A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estudando com Kardec A Natureza e a Construção do Conhecimento Espírita CEERJ | agosto 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estudando com Kardec A Natureza e a Construção do Conhecimento Espírita CEERJ | agosto 2009."— Transcrição da apresentação:

1 Estudando com Kardec A Natureza e a Construção do Conhecimento Espírita CEERJ | agosto 2009

2 Seminário: Estudando com Kardec Objetivos: Promover reflexões sobre a natureza e o modo de construção do conhecimento espírita Despertar o interesse pelo estudo aprofundado do trabalho e da obra de Kardec Vivenciar um exemplo de estratégia de estudo mais aprofundado de um texto espírita

3 Módulos: 1)Discussão dos textos -“Tens Estudado?” (Camilo/Raul Teixeira) - “Espiritismo Estudado” (Vianna de Carvalho/Divaldo) Responsável: Klaus Chaves Alberto 2)Discussão dos textos -“O que é o esclarecimento?” (Kant) - “Espiritismo e Livre-Pensamento” (Allan Kardec) Responsável: Klaus Chaves Alberto 3)Discussão da Introdução e cap. 1 (O Caráter da Revelação Espírita) de “A Gênese” Responsável: Alexander Moreira de Almeida Seminário: Estudando com Kardec

4 Tens Estudado? Camilo Médium: Raul Teixeira

5 •É do costume ocidental perguntar em demasia e meditar pouquíssimo. absolutas •Uma ansiedade por respostas prontas, absolutas que possam servir a todas e quaisquer situações, parece tomar conta das pessoas. material intelectual coletado de textos variadosfalas valorosas claras reflexões desenvolvidas ao longo do tempo •Pouco se cogita de formar uma ordem de concepções e de idéias, com base não só no material intelectual coletado de textos variados, de falas valorosas, mas, tudo isso apoiado em claras reflexões desenvolvidas ao longo do tempo, capacitando o indivíduo ao amadurecimento dos seus argumentos, das suas decisões, da sua vida.

6 estudarestudar-se •E, daí, importantíssimo o ato de estudar e de estudar-se, com o fim de melhor situar-se (...) no campo da lucidez. •Tens estudado? Ou segues conformado com as possibilidades de perguntar •Tens estudado? Ou segues conformado com as possibilidades de perguntar isso e aquilo a fulano ou a beltrano? (...) gosto irrefletido de interrogar •(...) não deveremos aplaudir ou alimentar é esse gosto irrefletido de interrogar por interrogar, sem nenhuma coragem de mergulhar nos vastos oceanos do conhecimento formalizado pelas diversas áreas do conhecimento humano, que permite sistematizar as informações, recrutando-as dos pesquisadores mais respeitáveis, (...)

7 Estuda, pois, e estuda muito Estuda, pois, e estuda muito. Alevanta-te desse desastroso comodismo lança-te aos textos Pergunta, sim. Mas, não te conformes com isso. Alevanta-te desse desastroso comodismo; ergue-te dessa inércia para o auto-aprimoramento; lança-te aos textos, (1º.) analisa os contextos, (2º.) elabora teus raciocínios e (3º.) discute-os, amadurecidamente, (4º.) podando as arestas e firmando posições sempre abertas às complementações, aos enriquecimentos aos quais a tua continuada e feliz inquietação intelectual deverá conduzir-te. Camilo

8 Espiritismo Estudado Vianna de Carvalho Médium: Divaldo P. Franco

9 exige-se-lhe aprofundamento intelectual no conteúdo da informação espírita •(...) para que o adepto do Espiritismo se integre realmente no espírito da Doutrina, exige-se-lhe aprofundamento intelectual no conteúdo da informação espírita, de modo a poder corporificá-la conscientemente no comportamento moral e social, na jornada diária. •(...) há que fazer justa quão indispensável diferença entre o Espiritismo e o Movimento Espírita. crassa ignorância Vigem (...) normas e diretrizes ultrajantes à Mensagem de que Allan Kardec foi instrumento do Alto, seja por negligência de muitos dos seus membros, seja pela crassa ignorância daqueles que assumem responsabilidades definidas (...).

