A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Oração do Terço. 1.º - Adorar a Deus e amá-Lo sobre todas as coisas. 2.º - Não invocar o santo de nome de Deus em vão. 3.º - Santificar os Domingos e.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Oração do Terço. 1.º - Adorar a Deus e amá-Lo sobre todas as coisas. 2.º - Não invocar o santo de nome de Deus em vão. 3.º - Santificar os Domingos e."— Transcrição da apresentação:

1 Oração do Terço

2 1.º - Adorar a Deus e amá-Lo sobre todas as coisas. 2.º - Não invocar o santo de nome de Deus em vão. 3.º - Santificar os Domingos e Festas de Guarda. 4.º- Honrar pai e mãe (e os outros legítimos superiores). 5.º - Não matar (nem causar outro dano, no corpo ou' na alma, a si mesmo ou ao próximo). 6.º - Guardar castidade nas palavras e nas obras. 7.º - Não furtar (nem injustamente reter ou danificar os bens do próximo). 8.º - Não levantar falsos testemunhos (nem de qualquer outro modo faltar à verdade ou difamar o próximo). 9.º - Guardar castidade nos pensamentos e nos desejos. 10.º - Não cobiçar as coisas alheias. Doutrina Cristã – Mandamentos da Lei de Deus

3 Ano C- XX Domingo do Tempo Comum

4 Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Ámen! A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a Comunhão do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo. Irmãos, para celebrar dignamente os Santos Mistérios reconheçamos que somos pecadores (momento de silêncio)

5 Confessemos os nossos pecados: Confesso a Deus Todo-Poderoso e a vós, irmãos, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, actos e omissões, (batendo no peito) por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos Anjos e Santos, e a vós, irmãos, que rogueis por mim a Deus, Nosso Senhor. Deus Todo-Poderoso tenha compaixão de nós perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Ámen!

6 Senhor, tende piedade de nós. Cristo, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós.

7 Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens por Ele amados. Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai todo-poderoso: nós Vos louvamos, nós Vos bendizemos, nós Vos adoramos, nós Vos glorificamos, nós Vos damos graças por Vossa imensa glória.

8 Senhor Jesus Cristo, Filho Unigénito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai: Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós; Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica; Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. Só Vós sois o Santo;

9 só Vós, o Senhor; só Vós o Altíssimo, Jesus Cristo; com o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Ámen

10 ORAÇÃO COLECTA Deus de bondade infinita, que preparastes bens invisíveis para aqueles que Vos amam, infundi em nós o vosso amor, para que, amando-Vos em tudo e acima de tudo, alcancemos as vossas promessas, que excedem todo o desejo. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amem.

11 Jer 38,

12 LEITURA I Jer 38, Leitura do Livro de Jeremias Naqueles dias, os ministros disseram ao rei de Judá: «Esse Jeremias deve morrer, porque semeia o desânimo entre os combatentes que ficaram na cidade e também todo o povo com as palavras que diz. Este homem não procura o bem do povo, mas a sua perdição». O rei Sedecias respondeu: «Ele está nas vossas mãos; o rei não tem poder para vos contrariar».

13 LEITURA I Jer 38, Apoderaram-se então de Jeremias e, por meio de cordas, fizeram-no descer à cisterna do príncipe Melquias, situada no pátio da guarda. Na cisterna não havia água, mas apenas lodo, e Jeremias atolou- se no lodo. Entretanto, Ebed-Melec, o etíope, saiu do palácio e falou ao rei: «Ó rei, meu senhor, esses homens procederam muito mal tratando assim o profeta Jeremias:

14 LEITURA I Jer 38, meteram-no na cisterna, onde vai morrer de fome, pois já não há pão na cidade». Então o rei ordenou a Ebed-Melec, o etíope: «Leva daqui contigo três homens e retira da cisterna o profeta Jeremias, antes que ele morra». Palavra do Senhor. Graças a Deus

15

16 Salmo Salmo 39 (40), (R. 14b) Senhor, socorrei-me sem demora.

17 Hebr 12, 1-4

18 LEITURA II Hebr 12, 1-4 Leitura da Epístola aos Hebreus Irmãos: Estando nós rodeados de tão grande número de testemunhas, ponhamos de parte todo o fardo e pecado que nos cerca e corramos com perseverança para o combate que se apresenta diante de nós, fixando os olhos em Jesus, guia da nossa fé e autor da sua perfeição.

