A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ciências – Prof. Cristiane Rangel. Estrutura Interna da Terra  A Terra, uma esfera ligeiramente achatada, não é homogênea.  Furo de sondagem mais profundo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ciências – Prof. Cristiane Rangel. Estrutura Interna da Terra  A Terra, uma esfera ligeiramente achatada, não é homogênea.  Furo de sondagem mais profundo."— Transcrição da apresentação:

1 Ciências – Prof. Cristiane Rangel

2 Estrutura Interna da Terra  A Terra, uma esfera ligeiramente achatada, não é homogênea.  Furo de sondagem mais profundo na crosta terrestre: 12 km de profundidade (planeta + de km de raio)  Dispomos de informações obtidas por medições indiretas, através do estudo de ondas sísmicas, medidas na superfície. Mostram que nosso planeta é formado por três camadas de composição e propriedades diferentes, a crosta, o manto e o núcleo.

3 Sismógrafo – março de ZIqE0

4  As camadas possuem algumas variações e são, por isso, subdivididas em outras, como mostra a figura.

5 A crosta terrestre  A crosta é porção externa da Terra, a mais delgada de suas camadas e a que conhecemos melhor. Ela é tão fina em relação ao restante do planeta que pode ser comparada à casca de uma maçã em relação à maçã inteira.  Embora seja composta de material rochoso, portanto sólido e aparentemente de grande resistência, é, na verdade, muito frágil.  Sua espessura é variável, sendo maior onde há grandes montanhas e menor nas fossas oceânicas. Sob os oceanos, a crosta costuma ter cerca de 7 km de espessura; sob os continentes, ela chega a 40 km em média. As espessuras extremas estão em 5 e 70 quilômetros.  Está dividida em crosta continental e crosta oceânica, com composições diversas e espessuras diferentes.

6 A crosta terrestre  Está dividida em fragmentos, as placas tectônicas.  Há 250 milhões de anos, todos os continentes estavam unidos, formando uma só massa continental, a Pangea.  Essa massa se fragmentou, e ao longo de algumas centenas de milhões de anos deu origem aos continentes e oceanos atuais.  As placas flutuam sobre o manto e movimentam-se continuamente, alguns centímetros por ano.  Podem duas placas se afastam uma de outra e em outros, elas se chocam.

7 Placas tectônicas

8 Cordilheira Meso-oceânica

9 Salinas no deserto do Atacama (Chile e Peru) – Mais de 4 mil metros de altitude

10 O manto  Logo abaixo da crosta,  É a camada mais espessa da Terra. Ele possui uma espessura de km e formou-se há 3,8 bilhões de anos.  O manto divide-se em manto superior manto inferior

11  Superior: Temperatura relativamente baixa (100 °C) e uma consistência similar à da camada acima.  Inferior: Temperatura bem mais alta, chegando a ºC (3.500 °C segundo outros autores) perto do núcleo.  A crosta, juntamente com a porção rígida do manto, é chamada de litosfera (esfera rochosa).  Já a parte do manto bem mais quente (até 870º C) é chamada de astenosfera. É quem permite às placas tectônicas se movimentarem. Essas placas são, portanto, pedaços de litosfera, não de crosta apenas. O manto

12 O manto – Hots Spots  No manto terrestre, alguns pontos são mais quentes que o restante, chamados de hot spots (pontos quentes).  O material do manto tende sempre a subir e atravessar a crosta. Quando ele consegue isso, forma-se na superfície da Terra um vulcão.  Como a crosta é formada de placas em movimento, esse vulcão, com o tempo, sai de cima do ponto quente e, ao ocorrer nova erupção, forma-se outro vulcão. Isso pode repetir-se várias vezes, e o resultado é uma fileira de vulcões, dos quais só o último (e mais jovem) está em atividade.

13 Havaí – arquipélago

14  . A formação A movimentação das placas abre caminho para que o magma, rocha fundida no interior da Terra, suba à superfície. Se não encontra saída, ele fica acumulado em uma espécie de reservatório, a câmara magmática. 2. A erupção Quando o reservatório do vulcão está muito cheio de magma, liberado pela abertura entre uma placa e outra, pode haver uma erupção. O magma, depois de expelido pela chaminé do vulcão, passa a ser chamado de lava.

15 Formação de uma ilha gnCA

16 Núcleo  É a mais profunda e menos conhecida das camadas que do globo terrestre.  O manto e o núcleo estão separados a km de profundidade.  Acredita-se que ele seja formado de duas porções, uma externa, de consistência líquida e outra interna, sólida e muito densa, composta principalmente de ferro (80%) e níquel (por isso, era antigamente chamada de nife).  O núcleo externo tem quilômetros de espessura.  O núcleo interno deve ter a mesma composição que o externo, mas, devido à altíssima pressão, deve ser sólido, embora com uma temperatura de até °C (um pouco inferior à temperatura da superfície do Sol). Tem km de espessura.

17

18 Geiser A água (chuvas ou neve derretida) entra por rachaduras do solo e se acumula perto de rochas aquecidas pelo magma. 2. Como o calor é forte, parte da água evapora, ocupando mais espaço do que o líquido: em estado gasoso, a água tem até vezes mais volume. 3. A disputa de espaço cria tanta pressão que água e vapor são expulsos por aberturas do solo, em jatos que chegam a 200 graus Celsius e 100 metros de altura. Nada no Brasil Não existem gêiseres em nosso país, porque os últimos vulcões daqui se extinguiram milhões de anos atrás. Mas há registros de gêiseres antigos, de 400 milhões de anos, como na cidade de Anhembi, estado de São Paulo. Você sabia que: Um gêiser pode entrar em erupção várias vezes ao dia ou passar anos sem dar qualquer sinal de atividade? Tudo depende do acúmulo de água entre as rochas aquecidas. O nome gêiser surgiu na Islândia e quer dizer “fonte jorrante”?

19


Carregar ppt "Ciências – Prof. Cristiane Rangel. Estrutura Interna da Terra  A Terra, uma esfera ligeiramente achatada, não é homogênea.  Furo de sondagem mais profundo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google