A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CURSO DE MESTRADO PROF. ALMIR SALES, TURMA CIV 253 ENDEREÇO DA OBRA: EXECUTADO PELA OBRA: RESP. TÉCNICO ENG NERY KNÖNER CREA 14618-D/PR ENTREGA DA OBRA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CURSO DE MESTRADO PROF. ALMIR SALES, TURMA CIV 253 ENDEREÇO DA OBRA: EXECUTADO PELA OBRA: RESP. TÉCNICO ENG NERY KNÖNER CREA 14618-D/PR ENTREGA DA OBRA."— Transcrição da apresentação:

1 CURSO DE MESTRADO PROF. ALMIR SALES, TURMA CIV 253 ENDEREÇO DA OBRA: EXECUTADO PELA OBRA: RESP. TÉCNICO ENG NERY KNÖNER CREA D/PR ENTREGA DA OBRA E BAIXADA: EM 1993 APARECIMENTO DE PATOLOGIAS NOS PILARES DOS TRES PRIMEIROS PAV TIPOS EM SERVIÇOS DE RECUPERAÇÃO, CONTRATADOS EM 2004 TEMPO DE EXECUÇÃO 120 DIAS, SOB ORIENTAÇÃO DO MESMO ENGENHEIRO SEMINÁRIO DE ANAMNÉSIA DE PILARES NO EDIFICIO ARACUÁRIA

2 EDIFÍCIO ARAUCÁRIA PRÉDIO COMERCIAL COM 21 PAV. 82 SALAS. REVESTIDO COM PASTILHAS CERÂMICAS ÁREA TOTAL DO EDIFÍCIO = 6 428,00m2

3 RECOBRIMENTO DA ARMADURA ESPECIFICADA EM PROJETO = 2,00cm LOCALIZAÇÃO QUATRO CANTOS DO EDÍFICIO PRIMEIROS TRÊS PAV TIPO. DETALHE DO PILAR 22 FERRO D=1”, ESTRIBO DE, D=8mm RECOBRIMENTO DA FERRAGEM=2,00cm DE CONCRETO 20MPA PILAR PASTILHADO ESMALTADA (2X2) ESTRIBOS D=8mm

4 OBSERVAÇÃO QUEDA DE PASTILHAS. ABERTURA E DESPRENDENDO LASCAS DE CONCRETO. APARECIMENTO DAS FERRAGENS EM ALGUNS PONTOS. COM UMA FERRAMENTA, FORÇANDO A RETIRADA DE PEDAÇOS DE CONCRETO. OBSERVOU-SE QUE O PROBLEMA ERA BEM MAIOR DO QUE SE IMAGINAVA. APARECIMENTO DE PARTE DAS ARMADURAS ENFERRUJADAS EM TODA EXTENÇÃO DO PILAR, ATINGINDO EM TORNO DE 85% DA PARTE DA ARMADURA EXPOSTA VERIFICAÇÃO DOS DEMAIS PILARES SEMELHANTES NO MESMO PAVIMENTO, CONSTATANDO O MESMO PROBLEMA. OS 4 PILARES NOS TRÊS PAVIMENTOS COM AS MESMAS PATOLOGIAS.

