A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROF. DR. ARNALDO CALDAS Alterações hormonais na gravidez • Profa Dra Márcia Helena Pontieri.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROF. DR. ARNALDO CALDAS Alterações hormonais na gravidez • Profa Dra Márcia Helena Pontieri."— Transcrição da apresentação:

1 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Alterações hormonais na gravidez • Profa Dra Márcia Helena Pontieri

2 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Alterações hormonais na gravidez • O que são hormônios • Hormônios esteroidais • Hormônios na gravidez • Sintomas

3 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Hormônios • Substâncias químicas que transferem informações e instruções entre as células, em animais e plantas. • "mensageiros químicos do corpo", • regulam o crescimento e o desenvolvimento, • controlam as funções de muitos tecidos, • auxiliam as funções reprodutivas, • regulam o metabolismo

4 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Para que servem? Hormônios integram várias funções do corpo para criar um equilíbrio adequado, servindo como reguladores.

5 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Hormônios Produção: -glândulas ou tecidos especializados, que os segregam conforme as necessidades - Sistema endócrino: - hipófise, tireóide, Adrenais (supra- renais), pâncreas,ovários e testículos. - Produzem e segregam os hormônios diretamente na corrente sangüínea.

6 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Hormônios esteroidais Funções podem ser divididas em três grandes categorias: Alteram a permeabilidade da membrana celular. Alterar a atividade de enzimas. Estimulam a liberação de outros hormônios. -Um mesmo hormônio pode afetar um tecido de forma diferente daquela com que ele afetaria um outro tecido. - Um mesmo hormônio pode também ter efeitos diferentes sobre um mesmo tecido em diferentes épocas da vida.

7 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Tipos de hormônios -Hormônios peptídicos -hormônios produzidos pela parte anterior da hipófise, pela tireóide, paratireóides, pâncreas e placenta.

8 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Tipos de hormônios -Hormônios esteroidais -hormônios secretados pelas glândulas supra-renais, ovários e testículos. - Sintetizados a partir do colesterol e modificados por uma série de reações químicas, até que um hormônio fique pronto para ser posto em ação imediatamente. -Ex.: Hormônios sexuais -Progesterona -Estrógenos -Testosterona

9 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Mecanismo de ação – hormônios esteroidais

10 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Hormônios esteroidais • Progesterona: “mãe” dos demais hormônios sexuais

11 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Na mulher Estrogênio: responsável pelas alterações femininas na puberdade, - crescimento e desenvolvimento da vagina, do útero e das trompas de Falópio. - aumento no tamanho dos seios, - contribui para a modelagem dos contornos do corpo feminino e para a maturação do esqueleto, - responsável pelo crescimento dos pelos das axilas e pubianos e pela pigmentação das aréolas e mamilos dos seios.

12 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Na mulher Estrona, estradiol e estriol No estado de não-gravidez, - Estrona e estradiol são produzidos pelos ovários em pequenas quantidades (100 a 200  g por dia), - Estriol: escasso subproduto do metabolismo da estrona. - estrona estradiol estriol

13 Outros efeitos do estrogênio • Em períodos de fome intensa, quando a mulher esteja nutricionalmente incapacitada de levar a cabo uma gravidez, a produção de estrogênio diminui, para evitar a fertilidade. • Quando a mulher consome excesso de calorias: a produção de estrogênio aumenta proporcionalmente para níveis acima do normal

14 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Na gravidez A placenta é a principal fonte de estrógenos Estriol é produzido em mg Estrona e o estradiol: são produzidos em  g, sendo o estradiol excretado em menor quantidade.

15 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Na gravidez A placenta torna-se também a principal fonte de progesterona, produzindo entre 300 e 400 mg por dia, durante o terceiro trimestre. O estriol e a progesterona são, portanto, os principais esteróides sexuais presentes durante a gravidez.

