A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DOS VÍRUS: Não possui estruturas celulares (membrana plasmática, citoplasma, etc.). São formado basicamente por uma cápsula.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DOS VÍRUS: Não possui estruturas celulares (membrana plasmática, citoplasma, etc.). São formado basicamente por uma cápsula."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DOS VÍRUS: Não possui estruturas celulares (membrana plasmática, citoplasma, etc.). São formado basicamente por uma cápsula protéica denominada capsômero que contém em seu interior um só tipo de ácido nucléico: DNA ou RNA, nunca ambos. Alguns vírus mais complexos podem apresentar também lipídios e glicídios presos à cápsula. É tão pequeno que podem penetrar no interior das células das menores bactérias Só apresentam propriedades de vida quando estão no interior de células vivas. Por isso são considerados parasitas celulares obrigatórios.

4 DENGUE Contágio Picada do mosquito Aedes aegipt Ciclo de Vida Virose que provoca febres, dores musculares e hemorragias generalizas podendo ser fatal. NÃO HÁ TRATAMENTO NEM VACINA CONTRA A DENGUE. Profilaxia Único combate é a destruição das larvas do mosquito que se desenvolvem em água parada em pneus velhos, latas e caixas d'água destampadas. FEBRE AMARELA Contágio Picada do mosquito Aedes aegipt. Ciclo de Vida Virose grave que entra no corpo com a saliva do mosquito. O vírus entra no sangue e vai até o fígado, rins ou baço causa ndo erupção na pele, náuseas e hemorragias nos órgãos. Profilaxia VACINAÇÃO e combates aos focos que favorecem o desenvolvimento das larvas do mosquito(água parada).

5 CAXUMBA Contágio Gotículas de saliva no ar expelidas pelo doente,ou pelas roupas e objetos contaminados. Ciclo de Vida Os vírus atacam principalmente as glândulas salivares que ficam inchadas. Pode haver agravamento da caxumba se os vírus atingirem os testículos, os ovários ou o cérebro. Profilaxia VACINAÇÃO é o melhor meio de se evitar a doença. POLIOMIELITE (Paralisia Infantil) Contágio Vírus penetram pela boca e se reproduzem no intestino. Ciclo de Vida Os vírus chegam ao sistema nervoso pela corrente sangüínea afetando as células nervosas causando PARALISIA E ATROFIA DA MUSCULATURA geralmente nos membros inferiores. Profilaxia A vacinação está acabando com essa doença no mundo inteiro.

6 A I D S (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) H I V (Vírus da Imunodeficiência Humana) Retrovírus que tem uma enzima especial chamada transcriptase reversa que permite a produção de DNA a partir de RNA. Contágio O contágio se dá por relações sexuais, transfusões de sangue e uso de seringas e agulhas compartilhadas. Ciclo de Vida O HIV ataca o LINFÓCITO T4(general de divisão). O vírus se liga á proteína CD4 presente no linfócito. Profilaxia NÃO HÁ VACINA CONTRA A AIDS. O mais novo tratamento da doença é o COQUETEL TRÍPLICE. Os doentes medicados obtiveram uma diminuição em 98,9% da quantidade de HIV no organismo. O coquetel é formado por AZT e 3TC (inibidores da enzima trascriptase reversa), e uma droga conhecida com inibidora da protease.

7 INFECÇÃO PELO PAPILOMAVIRUS HUMANO (hpv) Contagio Doença infecciosa, de transmissão freqüentemente sexual, também conhecida como condiloma acuminado, verruga genital ou crista de galo. Ciclo de Vida O Papilomavírus humano (HPV) é um DNA-vírus não cultivável do grupo papovavírus. Atualmente são conhecidos mais de 70 tipos, 20 dos quais podem infectar o trato genital. Estão divididos em 3 grupos, de acordo com seu potencial de oncogenicidade. Os tipos de alto risco oncogênico, quando associados a outros co-fatores, tem relação com o desenvolvimento das neoplasias intra- epiteliais e do câncer invasor do colo uterino

8 Alguns Vírus e Principais sintomas Gripe Gotículas de secreção expelidas pelas vias respiratórias. Sintomas: problemas respiratórios, febre, dores no corpo, cefaléia, anorexia, náusea, vômito. Hepatite A e E Gotículas de muco, saliva e contaminação fecal de água e objetos. Sintomas: mal-estar, fraqueza, anorexia, náusea, dores abdominais, urina escura, pele amarelada. Herpes Tipo um por contato direto e tipo dois por contato sexual. Causa infecções e lesões na pele e infecções internas.

9 Raiva (hidrofobia) Saliva de animais infectados. Ataca primeiro o sistema nervoso periférico e progride ata atingir o sistema nervoso central; não há cura. Rubéola Contato direto e saliva Sintomas: exantema, febre, mal-estar, conjuntivite. Sarampo Contato direto e objetos contaminados. Sintomas: febre tosse seca, conjuntivite, fotofobia, exantema. Catapora (varicela) Contato direto, saliva e objetos contaminados. Sintomas: febre, anorexia (falta de apetite), náusea, exantema (pintinhas vermelhas), bolas com liquido claro.