5

6 PILAR DEPOIS DE ESCARIADO E RETIRADA DE CONCRETO DANIFICADO

7 SERVIÇOS CONTRATADOS E ETAPAS PARA SOLUÇÃO DOS PROBLEMAS RETIRADA DE TODAS AS PASTILHAS EM TODOS OS PILARES, 4 PILARES DOS TRÊS PAVIMENTOS. ESCARIAÇÃO E RETIRADA DE TODO CONCRETO QUE SE MOSTRAVA QUEBRADO E LASCADO. RETIRADA DE CONCRETO EM PROFUNDIDADE DE TODO CONCRETO EM CONTATO COM A ARMADURA DEIXANDO A ARMADURA EXPOSTA PARA VERIFICAÇÃO DAS FERRUGENS. REMOVEDOR DE FERRUGEM INIBIDOR DE FERRUGEM CONGOLINA “A” PROTUZIDO PELA TEXA GRAUTEAMENTO COM HIDROFUGANTE E COM RECOBRIMENTO DE 5cm DAS ARMADURAS DO PÉ DO PILAR ATÉ O PAVIMENTO SUPERIOR E EM TODOS OS PILARES QUE APRESENTAVAM A PATOLOGIA. DESFORMA E VERIFICAÇÃO PASTILHAMENTO E ENTREGA DOS SERVIÇOS. JUNHO DE 2004 ATÉ O MOMENTO NÃO SE APRESENTA PATOLOGIAS VER FOTOS 28/03/2010

8 FICHA TÉCNICA DO PRODUTO REMOVEDOR DE FERRUGEM PRODUTO : REMOVEDOR DE FERRUGEM DESCRIÇÃO: Constituído por uma solução de elevada concentração de ácido, que transforma o óxido de ferro (ferrugem) em fosfatos ferrosos CARACTERÍSTICAS: Transforma a ferrugem. Impede a progressão da corrosão. UTILIZAÇÃO: No tratamento de superfícies metálicas ferrosas oxidadas, para remover a ferrugem que a limpeza mecânica não conseguiu eliminar, por transformação do óxido de ferro em fosfatos ferrosos. PREPARAÇÃO DO SUPORTE: Superfícies novas: Limpar com escova de arame a ferrugem não aderente. Desengordurar com Diluente Celuloso Usos Gerais..

9 SISTEMA DE PINTURA: Aplicar à trincha o Removedor de Ferrugem, diluído em partes iguais com água, em camada fina e uniforme. Deixar o Removedor de Ferrugem reagir durante cerca de 24 horas. Escovar ou limpar superficialmente e aplicar o primário recomendado. A operação de escovação é essencial e deve ser cuidadosamente executada, pois os fosfatos ferrosos - provenientes da ação do Removedor de Ferrugem - formam uma película aderente à superfície metálica e, sobre esta, uma camada pulverulenta que deverá ser totalmente removida para uma boa aderência do concreto. ASPECTO: Líquido incolor. CARACTERÍSTICAS DE APLICAÇÃO: Processo de aplicação- Trincha. CONDIÇÕES DE APLICAÇÃO: Diluição com água, em partes iguais. Tempo de espera para aplicação do Primário de um dia para o outro.

10 SEGURANÇA, SAÚDE E AMBIENTE: Em geral evitar o contacto com os olhos e a pele, usar luvas, óculos de proteção e vestuário apropriado. Manter fora do alcance das crianças. Utilizar somente em locais bem ventilados. Não jogar os resíduos no esgoto. Conservar a embalagem bem fechada e em local apropriado. Assegure o transporte adequado do produto; previna qualquer Acidente ou incidente que possa ocorrer durante o transporte nomeadamente a ruptura ou deterioração da embalagem. Mantenha a embalagem em local seguro e em posição correta. Não utilize nem armazene o produto em condições extremas de temperatura. Deverá ter sempre em conta a legislação em vigor relativa a Ambiente, Higiene, Saúde e Segurança no trabalho. Para mais informações a leitura do rótulo da embalagem e da FICHA DE SEGURANÇA do produto são fundamentais.

