A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sexualidade à luz da Doutrina Espírita. O sexo na vida Universal  Sexo é fundamento a vida universal. Encontra-se nas origens da própria vida, a qual.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sexualidade à luz da Doutrina Espírita. O sexo na vida Universal  Sexo é fundamento a vida universal. Encontra-se nas origens da própria vida, a qual."— Transcrição da apresentação:

1 Sexualidade à luz da Doutrina Espírita

2 O sexo na vida Universal  Sexo é fundamento a vida universal. Encontra-se nas origens da própria vida, a qual é emanada ao criador.  A energia sexual está intimamente ligada a todo princípio e vida em todos os graus evolutivos, tanto no planeta Terra, como em todos os cantos do Universo.  O sexo é essência, é energia Divina. Força da vida, encontra-se na base de todos os processos de evolução dos seres.

3 Sexo: Energia Divina  “Examinado como força atuante na vida, à face da criação incessante, o sexo, a rigor, palpitará em tudo, desde a comunhão dos princípios subatômicos à atração dos astros porque, então expressará força de amor, gerada pelo amor infinito de Deus.” ( André Luíz)  Nos encontramos ainda muito distanciados das belezas das leis Divinas em nossa própria vida afetiva.

4 Definição de sexo  A definição primária de sexo segundo o dicionário é:  Diferença física e constitutiva do homem e da mulher, do macho e da fêmea com relação a sua função reprodutora. Sensualidade, volúpia. Órgãos genitais externos.

5 Constituição Humana  Para a Doutrina Espírita a criatura humana não é somente matéria, pois ela é formada de corpo físico, perispiritual e espiritual Destes três o espírito é o comandante, o gerente absoluto da organização psicossomática (corpo).  Quem sobrevive após a morte e a destruição do corpo é o espírito com sua sensibilidade e recursos morais, intelectuais, caráter e hábitos. Somos aqui na Terra o que o espírito já acumulou em si através das reencarnações.

6 União fisiológica  “(...)na Terra é vulgar a fixação do magno assunto no equipamento genital do homem e da mulher. Contudo, é preciso não esquecer que mencionamos o sexo como força e amor nas bases da vida, totalizando a glória da criação.” (André Luiz)  O sexo para a maioria esmagadora das criaturas humanas, está restrito a função dos órgãos genésicos. É muito natural esta visão em virtude da própria ignorância humana com relação do espírito.  Sexo não é só o prazer de minutos e a permuta de células sexuais.

7 Sexo no corpo físico e no Espírito  L.E. Tem sexo os Espíritos?  “Não como entendeis, pois que os sexos dependem da organização(corpo). Há entre eles amor e simpatia, mas baseado na concordância dos sentimentos.”  A pergunta poderia ser traduzida assim: “Os Espíritos tem sexo, mas não como vocês conceituam na Terra.” Não de acordo com a concepção de sexo das criaturas humanas.

8  Os Espíritos realmente não têm o sexo como o da organização física, pois no corpo espiritual não possuem o mecanismo de fecundação com possibilidades para a reprodução em si. Os Espíritos só Deus cria.  “ Os sexos só existem no organismo (físico). São necessários à reprodução dos seres materiais, mas os Espíritos sendo criação de Deus, não se reproduzem uns pelos outros, razão porque os sexos seriam inúteis no mundo espiritual.” (Kardec)

9 A individualidade do Espírito após a morte  (...) Os Espíritos após a desencarnação conservam as suas características. Ele leva consigo tudo que realizou, aprendeu e conquistou nas experiências da vida corpórea, seja no campo do intelecto ou do sentimento, e isso é o que vai caracterizá-lo no mundo espiritual.  “ O sexo é portanto mental em seus impulsos e manifestações.” ( André Luiz)

10 A sexualidade nos órgãos genitais  Os órgãos genitais não são elementos básicos para definir a sexualidade nas criaturas humanas, pois elas são instrumentos passivos obedecendo ao comando mental. Não são eles que decretam a nossa sexualidade, mas sim a nossa estrutura psicológica.  “ O sexo é portanto mental em seus impulsos e manifestações transcendendo quaisquer impositivos da forma em que se exprime”. ( André Luiz)

11  Na vida sexual cada Espírito será, em matéria de masculinidade ou de feminilidade, definido e conformidade com as qualidades que forem predominantes no seu campo mental.  O Espírito, no curso das reencarnações precisa habitar em corpo de homem ou de mulher para a aquisição de experiências que lhe possibilitarão alcançar a perfeição. Nenhum Espírito poderá chegar ao porto da perfeição, sem antes ter acumulado em sua estrutura psíquica as qualidades de ambos os sexos.

12 O sexo é mental  Uma prova de que o sexo é mental está no problema da homossexualidade.   Do ponto de vista espiritual todos os nossos atos são analisados e julgados pela Justiça maior do Universo – A Justiça Divina. Todo pensamento, ato ou palavra que venha desvirtuar a Lei Natural será sem dúvida uma atitude criminosa.  Este ato trará consequências desarmoniosas na estrutura delicada e sensível da nossa vida mental, da nossa organização perispirítica e principalmente na intimidade de nossa consciência, provocando enfermidades estranhas, sejam elas físicas ou psíquicas.

13  Os abusos sexuais sejam praticados por heterossexuais, homossexuais ou bissexuais, têm seus resultados infelizes, em nós mesmos e em nossos destinos, a longo prazo, de conformidade com a nossa teimosia em permanecermos nos erros.  “ Aplica a bondade e a compreensão toda vez que alguém se levante contra alguém, porque em matéria de sexo, com raras exceções todos trazemos heranças dolorosas de existências passadas, dívidas à resgatar e problemas à resolver.

