A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

D epartamento de D epartamento de O rientação O rientação M ediúnica M ediúnica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "D epartamento de D epartamento de O rientação O rientação M ediúnica M ediúnica."— Transcrição da apresentação:

1 D epartamento de D epartamento de O rientação O rientação M ediúnica M ediúnica

2 Os fatos espíritas são de todos os Os fatos espíritas são de todos os tempos, uma vez que a mediunidade é uma condição natural da espécie humana. Herculano Pires – O Espírito e o Tempo

3 HERCULANO PIRES O ESPÍRITO E O TEMPO Horizonte Cultural Primitivo Mediunismo Primitivo

4 Práticas empíricas da mediunidade. Culto aos ancestrais. Decorria, como tudo na vida primitiva, de realidades positivas e fatos concretos.

5 Horizonte Cultural Civilizado Mediunismo Oracular e Bíblico HERCULANO PIRES O ESPÍRITO E O TEMPO

6 MEDIUNISMO ORACULAR É uma forma de transição para o culto individual dos Espíritos. A mentalidade popular não sabe ainda distinguir a força misteriosa que age, nem seus meios de ação. A divindade pode falar por si mesmo, como pode estar encarnada no santuário, na pitonisa ou nos elementos da natureza.

7 MEDIUNISMO BÍBLICO Assinala o avanço da humanidade ao mundo da individualização. O homem aprende a pensar por si mesmo, a escolher, não se submetendo mais aos moldes coletivos. Na individualização mediúnica, o profeta se põe em relação direta e pessoal com Deus. Ele não necessita mais dos sacerdotes.

8 HERCULANO PIRES O ESPÍRITO E O TEMPO Horizonte Cultural Horizonte Cultural Espiritual Espiritual Mediunidade Positiva

9 MEDIUNIDADE POSITIVA Representa o momento da transcendência humana. A evolução mediúnica abre as perspectivas espirituais e o homem descobre que ele e os deuses são semelhantes, e por isso mesmo se eleva sobre a condição humana, atingindo a divina.

10 Allan Kardec – LM, Introdução Um desejo bem natural, entre as pessoas que se ocupam do Espiritismo, é o de poderem entrar, elas mesmas, em comunicação com os Espíritos...

11 Allan Kardec – O Livro dos Médiuns Toda pessoa que sente, em qualquer grau a influência dos Espíritos, por isso mesmo é médium. Essa facul- dade é inerente ao homem. Todavia, usualmente, esta qualificação não se aplica senão àqueles nos quais a faculdade medianímica está nitidamente caracterizada e se traduz por efeito potente de certa intensidade.

12 MÉDIUM NO SENTIDO AMPLO Qualquer pessoa apta a receber ou a transmi- tir comunicação dos Espíritos, quaisquer que sejam o modo empregado e os graus de desenvolvimento da faculdade, desde a sim- ples influência oculta até a produção dos mais insólitos fenômenos.

13 MÉDIUM NO SENTIDO RESTRITO Aplica-se às pessoas dotadas de um poder mediador suficientemente grande, seja pela produção de efeitos físicos, seja para transmitir o pensamento dos Espíritos.

14 MÉDIUM É apenas o instrumento ou meio, e não a fonte geradora da mensagem. Opera entre dois planos - físico e espiritual.

15 Vianna de Carvalho – Reflexões Espíritas O mediunismo está espalhado por toda parte. A mediunidade espírita resulta do exercício correto do mediunismo sob a diretriz vigoro- sa da Doutrina Espírita. No mediunismo há fenômeno. Na mediunidade disciplinada há roteiro.

16 O mediunismo é termo genérico para traduzir toda uma ordem de fenômenos entre encarna- dos e desencarnados, onde apareçam e como apareçam. A mediunidade disciplinada [...] abre perspec- tivas indimensionais. Vianna de Carvalho – Reflexões Espíritas

17 ALLAN KARDEC O LIVRO DOS MÉDIUNS – cap. XX Não creiais que a faculdade medianímica seja dada para corrigir uma ou duas pessoas, não; o objetivo é maior: trata-se da Humanidade.

18 Therezinha Oliveira – Reuniões Mediúnicas À luz do Espiritismo, compreendemos que a faculdade mediúnica já existe na criatura. Quem se desenvolve é o médium, que, pelo conhecimento doutrinário e aprendendo as técnicas necessárias, consegue entender o exercício da sua faculdade mediúnica, nele se apurando e disciplinando. (p. 121)

19 Léon Denis – No Invisível É preciso que o médium compenetrado da utilidade e grandeza de sua função, se aplique a aumentar seus conhecimentos e espiritualizar-se o mais possível. Quanto mais desenvolvido forem nele o saber, a inteligência, a moralidade, mais apto se tornará para servir de intermediá- rio às grandes almas do Espaço...

20 Ser médium, conforme a visão espírita, é ser ponte de luz auxiliando aos que sofrem no Além-Túmulo como na Terra, para que tenham diminuídas suas aflições e orientados seus passos na direção da imortalidade. O sincero trabalhador da mediunidade tem por modelo Jesus, que é o Médium de Deus. Vianna de Carvalho – Atualidade do Pensamento Espírita, p. 173


Carregar ppt "D epartamento de D epartamento de O rientação O rientação M ediúnica M ediúnica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google