10 •Ante a grandeza da Revelação, por estarem acostumados às limitações típicas das seitas do passado (...), muitos pseudo-espíritas pretendem reduzir a grandeza imensurável do Espiritismo à estreiteza de uma nova seita (...) ciência de observação e investigação incessante •O Espiritismo, pois, não cessemos de repetir, é ciência de observação e investigação incessante. (...) Há, ainda e continuamente, infindo campo de informação a perquirir e constatar no eloqüente continente da vida espiritual.

11 •Doutrina que acompanha o progresso do Conhecimento e estimula novas formas de averiguação e pesquisa, (...) facultando empreendimentos mais audaciosos e profundos (...) •Convertê-lo em resíduo seitista é desfigurá-lo danosamente •Convertê-lo em resíduo seitista é desfigurá-lo danosamente, ceifando os elevados objetivos a que se propõe. Mantê-lo em círculo de mediunismo desregrado, significa desconsiderá-lo no aspecto superior das suas realizações: o da pesquisa científica (...)

12 divulgação •maior deve ser o nosso empenho na sadia divulgação dos postulados espíritas, lavrados no estudo sistemático e constante do contexto doutrinário (...) •Sem dúvida, a Doutrina é irreversível e sadia. Todavia, a Boa Nova também o é... surgem os primeiros sintomas de cultos espíritas; (...) a quantidade tem recebido maior valorização do que a qualidade (...) Doutrina Espírita permanece ignorada, quando não adulterada O movimento espírita cresce e se propaga, mas a Doutrina Espírita permanece ignorada, quando não adulterada (...)

13 lmpostergável estudar e divulgar o Espiritismo nas bases nobres estancaras causas de todas as aflições lmpostergável, portanto, o compromisso que temos, todos nós, desencarnados e encarnados, de estudar e divulgar o Espiritismo nas bases nobres com que no-lo apresentou Allan Kardec, a fim de que o Consolador, de que se faz instrumento, não apenas enxugue em nós os suores e as lágrimas, mas faça estancar, nas fontes do sofrimento, as causas de todas as aflições que produzem as lágrimas e os suores.

14 desincumbamos a contento do cometimento aceito (...) oremos e vigiemos, conforme a recomendação do Mestre, para que nos desincumbamos a contento do cometimento aceito, dando conta da nossa responsabilidade, com o espírito tranqüilo e a mente pacificada. (Vianna de Carvalho)

15 Estudo do Espiritismo para Kardec livres de prevenções sincera vontade continuidaderegularidaderecolhimento “o estudo de uma doutrina, qual a doutrina espírita (...) só pode ser feito com utilidade por homens sérios, perseverantes, livres de prevenções e animados de firme e sincera vontade de chegar a um resultado. Não sabemos como dar esses qualificativos aos que julgam a priori, levianamente, sem tudo ter visto; que não imprimem a seus estudos a continuidade, a regularidade e o recolhimento indispensáveis.(...) O que caracteriza um estudo sério é a continuidade que se lhe dá.” (LE intod. It.8)

16 Resposta à pergunta: O que é o Esclarecimento? Immanuel Kant (5 de dezembro de 1783) Traduzido por Luiz Paulo Rouanet

17 O que é o esclarecimento? Kant Tenha a coragem de te servir de teu próprio entendimento “ Esclarecimento significa a saída do homem de sua minoridade, pela qual ele próprio é responsável. A minoridade é a incapacidade de se servir de seu próprio entendimento sem a tutela de um outro. (...) Tenha a coragem de te servir de teu próprio entendimento, tal é portanto a divisa do Esclarecimento.

18 O que é o esclarecimento? Kant preguiça e a covardia É tão cômodo ser menor A preguiça e a covardia são as causas pelas quais uma parte tão grande dos homens (...) comprazem-se em permanecer por toda sua vida menores; e é por isso que é tão fácil a outros instituírem-se seus tutores. É tão cômodo ser menor. Se possuo um livro que possui entendimento por mim, um diretor espiritual que possui consciência em meu lugar, (...) etc., não preciso eu mesmo esforçar-me.

19 O que é o esclarecimento? Kant passo sem o andador que as sustenta (...) impedir que essas criaturas tranqüilas sejam autorizadas a arriscar o menor passo sem o andador que as sustenta, mostram-lhes em seguida o perigo que as ameaça se tentam andar sozinhas. (...) É portanto difícil para todo homem tomado individualmente livrar-se dessa minoridade que se tornou uma espécie de segunda natureza. Ele se apegou a ela, e é então realmente incapaz de se servir de seu entendimento, pois não deixam que ele o experimente jamais. Preceitos e fórmulas (...) são os entraves desses estado de minoridade que se perpetua.

