A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COERÊNCIA E COESÃO. COERÊNCIA Quando falamos, precisamos ser claros para que nosso ouvinte entenda o que queremos comunicar. Quando escrevemos, a situação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COERÊNCIA E COESÃO. COERÊNCIA Quando falamos, precisamos ser claros para que nosso ouvinte entenda o que queremos comunicar. Quando escrevemos, a situação."— Transcrição da apresentação:

1 COERÊNCIA E COESÃO

2 COERÊNCIA Quando falamos, precisamos ser claros para que nosso ouvinte entenda o que queremos comunicar. Quando escrevemos, a situação não é diferente: nosso texto deve fazer sentido para quem o lê. Se um texto faz sentido, dizemos que é COERENTE.

3 Fatores que causam incoerência Falta de conhecimento sobre o tema. Falta de conhecimento gramatical: Redundância Ambiguidade Pleonasmos Falta de pontuação ou o exagero dela.

4 COERÊNCIA Existe coerência quando as ideias apresentadas são logicamente concatenadas, isto é, há um nexo, uma conexão harmoniosa entre as ideias O resultado é a apresentação de ideias claras e acessíveis a qualquer pessoa que leia o seu texto. Na coerência existe ligação de ideias.

5 OBSERVE A DIFERENÇA: Eram cinco horas, porém não vou ler agora esse documento e já fomos dispensados do trabalho. São cinco horas. Não vou ler agora esse documento, pois já fomos dispensados do trabalho.

6 Podemos dizer que um texto deve possuir coerência em três níveis: do texto em si, ou seja, uma coerência interna; do texto com a realidade, ou seja, uma coerência externa; do texto com a proposta de redação.

7 O texto abaixo apresenta duas situações comunicativas: a comunicação que o escritor (Millôr) estabelece com os leitores; a comunicação que acontece entre as duas mulheres. A vaguidão específica As mulheres têm uma maneira de falar que eu chamo de vago- específica. (Richard Gehman) –– Maria, ponha isso lá fora em qualquer parte. –– Junto com as outras? –– Não ponha junto com as outras, não. Senão pode vir alguém e querer fazer alguma coisa com elas. Ponha no lugar do outro dia. –– Sim senhora. Olha, o homem está aí. –– Aquele de quando choveu? –– Não, o que a senhora foi lá e falou com ele no domingo. –– Que é que você disse a ele? –– Eu disse para ele continuar. –– Ele já começou?

8 –– Acho que já. Eu disse que podia principiar por onde quisesse. –– É bom? –– Mais ou menos. O outro parece capaz. –– Você trouxe tudo de cima? –– Não senhora, só trouxe as coisas. O resto não trouxe porque a senhora recomendou para deixar até a véspera. –– Mas traga, traga. Na ocasião, nós descemos tudo de novo. É melhor senão atravanca a entrada e ele reclama como na outra noite. –– Está bem vou ver como. Millôr Fernandes Responda: 1- Considerando o diálogo das mulheres, por que ele é incoerente para nós, leitores? 2- O autor critica, com humor, o modo de falar das mulheres. O exemplo escolhido (diálogo) é coerente com suas intenções? Explique.

9 Os textos seguintes são trechos de redações de alunos; neles há algum tipo de incoerência. Comente-a. a) Eu não ganhei nenhum presente, só ganhei uma folha em branco, meu retrato de pôster e um disco dos Beatles. b) Pela manhã recebi uma carta repleta de conselhos. Era uma carta em branco e não liguei para os conselhos já que os conselhos não interessam para mim pois sei cuidar da minha vida. c) Pela tarde chegou uma carta a mim endereçada, abri- a correndo sem nem tomar fôlego. O envelope não tinha nada dentro, estava vazio. Dentro só tinha uma folha, em branco.

10 coesão

11 Certa vez, um jornal de grande circulação estampou a seguinte manchete: PROFESSORAS MANDAM CARTA A DEPUTADOS PROTESTANDO CONTRA O AUMENTO DE SEUS SALÁRIOS

12 Um texto é uma unidade de sentido; por isso, os elementos que compõem (palavras, orações, frases) devem estar harmonicamente relacionadas. Quando há perfeita conexão entre esses elementos do texto, dizemos que ocorreu coesão. Na manchete do jornal, em que prevalece a função referencial – a informação -, o fato de um elemento poder estar associado a dois termos distintos rompe a harmonia do texto, não havendo, pois, coesão.

