A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso Ciência e Espiritismo A Ciência Médica, o Espiritismo e o Paradigma do Pensamento Sistêmico CEMA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso Ciência e Espiritismo A Ciência Médica, o Espiritismo e o Paradigma do Pensamento Sistêmico CEMA."— Transcrição da apresentação:

1 Curso Ciência e Espiritismo A Ciência Médica, o Espiritismo e o Paradigma do Pensamento Sistêmico CEMA

2 A proposta, a mudança. A proposta, a mudança. Informações sobre o corpo humano sob uma ótica espírita. Informações sobre o corpo humano sob uma ótica espírita. Possibilidade de abordar de uma perspectiva mais ampla a estrutura corporal humana. Possibilidade de abordar de uma perspectiva mais ampla a estrutura corporal humana. Na fronteira do conhecimento humano. Na fronteira do conhecimento humano.

3 A coerência doutrinária A Doutrina Espírita e seu tríplice aspecto. A Doutrina Espírita e seu tríplice aspecto. Caminhando de par com o progresso, o Espiritismo, jamais será ultrapassado, porque, se novas descobertas lhe demonstrassem estar em erro acerca de um ponto qualquer, ele se modificaria nesse ponto. Se uma verdade nova se revelar, ele a aceitará. Caminhando de par com o progresso, o Espiritismo, jamais será ultrapassado, porque, se novas descobertas lhe demonstrassem estar em erro acerca de um ponto qualquer, ele se modificaria nesse ponto. Se uma verdade nova se revelar, ele a aceitará. Allan Kardec – A Gênese, cap. I, item 55

4 A ciência sem religião é paralítica. A religião sem a ciência é cega. A ciência sem religião é paralítica. A religião sem a ciência é cega. Albert Einstein

5 A idéia central...Será que existe outra prioridade que não seja a busca persistente de uma compreensão maior da realidade, em seu sentido mais amplo? Em outras palavras, o que superaria como prioridade a compreensão mais abrangente, refinada da própria vida? Como descobrir o sentido de nossas vidas sem compreender como a própria vida funciona?......Será que existe outra prioridade que não seja a busca persistente de uma compreensão maior da realidade, em seu sentido mais amplo? Em outras palavras, o que superaria como prioridade a compreensão mais abrangente, refinada da própria vida? Como descobrir o sentido de nossas vidas sem compreender como a própria vida funciona?... Oscar Motomura

6 IMPORTANTE: IMPORTANTE: Este é um trabalho para toda a vida. Este é um trabalho para toda a vida. O conhecimento surge com o nosso próprio viver. O conhecimento surge com o nosso próprio viver. A vida em si é um processo de conhecimento. A vida em si é um processo de conhecimento. Maturana & Varela

7 A proposta de Descartes Na medida em que as ciências tomam emprestado da filosofia seus princípios, ponderei que nada de sólido podia ser construído sobre tais fundamentos movediços. Na medida em que as ciências tomam emprestado da filosofia seus princípios, ponderei que nada de sólido podia ser construído sobre tais fundamentos movediços. Discurso do Método – René Descartes

8 Concepção Cartesiana A existência das coisas materiais e a distinção entre a alma e o corpo do homem. As 2 substâncias constituintes de ser humano. A existência das coisas materiais e a distinção entre a alma e o corpo do homem. As 2 substâncias constituintes de ser humano. O corpo é divisível, tem localização no espaço e é sujeito a medição quantitativa – res extensa. O corpo é divisível, tem localização no espaço e é sujeito a medição quantitativa – res extensa. Res cogitans Res cogitans

9 Concepção Cartesiana A construção de uma visão de mundo: A construção de uma visão de mundo: Sistema mecânico composto de unidades ou blocos de construção. Sistema mecânico composto de unidades ou blocos de construção. Corpo humano entendido como uma máquina – um sistema de relojoaria. Corpo humano entendido como uma máquina – um sistema de relojoaria. A análise das partes leva a compreensão do todo. A análise das partes leva a compreensão do todo.

10 Concepção Cartesiana A metáfora da árvore e o conhecimento humano: A metáfora da árvore e o conhecimento humano: Suas raízes são a metafísica, o tronco a física e os ramos e galhos todas as outras ciências. René Descartes

11 Mudança de paradigma na física Exploração do mundo atômico e subatômico pelos físicos no início do século passado, colocou-os diante de uma realidade estranha e inesperada. Isto levou-os a refletir sobre novas concepções sobre a natureza da matéria e sua relação com a mente humana. Exploração do mundo atômico e subatômico pelos físicos no início do século passado, colocou-os diante de uma realidade estranha e inesperada. Isto levou-os a refletir sobre novas concepções sobre a natureza da matéria e sua relação com a mente humana.

12 Mudança de paradigma na física Mudança nos fundamentos da física clássica Newtoniana. Mudança nos fundamentos da física clássica Newtoniana. A reação violenta diante do recente desenvolvimento da física moderna só pode ser entendida quando se compreende que aqui os fundamentos começaram a se mover e esse movimento causou a sensação de que o solo seria retirado de debaixo da ciência. A reação violenta diante do recente desenvolvimento da física moderna só pode ser entendida quando se compreende que aqui os fundamentos começaram a se mover e esse movimento causou a sensação de que o solo seria retirado de debaixo da ciência. Física e Filosofia - W. Heisenberg

13 Concepção de paradigma científico Paradigma científico: concepções, valores, técnicas, compartilhadas por uma comunidade científica e por ela utilizada para definir problemas e soluções. Mudanças de paradigma, ocorrem sob a forma de rupturas descontínuas e revolucionárias. Paradigma científico: concepções, valores, técnicas, compartilhadas por uma comunidade científica e por ela utilizada para definir problemas e soluções. Mudanças de paradigma, ocorrem sob a forma de rupturas descontínuas e revolucionárias. Thomas Kuhn

