A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ARTE ETRUSCA. ORIGEM Habitantes da Lídia, Ásia Menor; Habitantes da Lídia, Ásia Menor; Localizaram-se entre Florença e Roma; Localizaram-se entre Florença.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ARTE ETRUSCA. ORIGEM Habitantes da Lídia, Ásia Menor; Habitantes da Lídia, Ásia Menor; Localizaram-se entre Florença e Roma; Localizaram-se entre Florença."— Transcrição da apresentação:

1 ARTE ETRUSCA

2 ORIGEM Habitantes da Lídia, Ásia Menor; Habitantes da Lídia, Ásia Menor; Localizaram-se entre Florença e Roma; Localizaram-se entre Florença e Roma; Migração 2500 a.c.; Migração 2500 a.c.; Origem do alfabeto – alfabeto Grego; Origem do alfabeto – alfabeto Grego; Registros literários: inscrições funerárias e ritos religiosos; Registros literários: inscrições funerárias e ritos religiosos; 700 a.c. – florescimento da civilização etrusca. 700 a.c. – florescimento da civilização etrusca. Construção de riqueza – exploração de jazidas de cobre e ferro. Construção de riqueza – exploração de jazidas de cobre e ferro.

3 CULTO AOS MORTOS Crença na vida pós-morte; Crença na vida pós-morte; Construção de túmulos que representavam as habitações etruscas; Construção de túmulos que representavam as habitações etruscas; Urnas de barro com formas humanas; Urnas de barro com formas humanas; Vasos de ouro com temas orientalizantes nos sepulcros; Vasos de ouro com temas orientalizantes nos sepulcros;

4 ADMINISTRAÇÃO Comerciantes; Comerciantes; Rivalizavam com fenícios e gregos; Rivalizavam com fenícios e gregos; Traziam do oriente próximo muitos utensílios de valor; Traziam do oriente próximo muitos utensílios de valor; Séculos VII e VI a.c. – auge do império comercial; Séculos VII e VI a.c. – auge do império comercial; Cidade-estados rivais; Cidade-estados rivais; Séc. III a.c. – dominação pelo império romano. Séc. III a.c. – dominação pelo império romano.

5 A DECORAÇÃO DOS TÚMULOS Pinturas e esculturas impessoais dos mortos em tamanhos reais; Pinturas e esculturas impessoais dos mortos em tamanhos reais; Defuntos sempre felizes; Defuntos sempre felizes; Deleite de prazeres; Deleite de prazeres; Imagens em terracota com cores vivas; Imagens em terracota com cores vivas; Recusa da utilização de pedras; Recusa da utilização de pedras; Arte mais elástica e mais arredondada; Arte mais elástica e mais arredondada; Ofereciam cenas de deleite aos mortos para que não assombrassem as terras dos vivos – esculturas e desenhos. Ofereciam cenas de deleite aos mortos para que não assombrassem as terras dos vivos – esculturas e desenhos.

6 AS PINTURAS MURAIS Encontradas nos túmulos; Encontradas nos túmulos; Temas: festividades e mar; Temas: festividades e mar; Naturalidade; Naturalidade; Fuga ao rigor formal; Fuga ao rigor formal; Vigorosidade das formas musculares; Vigorosidade das formas musculares; Grande presença de lobas; Grande presença de lobas;

7 A INFLUÊNCIA GREGA Final do Séc. IV a.c.; Final do Séc. IV a.c.; Questionamentos sobre a existência humana; Questionamentos sobre a existência humana; Poder dos deuses sobre o destino; Poder dos deuses sobre o destino; Rituais de morte menos festivos; Rituais de morte menos festivos; Introdução da melancolia; Introdução da melancolia; Personalização das imagens. Personalização das imagens.

8 ARQUITETURA ETRUSCA Alicerces de pedra; Alicerces de pedra; Templos de madeira; Templos de madeira; Ótimos em alvenaria – rejeição por mitos religiosos; Ótimos em alvenaria – rejeição por mitos religiosos; Construção de templos para os antecessores de JUNO, JÚPTER e MINERVA Construção de templos para os antecessores de JUNO, JÚPTER e MINERVA Cella dividida em três partes; Cella dividida em três partes; Construções quase caseiras. Construções quase caseiras.

9 ARTÍFICES DO METAL Séc VI a.c. – Início; Séc VI a.c. – Início; Séc III a.c. - apogeu; Séc III a.c. - apogeu; Rostos em metal; Rostos em metal; Precisão de traços; Precisão de traços; Construção de espelhos moldurados - vendas; Construção de espelhos moldurados - vendas;

10 PRESSÁGIOS Início – Mesopotâmia; Início – Mesopotâmia; Conhecimento grego; Conhecimento grego; Maior intensidade – Etruscos; Maior intensidade – Etruscos; Elementos naturais – raios, trovões, ventos; Elementos naturais – raios, trovões, ventos; Fígados dos animais sacrificados; Fígados dos animais sacrificados; Pinturas e esculturas sobre os oráculos; Pinturas e esculturas sobre os oráculos;

11

12

13

14 Apolo

15

16

17 ARTE ROMANA

18 DESEJOS Fama; Fama; Literatura vasta; Literatura vasta; Grande capacidade de expressão; Grande capacidade de expressão; Admiração pela arte Grega de outras épocas; Admiração pela arte Grega de outras épocas; Evolução da arte Grega; Evolução da arte Grega; Pouco interesse na arte do seu tempo – literatura; Pouco interesse na arte do seu tempo – literatura;