19 LEITURA II Hebr 12, 1-4 Renunciando à alegria que tinha ao seu alcance, Ele suportou a cruz, desprezando a sua ignomínia, e está sentado à direita do trono de Deus. Pensai n’Aquele que suportou contra Si tão grande hostilidade da parte dos pecadores, para não vos deixardes abater pelo desânimo. Vós ainda não resististes até ao sangue, na luta contra o pecado. Palavra do Senhor. Graças a Deus

20 Aclamação As minhas ovelhas escutam a minha voz, diz o Senhor; Eu conheço as minhas ovelhas e elas seguem-Me. ALELUIA

21 Lc 12, 49-53

22 EVANGELHO Lc 12, O Senhor esteja convosco, Ele está no meio de Nós. Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo segundo S. Lucas Gloria a Vós, Senhor!

23 EVANGELHO Lc 12, Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Eu vim trazer o fogo à terra e que quero Eu senão que ele se acenda? Tenho de receber um baptismo e estou ansioso até que ele se realize. Pensais que Eu vim estabelecer a paz na terra? Não. Eu vos digo que vim trazer a divisão. A partir de agora, estarão cinco divididos numa casa: três contra dois e dois contra três.

24 EVANGELHO Lc 12, Estarão divididos o pai contra o filho e o filho contra o pai, a mãe contra a filha e a filha contra a mãe, a sogra contra a nora e a nora contra a sogra». Palavra da salvação. Gloria a Vós, Senhor!

25

26 No fim do dilúvio Deus fez uma promessa: “Não mais criatura alguma será exterminada pelas águas do dilúvio e não haverá jamais outro dilúvio para destruir a terra” (Gên.9,11).Desta promessa nasce e difunde-se em Israel a convicção de que, para purificar o mundo da iniquidade, Deus já não se serviria da água, mas do fogo. O fogo tem características: aquece, purifica, refina, transforma e queima.

27 O Baptista mostrou a importância do fogo que queima e pregou: “Ele há-de batizar- vos no Espírito Santo e no fogo. Queimará a palha num fogo inextinguível” (Mt.3,11- 12). Tiago e João, da mesma maneira, queriam invocar o fogo do céu contra os Samaritanos quando eles rejeitaram Jesus na caminhada para a Jerusalém (Lc.9,54), mas Jesus não o permitiu. O fogo de Deus não é para torturar quem cometeu erros,

28 mas é o instrumento com que Ele quer destruir o mal e renovar a terra. Na Sagrada Escritura, o fogo simboliza a glória de Deus, a Sua presença, o Seu julgamento justo e a Sua ira contra o pecado. Mas o fogo anunciado pelos profetas é a Sua mensagem de salvação, é o Espírito Santo que desceu, como chama, sobre os discípulos no dia de Pentecostes. (Acts2,3-11)

29 Este fogo é o amor de Jesus que purificou Pedro quando este o rejeitou. Jesus quer que este fogo se acenda purificando o mundo, removendo as impurezas e deixando apenas o que é desejável. A palavra “tenho de receber um baptismo”, que vai receber submergindo, refere-se à Sua imersão nas águas da morte. Esta água foi preparada pelos seus inimigos com o objectivo de apagar para

30 sempre o fogo da Sua palavra, do Seu amor, do Seu Espírito. Jesus olha com angústia para a paixão que espera. Os profetas profetizaram que o Messias será “o príncipe de paz” e durante o Seu reino “a paz não terá fim” (Is.9,5-6). Quando Jesus fala de incompreensão entre as gerações e entre as pessoas que vivem na mesma casa, limita-se a citar um texto do profeta Miqueias (7,6).

31 O evangelho de São Lucas foi escrito no ano setenta. Nesta altura alguns receberam o batismo, e outros da mesma família não. Pela fé em Jesus as relações foram más entre pai e filho, mãe e filha, e sogra e nora. Ser crente ou não crente trouxe o efeito de julgamento e divisão. O lugar da pessoa na família confere identidade pessoal, proteção, sistema de apoio, e um lugar na comunidade.

32 Separar-se da sua família é uma questão de vida ou morte.Os crentes receberam incompreensões, perseguições e violência. Jesus disse que “sereis odiados por todas as nações por causa do meu nome. Muitos perderão a fé…Por causa da crescente maldade, o amor de muitos esfriará. Mas quem perseverar até ao fim será salvo” (Mt.24,9-14).

33 Esta profecia realiza-se na nossa comunidade. È triste a ver que em algumas famílias encontramos uma geração praticante, e os seus filhos e os netos não querem praticar nada da vida cristã. Alguns deixam a sua fé e a vida cristã porque o companheiro ou a companheira é não crente. Hoje em dia os jovens não querem casar-se porque não acreditam no valor do sacramento de matrimónio.

