A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ações e Atividades do Enfermeiro nos Programas de Assistência à Mulher Carla Silveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ações e Atividades do Enfermeiro nos Programas de Assistência à Mulher Carla Silveira."— Transcrição da apresentação:

1 Ações e Atividades do Enfermeiro nos Programas de Assistência à Mulher Carla Silveira

2 Políticas de Saúde à Mulher no Brasil  A saúde da mulher foi incorporada às políticas nacionais de saúde nas primeiras décadas do século XX, sendo limitada, nesse período, às demandas relativas à gravidez e ao parto.  Em 1984, o Ministério da Saúde elaborou o Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher (PAISM).

3 PAISM  Incluía ações educativas, preventivas, de diagnóstico, tratamento e recuperação, englobando a assistência à mulher em clínica ginecológica, pré-natal, parto e puerpério, no climatério, em planejamento familiar,DST, câncer de colo de útero e de mama, além de outras necessidades identificadas a partir do perfil populacional das mulheres.* * Brasil, 1984

4 PAISM PAISM  O Ministério da Saúde lança em 2000 um manual técnico com referências para a organização da rede assistencial, capacitação profissional e normatização das práticas de assistência pré-natal.  No mesmo ano elabora o Programa de Humanização do Parto e Nascimento (PHPN) e o SISPRENATAL.

5 Responsabilidades dos enfermeiros  Lei n o 7.498/86-COFEN* no art.11, inciso II determina que o enfermeiro como integrante da equipe de saúde deve:  a) participar no planejamento, execução e avaliação da programação de saúde;  b) prestar assistência de enfermagem à gestante, parturiente e puérpera. * Decreto /87

6 Responsabilidades dos enfermeiros  Resolução COFEN-223/99 dispõe sobre a atuação de enfermeiros na assistência à mulher no ciclo gravídico puerperal.  Segundo o Ministério da Saúde – 2000, o diagnóstico da gravidez pode ser feito pelo enfermeiro da UBS seguindo o protocolo específico.

7 PAISM ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO Funções Administrativas Funções Assistenciais Funções Educativas

8 ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO FUNÇÕES ADMINISTRATIVAS  COORDENAÇÃO da unidade  PLANEJAMENTO das ações de enfermagem  SUPERVISÃO das ações programadas  AVALIAÇÃO das ações e dos funcionários que as executam

9 PAISM ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO FUNÇÕES ASSISTENCIAIS  Prestar assistência à mulher em idade fértil, sejam adolescentes ou adultas.  Prestar assistência de enfermagem à mulher no período grávido-puerperal.  Prestar assistência à mulher no climatério.  Prestar assistência à mulher vítima de violência sexual e doméstica.

10 PAISM ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO FUNÇÕES EDUCATIVAS individual  POPULAÇÃO grupos  FUNCIONÁRIOS reciclagem

11 PAISM ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO CONSULTA DE ENFERMAGEM Histórico e Exame Físico  Diagnóstico de Enfermagem  Plano Assistencial  Evolução do plano  Avaliação

12 PAISM ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO Acolhimento Ações de Vigilância Consulta de à Saúde Enfermagem MULHERES EM Planejamento IDADE FÉRTIL Coleta de CO e Familiar exame das mamas Prevenção das DST Tratamento de e AIDS infecções vaginais Referências para outros profissionais e serviços

13 PAISM ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO Diagnóstico precoce da gravidez Prevenção de CA Matrícula cérvico-uterino e pré-natal mamário MULHERES NO CICLO GRÁVIDO-PUERPERAL Métodos Consultas contraceptivos subseqüentes Revisão puerperal Aleitamento materno

14 PAISM ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO Registro individual Atividade em dos aspectos físicos grupos e emocionais MULHERES NO CLIMATÉRIO Orientação nutricional Orientação quanto à atividade física e Orientação quanto intelectual ao uso de medicação e exames solicitados

15 PAISM ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO Atendimento Apoio privativo psicológico MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA SEXUAL Estimular denúncia Encaminhamento a à autoridade policial serviços de referência

16 Conclusão  O enfermeiro é um profissional qualificado para o atendimento à mulher e precisa ampliar a sua atuação neste programa.  Ele tem um papel muito importante na área educativa, de prevenção e promoção da saúde da mulher.  Ele é o principal agente da humanização.

17 Bibliografia consultada  BRASIL.Saúde da Mulher-Ministério da Saúde Assistência pré-natal: Manual técnico, p  BRASIL.IDS. USP.Ministério da Saúde Manual de Enfermagem - PSF,  COREn, Conselho Regional de Enfermagem, Documentos Básicos de Enfermagem: principais leis e resoluções que regulam o exercício profissional de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. São Paulo:COREn,2001.

18 Bibliografia consultada  FEBRASGO-Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia – Manual de Orientação – Assistência Pré- Natal,2000.  FEBRASGO- Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia- Projeto Diretrizes:Assistência Pré-Natal, 2001.


Carregar ppt "Ações e Atividades do Enfermeiro nos Programas de Assistência à Mulher Carla Silveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google