A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fatores Associados aos Desfechos do Tratamento da Tuberculose em um Centro de Atenção Básica de Saúde: Uma Análise Sob a Ótica Antropológica e Epidemiológica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fatores Associados aos Desfechos do Tratamento da Tuberculose em um Centro de Atenção Básica de Saúde: Uma Análise Sob a Ótica Antropológica e Epidemiológica."— Transcrição da apresentação:

1 Fatores Associados aos Desfechos do Tratamento da Tuberculose em um Centro de Atenção Básica de Saúde: Uma Análise Sob a Ótica Antropológica e Epidemiológica Fatores Associados aos Desfechos do Tratamento da Tuberculose em um Centro de Atenção Básica de Saúde: Uma Análise Sob a Ótica Antropológica e Epidemiológica Projeto de Pesquisa Agosto/2009

2 INTRODUÇÃO  9,27 milhões de casos novos ocorreram no mundo em 2007 (OMS)  O Brasil é o 18 0 país do mundo em número de casos novos (SVS, 2009)  Em 2007, o estado do Rio de Janeiro apresentava as maiores taxas de incidência (71,7 casos por habitantes)  Em Manguinhos, a taxa de incidência em 2002 foi de 145 casos por habitantes (Mendes et al, 2007)

3 INTRODUÇÃO  93,7 casos por habitantes (2006)  57% de cura e 25% de abandono (Situação de encerramento dos casos novos de TB em Manguinhos em 2008)  O abandono é um dos principais responsáveis pela tuberculose multiresistente

4 INTRODUÇÃO  O abandono está associado à idade, à renda, ao analfabetismo, ao tratamento anterior, à falha terapêutica, ao atraso em iniciar o tratamento, aos agravos associados, aos efeitos adversos do tratamento, deficiências técnico-administrativas dos serviços de saúde, dentre outros.

5 INTRODUÇÃO  A TB é uma doença primariamente relacionada à pobreza (85% dos casos nos países em desenvolvimento)  As desigualdades sociais aumentam a probabilidade de ocorrência da doença  Os fracassos no tratamento da TB nos países pobres são resultantes principalmente das condições estruturais de pobreza

6 INTRODUÇÃO  O Plano Nacional de Controle da Tuberculose/ Ministério da Saúde (1999) define a tuberculose como prioridade entre as políticas governamentais de saúde e estabelece como meta a detecção de 70% dos casos, a cura de 85% dos doentes e a diminuição das taxas de abandono, evitando o surgimento de bacilos resistentes.

7 INTRODUÇÃO  As reflexões aqui expostas destacam a necessidade de produzir informações que permitam avaliar e aprofundar as discussões sobre o cuidado à tuberculose em nível local, contribuindo para o desenvolvimento de estratégias para minimizar o abandono do tratamento da tuberculose.

8 OBJETIVOS

9 OBJETIVO GERAL  Analisar os fatores associados aos desfechos do tratamento (abandono, cura e falência) de pacientes com tuberculose atendidos em um centro de atenção básica.

10 OBJETIVOS ESPECÍFICOS  Estudar retrospectivamente os casos de tuberculose encerrados no CSEGSF com base nos casos notificados no SINAN e realizar análise crítica da qualidade das informações;  Complementar as informações necessárias para conhecer os fatores associados aos desfechos a partir da articulação com outras fontes de dados;

11 OBJETIVOS ESPECÍFICOS  Examinar a influência de fatores individuais e de contexto;  Identificar a influência dos efeitos adversos a medicamentos;  Analisar o discurso do indivíduo sobre o seu adoecer, cura/abandono;  Conhecer a percepção dos profissionais envolvidos no manejo dos casos de tuberculose.

12 MATERIAL E MÉTODOS Metodologia Quantitativa Quantitativa X Metodologia Qualitativa Qualitativa

13 METODOLOGIA QUANTITATIVA  Casos encerrados de Tuberculose no período de janeiro de 2004 a dezembro de 2008 (n=348)  SINAN/SMS-RJ, prontuário, livro de registro e controle de tratamento dos casos de tuberculose, cadastro informatizado dos pacientes da unidade de saúde, ficha A do SIAB e do IBGE.

14 METODOLOGIA QUANTITATIVA Variável resposta Situação de encerramento: - Cura - Abandono - Falência

15 METODOLOGIA QUANTITATIVA Variável explicativa Nível individual: Idade, sexo, escolaridade, ocupação, local de residência, tipo de entrada, agravos associados, critério diagnóstico, efeitos adversos aos medicamentos. Nível de contexto: - Socieconômicos (Índice de Gini, renda média por setor Censitário em 2000, taxa de Analfabetismo) -Índice de Desenvolvimento Social (IDS/Instituto Pereira Passos)

16 METODOLOGIA QUANTITATIVA  Para estimar a associação entre a situação de encerramento e as variáveis explicativas será utilizado o modelo de regressão logística multinomial multinível, com o primeiro nível representado pelos indivíduos e o segundo nível, pelos setores censitários.

17 METODOLOGIA QUANTITATIVA  Uma análise descritiva dos dados será realizada para todas as variáveis pertencentes ao estudo considerando a amostra total.  Será realizada uma análise descritiva dos casos de tuberculose multiresistente.

18 METODOLOGIA QUALITATIVA

19 CRONOGRAMA

20 ATIVIDADES EM ANDAMENTO  Apresentação do projeto no CSEGSF  Levantamento de dados no sistema de informação (SINAN) e no Instituto Pereira Passos (IPP)  Busca de dados nos prontuários e no livro de registro e controle de tratamento dos casos de tuberculose

21 EQUIPE Elyne Engstrom Elyne Engstrom Luciana Alves Luciana Alves Mariza Theme Filha Mariza Theme Filha Suely Rozenfeld Suely Rozenfeld Zilma Fonseca Zilma Fonseca Celina Boga Celina Boga Regina Daumas Regina Daumas Jaqueline Ferreira Jaqueline Ferreira Beatriz Leimann Beatriz Leimann Marcus Conde Marcus Conde

22 APOIO

23 AGRADECIMENTOS SEDIS SEDIS VIGILÂNCIA EM SAÚDE VIGILÂNCIA EM SAÚDE INSTITUTO PEREIRA PASSOS (IPP) INSTITUTO PEREIRA PASSOS (IPP)

24 OBRIGADA!!!


Carregar ppt "Fatores Associados aos Desfechos do Tratamento da Tuberculose em um Centro de Atenção Básica de Saúde: Uma Análise Sob a Ótica Antropológica e Epidemiológica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google