20 O que é o esclarecimento? Kant pensar livremente (...) a inclinação e a vocação para pensar livremente mais do que uma máquina dignidade (...) o homem, que doravante é mais do que uma máquina, na medida de sua dignidade.”

21 Espiritismo e Livre-Pensamento RE fev 1867 “(...) o livre pensamento significa: livre exame, liberdade de consciência, fé raciocinada; simboliza a emancipação intelectual, a independência moral (...); não quer mais escravos do pensamento, (...) o que caracteriza o livre pensador é que pensa por si- mesmo, e não pelos outros (...) eleva a dignidade do homem máquina de crer o livre pensamento eleva a dignidade do homem; ele dela faz um ser ativo, inteligente, em vez de uma máquina de crer.

22 Espiritismo e Livre-Pensamento RE fev 1867 [o Espiritismo] Não se impõe a ninguém; diz a todos: “Vede, observai, comparai e vinde a nós livremente, se vos convier.” (...) o Espiritismo está nas condições do verdadeiro livre pensamento Não procurando o Espiritismo afastar nenhum dos concorrentes na liça aberta às idéias que devem prevalecer no mundo regenerado, está nas condições do verdadeiro livre pensamento; não admitindo nenhuma teoria que não seja fundada na observação (...) impediu a credulidade supersticiosa o desviar de sua rota A teoria baseada na experiência foi o freio que impediu a credulidade supersticiosa, tanto quanto a malevolência, de o desviar de sua rota.”

23 Catálogo Racional Sobre as horas de Mirville foi um dos primeiros a afirmar e a provar a existência de espíritos e de suas manifestações são ricas em fatos espontâneos bastante instrutivos apoiados em provas autênticas O senhor Mirville foi um dos primeiros a afirmar e a provar a existência de espíritos e de suas manifestações; (...) erradamente certas pessoas consideram o autor como um antagonista; ele se opôs à doutrina filosófica do Espiritismo, no sentido de que, conforme a opinião da Igreja Católica, via esses fenômenos como obra exclusiva do demônio. Excetuando-se essa conclusão, suas obras, principalmente a primeira, são ricas em fatos espontâneos bastante instrutivos apoiados em provas autênticas.

24 Debate franco de idéias uma tribuna discutiremos, mas não disputaremos “Nossa Revista será, assim, uma tribuna, na qual, entretanto, a discussão jamais deverá afastar-se das normas das mais estritas conveniências. Numa palavra, discutiremos, mas não disputaremos.” RE jan 1858

25 Catálogo Racional Obras contra o Espiritismo Nota: Proibir é sinal de que se o teme Proibir é sinal de que se o teme. O Espiritismo, longe de temer a divulgação dos escritos publicados contra si e proibir-lhes a leitura a seus adeptos, chama a atenção destes e do público para tais obras, a fim de que possam julgar por comparação.

26 Nota. Das causas seguintes podem derivar as contradições que se notam nas comunicações espíritas: - da ignorância de certos Espíritos; - do embuste dos Espíritos inferiores que, por malícia ou maldade, dizem o contrário do que disse algures o Espírito cujo nome eles usurpam; - da vontade do próprio Espírito, que fala segundo os tempos, os lugares e as pessoas, e que pode julgar conveniente não dizer tudo a toda gente; Livro dos Médiuns: Das Contradições e das mistificações

27 - da insuficiência da linguagem humana, para exprimir as coisas do mundo incorpóreo; - da insuficiência dos meios de comunicação, que nem sempre permitem ao Espírito expressar todo o seu pensamento; - enfim, da interpretação que cada um pode dar a uma palavra ou a uma explicação, segundo suas idéias, seus preconceitos, ou o ponto de vista donde considere o assunto. Só o estudo, a observação, a experiência e a isenção de todo sentimento de amor-próprio podem ensinar a distinguir estes diversos matizes. Livro dos Médiuns: Das Contradições e das mistificações


Carregar ppt "Estudando com Kardec A Natureza e a Construção do Conhecimento Espírita CEERJ | agosto 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google