14 Paradigma social: uma perspectiva de transformação cultural mais ampla. Uma constelação de concepções, valores, percepções e práticas compartilhados por uma comunidade e que dá forma a uma visão particular da realidade. Paradigma social: uma perspectiva de transformação cultural mais ampla. Uma constelação de concepções, valores, percepções e práticas compartilhados por uma comunidade e que dá forma a uma visão particular da realidade. A Teia da Vida – Fritjof Capra

15 Pensamento holistico x sistêmico

16

17 Pensamento: Auto afirmativo Auto afirmativo Racional Racional Análise Análise Reducionista Reducionista linear linear Integrativo Integrativo Intuitivo Intuitivo Síntese Síntese Holístico Holístico Não-linear Não-linear

18 Valores: Auto-afirmativo Auto-afirmativo Expansão Expansão Competição Competição Quantidade Quantidade Dominação Dominação Integrativo Integrativo Conservação Conservação Cooperação Cooperação Qualidade Qualidade Parceria Parceria

19 Paradigma sistêmico 1º critério: das partes para o todo 1º critério: das partes para o todo As propriedades particulares das partes não são intrínsecas, mas surgem sim dentro do contexto do todo. As propriedades particulares das partes não são intrínsecas, mas surgem sim dentro do contexto do todo. Pensar em termos de conexidade, relações e contexto Pensar em termos de conexidade, relações e contexto Sistemas vivos são totalidades integradas. Sistemas vivos são totalidades integradas.

20 Paradigma sistêmico 2º critério: uma rede de relações 2º critério: uma rede de relações O que denominamos parte é apenas um padrão numa teia inseparável de relações. Visão mecanicista – objetos interagem, mas as relações são secundárias x visão sistêmica – as relações são fundamentais, as fronteiras dos padrões discerníveis são secundárias. O que denominamos parte é apenas um padrão numa teia inseparável de relações. Visão mecanicista – objetos interagem, mas as relações são secundárias x visão sistêmica – as relações são fundamentais, as fronteiras dos padrões discerníveis são secundárias.

21

22 Paradigma sistêmico 3º critério: o observador é parte do processo do conhecimento. 3º critério: o observador é parte do processo do conhecimento. Objetividade científica ? Objetividade científica ? O que observamos não é a natureza em si, mas a natureza exposta ao nosso método de questionamento O que observamos não é a natureza em si, mas a natureza exposta ao nosso método de questionamento W. Heisenberg

23 31. De onde vem as diferentes propriedades da matéria? 31. De onde vem as diferentes propriedades da matéria?...modificações que as moléculas elementares sofrem por sua união e em determinadas circunstâncias....modificações que as moléculas elementares sofrem por sua união e em determinadas circunstâncias.L.E.

24 32.Diante disso, os sabores, os odores, as cores, o som, as qualidades venenosas ou salutares dos corpos apenas seriam modificaçõs de uma única e mesma substância primitiva? 32.Diante disso, os sabores, os odores, as cores, o som, as qualidades venenosas ou salutares dos corpos apenas seriam modificaçõs de uma única e mesma substância primitiva? As qualidades que designamos às coisas, apenas existem pela disposição dos órgãos destinados a percebê-las. As qualidades que designamos às coisas, apenas existem pela disposição dos órgãos destinados a percebê-las.L.E.

25

26

27 O véu do conhecimento se levanta para o homem à medida em que evolui moralmente, porém, para compreender certas coisas, precisa de faculdades, dons, que ainda não possui. O véu do conhecimento se levanta para o homem à medida em que evolui moralmente, porém, para compreender certas coisas, precisa de faculdades, dons, que ainda não possui. 18. O homem penetrará um dia no mistério das coisas que são ocultas? 18. O homem penetrará um dia no mistério das coisas que são ocultas?L.E.

28 Para refletir: Dados obtidos de estudos prospectivos sugerem que uma vida cheia de eventos psicossociais stressantes está associada a modificações da resposta imune. Dados obtidos de estudos prospectivos sugerem que uma vida cheia de eventos psicossociais stressantes está associada a modificações da resposta imune.

29 Olhai os lírios do campo Estive pensando muito na fúria cega com que os homens se atiram à caça do dinheiro. É essa a causa principal dos dramas, das injustiças, da incompreensão da nossa época. Eles esquecem o que têm de melhor: as relações de criatura para criatura. De que serve construir arranha- céus se não há almas humanas para morar neles? Estive pensando muito na fúria cega com que os homens se atiram à caça do dinheiro. É essa a causa principal dos dramas, das injustiças, da incompreensão da nossa época. Eles esquecem o que têm de melhor: as relações de criatura para criatura. De que serve construir arranha- céus se não há almas humanas para morar neles?

30 Olhai os lírios do campo É indispensável trabalhar, pois um mundo de criaturas passivas seria também triste e sem beleza. Precisamos, entretanto, dar um sentido humano às nossas construções. E quando o amor amor ao dinheiro, ao sucesso, nos estiver deixando cegos, saibamos fazer pausas para olhar os lírios do campo e as aves do céu. É indispensável trabalhar, pois um mundo de criaturas passivas seria também triste e sem beleza. Precisamos, entretanto, dar um sentido humano às nossas construções. E quando o amor amor ao dinheiro, ao sucesso, nos estiver deixando cegos, saibamos fazer pausas para olhar os lírios do campo e as aves do céu. Erico Verissimo


Carregar ppt "Curso Ciência e Espiritismo A Ciência Médica, o Espiritismo e o Paradigma do Pensamento Sistêmico CEMA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google