34 A percentagem do divórcio aumentou até 73%. Muitos baptizados não sabem rezar nem “O Pai Nosso”. O maior problema não é divisão da fé, mas a rejeição da “existência” de Deus. Perante estes problemas também encontramos alguns corajosos em famílias de não praticantes que frequentam a igreja, rezam todos os dias, não se importam com a crítica dos outros familiares, e passam uma vida santa.

35 São abençoados por Deus! Vamos dar o nosso testemunho da fé sofrendo. Assim seja.

36

37

38 Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra De todas as coisas visíveis e invisíveis. Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Unigénito de Deus, nascido do Pai antes de todos os séculos: Deus de Deus, Luz da Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro; Gerado, não criado, consubstancial ao Pai. Por Ele todas as coisas foram feitas. E por nós, homens, e para nossa salvação desceu dos céus (Faz-se inclinação)

39 E encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria. e Se fez homem. Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos; padeceu e foi sepultado. Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras; e subiu aos céus, onde está sentado à direita do Pai. De novo há-de vir em sua glória, para julgar os vivos e os mortos; e o seu reino não terá fim.

40 Creio no Espírito Santo. Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado: Ele que falou pelos Profetas. Creio na Igreja una, santa, católica e apostólica. Professo um só batismo Para remissão dos pecados. E espero a ressurreição dos mortos, e vida do mundo que há-de vir. Ámen.

41

42 Irmãos e irmãs em Cristo: Iluminados pela palavra de Deus que escutámos, alimento da nossa esperança e fermento de fraternidade, elevemos a nossa oração ao Pai do Céu, dizendo Lembrai-Vos, Senhor, do vosso povo. Por todas as Igrejas particulares e suas paróquias, pelos que aí dão testemunho da sua fé e pelos que sofrem por causa do Evangelho, oremos, irmãos Lembrai-Vos, Senhor, do vosso povo.

43 Pelos governantes de todas as nações, pelos cidadãos perseguidos e humilhados e pelas vítimas da violência dos poderosos, oremos, irmãos. Lembrai-Vos, Senhor, do vosso povo. Pelas famílias divididas e sem paz, pelos filhos abandonados por seus pais e pelos pais a quem os filhos esqueceram, oremos, irmãos. Lembrai-Vos, Senhor, do vosso povo.

44 Pelos homens e mulheres de vida contemplativa, pelos religiosos religiosas e lares cristãos e por todos os que Deus chama ao seu serviço, oremos irmãos. Lembrai-Vos, Senhor, do vosso povo. Por nós próprios que escutámos a Palavra, pela nossa conversão á sua mensagem e pelos nossos amigos e vizinhos, oremos, irmãos Lembrai-Vos, Senhor, do vosso povo.

45 Abri, Senhor, os nossos ouvidos à mensagem da palavra que escutámos e que Jesus trouxe à terra como um fogo, para corrermos, com perseverança, para a vitória de que a Cruz é o sinal. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Ámen.

46

47 Orai, Irmãos para que o meu e vosso sacrifício seja aceite por Deus Pai todo-poderoso. Todos: receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para honra e glória do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja

48 (Todos de pé) ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS Aceitai, Senhor, o que trazemos ao vosso altar, nesta admirável permuta de dons, de modo que, oferecendo-Vos o que nos destes, mereçamos receber- Vos a Vós mesmo. Por Nosso Senhor, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amen.

49 V. O Senhor esteja convosco. R. Ele está no meio de nós. V. Corações ao alto. R. O nosso coração está em Deus. V. Dêmos graças ao Senhor nosso Deus. R. É nosso dever, é nossa salvação.

50 Senhor, Pai santo, fonte da verdade e da vida, é verdadeiramente nosso dever, é nossa salvação bendizer-Vos e dar-vos graças, porque neste dia de festa nos congregastes na vossa casa. Hoje a vossa família, reunida para escutar a palavra da salvação e participar no pão da vida, celebra o memorial do Senhor ressuscitado na esperança do domingo que não tem ocaso, quando toda a humanidade entrar

51 no vosso descanso. Então veremos o vosso rosto e louvaremos sem fim a vossa misericórdia. Nesta feliz esperança, com os Anjos e os Santos proclamamos a vossa glória, Cantando numa só voz.

