A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UD II – O FIM DA U.R.S.S., A RÚSSIA E A COMUNIDADE DOS ESTADOS INDEPENDENTES 9º ANO – 3º BIMESTRE - TU 902 – AULA 1 1. A Rússia, a Comunidade dos Estados.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UD II – O FIM DA U.R.S.S., A RÚSSIA E A COMUNIDADE DOS ESTADOS INDEPENDENTES 9º ANO – 3º BIMESTRE - TU 902 – AULA 1 1. A Rússia, a Comunidade dos Estados."— Transcrição da apresentação:

1 UD II – O FIM DA U.R.S.S., A RÚSSIA E A COMUNIDADE DOS ESTADOS INDEPENDENTES 9º ANO – 3º BIMESTRE - TU 902 – AULA 1 1. A Rússia, a Comunidade dos Estados Independentes e a Nova Ordem Mundial. Referências: Geografia em Mapas (pgs. 60 e 61). Geoatlas

2 Os expansionismos japonês e russo entram em choque no extremo Oriente, provocando a Guerra Russo-Japonesa. Em 1900, a Rússia ocupa a região da Manchúria (nordeste da China) e começa a penetrar no norte da Coréia. Os japoneses reagem em 1904 e derrotam os russos num ataque-surpresa. Com a vitória - a primeira de um exército asiático sobre uma potência europeia - o Japão ascende à condição de potência mundial e abre caminho para suas ambições imperialistas. RÚSSIA Ascensão e queda da União das Repúblicas Socialista Soviéticas (principais fatos marcantes, 1917 – 1991)

3 Domingo Sangrento Revolução de 1905 na Rússia (“Ensaio Geral para 1917”). Abalado pelo curso desfavorável da Guerra Russo-Japonesa, o governo do czar Nicolau II enfrenta graves manifestações de descontentamento interno: o “Domingo Sangrento” de São Petersburgo, a revolta do couraçado “Potemkin” e greves de trabalhadores fabris. Vídeo sobre o Domingo Sangrento Disponível: Acessado em 30 JUL 14.https://www.youtube.com/watch?v=xu3Mwv_rirk Formam-se os primeiros sovietes (conselhos) de operários.

4 RÚSSIA Ascensão e queda da União das Repúblicas Socialista Soviéticas (principais fatos marcantes, 1917 – 1991) Revolução Russa e a URSS A crise econômica e política do Império Russo, agravada no início do século XX, estimula a propagação de ideias contra o regime czarista, promovendo uma revolução que conduziria o proletariado ao poder, conhecida como Revolução Russa. O movimento começa com a Revolução de Fevereiro, que força a abdicação do czar e coloca no governo uma coalizão reunindo a burguesia liberal e os socialistas moderados (mencheviques). No entanto, os mencheviques perdem apoio ao manter a Rússia na I Guerra Mundial. No dia 7 de novembro de 1917 (25 de outubro no calendário juliano), a oposição socialista radical (bolcheviques) promove uma insurreição sob o comando de Lênin. O novo dirigente dá aos camponeses o direito de explorar a terra e transfere o controle das fábricas aos operários. Institui a Nova Política Econômica (NEP), que permite a criação de empresas privadas, sob a supervisão do Estado. O governo bolchevique só se consolida após cinco anos de guerra civil.

5 RÚSSIA Ascensão e queda da União das Repúblicas Socialista Soviéticas (principais fatos marcantes, 1917 – 1991) Revolução Russa e a URSS O estabelecimento da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), o primeiro país socialista do mundo, ocorre em 1922 reunindo os territórios que pertenciam ao Império Russo.

6 RÚSSIA Ascensão e queda da União das Repúblicas Socialista Soviéticas (principais fatos marcantes, 1917 – 1991) Stalinismo O estabelecimento da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), o primeiro país socialista do mundo, ocorre em 1922 reunindo os territórios que pertenciam ao Império Russo.

7 RÚSSIA Ascensão e queda da União das Repúblicas Socialista Soviéticas (principais fatos marcantes, 1917 – 1991) Stalinismo Regime político de caráter totalitário implantado na União Soviética, nos anos 20, por Josef Stálin. Com a morte de Lênin, estabelece-se uma disputa entre os comunistas, principalmente Leon Trótski e Stálin, sobre o destino da revolução socialista. Vencida por Stálin. Secretário-geral do Politburo - órgão máximo do Partido Comunista (PC) russo - de 1922 a 1953, Stálin expulsa Trótski do partido, em 1927, e do país, em Passa, então, a controlar o aparelho do Estado, liquidando todas as formas de oposição.