11 INIBIDOR DE FERRUGEM CONGOLINA “A” DA TEXA BRASILEIRA DEFINIÇÃO BASICA : TINTA PRETA BETUNIMONSA, ANTICORROSIVA E IMPERMEAVEL À BASE DE SOLVENTES ALIFÁTICOS. CARACTERÍSTICAS: LIQUIDO COR PRETA DE BAIXA VISCOSIDADE. SOLVENTE HIDROCARBONETO ALIFÁTICO, E RESINAS. APLICAÇÕES: COMO PROTEÇÃO ANTI CORROSIVA SOBRE FERRO DA CONSTRUÇÃO CIVIL, CONCRETOS E ARGAMASSAS. MODO DE USAR: APLICAR COM PINCEL TRINCHA OU PISTOLA,DUAS DEMÃOS

12 TRABALHO EXECUTADO Foto ilustrativa retirada da internet RETIRADA DE TODAS AS PASTILHAS EM TODOS OS PILARES, 4 PLARES DOS TRES PAVIMENTOS. ESCARIAÇÃO E RETIRADA DE TODO CONCRETO QUE SE MOSTRAVA QUEBRADO E LASCADO, EM PROFUNDIDADE. LIMPESA E LAVAGEM DO CONCRETO E AÇO COM ESCOVA DE AÇO. APLICAÇÃO DE INIBIDOR DE FERRUGEM, PERMANECENDO 24h EM REAÇÃO. GRAUTEAMENTO COM HIDROFUGANTE, E RECOBRIMENTO DA ARMADURA, DE 5cm DESFORMA E VERIFICAÇÕES COLOCAÇÃO DE PASTILHAS E FIM DOS TRABALHOS

13 LAY OUT DOS TRABALHOS EXECUTADOS NOS PILARES

14 POSSÍVEOS CAUSAS DA PATOLOGIA INFILTRAÇÃO DAS ÁGUAS PROJETADAS PELAS CHUVAS E NA PRESENÇA FERRO E OXIGENIO QUANDO FICAM JUNTAS. A PERMANÊNCIA DE UMA GOTA DE ÁGUA ATINGINDO OBJETO DE FERRO, DUAS COISAS COMEÇAM ACONTECER, QUASE QUE INSTANTANEAMENTE. A PRIMEIRA É A ÁGUA, (UM BOM ELETRÓLITO), SE COMBINA COM O DIOXIDO DE CARBONO DO AR PARA FORMAR ÁCIDO CARBONICO FRACO, EXELENTE ELETRÓLITO, E CONFORME O ÁCIDO SE FORMA O FERRO SE DISOLVE, UMA PARTE DA ÁGUA IRÁ COMEÇAR A SE QUEBRAR EM SEUS DOIS COMPONENTES: HIDROGENIO E OXIGENIO. O OXIGENIO LIVRE E O FERRO DISSOLVIDO SE LIGAM PARA FORMAR ÓXIDO DE FERRO LIBERANDO ELÉTRONS NO PROCESSO. OS ELÉTRONS LIBERADOS DO ÂNODO DO FERRO SEGUEM PARA O CATODO, OUTRO PONTO DO MESMO PEDAÇO DE FERRO. O OXIDO DE FERRO, CUJA FORMULA Fe2O3, É COMUM PORQUE O FERRO SE COMBINA RAPIDAMENTE COM O OXIGENIO TÃO RÁPIDO QUE QUASE NÃO ENCONTRAMOS FERRO PURRO NA NATUREZA. OUTRA CAUSA PODERIA SER MATERIAIS UTILIZADOS NO CONCRETO CONTENDO CONTAMINAÇÃO. OUTRA CAUSA COMBINAÇÃO DAS DUAS.

15 ASPECTO SAUDÁVEL DOS PILARES FOTOS DO EDIFICIO

16 FOTOS DOS PILARES RECUPERADOS

17 PILAR RECUPERADO

18

19 VISTA DA FACHADA DO ED ARAUCÁRIA EDIFICÍO COM 17 ANOS DE USO Fotos tiradas no local em 31 de março 2010 (nery knoner)

20 Muito obrigado


Carregar ppt "CURSO DE MESTRADO PROF. ALMIR SALES, TURMA CIV 253 ENDEREÇO DA OBRA: EXECUTADO PELA OBRA: RESP. TÉCNICO ENG NERY KNÖNER CREA 14618-D/PR ENTREGA DA OBRA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google