52

53 Sac. Vós, Senhor, sois verdadeiramente santo, sois a fonte de toda a santidade. Reunidos na vossa presença, em comunhão com toda a igreja, ao celebrarmos o dia santíssimo em que o Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho Unigénito, colocou à direita da vossa glória a nossa frágil natureza humana unida á sua divindade, humildemente vos suplicamos: Santificai estes dons, derramando sobre eles o Vosso Espírito, de modo a que se convertam para nós, no Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo.

54 (Todos ajoelham) Na hora em que Ele se entregava, para voluntariamente sofrer a morte, tomou o pão e, dando graças, partiu-o e deu-o aos seus discípulos, dizendo: Tomai, todos, e comei: isto é o meu Corpo que será entregue por vós.

55 De igual modo, no fim da Ceia, tomou o cálice e, dando graças, deu-o aos seus discípulos, dizendo: Tomai, todos, e bebei: este é o cálice do meu Sangue o Sangue da nova e eterna aliança, que será derramado por vós e por todos, para remissão dos pecados. Fazei isto em memória de mim.

56 Mistério da Fé! Anunciamos, Senhor, a vossa morte, proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!

57 Sac. Celebrando agora, Senhor, o memorial da morte e ressurreição de vosso Filho nós Vos oferecemos o pão da vida e o cálice da salvação e Vos damos graças porque nos admitistes à vossa presença para Vos servir nestes santos mistérios. Humildemente Vos suplicamos que, participando no Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reunidos, pelo Espírito Santo, num só corpo. Lembrai-Vos, Senhor, da vossa Igreja, dispersa por toda a terra, e tornai-a perfeita na caridade em comunhão com o Papa Francisco,

58 e o nosso Patriarca Manuel, os bispos auxiliares e todos aqueles que estão ao serviço do vosso povo. Lembrai-Vos também dos nossos irmãos que adormeceram na esperança da ressurreição, e de todos aqueles que na vossa misericórdia partiram deste mundo: admiti-os na luz da vossa presença. Tende misericórdia de nós, Senhor, e dai-nos a graça de participar na vida eterna, com a Virgem Maria, Mãe de Deus, São José seu esposo, os bem-aventurados Apóstolos e todos os Santos que desde o princípio do mundo viveram na vossa amizade, para cantarmos os vossos louvores, por Jesus Cristo, vosso Filho.

59 Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a Vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória agora e para sempre… Ámen.

60

61 Pai Nosso, que estais nos céus, santificado seja o Vosso nome. Venha a nós o Vosso Reino. Seja feita a Vossa vontade, assim na Terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.

62 Sac. Livrai-nos de todo o mal, Senhor, e dai ao mundo a paz em nossos dias, para que, ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e de toda a perturbação, enquanto esperamos a vinda gloriosa de Jesus Cristo nosso Salvador. Vosso é o reino e o poder e a glória para sempre.

63 Sac. Senhor Jesus Cristo, que dissestes aos vossos Apóstolos. Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz: não olheis aos nossos pecados mas à Fé da vossa Igreja e dai-lhe a união e a paz, segundo a Vossa vontade. Vós que sois Deus com o Pai na unidade do Espírito Santo. Amem. A paz do Senhor esteja sempre convosco. O amor de Cristo nos uniu. Sac. Saudai-vos na paz de Cristo.

64

65 CORDEIRO DE DEUS, QUE TIRAS O PECADO DO MUNDO. TENDE PIEDADE DE NÓS, CORDEIRO DE DEUS, QUE TIRAS O PECADO DO MUNDO. TENDE PIEDADE DE NÓS, CORDEIRO DE DEUS, QUE TIRAS O PECADO DO MUNDO. DAI-NOS A PAZ,

66 Sac. Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira os pecados do mundo. Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo

67

68

69 ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO Senhor, que neste sacramento nos fizestes participar mais intimamente no mistério de Cristo, transformai-nos à sua imagem na terra para merecermos ser associados à sua glória no Céu. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

70

71 Sac. O Senhor esteja convosco. Ele está no meio de nós. Sac. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo. Ámen. Sac. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

72

73 Ficha técnica : Eucaristia Celebrada por : Fr. Jacob Puthiyaparampil Animada por : Grupo Coral “ Do Momento ” Realização : A. Alberto Sousa Imagens recolhidas : Via Google Projeção disponível : www. mcccastanheira. blogspot. pt www. mcccastanheira


Carregar ppt "Oração do Terço. 1.º - Adorar a Deus e amá-Lo sobre todas as coisas. 2.º - Não invocar o santo de nome de Deus em vão. 3.º - Santificar os Domingos e."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google