A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Kraemer CCNA 1 – Conceitos de Rede. Kraemer Conceitos de Rede • Breve história das redes de dados • Dispositivos de rede • Topologias • Protocolos de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Kraemer CCNA 1 – Conceitos de Rede. Kraemer Conceitos de Rede • Breve história das redes de dados • Dispositivos de rede • Topologias • Protocolos de."— Transcrição da apresentação:

1 Kraemer CCNA 1 – Conceitos de Rede

2 Kraemer Conceitos de Rede • Breve história das redes de dados • Dispositivos de rede • Topologias • Protocolos de rede • Redes locais • Redes de longa distância • Redes metropolitanas • Redes de área de armazenamento • Rede privada virtual • Intranet e Extranet VPN • Largura de banda • Modelo ponto-a-ponto e modelo cliente-servidor

3 Kraemer As redes dos anos 70 necessitavam de soluções para compartilhamento de dados • Soluções como: • evitar a duplicação de equipamentos e recursos • se comunicar eficazmente • configurar e gerenciar uma rede Breve história das rede de dados

4 Kraemer • Surgiram vários modelos de redes nos anos 80 com diferentes software e hardware • Muitas soluções incompatíveis Breve história das rede de dados

5 Kraemer • Surgiram padrões de Redes Locais (LAN) • LAN permitiu estabilidade (compatibilidade) • Entretanto, logo se percebeu que LAN não era suficiente Breve história das rede de dados

6 Kraemer • Havia necessidade de interligar empresas • Surgiram as Redes Metropolitanas (MAN) e Redes de Longa Distância (WAN) Breve história das rede de dados

7 Kraemer Breve história das rede de dados

8 Kraemer Breve história das rede de dados

9 Kraemer • Toda placa de rede (NIC) contêm um identificador exclusivo, chamado MAC (Controle de Acesso ao Meio) • dispositivos de rede transportam dados entre usuários finais • Placa de rede, repetidores, Hub, Switch, Roteador e Bridges Dispositivos de rede

10 Kraemer • regenera sinal analógico e digital comprometidos pela atenuação • utilizado para regenerar sinal Repetidor • não realiza decisão Dispositivos de rede

11 Kraemer Repetidor Dispositivos de rede

12 Kraemer • Hub passivo  faz somente o chaveamento • não toma decisões Hub • concentrador de conexões • Hub ativo  faz chaveamento e regeneração de sinal Dispositivos de rede

13 Kraemer • conecta redes locais • faz gerenciamento básico, determina se dados podem ou não passar Bridge ou Ponte • converte formato de dados Dispositivos de rede

14 Kraemer Bridge Dispositivos de rede

15 Kraemer • não converte formato de dados, diferentemente do Bridge • determina se dados podem ou não passar e transfere somente para a conexão (interface) que deve receber os dados Switch • gerenciador e concentrador mais inteligente Dispositivos de rede

16 Kraemer Switch Dispositivos de rede

17 Kraemer • converte formatos • concentra conexões Roteador • regenera sinal • gerencia transmissão de dados • conecta redes locais que estão separadas por longa distância Dispositivos de rede

18 Kraemer • Topologia física  layout efetivo dos fios e meios de transmissão • Topologia lógica  como dados são enviados através dos meios físicos Topologias de rede

19 Kraemer Topologias de rede física

20 Kraemer • Topologia de Broadcast  cada host envia dados e todos recebem. O primeiro a chegar é o primeiro a usar. • Topologia de passagem de Token  uma “ficha” é passada de host em host. Quando um host recebe a “ficha” então é sua vez de transmitir dados. (Token Ring e FDDI) Topologias de rede lógica

21 Kraemer O que é protocolo? • Controla o aspecto de comunicação de dados. • Conjunto de regras que governam a comunicação entre dispositivos • Determina o formato, temporização, sequência e controle de erros na comunicação Protocolos de rede

22 Kraemer Os protocolos controlam todos os aspectos de comunicação de dados, que incluem o seguinte: • Como é construída a rede física • Como os computadores são conectados à rede • Como são formatados os dados para serem transmitidos • Como são enviados os dados • Como lidar com erros Protocolos de rede

23 Kraemer As regras de comunicação são mantidas pelas seguintes organizações: • IEEE  Instituto de Engenheiros de Elétrica e Eletrônica • ANSI  Instituto de Padronização Nacional Americano • TIA  Associação das Industrias de Telecomunição • EIA  Aliança das Industrias de Eletrônica • ITU  União Internacional de Telecomunicações, antiga CCITT Protocolos de rede

24 Kraemer Protocolos de rede

25 Kraemer Tecnologias: • Ethernet • Token Ring • FDDI Redes Locais (LAN)

26 Kraemer Redes de Longa Distância (WAN)

27 Kraemer Interconecta Redes Locais Tecnologias: • Modems • ISDN (Rede de Serviços Digitais Integrados) • DSL (Linha de Assinatura Digital) • Frame Relay • Hierarquias Digitais “T” e “E” • SONET (Rede Óptica Síncrona) Redes de Longa Distância (WAN)

28 Kraemer Redes Metropolitanas (WAN)

29 Kraemer • Desempenho • Disponibilidade • Escalabilidade Redes de Área de Armazenamento (SAN)

30 Kraemer • Rede particular utilizando infra-estrutura pública Rede Privada Virtual (VPN)

31 Kraemer Intranet  permite acesso somente de usuário que tem privilégio Extranet  uso estendido de recursos da Intranet Intranet e Extranet VPN

32 Kraemer Largura de banda

33 Kraemer Largura de banda

34 Kraemer Largura de banda

35 Kraemer Largura de banda

36 Kraemer Largura de banda

37 Kraemer Largura de banda

38 Kraemer Largura de banda

39 Kraemer • A Largura de Banda total funciona apenas em condições ideais • A Largura de Banda real (throughput) é menor que a total Largura de banda

40 Kraemer Fatores que determinam o Throughput: • Dispositivos de interconexão • Tipos de dados sendo transferidos • Topologias de rede • Número de usuários de rede • Computador do usuário • Computador do servidor • Condição de energia • Roteamento dentro da “Nuvem” Largura de banda

41 Kraemer Largura de Banda Analógica A unidade de medida é o Hertz (ciclos por segundo) khz? mhz? ghz? Largura de banda

42 Kraemer O termo simples “Largura de Banda” é o mesmo que Largura de Banda Digital Largura de banda

43 Kraemer Rede ponto-a-ponto • Cada computador pode atuar como parceiro (cliente e servidor) • Controlam seus próprios recursos • É difícil de se coordenar (muito espalhada) Ponto-a-Ponto e Cliente/Servidor

44 Kraemer Ponto-a-Ponto e Cliente/Servidor

45 Kraemer Ponto-a-Ponto e Cliente/Servidor


Carregar ppt "Kraemer CCNA 1 – Conceitos de Rede. Kraemer Conceitos de Rede • Breve história das redes de dados • Dispositivos de rede • Topologias • Protocolos de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google