A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TOXICOLOGIA E COMPORTAMENTO ANIMAL II CONGRESSO BRASILEIRO DE TOXICOLOGIA CLÍNICA I CONGRESSO DA ABRACIT Helenice de Souza Spinosa Mesa Redonda: Novos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TOXICOLOGIA E COMPORTAMENTO ANIMAL II CONGRESSO BRASILEIRO DE TOXICOLOGIA CLÍNICA I CONGRESSO DA ABRACIT Helenice de Souza Spinosa Mesa Redonda: Novos."— Transcrição da apresentação:

1 TOXICOLOGIA E COMPORTAMENTO ANIMAL II CONGRESSO BRASILEIRO DE TOXICOLOGIA CLÍNICA I CONGRESSO DA ABRACIT Helenice de Souza Spinosa Mesa Redonda: Novos desafios em Toxicologia Ambiental e Ocupacional

2 Toxicologia Comportamental Campo de estudo relativamente novo Dioscórides (40 – 90 dC): “chumbo afeta a mente” 1º livro texto: Weiss & Laties. Behavioral Toxicology. New York: Plenum Press, 1975 Neurotoxicantes: metais, solventes, praguicidas...

3 Moxidectina Década de 1970: milbemicinas (Sankyo 1973) - moxidectina avermectinas (Merck 1975) – ivermectina (acaricida, inseticida, nematicida) endectotocidas Origem: lactonas macrocíclicas obtidas de fungos do solo (Streptomyces) Moxidectina: desenvolvida pela Cyanamid (lançada em 1989) no Brasil – Cydectin NF® (bovinos e ovinos); Equest® e Biodectin® ass (eqüinos); Avocate ® ass (cães e gatos) moxidectina

4 Moxidectina Modo de ação: Invertebrados ~ glutamato no canal de Cl - Cl - Glu, GABA Vertebrados ~ GABA no canal de Cl - liberação de GABA paralisia

5 Pouco tóxica (alto índice terapêutico) dose terapêutica: 200 µg/kg Moxidectina Espécievia de administraçãoDL50 (mg/kg) ou *CL50 (mg/l) Camundongooral IP 86 SC 236 Ratooral 106 IP <640 inalação (5 h) 3,28* Coelho dérmica >2000 Ruminantes: Cmax sc = 7-8 h;T 1/2 = 80 h

6 Estudos sobre impacto ambiental São eliminados nas fezes dos animais: t 1/2 degradação da ivermectina no solo ou mistura solo-fezes - no inverno: dias - no verão: 7-14 dias - na luz solar, se exposta em fina camada: 3 h Fauna do esterco: besouros coprófagossensíveis Organismos aquáticos: peixes são sensíveis, porém a baixa solubilidade na água, alto coeficiente de partição octano/água e forte ligação ao solo fazem com que a ivermectina seja imobilizada no solo e não transloque ou atinja o lençol d´água. Toxicidade para microrganismos e vermes do solo: baixa

7 Estudos sobre impacto ambiental Não persiste e nem se acumula no ambiente Degrada-se na água e no solo

8 Objetivo: estudar os efeitos da moxidectina no comportamento sexual de ratos machos. Uma vez que alterações na função motora podem interferir na manifestação deste comportamento, avaliou-se também, a atividade geral no campo-aberto e a coordenação motora na trave elevada.

9 Atividade geral no campo-aberto 97 cm 28 cm

10 Coordenação motora na trave elevada 10 cm2 m 20 cm vista lateral vista superior 1 m

11 Coordenação motora na trave elevada Escore 0 Escore 1 Escore 2

12 Coordenação motora na trave elevada

13 Comportamento sexual 56 cm 32 cm

14 Comportamento sexual

15

16 Table 1. Sexual behavior parameters of male rats observed 24 or 72 h after 0.2 mg/kg moxidectin (MXD) treatment. Data are reported as mean ± SEM; N = number of rats. Parameters Control (N = 9) MXD 24 h (N = 11) MXD 72 h (N = 10) Mount frequency by min Intromission frequency by min Inter intromission interval (min) * Copulatory efficiency (%) Sexual activity index Number of animals that ejaculated by group 879 Analysis of variance (ANOVA) followed by Tukey-Kramer multiple comparisons test: * P<0.05 in relation to control group.

17 Motivação sexual 30 cm 20 cm ZI arena compartimento para o rato isca 80 cm ZI = zona incentivo

18 Table 2. Sexual motivation parameters of male rats observed 72 h after 0.2 mg/kg moxidectin (MXD) treatment. Data are reported as mean ± SEM; N = number of rats. Parameters Control (N = 7) MXD (N = 8) Time spent in female zone (s) Time spent in male zone (s) a a Mean duration of visits in the female zone (s) Mean duration of visits in the male zone (s) Frequency of visits in the female zone Frequency of visits in the male zone Preference score a P<0.05 in relation to time spent in female zone, Student´s t-test (time and frequency) or Mann-Whitney U test (score). Motivação sexual

19 Ereção peniana (0,08 mg/kg apomorfina) 30 cm 10 cm 30 cm espelh o 30 cm

20 Ereção peniana (0,08 mg/kg apomorfina)

21 Table 3 Striatal and hypothalamic levels (ng/g) of GABA in rats treated with 0.2 mg/kg MXD 72 h before the assay ___________________________________________ control (N=9) MXD (N=9) ___________________________________________ Striatum ± ± Hypothalamus ± ±74.67* ___________________________________________ Data are reported as mean±SEM; N=number of rats * p<0.05, Student´s t-test

22 Moxidectina: Reduziu o comportamento sexual e ereção peniana por ação no Sistema GABAérgico hipotalâmico. Provavelmente, a falta de efeitos na motivação sexual e o aumento nas latências para a 1ª monta e intromissão, bem como redução no total de montas sejam conseqüência da redução da ereção peniana.

23 COMPORTAMENTO ANIMAL Bastante útil para avaliar efeitos mais sutis de agentes tóxicos, em particular, sobre o SNC.

24


Carregar ppt "TOXICOLOGIA E COMPORTAMENTO ANIMAL II CONGRESSO BRASILEIRO DE TOXICOLOGIA CLÍNICA I CONGRESSO DA ABRACIT Helenice de Souza Spinosa Mesa Redonda: Novos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google