se constitui, para tantas outras jovens, um grande convite... Rapidamente, as comunidades se multiplicam por toda França.

18 P adre Médaille havia tido uma idéia muito lúcida e precisa sobre o papel da mulher e não teve receio de construir com elas algo de verdadeiramente belo e resistente ao tempo, porque sentia-se unido ao Espírito Santo que, como se sabe, faz sempre novas todas as coisas. Mas ele não tinha uma saúde extraordinária e o desgaste sofrido por longas e difíceis viagens, as fadigas de suas andanças missionárias acabaram, rapidamente, obrigando-o a retirar-se para a cidade de Billom. O Pequeno Projeto tinha já se tornado uma realidade: eram mulheres que caminhavam com os pés bem firmes no chão e o coração bem enraizado em Deus.

19 P adre Médaille as abençoou, carinhosamente, em seu coração e, antes de afastar-se delas; com toda serenidade, pensou: Se elas souberem conservar o sonho do início, ou seja, a infinita pequenez e a fidelidade a Deus, encontrarão logo, o caminho para atingir os horizontes da caridade sem fronteiras e ninguém apagará mais este Projeto traçado pela mão do Senhor. P adre Médaille deixa esta herança e, enquanto aqui na terra a sua vida se apaga, em 31 de dezembro de 1669, na realidade, ela se acende na eternidade, unindo-se ao grande fogo do Amor do qual fora humilde, mas ardente centelha. O Senhor me fez ver na Eucaristia um modelo completo de nossa Pequena Congregação. Padre Jean Pierre Médaille

20 ORAÇÃO PARA PEDIR A BETIFICAÇÃO DO PADRE JEAN PIERRE MÉDAILLE Ó Deus, que por meio de teu servo JEAN PIERRE MÉDAILLE te dignaste chamar um grupo numeroso de pessoas à imitação do Verbo Encarnado, em sua vida oculta e no seu infinito amor a Deus e às pessoas, te suplicamos, glorifica o teu Nome e glorifica o teu Servo, concedendo-nos por sua intercessão, a graça que pedimos, de modo que por sua paterna oração, toda a família do Pequeno Projeto se renove constantemente no espírito. e corra com alegria, pelos caminhos que Ele tem traçado em direção ao Amor. Amém. > / / < Final do livreto

21 Contando mais...

22 Vida e missão das Irmãs de São José Nosso compromisso de fé e de Consagração é vivido: - com os empobrecidos - com os injustiçados (as) - com as mulheres - com os lavradores (as) - com os jovens - com as crianças e adolescentes - na luta pela saúde, educação, assistência social, pela justa distribuição da renda, na organização das CEBs, Movimentos e Organizações populares. Pelo nosso jeito de ser e de viver, desejamos contribuir para criar a UNIÃO das pessoas entre si, conosco e com Deus.

23 Alimentadas/os pela Palavra de Deus, à luz dos mistérios da TRINDADE, ENCARNAÇÃO, EUCARISTIA, as Irmãs de São José, Leigas e Leigos, são desafiadas/os a viver relações de unidade entre si, consigo mesmas/os, com Deus e com o universo.

24 SONHO LINDO Música: Soeur Dominique - Letra: Ir. Teresa Cristina Potrick, ISJ 1. Sonho lindo foi gestado, No coração do Fundador. E aos poucos foi brotando, Um Projeto de amor! Padre Médaille, bom São José, Ajudem-nos a viver Este Projeto, carisma de fé, Leigos e Irmãs de São José. 2. Nos Mistérios da Trindade, Eucaristia e Encarnação. Buscou força, fé e coragem, Pra viver a dupla-união! 3. Somos nós todos chamados, A fazer a unidade. Na família, na Igreja, Em qualquer realidade! 4. Ser fermento, sal e luz, Eis a nossa vocação. Projetando sempre em frente, Nossa vida e missão O caminho não oé fácil, Juntos vamos percorrer. Vivenciando as relações Que ajudam a crescer. 6. Com Maria vamos ser, Mensageiros do amor. Construindo cada dia, O novo Reino do Senhor.

25 Era um sonho tão lindo e tão fraterno, que aquele que o sonhava pressentia que aquele sonho, pequenino e terno, tornar-se realidade, merecia! E, passo a passo, em plácida existência, ganhando espaço, apoio e corações, o Pequeno Projeto, em excelência, cresceu, mercê dos méritos e ações! Jean Pierre Médaille viu a vida premiar a nobreza desse sonho, expondo à luz a força, não contida, de um loiro sol a se expandir risonho! Carolina Ramos nasceu em Santos-SP, onde foi aluna das Irmãs de São José. Tem premiações no Brasil, Portugal e Angola nas categorias Conto, Poesia, Trova e Crônica. Sonho do Padre Médaille Carolina Ramos E ao chamar para si a juventude, que lhe ofertava braços otimistas, Médaille vigorou-se, na virtude de crer nos jovens, aptos às conquistas! Agigantou-se quem nasceu Pequeno, mas guardava, em si mesmo, tanta Fé! A erguer vitorioso, em viço pleno, o lírio do Patrono São José! E aquele sonho nobre e tão singelo, pleno de Amor e de Fraternidade, entre as nações se transformou num elo ganhando proporções de Imensidade! Santos, 17 de julho de 2010

26 Grande Encontro em São Paulo/Brasil, no Colégio Santana, em Leigas do Pequeno Projeto Congregação das Irmãs de São José


Carregar ppt "4 00 anos de Padre Jean Pierre Médaille Clique apenas para mudar de slide."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google