A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CONGRESSO BRASILEIRO DE HEVEICULTURA “SERINGUEIRA” Custos e Rentabilidade em Sistemas de Produção de Seringueira Setembro de 2007 Guarapari - ES.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CONGRESSO BRASILEIRO DE HEVEICULTURA “SERINGUEIRA” Custos e Rentabilidade em Sistemas de Produção de Seringueira Setembro de 2007 Guarapari - ES."— Transcrição da apresentação:

1 CONGRESSO BRASILEIRO DE HEVEICULTURA “SERINGUEIRA” Custos e Rentabilidade em Sistemas de Produção de Seringueira Setembro de 2007 Guarapari - ES

2

3 Registro de informações O registro sistemático das informações geradas pelo monitoramento, permitem criar planilhas, fundamentais em análises de alternativas tecnológicas e na elaboração de orçamentos comparativos. O exercício de análise aqui proposto baseia-se em planilhas com o objetivo de representar, em termos médios, um sistema de formação e manutenção do cultivo de 1 hectare de seringueiras no noroeste paulista.

4

5

6

7

8 As matrizes de coeficientes técnicos para seringais em produção foram elaboradas para 4 sistemas alternativos de sangria: D3, D4, D5 e D7, com cortes em meia espiral (S/2). As estimativas dos custos para formação e manutenção dos seringais originam-se das matrizes de coeficientes técnicos (exigência de fatores físicos) e dos respectivos preços dos fatores de produção, vigentes em agosto de A metodologia utilizada nas estimativas baseia-se em estrutura utilizada pelo Instituto de Economia Agrícola da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo (MATSUNAGA et al.,1976)

9

10 Pre ç os de Fatores de Produ ç ão, para Estimativa de Custo Operacional Total (COT) da Cultura de Seringueira, Estado de São Paulo, (em real de agosto)

11

12

13

14 ANEXO 2 - Estimativa de Custo Operacional Total (COT) e Planilha de Coeficientes Técnicos para a Formação de 1 Hectare com Seringueiras, 500 Pés, 1º Ano, Estado de São Paulo, (em real de agosto de 2007)

15 TABELA - Estimativas de Custos Operacionais Efetivo (COE) e Total (COT), com a Forma ç ão e Manuten ç ão de um Seringal, 500 P é s por Hectare, Sistema de Sangria em S/2 e D3 Durante 10 Meses, Estado de São Paulo, agosto de (em real de agosto de 2007) Ano Mão M á quinas MaterialCusto operacional Deprecia ç ão 1 Custo operacional ’ de obrae equip.consumido efetivo de m á quinas total Forma ç ão 1o1o 728, , , ,62479, ,83 2o2o 211,70459,60179,02850,31119,24969,56 3o3o 187,15459,60298,52945,27119, ,51 4o4o 187,15459,60298,52945,27119, ,51 5o5o 170,79358,23418,02947,0494, ,49 6o6o 170,79358,23418,02947,0494, ,49 Subtotal1.656,47358, , , , ,39 Produ ç ão 2 (sistema de sangria S/2 e D3) 3 7o7o 705,31534,28739, ,23607, ,44 8o8o 1.089,16534,28856, ,14607, ,35 9o9o 1.452,21534,28934, ,23607, ,44 10 o ao 30 o 1.815,26534, , ,32607, ,54 1 A partir do 7 o ano é somada a deprecia ç ão do pomar. 2 Nas estimativas do 7 o ao 9 o ano, os valores com mão-de-obra e materiais usados na sangria estão ponderados segundo o n ú mero de p é s em produ ç ão. 3 Sangria em meia espiral, a cada 3 dias. Fonte: Workshop sobre Custo de Produ ç ão, 3 o Simp ó sio da Cultura da Seringueira, Piracicaba,

16 TABELA - Estimativas de Custos Operacionais Efetivo (COE) e Total (COT), com a Forma ç ão e Manuten ç ão de um Seringal, 500 P é s por Hectare, Sistema de Sangria em S/2 e D4 Durante 10 Meses, Estado de São Paulo, agosto de (em real de agosto de 2007) Ano Mão M á quinas MaterialCusto operacional Deprecia ç ão 1 Custo operacional de obrae equip.consumido efetivo de m á quinas total Forma ç ão 1o1o 728, , , ,62479, ,83 2o2o 211,70459,60179,02850,31119,24969,56 3o3o 187,15459,60298,52945,27119, ,51 4o4o 187,15459,60298,52945,27119, ,51 5o5o 170,79358,23418,02947,0494, ,49 6o6o 170,79358,23418,02947,0494, ,49 Subtotal1.656,47358, , , , ,39 Produ ç ão 2 (sistema de sangria S/2 e D4) 3 7o7o 581,23534,28739, ,15607, ,36 8o8o 841,01534,28856, ,99607, ,20 9o9o 1.121,34534,28934, ,36607, ,58 10 o ao 30 o 1.401,68534, , ,74607, ,95 1 A partir do 7 o ano é somada a deprecia ç ão do pomar. 2 Nas estimativas do 7 o ao 9 o ano, os valores com mão-de-obra e materiais usados na sangria estão ponderados segundo o n ú mero de p é s em produ ç ão. 3 Sangria em meia espiral, a cada 3 dias. Fonte: Workshop sobre Custo de Produ ç ão, 3 o Simp ó sio da Cultura da Seringueira, Piracicaba,

17

18

19

20 Estimativas de Receita L í quida Seringal em produ ç ão - Sangria em S/2 e D4 Perda de 2,2% de produtividade em rela ç ão à D3 Estimativas com pre ç o de R$4,80 por quilograma de borracha seca AnoCusteio Invest.emDespesa Produ ç ão m á q.e eq. TotalQdadeR. BrutaR. Operac. R. L í quida , , ,94-0, , , ,31 -0,00-850, ,27 -0,00-945, ,27 -0,00-945, ,04 -0,00-947, ,04 -0,00-947, , ,53257, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,67 Total78.434, , , , , , ,95 TIR-12,40% VPL (considerada a taxa de desconto de 6% a.a.) ,98 Custeio M é dio (R$/kg b.s.) 2,50- Despesa Total M é dia (R$/kg b.s.) -2,66

21 Análise de Sensibilidade

22

23 Muito Obrigado! Paulo Edgard Nascimento de Toledo Projeto de Recuperação de Matas Ciliares Secretaria do Meio Ambiente Governo do Estado de São Paulo (11) Ana Maria Pereira Amaral Instituto de Economia Agrícola Secretaria de Agricultura e Abastecimento Governo do Estado de São Paulo (11)


Carregar ppt "CONGRESSO BRASILEIRO DE HEVEICULTURA “SERINGUEIRA” Custos e Rentabilidade em Sistemas de Produção de Seringueira Setembro de 2007 Guarapari - ES."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google