10 Reino Monera

11 Célula bacteriana Fímbrias Cápsula Parede celular Plasmídeos DNA associado ao mesossomo Nucleóide Flagelo Enzimas relacionadas com a respiração, ligadas à face interna da membrana plasmática Mesossomo Citoplasma Ribossomos Membrana plasmática

12 Parede celular: método de Gram Bactéria gram-positiva Esquema de bactéria com parte da célula removida. Membrana plasmática Parede celular formada por camada espessa de peptidoglicano Esquema de parte da parede celular e da membrana plasmática de bactéria gram-positiva.

13 Parede celular: método de Gram Esquema de bactéria com parte da célula removida. Esquema de parte da parede celular e da membrana plasmática de bactéria gram-negativa. Membrana plasmática Camada de peptidoglicano Bactéria gram-negativa Lipopolissacarídeo Fosfolipídios Proteína Lipoproteínas Camada lipoprotéica externa, espessa, semelhante à membrana plasmática, com lipopolissacarídeos Parede celular

14 Hanseníase (lepra): transmitida pelo bacilo de Hansen (Mycobacterium lepra), causa lesões na pele, nas mucosas e nos nervos. O doente fica com falta de sensibilidade na pele. Quando o tratamento é feito a tempo, a recuperação é total. Difteria (crupe): muitas vezes fatal, é causada pelo bacilo diftérico, atacando principalmente crianças. Produz uma membrana na garganta acompanhada de dor e febre, dificuldade de falar e engolir. O tratamento deve ser feito o mais rápido possível. A vacina antidiftérica está associada à antitetânica e à antipertussis (essa última com a coqueluche) na forma de vacina tríplice

15 Leptospirose: causada pela Leptospira interrogans, é transmitida pela água, alimentos e objetos contaminados por urina de ratos, cães e outros animais portadores da bactéria. Há febre alta, calafrios, dores de cabeça e dores musculares e articulares. É necessário atendimento médico para evitar complicações renais e hepáticas. Tracoma: inflamação da conjuntiva e da córnea que pode levar à cegueira, é causada pela Chlamydia trachomatis. Surgem bolhas nos olhos e granulações nas pálpebras. É necessário pronto atendimento médico. A prevenção inclui uma boa higiene pessoal e o tratamento é feito com sulfas e antibióticos.

16 Disenterias bacilares: constituem a principal causa de mortalidade infantil nos países subdesenvolvidos, onde as casses mais pobres vivem em péssimas condições sanitárias e de moradia. São doenças causadas por diversas bactérias, como a Shigella e a Salmonella, e pelos colibacilos patogênicos. Transmitidas pela ingestão de água e alimentos contaminados, exigem pronto atendimento médico. A profilaxia só pode ser feita através de medidas de saneamento e melhoria das condições socioeconômicas da população. Gonorréia ou blenorragia: causada por uma bactéria, o gonococo (Neisseria gonorrhoeae), transmite-se por contato sexual. Provoca dor, ardência e pus urinar. O tratamento deve ser feito sob orientação médica, pois exige o emprego de antibióticos.

17 Sífilis: provocada pela bactéria Treponema pallidum, é transmitida, geralmente, por contato sexual (pode passar também da mãe para o feto pela placenta). Um sinal característico da doença é o aparecimento, próximo aos órgãos sexuais, de uma ferida de bordas endurecidas, indolor (o "cancro duro"), que regride mesmo sem tratamento. Entretanto, essa regressão não significa que o indivíduo esteja curado, sendo absolutamente necessários diagnóstico e tratamento médicos. Sem tratamento, a doença tem sérias conseqüências, atacando diversos órgãos do corpo, inclusive o sistema nervoso, e provocando paralisia progressiva e morte.

18 Meningite meningocócica: infecção das meninges (membranas que envolvem o cérebro e a medula). Pode ser provocada por vírus, mas a forma mais comum de meningite é causada por uma bactéria - o meningococo. Os sintomas iniciais são febre alta, náuseas, vômitos e rigidez dos músculos da nuca. O doente não consegue encostar o queixo no peito e deve ser hospitalizado imediatamente, sendo submetido a tratamento por antibióticos, pois a doença pode ser fatal. Como é transmitida por espirro, tosse ou fala, é importante a notificação à escola caso uma criança a contraia.

19 Cólera: Cólera: doença causada pela bactéria Vibrio cholerae (vibrião colérico), que se instala e se multiplica na parede do intestino delgado, produzindo substâncias tóxicas e provocando uma forte diarréia. As fezes são aquosas e esbranquiçadas (parecendo água de arroz), sem muco ou sangue. Ocorrem também cólicas abdominais, dores no corpo, náuseas e vômitos. O grande perigo está na rápida desidratação provocada pela diarréia: o doente pode perder de um a dois litros de líquido por hora. Como conseqüência, o doente apresenta muita sede, cãibras, olhos encovados e pele seca, azulada e enrugada. Se o processo continuar, pode haver rápida insuficiência renal e morte em 24 horas ou menos. Por isso, é preciso procurar logo atendimento médico para que a perda de água seja controlada através de reidratação endovenosa com soro e antibióticos.


Carregar ppt "PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DOS VÍRUS: Não possui estruturas celulares (membrana plasmática, citoplasma, etc.). São formado basicamente por uma cápsula."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google