8 RÚSSIA Ascensão e queda da União das Repúblicas Socialista Soviéticas (principais fatos marcantes, 1917 – 1991) Socialismo Soviético O Sistema Socialista apresentou como principais características: Nacionalização dos bens (estatização de todos os setores econômicos); Economia Planificada (por meio de Planos Quinquenais); Partido Único (Partido Comunistas, que visava o bem estar da população, a igualdade); Gestão centralizadora e extremamente burocratizada;

9 RÚSSIA Ascensão e queda da União das Repúblicas Socialista Soviéticas (principais fatos marcantes, 1917 – 1991) 2ª GUERRA MUNDIAL Durante a 2° Guerra Mundial ( ), a URSS torna-se uma das duas grandes potências mundiais, e anexa territórios, inclusive as Repúblicas Bálticas (Estônia, Letônia e Lituânia). Obs.: a anexação de território, pela URSS, nunca foi perdoado pelas Repúblicas Bálticas;

10 RÚSSIA Ascensão e queda da União das Repúblicas Socialista Soviéticas (principais fatos marcantes, 1917 – 1991) Antiga Ordem Mundial - Guerra Fria

11 RÚSSIA Ascensão e queda da União das Repúblicas Socialista Soviéticas (principais fatos marcantes, 1917 – 1991) Motivos da falência da URSS: Indústria obsoleta (defasagem tecnológica, sem competitividade internacional); Crise e recessão econômica; “Repúblicas “ da URSS com diferentes níveis de desenvolvimento; Conflitos étnicos internos; Grandes gastos com alimentos; Grandes gastos com propaganda; Grandes gastos com a indústria bélica (armas); Fim da Antiga Ordem Mundial - Fim da URSS

12 RÚSSIA Ascensão e queda da União das Repúblicas Socialista Soviéticas (principais fatos marcantes, 1917 – 1991) Fim da Antiga Ordem Mundial - Fim da URSS Michael Gorbatchev (Secretário Geral do Partido Comunista, década de 1980) Glasnost (transparência) processo de reformas políticas, redução da burocracia política, e combate a corrupção; Perestroika (reestruturação) processo de reformas econômicas e sociais, como o estimulo a livre concorrência (objetivando acabar com o monopólio estatal); Reformas adotadas: livre regulação dos preços de mercado e não por atos oficiais; liberou a entrada de capital estrangeiro no país; reduziu o aparelho estatal; conferiu autonomia de gestão e produção às empresas; e, concedeu liberdade aos produtores rurais, para aumentar a produtividade utilizando a livre comercialização dos produtos.

13 RÚSSIA Ascensão e queda da União das Repúblicas Socialista Soviéticas (principais fatos marcantes, 1917 – 1991) Fim da Antiga Ordem Mundial - Fim da URSS Vídeo sobre o fim da URSS 1991: reportagem do Jornal Nacional – TV GLOBO. Disponível em:

14 Surgimento da Comunidade dos Estado Independentes (CEI) (principais fatos marcantes, a partir de 1991) Fragmentação da URSS e formação das CEI Em 1991 ocorre a fragmentação da URSS, e o surgimento de 15 novas nações independentes que, com exceção das Repúblicas Bálticas, formaram a CEI. Obs.: graças ao arsenal bélico nuclear “herdado” da URSS, a Rússia torna-se Membro Permanente do Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas - membros permanentes tem poder de veto), e pelo mesmo motivo, acrescido de imensuráveis reservas minerais ingressa no G7, agora G8 (ou Grupo dos 7 mais ricos, G7 mais a Rússia);

15 Surgimento da Comunidade dos Estado Independentes (CEI) (principais fatos marcantes, a partir de 1991) Fragmentação da URSS e formação das CEI URSS (15 repúblicas) Países bálticos anexados na 2ª GM. CEI (12 repúblicas) - Rússia (Européia e Asiática) - Parte Européia: Ucrânia, Moldávia e Belarus (Bielorússia) - Parte Caucasiana: Geórgia, Armênia e Azerbaijão (limitado pelo cadeia montanhosa do Cáucaso) - Parte Asiática: Turcomenistão, Tadjiquistão, Quirguistão, Uzbequistão e Cazaquistão. Os países bálticos (Estônia, Letônia e Lituânia) não aderiram a CEI

16 Surgimento da Comunidade dos Estado Independentes (CEI) (principais fatos marcantes, a partir de 1991) Fragmentação da URSS e formação das CEI A Rússia é a república da CEI que exerce maior influência geopolítica internacional, pelos seguintes fatores: - extensão territorial; - maior população; e - grande quantidade de recursos.

17 RÚSSIA E CEI REVISÃO DA AULA Baseado nas páginas 60 e 61 do Livro Geografia em Mapas e na aula, responda: 1. Quantas repúblicas formaram a CEI.: ( ) 12 (sem os países bálticos) ( ) 12 (com os países bálticos) ( ) 15 (todas as repúblicas independentes com o fim da URSS) 2. Uma das características do sistema socialista era: ( ) economia livre ( ) partido único ( ) gestão descentralizadora do governo 3. Marque a questão que não foi motivo para o fim do sistema socialista: ( ) grandes gastos com a indústria bélica ( ) conflitos étnicos internos ( ) indústrias altamente avançadas na parte tecnológica

18 REVISÃO DA AULA 4) Com o fim da URSS, qual país (ou república) que a substituiu no cenário internacional de maior influência geopolítica? Por que? ______________________________________________________________________ ______________________________________________________________________ 5) A Glasnost, implantada pelo presidente Michael Gorbatchev, visava que tipos de reformas ? ______________________________________________________________________ ______________________________________________________________________ RÚSSIA E CEI

19 C CONCLUSÃO (fim) RÚSSIA E CEI


Carregar ppt "UD II – O FIM DA U.R.S.S., A RÚSSIA E A COMUNIDADE DOS ESTADOS INDEPENDENTES 9º ANO – 3º BIMESTRE - TU 902 – AULA 1 1. A Rússia, a Comunidade dos Estados."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google