16 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Para que servem estes hormônios? Os estrógenos: Promovem a divisão celular, particularmente em tecidos sensíveis aos hormônios, como os da mama e os do revestimento uterino. Estradiol: é o que mais estimula o seio Estriol: estrógeno mais benéfico para a vagina, o cérvix e a vulva. A progesterona: Mantém a secreção do endométrio, que é necessária para a sobrevivência do embrião, bem como pelo desenvolvimento do feto ao longo da gestação.

17 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Alterações hormonais na gravidez Quatro hormônios que desempenham um papel fundamental para a mãe e para o feto. Hormônios sexuais femininos estrogênio e progesterona secretados em grandes quantidades pela placenta durante a gestação. Gonodotrofina coriônica humana (HGC) Somatomamotropina coriônica humana.

18 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Estrogênio na gravidez -Provoca uma rápida proliferação da MUSCULATURA UTERINA, - Aumento acentuado do crescimento do SISTEMA VASCULAR para o útero, - dilatação do orifício VAGINAL E DOS ÓRGÃOS SEXUAIS EXTERNOS - relaxamento dos LIGAMENTOS PÉLVICOS permitindo assim uma maior dilatação do canal pélvico o que facilita a passagem do bebê no momento do nascimento. - Nas mamas: responsável por uma maior deposição de tecido adiposo fazendo com que elas cresçam, aumentando o número de CÉLULAS GLANDULARES e TAMANHOS DOS DUCTOS.

19 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Progesterona na gravidez -Relaxa a MUSCULATURA LISA, diminuindo a contração uterina, prevenindo a expulsão do feto. - Aumenta o ENDOMÉTRIO, evitando um aborto natural. - Importante para o equilíbrio HIDRO-ELETROLÍTICO, - Estimula o CENTRO RESPIRATÓRIO no cérebro, fazendo com que aumente a ventilação, e conseqüentemente, fazendo com que a mãe mande mais oxigênio para o feto. - Complementa os efeitos do ESTROGÊNIO NAS MAMAS, -crescimento dos elementos glandulares, - o desenvolvimento do epitélio secretor -a deposição de nutrientes - utilizados como matéria-prima na produção de leite

20 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Gonadotrofina Coriônica Humana (HCG) Principal função fisiológica - Manter o corpo lúteo, de modo que as taxas de progesterona e estrogênio não diminuam, garantindo, assim, a manutenção da gravidez (inibição da menstruação) e a ausência de nova ovulação. - Por volta da 15ª semana de gestação, com a placenta já formada e madura produzindo estrógeno e progesterona, ocorre declínio acentuado na concentração de HCG e involução do corpo lúteo.

21 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Gonadotrofina coriônica humana (HCG) Concede uma imunossupressão à mulher, - evita a rejeição do embrião (inibe a produção de anticorpos pelos linfócitos); Tem atividade tireotrófica Estimula a produção de testosterona pelo testículo fetal - importante para a diferenciação sexual do feto do sexo masculino.

22 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Somatomamotropina Coriônica Humana Responsável pela nutrição adequada do feto - diminuindo a utilização da glicose pela mãe e tornando-a disponível em maior quantidade para o feto. - aumentada de ácidos graxos do tecido adiposo materno, elevando a utilização dos mesmos como fonte de energia em lugar da glicose. Auxilia o crescimento fetal, efeito esse semelhante ao do hormônio do crescimento - efeito relativamente fraco.

23 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Outros hormônios na gravidez Hormônio melanotrófico Atua nos melanócitos para liberação de melanina, aumentando a pigmentação da aréola, abdomên e face. Aldosterona Mantém o equilíbrio de sódio, pois a progesterona estimula a eliminação do mesmo, e a aldosterona promove sua reabsorção.

24 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Outros hormônios na gravidez Hormônio lactogênio placentário humano Hormônio protéico É encontrado no plasma a partir da 4ª semana de gestação. Aumenta a resistência materna à ação da insulina Estimula o pâncreas na secreção de insulina, ajudando no crescimento fetal, proporciona maior quantidade de glicose e de nutrientes para o feto em desenvolvimento.