13 1. Coesão gramatical Feita por meio das concordâncias nominais e verbais; da ordem dos vocábulos; dos pronomes pessoais de terceira pessoa, pronomes possessivos, demonstrativos, indefinidos, interrogativos, relativos; dos numerais; dos advérbios; dos artigos definidos; das expressões com valor temporal; da pontuação Coesão frásica Relação entre os componentes da frase 1.2. Coesão interfrásica Relação entre as frases 1.3. Coesão interparagráfica (textual) Relação entre os parágrafos 1.4. Coesão temporal (verbal) Uso correto de tempos e modos verbais, além dos advérbios 1.5. Coesão referencial Referência a outros elementos do texto, com uso correto de campo semântico

14 PRINCIPAIS MECANISMOS DA COESÃO GRAMATICAL Coesão por substituição Meus amigos, meus irmãos, cortai os lábios da mulher morena Eles são maduros e úmidos e inquietos ( O pronome eles refere-se a um termo antecedente: os lábios da mulher morena, referência anafórica) Vós, meus amigos e meus irmãos, que guardais os meus cantos. ( O pronome vós refere-se a um termo que ainda será citado: meus amigos e meus irmãos, referência catafórica)

15 PRINCIPAIS MECANISMOS DA COESÃO GRAMATICAL Coesão por substituição A indústria de calçados vive, desde a última greve de 2004, uma luta trabalhista deflagrada entre patrões e empregados. Aqueles oferecem aumento salarial de 8,12%, enquanto estes pedem 22,13%.

16 Coesão por conexão Os conectivos – conjunções e preposições – são responsáveis pela linguagem de elementos linguísticos (palavras, frases, orações, períodos), podendo carregar ou não significado para as relações que fazem. As conjunções, assim como as preposições, não desempenham função sintática, o que ressalta seu papel de elementos conectores: A artista plástica Sylvia Martins sempre quis viver em um barco. Contudo, enquanto o sonho não se realiza, a gaúcha de 48 anos vive debruçada sobre o azul do Arpoador.

17 Coesão por omissão São bons de porte e finos de feição E logo sabem o que se lhes ensina, Mas têm o grave defeito de ser livres.

18 PRINCIPAIS MECANISMOS DA COESÃO SEMÂNTICA Repetição lexical: ecologia, ecologista / ambiente, ambientalismo, ambientalista. Sinonímia: espaçonave, nave espacial, aeronave, veículo espacial.

19 ALGUNS ELEMENTOS DE COESÃO 1. Prioridade, relevância: principalmente, primordialmente, sobretudo, em primeiro lugar, antes de mais nada, primeiramente,acima de tudo. 2. Tempo (ordem, sucessão, anterioridade, posterioridade): finalmente, agora, atualmente, hoje, frequentemente, constantemente, às vezes, eventualmente, por vezes, ocasionalmente, sempre, raramente, não raro, ao mesmo tempo, simultaneamente, a princípio, pouco antes, pouco depois, anteriormente, posteriormente, em seguida, afinal, por fim. 3. Semelhança, comparação: igualmente, da mesma forma, assim também, do mesmo modo, similarmente, analogamente, por analogia, de maneira idêntica. 4. Conformidade: conformidade com, de acordo com, segundo, conforme, sob o mesmo ponto de vista, tal qual, tanto quanto, como, assim como, bem como.

20 ELEMENTOS DE COESÃO 5. Condição, hipótese: se, caso, salvo se, contanto que, desde que, a menos que, a não ser que etc. 6. Adição, continuação: e, além disso, ademais, por sua vez, outro ponto, mais (grave) ainda, ainda mais, também, mas também, constata-se também, vale frisar ainda, vale lembrar também. 7. Dúvida: provavelmente, possivelmente, é provável. 8. Certeza, ênfase: de fato, por certo, certamente, indubitavelmente, inquestionavelmente, sem dúvida, obviamente. 9. Ilustração, exemplificação, esclarecimento: por exemplo, isto é, em outras palavras, ou por outra, a saber, haja vista. 10. Propósito, intenção, finalidade: com o fim de, a fim de, com o propósito de, para que, afim de que.

21 ELEMENTOS COESIVOS 11. Resumo, recapitulação, conclusão: em suma, em síntese, enfim, em resumo, portanto, assim, dessa forma, dessa maneira, logo, afinal, está claro que 12. Causa: em virtude de, por causa de, devido a, é resultado de. 13. Consequência: consequentemente, por consequência, como resultado, por isso, assim, como efeito, de sorte que, de modo que, de forma que, de maneira que. 14. Explicação: porque, porquanto, pois, já que, uma vez que, visto que. 15. Contraste, oposição: por outro lado, paradoxalmente, pelo contrário, caso contrário, em contraste com, mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto. 16. Restrição, ressalva: embora, apesar de, ainda que, mesmo que, posto que, conquanto, se bem que, por mais que, por menos que, não obstante.