14 E continua... “Muitos daqueles que apontam desdenhosamente, os irmãos caídos em desequilíbrio emotivo, imaginando-se hoje anichados na virtude, são apenas devedores em moratória, que enfrentarão amanhã aflitivas tentações, quando soar o momento de reencontrarem os seus credores de outras eras.” Recordemos Sto. Agostinho: “Deus não aceita o pecado, mas ama o pecador”.

15 Perfeição do Espírito e os característicos sexuais  À medida que o Espírito vai avançando graus mais altos na hierarquia do aperfeiçoamento espiritual, vai ele perdendo as características acentuadas dos dois sexos, porque elas vão se fundindo para surgirem muito mais belas e superiores às qualidades humanas. Na síntese gloriosa dessas virtudes desenvolvidas infinitamente em plenitude de luz, sabedoria e amor.

16 Promiscuidade  O heterossexualismo promíscuo costuma ser exaltado pela sociedade machista.  Esse procedimento é anormal desde o momento que sabemos da responsabilidade e do discernimento que devem nortear a prática sexual.  No mundo afetivo respeitando a Lei Divina de Causa e Efeito, o que concedermos à outrem, receberemos o retorno, partilhando das consequências desencadeadas por nós mesmos.

17 Obsessão sexual  Com base na Doutrina Espírita, podemos afirmar que para que haja o processo obsessivo, é condição essencial que exista da parte da vítima uma imperfeição moral, que proporciona ascendência à entidade inferior. Portanto para que a obsessão sexual se estabeleça, é necessário que o obsidiado permita a entrada do obsessor, verificando acentuada afinidade, ligando as duas criaturas, compartilhando ambos dos mesmos propósitos e desejos.

18  Na obsessão sexual, tanto os encarnados quanto as entidades viciadas estão unidos vibratóriamente, entrelaçados em teias, em sinistra simbiose espiritual, atuando os espíritos como verdadeiros vampiros, sugando a substância vital retiradas do campo de força, como também a energia exteriorizada no êxtase sexual.

19 Desequilíbrio sexual  O desequilíbrio sexual é uma das causas da alienação mental, seja praticada por hetero, bi ou homossexuais.  O prazer sexual desvairado traz perigosas feridas que deixam marcas profundas no corpo e na alma, consequências como as doenças venéreas.

20 Abuso do sexo e expiação  “Qualquer sombra de nossa consciência jaz impressa em nossa vida até que a mácula seja lavada por nós mesmos, com o suor do trabalho ou com o pranto da expiação.” (André Luiz)  Nenhum Espírito vive fora do amor de Deus e tampouco dos processos imparciais da Justiça Divina. É da Lei Suprema que cada um receba de acordo com suas obras. Somos vítimas de nossos próprios atos. Não há sofrimento sem causas justas.

21  A Justiça Divina existe não simplesmente para punir e fazer sofrer as criaturas ainda imperfeitas, mas principalmente para a reajustar e iluminar o Espírito culpado.  Esses abusos são comuns nas criaturas humanas, pois estamos muitos d nós escravizados ainda às emoções inferiores, à sensualidade, aos desejos imediatistas sem disciplina e responsabilidade.

22 Expiações dolorosas e aperfeiçoamento espiritual  Expiações dolorosas, no hoje, redundarão em paz na consciência no amanhã, quando sofremos dentro dos preceitos evangélicos.  Nenhum Espírito caminhará para a frente, na senda do aperfeiçoamento espiritual, sem antes saudar suas dívidas com a Justiça Divina.

23  Somente nos esclarecimentos do Evangelho de Jesus, quando buscado com sinceridade, encontraremos os remédios-luzes para a reeducação das energias criadoras do sexo em todos nós, através das disciplinas dos nossos sentimentos, do aperfeiçoamento de nossas afeições, do enriquecimento de valores nobres no coração, resolvendo em definitivo o vaivém dos sentimentos expiatórios.

24 Educação sexual e a conquista do amor espiritualizado  Ante os convites inumeráveis do mundo para a porta larga da devassidão sexual, arrastando-nos pela nossa invigilância para vivenciar emoções inferiores, meditemos nos princípios superiores da vida que já iluminam o nosso entendimento e fiquemos com o apóstolo Paulo: Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém. (I Corintos 6,12)

25  Somos livres para fazer o que desejamos, mas, com a Luz do Cristo de Deus, já sabemos que não podemos mais atender aos impulsos da animalidade e, sim, procurar educar nossas energias sexuais para níveis mais elevados de espiritualidade, a fim de que possamos ser mais felizes e mais edificantes em nossos empreendimentos afetivos.

26 O socorro da oração  Se ansiamos por ser melhores, se possuímos uma fé, se acreditamos em Deus, elevemos nossas forças mais íntimas na direção da Providência Divina, através dos fios invisíveis, mas poderosos da oração, e estejamos certos de que não nos faltarão recursos superiores para o nosso coração se equilibrar, na estrada segura da afeição espiritualizada, abandonando a idéia do prazer sexual irresponsável.  Cuidemos das energias sexuais de nossa alma, iluminando-as com as luzes do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, roteiro único de liberdade dos instintos, afim de construirmos nossa felicidade real, tanto na vida corpórea quanto na vida espiritual, com residência segura em nossa própria consciência do dever afetivo retamente cumprido.


Carregar ppt "Sexualidade à luz da Doutrina Espírita. O sexo na vida Universal  Sexo é fundamento a vida universal. Encontra-se nas origens da própria vida, a qual."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google