A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Português Professora Pollyanna Mattos. Elementos de Coesão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Português Professora Pollyanna Mattos. Elementos de Coesão."— Transcrição da apresentação:

1 Português Professora Pollyanna Mattos

2 Elementos de Coesão

3 Observe as seguintes frases: 1.O Brasil não ganhou a Copa de O técnico não soube liderar a equipe. 3.Os jogadores não se esforçaram.

4 Apesar de falarem sobre um mesmo assunto e apresentarem coerência, essas três frases NÃO compõem um texto, pois não existe COESÃO entre elas.

5 Para que haja coesão, precisamos ligar as ideias do trecho através de conectores, ou seja, de elementos de coesão. Veja um exemplo: O Brasil não ganhou a Copa de 2006 porque o técnico não soube liderar a equipe e os jogadores não se esforçaram.

6 Conceito: os conectores, conectivos ou elementos de coesão são termos ou mecanismos que usamos para estabelecer uma ligação entre as ideias de um texto. Os elementos de coesão mais comuns são as conjunções.

7 Existem 17 tipos de conjunções e elas se dividem em conjunções coordenativas, ou seja, aquelas que iniciam uma oração independente, e conjunções subordinativas, ou seja, aquelas que iniciam uma oração dependente. Veja o quadro a seguir.

8 Conjunções Coordenativas 1.Aditivas 2.Adversativas 3.Alternativas 4.Explicativas 5.Conclusivas Conjunções Subordinativas 1.Causais 2.Condicionais 3.Comparativas 4.Concessivas 5.Conformativas 6.Consecutivas 7.Temporais 8.Proporcionais 9.Finais 10.Integrantes 11.Locativas * 12.Modais *

9 * Observação: Apesar de serem abordados em muitas gramáticas, os conectores locativos e modais não constam na NGB (Nomenclatura Gramatical Brasileira).

10 Vejamos agora cada um dos conectores.

11 Conjunções Coordenativas 1) ADITIVAS (ideia de adição, sequência) E, nem, não só... mas também, bem como. Ex: Mauro foi à Europa e conheceu Paris. 2) ADVERSATIVAS (ideia de oposição) MAS, porém, contudo, entretanto, todavia, no entanto, não obstante. Ex: Mauro foi à Europa, mas não conheceu Paris. 3) ALTERNATIVAS (ideia de alternância, opção) OU, ou... ou, ora... Ora, quer... quer Ex: Maria sairá com Jorge ou ficará em casa.

12 4) EXPLICATIVAS (ideia de explicação, justificativa) Conectivos: PORQUE, pois, que Ex: Venha logo, que estou com pressa. Vai chover, pois o céu está nublado. 5) CONCLUSIVAS (ideia de chegada a uma conclusão) Conectivos: PORTANTO, logo, assim, pois (depois do verbo) Ex: Rui estudou muito para o concurso, portanto passou. Rui estudou muito, passou, pois, no concurso.

13 Conjunções Subordinativas (12) 1)CAUSAIS ( ideia de causa) Conectores: PORQUE, pois, porquanto, como [= porque], pois que, por isso que, já que, uma vez que, visto que Ex: João faltou ao trabalho porque estava doente. Como o calor estava forte, levamos protetor solar. 2) CONDICIONAIS (ideia de condição) Conectores: SE, caso, contanto que, salvo se, dado que, desde que, a menos que, a não ser que. Ex: Seria mais poeta, se fosse menos político.

14 3) COMPARATIVAS (ideia de comparação) COMO, que (depois de mais, menos, maior, menor, melhor, pior) tal qual, tanto quanto, como, assim como, que nem. Ex: Nesse instante, Pedro se levantou como se tivesse levado uma chicotada. 4) CONCESSIVAS (ideia de exceção, concessão, ressalva). EMBORA, conquanto, ainda que, mesmo que, posto que, bem que, se bem que, apesar de, nem que, malgrado. Ex: João ganhou presentes embora não merecesse.

15 5) CONFORMATIVAS (ideia de conformidade) CONFORME, como [= conforme], segundo, consoante Ex: Fiz tudo conforme recomendava o manual de instruções. 6) CONSECUTIVAS (ideia de consequência do que foi declarado na oração anterior) TANTO... QUE, tão... que, tamanho... Que, de forma que, de maneira que, de modo que, de sorte que. Ex: Soube que João comeu tanto na festa que passou mal no outro dia.

16 7) TEMPORAIS ( ideia de tempo) QUANDO, antes que, depois que, até que, logo que, sempre que, assim que, desde que, todas as vezes que, cada vez que Ex: Pedro implicou comigo assim que me viu. 8) PROPORCIONAIS ( ideia de proporção, simultaneidade) À MEDIDA QUE, ao passo que, à proporção que, quanto mais... mais, quanto menos... menos Ex: À medida que nos elevávamos, elevava-se igualmente o dia nos ares.

17 9) FINAIS (ideia de finalidade) PARA para que, a fim de que, porque [= para que], que Ex: Aqui vai o livro para que o leias. 10) INTEGRANTES (Não têm ideia própria e só servem para introduzir uma oração que completa o sentido da outra) São elas: QUE e SE Ex: Quero que todos sejam aprovados. Não sei se vou à festa.

18 11) LOCATIVAS ( equivalem a um adjunto adverbial de lugar) Principal Conector: Advérbio ONDE combinado ou não com preposição Ex: Nem estradas havia por onde ele atravessava. 12) MODAIS Equivalem a um adjunto adverbial de modo. Principal Conector: SEM QUE Ex: João saiu da sala sem que ninguém percebesse. IMPORTANTE: Os conectores locativos e modais não constam na NGB (Nomenclatura Gramatical Brasileira).

19 Bons estudos!! Professora Pollyanna Mattos


Carregar ppt "Português Professora Pollyanna Mattos. Elementos de Coesão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google