A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Iluminismo inglês de John Locke John Locke (1632-1704) foi um dos principais expoentes do Iluminismo inglês e teve atuação destacada durante a Revolução.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Iluminismo inglês de John Locke John Locke (1632-1704) foi um dos principais expoentes do Iluminismo inglês e teve atuação destacada durante a Revolução."— Transcrição da apresentação:

1

2 O Iluminismo inglês de John Locke

3 John Locke ( ) foi um dos principais expoentes do Iluminismo inglês e teve atuação destacada durante a Revolução Gloriosa. Pensador liberal, defendeu a liberdade religiosa, o princípio da tolerância e a organização política a partir do consentimento. Ou seja, em uma sociedade política o poder não deve ser exercido pelo princípio da submissão, como defendiam os pensadores absolutistas, mas a partir da concordância dos súditos.

4 Outros aspectos importantes da obra de Locke são a defesa do direito à propriedade e o princípio da vontade da maioria. Para ele, sendo os homens racionais, a maioria é capaz de encontrar o princípio mais lógico na condução de seus caminhos políticos. Esse princípio da vontade da maioria é aplicado nos critérios eleitorais até nossos dias nos estados liberais. Sendo todos os homens (...) naturalmente livres, iguais e independentes, ninguém pode ser posto fora deste estado, e sujeito ao poder político de outro, sem o seu próprio consentimento. O único meio por onde um qualquer se priva da sua liberdade natural, e se liga à sociedade civil, é convindo com outros homens em se juntar e unir com eles em sociedade civil, a fim de haver segurança, paz, e sossego entre eles, e obterem um gozo seguro das suas propriedades, e uma segurança maior contra um qualquer que não pertence à mesma sociedade. (...)

5 Porquanto, quando qualquer número de homens estabelece com consentimento de cada indivíduo uma sociedade civil, eles por esse fato constituem essa sociedade como um corpo com poder de [organizar] como tal, o que é unicamente pela vontade e determinação da maioria: porquanto, sendo o consentimento dos seus indivíduos unicamente o que dirige a sociedade, é necessário que essa sociedade, que é um corpo só, se mova para aquela parte para onde a maior força o conduz, a qual é o consentimento da maioria. (...) Portanto todo o homem, pelo ato de concordar(...) com outros em formar um corpo político debaixo de um governo, se obriga para com cada um dos membros dessa sociedade a se submeter à determinação da maioria, e de ser governado por ela. Fonte: LOCKE, J. Ensaio sobre a Verdadeira Origem, Extensão e Fim do Governo Civil. Lisboa: Edições 70, p

6 "Ler fornece ao espírito materiais para o conhecimento, mas só o pensar faz nosso o que lemos.” "Sempre considerei as ações dos homens como as melhores intérpretes dos seus pensamentos." "Todos os homens são passíveis de errar; e a maior parte deles é, em muitos aspectos, por paixão ou interesse tentada a fazê-lo.” “As novas opiniões são sempre suspeitas e geralmente opostas, por nenhum outro motivo além do fato de ainda não serem comuns.”

7 “A necessidade de procurar a verdadeira felicidade é o fundamento da nossa liberdade.” “Onde não há lei, não há liberdade.” "A terra é propriedade de todos. Mas cada ser humano é uma propriedade única, e ninguém mais tem direito a ela, a não ser ele mesmo.“ “O homem nasce como se fosse uma folha em branco.”

8


Carregar ppt "O Iluminismo inglês de John Locke John Locke (1632-1704) foi um dos principais expoentes do Iluminismo inglês e teve atuação destacada durante a Revolução."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google