A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi Smog Fotoquímico Raquel Simas Pereira Teixeira Junho de 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi Smog Fotoquímico Raquel Simas Pereira Teixeira Junho de 2011."— Transcrição da apresentação:

1 Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi Smog Fotoquímico Raquel Simas Pereira Teixeira Junho de 2011

2 Smog Fotoquímico Névoa seca (fumaça), sem umidade, constituída de componentes gasosos e particulados altamente oxidantes. Em qualquer situação a formação de um smog implica uma poluição atmosférica juntamente com uma inversão térmica. Mediante a qual os poluentes não são espalhados pela falta de ar e ventos.

3  Fenômeno químico atmosférico do qual resultam compostos químicos finais no seu estado reduzido. Exemplo: Fenômeno ocorrido em Londres em dezembro de1952. Consumo de combustivéis fósseis (carvão mineral com impurezas de pirita FeS 2 ), descartou para atmosfera SO2(g) que se manteve sobre a cidade de Londres pela falta de circulação de ar. Smog Redutor

4 A produção de energia térmica mediante a queima do carvão, conduziu, ao mesmo tempo, a queima da impureza, a pirita FeS 2 produzindo o gás sulfuroso, SO 2(g). O reagiu com a umidade e a umidade e a neve formando fumaça de H 2 SO 3(g) e particulados. C + O 2(ar) CO2(g) + energia Impureza 4 FeS 2(s) + 11 O 2(ar) 2 Fe 2 O 3(s) + 8 SO 2(g)

5 Smog Redutor Se tivesse havido correntes de ar e ventos, as fumaças e os particulados seriam dispersos,porém, como havia uma inversão térmica os poluentes ficaram na atmosfera local aumentando sua concentração e tornam-se tóxicos.

6 Smog Fotoquímico  Condições para a formação do smog; inversão térmica; hidrocarbonetos; óxido de nitrogênio; radiação eletromagnética (preferência ultravioleta).

7 Smog Fotoquímico  Principais reações na formação do smog fotoquímico Primeira etapa (formação de radicais e espécies inicializadoras do porcesso) Estratosfera O 2(ar) + h ʋ ( λ < 242 nm ou ultravioleta) O (g) + O (g) Troposfera O 3(ar) + h ʋ (1200 > λ > 315 nm) O (g) + O (g)

8 Smog Fotoquímico O 2 + O( 3 P) + M O 3 + M O 3(ar) + h ʋ ( λ < 315 nm) O 2 + O( 1 D) O( 1 D) + M O( 3 P) + M O( 1 D) + H 2 O 2 HO ∙ NO 2 + h ʋ ( λ < 430 nm) O( 3 P) + NO NO 3 + h ʋ ( 400 < λ < 625 nm) O( 3 P) + NO 2

9 Smog Fotoquímico Segunda etapa (entrada dos Hc e outros compostos orgânicos voláteis ) RH 2 C-H + O RH 2 C∙ + HO∙ RH 2 C-H + HO∙ RH 2 C∙ + H 2 O ∙ RH 2 C∙ + O 2 RH 2 COO∙ RH 2 COO∙ + NO RH 2 CO∙ + N 2 O RH 2 COO∙ + O 2 RH 2 CO∙ + O 3

10 Smog Fotoquímico Terceira etapa (reações químicas de propagação, finalização de cadeias e eliminação de radicais) RH 2 COO∙ + NO 2 RH 2 COONO 2 RH 2 CO∙ + O 2 ∙ RH 2 C=O + H 2 O NO 2 ∙ + HO ∙ HNO 3 HO∙ + HO ∙ H 2 O 2 HOO∙ + HOO∙ H 2 O 2 + O 2

11 Smog Fotoquímico  Radical Hidroxila, HO∙ O smog fotoquímico no qual o radical hidroxila participa é um processo de autodepuração da própria atmosfera. HO ∙ + NO 2 HNO 3 HBr + HO ∙ Br ∙ + H 2 O Br ∙ + O 3 BrO + O 2 NH 3 + HO ∙ H 2 N ∙ + H 2 O H 2 N ∙ + NO 2 N 2 O + H 2 O H 2 N ∙ + NO 2 NO + NH 2 O ∙

12 Efeitos do Smog Fotoquímico Podem ser classificados em físicos, biológicos e químicos.  Efeitos físicos Partículas do smog formam aerossóis que limitam a visibilidade.  Efeitos Biológicos Refletem-se na biota animal e vegetal. No ser humano apresenta problemas de saúde e de desconforto: irritação nos olhos, dificuldade na respiração e irritação das vias respiratórias.

13 Efeitos do Smog Fotoquímico  Efeitos Químicos Refletem o caráter oxidante dos mesmos e aparecem na forma de corrosão e decomposição dos materiais com os quais entram em contato. Fim!!!


Carregar ppt "Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi Smog Fotoquímico Raquel Simas Pereira Teixeira Junho de 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google