A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO: Perspectivas, desafios e uma agenda de desenvolvimento Geraldo Sant’Ana de Camargo Barros Centro de Estudos Avançados em Economia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AGRONEGÓCIO BRASILEIRO: Perspectivas, desafios e uma agenda de desenvolvimento Geraldo Sant’Ana de Camargo Barros Centro de Estudos Avançados em Economia."— Transcrição da apresentação:

1 AGRONEGÓCIO BRASILEIRO: Perspectivas, desafios e uma agenda de desenvolvimento Geraldo Sant’Ana de Camargo Barros Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada ESALQ/USP

2 SUMÁRIO Sustentabilidade Privada versus Social A sociedade brasileira como um todo tem se beneficiado do agronegócio desde a década de 1990: oProdutividade vem crescendo rapidamente e as reduções de custo de produção têm sido repassadas ao consumidor na forma de preços mais acessíveis oO setor vem gerando substanciais superávits comerciais, que permitiram a solvência do País oApesar de - ou talvez devido a – esse excelente desempenho do ponto de vista da sociedade em geral, o agronegócio vem sendo vítima de crises cíclicas

3 Causas das dificuldades: oMercado interno evolui muito lentamente para que absorva a produção crescente do agronegócio sem quedas acentuadas de preço. oMercado externo: os saldos comerciais tendem a valorizar demasiadamente a moeda nacional, com conseqüente rebaixamento de preços internos. oAcelera-se o processo de concentração tanto a jusante como a montante da agropecuária, fenômeno que pode propiciar incremento de margens com prejuízo ao produtor.

4 A TRANSFERÊNCIA Causa da não-sutentabilidade: expressiva transferência de renda – através de queda acentuada de preços em relação a desse setor para a sociedade como um todo. Na última década, essa transferência pode ter ultrapassado a casa do R$1 trilhão; atualmente, ela parece ter-se estabilizado em torno de R$ 150 bilhões por ano. Esses valores superam expressivamente as aplicações que a sociedade faz no setor na forma de investimentos em pesquisa, extensão, infraestrutura, etc.. AMEAÇA: Se não houver uma compensação da sociedade pelas transferências recebidas do agronegócio, o setor fatalmente tenderá à estagnação ou regressão.

5 COMPENSAÇÕES investimentos em ciência e tecnologia agropecuária, educação e saúde rural, mecanismo sustentável de seguro rural, contratos a termo e contratos futuros para gerenciamento de mercado. recuperação e ampliação da infraestrutura logística – armazenamento, transporte rodoviário, hidroviário e ferroviário. aceleração nas negociações internacionais, em todos os níveis OMC, ALCA, União Européia, negociações bilaterais programa sanitário e de qualidade de produtos programa eficaz para a área ambiental, cuidando da água, das florestas, do homem do campo e do consumidor.

6 DESAFIOS Criação de um sistema de poupança que incentive a canalização de recursos tanto horizontalmente (entre setores que momentaneamente estejam superavitários e deficitários) e entre ciclos de alta e baixa. Compatibilizar os benefícios e os custos da concentração agroindustrial a jusante e a montante da agropecuária

7 Condicionantes do Agronegócio Fatores Exógenos –Macroeconomia Inflação controlada, juros altos, dólar barato baixo crescimento médio => mercado interno retraído

8 1. PIB e SELIC - (% a.a.) – 1995 a 2005

9 2.Evolução do IPCA e Dólar real 1995 a 2005

10 Condicionantes do Agronegócio Fatores Exógenos Economia Internacional –Crescimento relativamente alto –Juros baixos, mas em alta  Mercado externo como motor do crescimento do agronegócio

11 3. PIB Mundial e das Taxas de Juros dos EUA (%)

12 4.Comércio Mundial (1989 a 2005)

13 5.Importações - Exportações Brasileiras 1994 a 2005

14 Condicionantes do Agronegócio Fatores Exógenos –Papel do Estado Recursos escassos: menor intervenção Negociador externo (problemático) Gerador de tecnologia (instável) Regulador: normas e fiscalização (problemático)

15 Condicionantes do Agronegócio Fatores endógenos Concentração e verticalização da cadeia –Varejo –Indústria Financiamento e gerenciamento de risco em substituição ao Estado Avanço ao Centro-oeste, Nordeste e Norte Economias de escala: unidades maiores Avanço tecnológico

16 O Agronegócio Desempenho –Ao consumidor –Ao produtor –No mercado externo

17 6. Produção, Área e Produtividade

18 7. PIB Total e do Agronegócio 1995 a 2005 (Taxas de crescimento)

19 8. PIB Total e do Agronegócio (milhões de reais) – 1994/2005

20 9. PIB do agronegócio 1994/2005 (R$milhões)

21 10. Composição do PIB do Agronegócio

22 11. DISTRIBUIÇÃO DO FATURAMENTO AGRÍCOLA (97,5 bilhões)

23 12. Preços (US$), Valor de Exportação (US$) e Volume do Agronegócio 1989 –2005

24 13. Índice da Taxa Efetiva de Câmbio do Agronegócio 1989 –2005

25 14.Índices de Atratividade das Exportações (R$) Câmbio e Preços (US$)

26 15. IAT e Exportações do Agronegócio

27 16. IAT e Exportações Agrícolas

28 17.IAT e Exportações de Produtos Animais

29 18. Destinos da Exportação Café 2000/2005 : DESENVOLVIDOS

30 19.Destinos da Exportação Açúcar 2000/2005: EMERGENTES

31 20.Destinos da Exportação Carne Bovina 2000/2005: DIVERSIFICADO

32 21.Destinos da Exportação Frango 2000/2005: DIVERSIFICADO

33 22. Destinos da Exportação Suco de Laranja 2000/2005: DESENVOLVIDOS

34 23. Destinos da Exportação Farelo de Soja 2000/2005: DESENVOLVIDOS

35 24.Destinos da Exportação Soja Grão 2000/2005: DIVERSIFICADO

36 25.LUCRATIVIDADE IPR, IPP E PRODUTIVIDADE TOTAL

37 26. Índices de Produtividade 1989/2005

38 27. Preços Recebidos(IPR) e Índice de Atratividade (IAT) (Reais)

39 28. Preços de Café: Mercado Externo e ao Produtor 1998/2005

40 29.Preços de Laranja: Mercado Externo (suco) e ao Produtor (fruto) 2001/2005

41 30.Preços de Soja: Mercado Externo e ao Produtor /2005

42 31. Preços de Açúcar (Mercado Externo e Interno), do Álcool e da Cana: 1 998/2006

43 32. Preços Reais ao Produtor e ao Consumidor 1994/2005

44 33.PRODUTO E PIB DO AGRONEGÓCIO TRANSFERÊNCIA E EFEITO CAMBIAL (RSmilhões de 1994)

45 34.Perdas do Agronegócio de 2005 e 2006, Total: R$36,8 bilhões

46 35.Distribuição das Perdas nas Lavouras 2005 e 2006 (Total:R$37 bilhões)

47 36.Distribuição do Ganhos nas Lavouras:2005 e 2006 (Total:R$12,6 bilhões)


Carregar ppt "AGRONEGÓCIO BRASILEIRO: Perspectivas, desafios e uma agenda de desenvolvimento Geraldo Sant’Ana de Camargo Barros Centro de Estudos Avançados em Economia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google