A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mortalidade de Orientais no Estado de São Paulo (2000-2010) Gabrielle Idealli e Profa. Dra. Marcia Koike.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mortalidade de Orientais no Estado de São Paulo (2000-2010) Gabrielle Idealli e Profa. Dra. Marcia Koike."— Transcrição da apresentação:

1 Mortalidade de Orientais no Estado de São Paulo ( ) Gabrielle Idealli e Profa. Dra. Marcia Koike

2 Introdução Nas últimas cinco décadas, a população brasileira apresenta queda da natalidade e da mortalidade geral e consequente envelhecimento e aumento da ocorrência de doenças crônico degenerativas. Imigrantes no Brasil possuem diferente modelo de morbimortalidade comparados aos habitantes nativos. A população nipo-brasileira no Estado de São Paulo constitui a maior comunidade japonesa fora do país de origem. Além da comunidade japonesa, há um crescente aumento de asiáticos advindos da China e Coréia. O perfil epidemiológico da mortalidade de orientais no Estado de São Paulo não foi descrito na literatura.

3 Objetivo Caracterizar a mortalidade em orientais no Estado de São Paulo entre os anos de 2007 a 2010.

4 Material e Métodos Estudo retrospectivo e descritivo, baseado nos dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade do DataSUS para os anos de 2007 a A causa de mortalidade foi identificada via Classificação Internacional das Doenças (CID-10). Foram selecionado obitos de indivíduos de raça/cor amarela, e descritos a frequência conforme gênero, idade, causa básica conforme CID 10. Os dados foram apresentados em porcentagem (%) ou média ± desvio padrão.

5 Resultados Os óbitos de orientais pelo SUS no Estado de São Paulo representam: óbitos; de homens - idade 58±25anos, com maior idade de 110 anos e a menor de 6 anos. Causas do obito: -Doenças do Aparelho Circulatório (Figura 1): IAM (19%); AVE (13%); sequelas do AVE (6%); Hipertensão (5%). -Neoplasias (Figura 2): Brônquios (13%), Estômago (12%), Cólon (4%), Próstata (4%), Pâncreas (4%), Reto (3%) e Mama (3%). -Doenças do Aparelho Respiratório (Figura 3): Broncopneumonia (26%), Pneumonia (23%), DPOC/IRA (15%) e DPOC (8%).

6 Resultados Figura 1 – Quantidade de óbitos de orientais relacionados a Doenças do Aparelho Circulatório dividida por sexo nos anos de 2007 a 2010 no Estado de São Paulo.

7 Resultados Figura 2 – Quantidade de óbitos de orientais relacionados a Neoplasias, dividida por sexo, nos anos de 2007 a 2010 no Estado de São Paulo.

8 Resultados Figura 3 – Quantidade de óbitos de orientais relacionados a Doenças do Aparelho Respiratório, dividida por sexo, nos anos de 2007 a 2010 no Estado de São Paulo.

9 Conclusão Este estudo sugere que as causas de óbito de orientais entre os anos de 2007 e 2010 no Estado de São Paulo foram: Doenças Cardiovasculares, Neoplasias e Doenças pulmonares.


Carregar ppt "Mortalidade de Orientais no Estado de São Paulo (2000-2010) Gabrielle Idealli e Profa. Dra. Marcia Koike."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google