A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gregório de Matos Guerra Colégio Nossa Senhora da Glória Professora Mônica Klen Literatura – 1ª série do Ensino Médio.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gregório de Matos Guerra Colégio Nossa Senhora da Glória Professora Mônica Klen Literatura – 1ª série do Ensino Médio."— Transcrição da apresentação:

1 Gregório de Matos Guerra Colégio Nossa Senhora da Glória Professora Mônica Klen Literatura – 1ª série do Ensino Médio

2 Gregório de Matos “Boca do Inferno”

3 Gregório de Matos “Boca do Inferno”

4 Gregório de Matos • Salvador, BA • Como poeta de inesgotável fonte satírica não poupava ao governo, à falsa nobreza da terra e nem mesmo ao clero. • Foi o primeiro poeta a cantar o elemento brasileiro, o tipo local, produto do meio geográfico e social

5 Gregório de Matos Estudante de Direito, lá, entrou em contato com a perspectiva humanista que incentivava a leitura de autores clássicos. Tornou-se conhecido por sua poesia lírica, sacra e satírica.

6 Gregório de Matos Fases: Lírica A lírica amorosa de GM retoma temas clássicos, como a oposição entre espírito e matéria.

7 Gregório de Matos Pintura admirável de uma beleza Vês esse Sol de luzes coroado? Em pérolas a Aurora convertida? Vês a Lua de estrelas guarnecida? Vês o Céu de Planetas adorado? O Céu deixemos; vês naquele prado A Rosa com razão desvanecida? A Açucena por alva presumida? O Cravo por galã lisonjeado? Deixa o prado; vem cá, minha adorada, Vês de esse mar a esfera cristalina Em sucessivo aljôfar desatada? Parece aos olhos ser de prata fina? Vês tudo isto bem? Pois tudo é nada À vista do teu rosto, Caterina.

8 Gregório de Matos Compara a beleza feminina à natureza. • Açucena: planta procedente da Ásia, conhecida pelas flores perfumadas. • Presumida: valiosa • Aljôfar: em sentido figurado, gotas de água, orvalho.

9 Gregório de Matos Fases: Sacra Constatação da fragilidade humana. Temor diante da morte e da condenação eterna.

10 Gregório de Matos Buscando a Cristo A vós correndo vou, braços sagrados, Nessa cruz sacrossanta descobertos Que, para receber-me, estais abertos, E, por não castigar-me, estais cravados. A vós, divinos olhos, eclipsados De tanto sangue e lágrimas abertos, Pois, para perdoar-me, estais despertos, E, por não condenar-me, estais fechados. A vós, pregados pés, por não deixar-me, A vós, sangue vertido, para ungir-me, A vós, cabeça baixa, p'ra chamar-me A vós, lado patente, quero unir-me, A vós, cravos preciosos, quero atar-me, Para ficar unido, atado e firme.

11 Gregório de Matos Uso de situações ambivalentes que possibilitam dupla interpretação. Olhos abertos e cravados (presos). Cada um dos estados permite ao poeta fazer uma interpretação sempre positiva do gesto divino. Os braços estão abertos para acolher o fiel que se dirige a Deus e cravados para não castigá-lo pelos pecados que cometeu.

12 Gregório de Matos Satírica Foram os poemas satíricos que deram fama ao poeta. Em uma de suas sátiras ofendeu o governador da Bahia – Antonio Luis da Câmara Coutinho – e foi preso e exilado na Angola. Teve autorização para voltar para o país (mas não para a Bahia), foi para Recife e morreu em 1696.

13 Gregório de Matos Reprovações Se sois homem valoroso, Dizem que sois temerário, Se valente, espadachim, E atrevido, se esforçado. Se resoluto — arrogante, Se pacífico, sois fraco, Se precatado — medroso, E se o não sois — confiado [...]

14 Gregório de Matos O olhar crítico de GM revela aspectos negativos da vida na Bahia e em Pernambuco em fins do século XVII. Ele denuncia, com irreverência, a corrupção econômica dos políticos e a corrupção econômica dos políticos e a corrupção moral.


Carregar ppt "Gregório de Matos Guerra Colégio Nossa Senhora da Glória Professora Mônica Klen Literatura – 1ª série do Ensino Médio."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google