22 Utilizando os recursos de coesão, substitua os elementos repetidos quando necessários. A) O Brasil vive uma guerra civil diária e sem trégua. No Brasil, que se orgulha da índole pacífica e hospitaleira de seu povo, a sociedade organizada ou não para esse fim promove a matança impiedosa e fria de crianças e adolescentes. Pelo menos sete milhões de crianças e adolescentes, segundo estudos do fundo das nações Unidas para a Infância (Unicef), vivem nas ruas das cidades do Brasil.

23 B. Todos ficam sempre atentos quando se fala de mais um casamento de Elizabeth Taylor. Casadoura inveterada, Elizabeth Taylor já está em seu oitavo casamento. Agora, diferentemente das vezes anteriores, o casamento de Elizabeth Taylor foi com um homem do povo que Elizabeth Taylor encontrou numa clínica para tratamento de alcoólatras, onde ela também estava. Com toda pompa, o casamento foi realizado na casa do cantor Michael Jackson e a imprensa ficou proibida de assistir ao casamento de Elizabeth Taylor com um homem do povo. Ninguém sabe se será o último casamento de Elizabeth Taylor.

24 Os textos abaixo necessitam de conectores para sua coesão. a) Nem sempre é fácil identificar a violência. Uma cirurgia não constitui violência, visa o bem do paciente, é feita com o consentimento do doente. Será violência a operação for realizada sem necessidade ou o paciente for usado como cobaia de experimento científico sem a devida autorização. (mas certamente, se, se, primeiro porque, depois porque, por exemplo)

25 b) Toda mulher responsável pelos cuidados de uma casa já teve em algum momento de sua vida vontade de jogar tudo para o alto, quebrar os pratos sujos, mandar tudo às favas, fechar a porta de casa e sair. Já sentiu o peso desse encargo como uma rotina embrutecedora, que se desfaz vai sendo feito. Não é feito, nos enche de culpas e acusações, quando concluído ninguém nota, a mulher não faz mais nada que sua obrigação. (quando, pois, à medida que)

26 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Lembre-se que na avaliação da sua redação, serão ponderados:. 1. A clareza 2. a concisão 3. a coerência na exposição do pensamento. 4. Seu nível de atualização e informação.

27 Exercício UFG-GO A violência é um crime social, ameaça nossa sociedade,onde fazemos parte dela, onde vivemos e é por certo a quem devemos lutar e proteger. O trecho mostrado é um parágrafo de uma redação de vestibular. A ausência de coesão interfrasal nesse trecho compromete sua coerência. Reestruture-o, fazendo as devidas alterações, de forma a restabelecer sua coerência.

28 Exercício 2 Nas frases a seguir, são detectadas deficiências coesivas, as quais você deve identificar e fazer as alterações necessárias para lhes dar a estruturação correta. A. O camembert é um dos queijos mais consumidos no mundo, só se tornou popular durante a Primeira Guerra Mundial. Conquistou os soldados nas trincheiras. B. Amizade verdadeira. Coisa difícil de se encontrar hoje, a qual nem todos a possuem.

29 Exercício 3 Deve-se preencher as lacunas com conectivos que remetam a algo dito anteriormente. Faça a conexão coesiva. O esporte é uma atividade necessária à vida humana, em todos os seus estilos. A natação, por exemplo, consegue ativar a maioria dos músculos e aumenta a resistência física do atleta. Já o xadrez, por outro lado, proporciona rapidez de pensamento, ativa a astúcia do jogador e também a capacidade de raciocinar estrategicamente. O _____________é bom para o corpo, enquanto que o _________é para a mente. Ambos,para o indivíduo.

30 Exercício 4 Utilizando os recursos de coesão, substitua os elementos repetidos quando necessários. A) O Brasil vive uma guerra civil diária e sem trégua. No Brasil, que se orgulha da índole pacífica e hospitaleira de seu povo, a sociedade organizada ou não para esse fim promove a matança impiedosa e fria de crianças e adolescentes. Pelo menos sete milhões de crianças e adolescentes, segundo estudos do fundo das nações Unidas para a Infância (Unicef), vivem nas ruas das cidades do Brasil.

31 EXERCÍCIO 5- Os textos seguintes são trechos de redações de alunos; neles há algum tipo de incoerência. Comente-a. a) Eu não ganhei nenhum presente, só ganhei uma folha em branco, meu retrato de pôster e um disco dos Beatles. b) Pela manhã recebi uma carta repleta de conselhos. Era uma carta em branco e não liguei para os conselhos já que os conselhos não interessam para mim pois sei cuidar da minha vida. c) Pela tarde chegou uma carta a mim endereçada, abri- a correndo sem nem tomar fôlego. O envelope não tinha nada dentro, estava vazio. Dentro só tinha uma folha, em branco.


Carregar ppt "COERÊNCIA E COESÃO. COERÊNCIA Quando falamos, precisamos ser claros para que nosso ouvinte entenda o que queremos comunicar. Quando escrevemos, a situação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google