25 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Alterações hormonais na gravidez Na gestação: - Aumenta a produção dos hormônios estrógeno e progesterona. Essa alteração hormonal afeta com mais intensidade – principalmente nos três primeiros meses de gravidez – a área do cérebro que comanda as emoções. É por isso que as gestantes ficam mais emotivas, sensíveis, chorosas, irritadas e propensas ao estresse nessa fase.

26 PROF. DR. ARNALDO CALDASSintomas

27 Enjôos Altas concentrações do HCG Progesterona desacelera os movimentos gastrointestinais, Dicas: -Dieta rica em proteínas e carboidratos complexos -Evitar contato com produtos que aumentam o enjôo (perfumes, cigarros) -Fazer várias refeições por dia -Não dormir de estomago vazio -Escovar os dentes logo após as refeições e sem creme dental -Sair da cama lentamente

28 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Azia Alteração hormonal age sobre a musculatura do estômago e intestino tornado a digestão mais lenta Dicas: -Comer devagar mastigando bem; -Não deitar logo após as refeições; -Dormir com travesseiro um pouco mais alto -Comer várias vezes e quantidades menores -Evitar alimentos pesados e muito condimentados

29 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Prisão de ventre Ação da progesterona sobre os tecidos do aparelho digestivo Intestinos ficam mais lentos e podem aparecer cólicas Dicas: -Seguir dieta laxante (muitas folhas) -Aumentar ingestão de líquidos - Dieta rica em fibras -Caminhar regularmente

30 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Falta de ar Início da gravidez: os hormônios da gravidez podem afetar o centro respiratório do seu cérebro, fazendo-a sentir-se sem fôlego Na gravidez a respiração: mesma freqüência, porém mais profunda. O oxigênio adicional é transferido para o bebê. Avanço da gestação: o útero, aumentado, empurra o diafragma da gestante para cima, e a maioria das mulheres percebe uma piora na falta de ar. Dicas comer porções pequenas e com mais freqüência ao longo do dia.

31 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Sonolência Sob o efeito dos hormônios, o organismo da grávida trabalha intensamente principalmente nas primeiras semanas  o bebê se desenvolve rapidamente precisando de grandes quantidades de energia Dicas: -Tirar uma soneca após as refeições -Dormir cedo e fazer de 8 a 10horas de sono -Não abusar das atividades domésticas

32 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Alteração do paladar Os hormônios prolactina e progesterona: responsáveis pela alteração do apetite mudança do pH da boca, A mulher a come alimentos que antes não gostava. Outra possibilidade: carência nutricional que leva o cérebro da gestante a procurar alimentos que contenham os nutrientes que possam estar em falta no organismo da mulher e que o bebê que está se formando pode precisar para o desenvolvimento. Outra possibilidade: comer libera substâncias no organismo que dão prazer e melhoram o humor Dicas: Evitar alimentos muito calóricos (ganho de peso) e ácidos (aumenta azia)

33 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Manchas na pele, alterações na cabelo e unhas Hormônio melanotrófico: manchas no rosto Dicas: Tomar muito líquido Manter a pele hidratada Evitar produtos tais como tintura nos cabelos Não mexer em cravos e espinhas Evitar exposição ao sol

34 PROF. DR. ARNALDO CALDAS Obrigada!! MÃE [Mário Quintana] Mãe… São três letras apenas As desse nome bendito: Também o Céu tem três letras… E nelas cabe o infinito. Para louvar nossa mãe, Todo o bem que se disse Nunca há de ser tão grande Como o bem que ela nos quer… Palavra tão pequenina, Bem sabem os lábios meus Que és do tamanho do Céu E apenas menor que Deus!


Carregar ppt "PROF. DR. ARNALDO CALDAS Alterações hormonais na gravidez • Profa Dra Márcia Helena Pontieri."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google