A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

“Tempo de crise/s ou oportunidade/s ?! Resposta franciscana e cristã “… O SENHOR ME DEU IRMÃOS…” ( Testamento de São Francisco de Assis, 4, 14)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "“Tempo de crise/s ou oportunidade/s ?! Resposta franciscana e cristã “… O SENHOR ME DEU IRMÃOS…” ( Testamento de São Francisco de Assis, 4, 14)"— Transcrição da apresentação:

1 “Tempo de crise/s ou oportunidade/s ?! Resposta franciscana e cristã “… O SENHOR ME DEU IRMÃOS…” ( Testamento de São Francisco de Assis, 4, 14)

2

3

4 CRISE Krinein Avaliar – Julgar Na Grécia antiga – discípulos de Hipócrates – “avaliar os sintomas do doente. Em latim: fase em que se analisa o curso da doença, em direcção à cura ou à morte. Séc. XVII - a etimologia de “krinein” passa para o mundo das paixões – “crise de paixões” – “Crise” passa para o campo da economia – Revolução Industrial – Crise na Europa – Grande depressão nos Estados Unidos.

5 "A crise é mesmo um ciclo: partindo da rua do Muro, Wall Street, ela leva-nos direitinhos contra o Muro, por uma rua de sentido único. Wall Street deve ser rebaptizada: Dead End - o impasse!". Alain Rey

6 Uma manifestação violenta e repentina de ruptura de equilíbrio; também definida como fase difícil, grave, na evolução das coisas, dos fatos, das ideias; é também um estado de dúvidas e incertezas; momento perigoso ou decisivo; além disso, é ponto de transição entre um período de prosperidade e outro de depressão; tensão, conflito.

7 Na Bíblia… Crisol Vaso, cadinho, pote ou instrumento usado pelo oleiro para purificar o ouro no fogo CRISE – TEMPO DE PURIFICAÇÃO

8

9 Purificação – metanoia ? CONVERSÃO Um caminho a fazer ao contrário Quem se “converteu” a quem…?

10 “E o Senhor me deu Irmãos…” Testamento, 4, 14

11 “Pois o que antes era amargo se converteu em doçura da alma e do corpo”. Testamento

12 Quando sou olhado, é minha objectividade que prevalece. Ser uma coisa para o outro, ou seja, para aquele que me olha, é a anulação da minha liberdade, porque o outro me envolve com seu olhar e me revela o meu ser-objeto. Jean-Paul Sartre

13 Agora, vemos como num espelho, de maneira confusa; depois, veremos face a face. Agora, conheço de modo imperfeito; depois, conhecerei como sou conhecido. 1Cor 13, 52

14 Encontrar o “rosto” de Deus no rosto da Palavra no “rosto de Cristo”, é, ou deveria ser, tão normal como encontrar o rosto de alguém com quem nos relacionamos, que de uma forma directa ou indirecta entra no nosso campo visual ou no nosso campo relacional e afectivo e que, por isso mesmo, nos empurra em direcção ao desafio da descoberta, da intimidade, do intercâmbio.

15 Rosto Pessoa PRÓSOPON Relação Máscara

16

17

18

19

20

21 O tempo é este e a urgência é já, porque o desafio é eterno… O povo de Israel teve de aprender a “ler” o rosto de Deus… o povo do Novo Israel, teve de aprender a ler em Cristo o rosto de Deus. O nosso tempo analfabeto de Deus, precisa de ler mais em nós o rosto de Cristo para poder chegar a ler o rosto de Deus… é este o novo desafio da nova missão. Não há outra estrada, não há outros alicerces sobre os quais construir.

22 Todo aquele que escuta as minhas palavras e as põe em prática é como o homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha. Mt 7, 24

23 Uma fé que não é capaz de se questionar a si própria não existe. Alguém que se recusa, pelo menos, a reflectir sobre as suas próprias convicções, é alguém que simplesmente se recusa a existir e que nunca chegará nunca a descobrir nenhum rosto a não ser o seu…

24 O mais negro dos fados, não é sentir que ninguém gosta de nós… É sentir que não somos Capazes de gostar de ninguém… Sobretudo de quem gosta de nós… Quem nunca foi capaz de descobrir o rosto do outro jamais será capaz de descobrir o rosto de Deus!

25 É triste chorar porque se ama… Mas é pecado não amar para não chorar…

26 Se o divulgar a Bíblia não passar pelo divulgar da Vida, se os cristãos teimarem em “ir à missa” sem coragem para “ir à vida”, teremos de novo perdido o comboio e perdido uma oportunidade única de buscar com seriedade e verdade o sentido mais profundo da nossa existência, que teima em escapar-nos por entre os dedos na fugacidade e voracidade dos nossos desencontros, connosco, com os outros e com Deus.

27

28

29 BEM - AVENTURANÇAS “Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino do Céu. Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados. Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o Reino do Céu. Bem-aventurados sereis, quando vos insultarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o género de calúnias contra vós, por minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque grande será a vossa recompensa no Céu; pois também assim perseguiram os profetas que vos precederam.”

30 ~yld - Dalim Anawim - ~ywna

31 Veste bem, já reparaste? mas ele próprio ignora que, por dentro, é um contraste com o que mostra por fora Eu não sei porque razão certos homens, a meu ver, quanto mais pequenos são maiores querem parecer. António Aleixo

32 Sei que pareço um ladrão... mas há muitos que eu conheço que, sem parecer o que são, são aquilo que eu pareço. Muito contra o meu desejo, sem lhe qu'rer dizer porquê, finjo sempre que não vejo quem finge que me não vê... António Aleixo

33 Quem me vê dirá: não presta, nem mesmo quando lhe fale porque ninguem traz na testa o selo de quanto vale. Peço às altas competências perdão, porque mal sei ler, p'ra aquelas deficiências que os meus versos possam ter. Sou humilde, sou modesto; mas, entre gente ilustrada, t alvez me digam que eu presto, porque não presto pr'a nada. Uma mosca sem valor poisa, c'o a mesma alegria, na careca de um doutor como em qualquer porcaria. P'ra mentira ser segura e atingir profundidade, tem que trazer à mistura qualquer coisa de verdade. Há pessoas muito altas do nome ilustrado e sério, porque o oiro tapa as faltas da moral e do critério.

34 O pão que sobra à riqueza Distribuído pela razão Matava a fome à pobreza E ainda sobrava pão… O mundo só pode ser melhor do que até aqui, – quando consigas fazer mais p'los outros que por ti! António Aleixo

35

36 Um dia havemos de descobrir a Paz! Mas, entretanto, é preciso deixar os deuses em paz, Para encontrar a paz dos deuses e, se calhar, O Deus da Paz!

37

38 Muito obrigado pela vossa atenção!


Carregar ppt "“Tempo de crise/s ou oportunidade/s ?! Resposta franciscana e cristã “… O SENHOR ME DEU IRMÃOS…” ( Testamento de São Francisco de Assis, 4, 14)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google