19 CLASIFICAÇÃO DA ARTE ROMANA PELOS ROMANOS Arte que contempla o período de decadência da arte grega; Arte que contempla o período de decadência da arte grega; A maior parte das obras sem assinatura; A maior parte das obras sem assinatura; Pequena influência dos etrusco, egípcios e do oriente próximo; Pequena influência dos etrusco, egípcios e do oriente próximo; Arte cosmopolita – sociedade cosmopolita; Arte cosmopolita – sociedade cosmopolita;

20 Arquitetura Apogeu – Período republicano (510 a.c. – 60 a. c.) - apogeud a expansão romana; Apogeu – Período republicano (510 a.c. – 60 a. c.) - apogeud a expansão romana; Cellas únicas – diferenciação com os etruscos; Cellas únicas – diferenciação com os etruscos; Santuários de exposição de deuses e troféus de guerra – arquitetura religosa; Santuários de exposição de deuses e troféus de guerra – arquitetura religosa; Utilização de concreto, argamassa, saibro, tijolos e telhas; Utilização de concreto, argamassa, saibro, tijolos e telhas;

21 Monumentos políticos – baseados na acrópole de Atenas; Monumentos políticos – baseados na acrópole de Atenas; Século IV a.c.: arquiteturas sem caráter decorativo – esgotos, pontes, arquedutos; Século IV a.c.: arquiteturas sem caráter decorativo – esgotos, pontes, arquedutos; Coliseu – anfiteatro para as lutas de gladiadores; 80 a.c. – Roma; espectadores; apresenta influência dórica no 1º andar, no segundo, influências jônicas e coríntias no terceiro; Coliseu – anfiteatro para as lutas de gladiadores; 80 a.c. – Roma; espectadores; apresenta influência dórica no 1º andar, no segundo, influências jônicas e coríntias no terceiro; Arquitetura cívica: 1º Domus – urbana e de 1 família abastada– decoração com imagens de antepasados; 2º insula ou bloco habitacional; Arquitetura cívica: 1º Domus – urbana e de 1 família abastada– decoração com imagens de antepasados; 2º insula ou bloco habitacional;

22 Escultura Cópias e compras de esculturas gregas; Cópias e compras de esculturas gregas; Pontos romanos: estátua-retrato e baixo-relevo narrativo ou histórico; Pontos romanos: estátua-retrato e baixo-relevo narrativo ou histórico;Retratos Pormenorização dos traços; Pormenorização dos traços; Escolha de marcas de expressão significativas; Escolha de marcas de expressão significativas; Rostos de cera para culto doméstico – patriarca; Rostos de cera para culto doméstico – patriarca;

23 Retratos do império Augusto – 27 a.c. – 14 d.c.; Augusto – 27 a.c. – 14 d.c.; Retratos e estátuas de corpo inteiro dos imperadores e parentes próximos; Retratos e estátuas de corpo inteiro dos imperadores e parentes próximos; Fusão da imagem de homens e deuses – deusificação dos soberanos; Fusão da imagem de homens e deuses – deusificação dos soberanos; Supressão de pequenos traços de expressão; Supressão de pequenos traços de expressão; Retomada da atenção para os olhos; Retomada da atenção para os olhos; Confecção de moedas com a mesma imagem das estátuas imperiais; Confecção de moedas com a mesma imagem das estátuas imperiais;

24 Relevo Narrativo Característico da era imperial; Característico da era imperial; Retratar fatos históricos, conquistas; Retratar fatos históricos, conquistas; Busca pela verossimilhança e não pela exaltação e simbolização como nos gregos; Busca pela verossimilhança e não pela exaltação e simbolização como nos gregos; Escolha do tipo de imagem/caráter que os imperadores desejavam; Escolha do tipo de imagem/caráter que os imperadores desejavam; Ex.: Augusto – Pacificador; Ex.: Augusto – Pacificador;

25 Pintura Grande produção – maior até então; Grande produção – maior até então; Maior vulto – I a.c. – I d.c. – Melhores resquícios; Maior vulto – I a.c. – I d.c. – Melhores resquícios; Grande maioria – pinturas murais; Grande maioria – pinturas murais; Até 100 a.c. – 1º estilo – cópia e adequação do estilo helenístico; Até 100 a.c. – 1º estilo – cópia e adequação do estilo helenístico; 2º, 3º e 4º estilos – efeitos ilusionísticos; 2º, 3º e 4º estilos – efeitos ilusionísticos; Criação de perspectiva, janelas e paisagens nas paredes; Criação de perspectiva, janelas e paisagens nas paredes;

26 Pintura/arquitetura irreal e pictoresca; Pintura/arquitetura irreal e pictoresca; Imitação dos fundos de teatros; Imitação dos fundos de teatros; Elevado grau de realidade tridimensional; Elevado grau de realidade tridimensional; Ex.: Paisagens da Odisséia; Ex.: Paisagens da Odisséia; Utilização recorrente de naturezas-mortas – objetos em graus de proximidade; Utilização recorrente de naturezas-mortas – objetos em graus de proximidade; Primor de continuidade rítmica; Primor de continuidade rítmica;

27 Aule Metele – I a.c. Bronze. 1,8m

28 Retrato de um romano. 80 a.c. Mármore

29 Palácio de Tivoli

30 Trecho de “A batalha de Issus” em mosaico – azulejo;

31 Cenas de um culto a dionísio – Vila dos Mistérios – Pintura mural

32 Casa dos Vettii


Carregar ppt "ARTE ETRUSCA. ORIGEM Habitantes da Lídia, Ásia Menor; Habitantes da Lídia, Ásia Menor; Localizaram-se entre Florença e Roma; Localizaram-se entre Florença."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google