A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

VALIDADE DA NORMA VALIDADE FORMAL: TEM RELAÇAO COM O INGRESSO DA NORMA NO ORDENAMENTO JURIDICO, OU SEJA, UMA NORMA SERA VALIDA QUANDO NAO CONTRADISSER.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "VALIDADE DA NORMA VALIDADE FORMAL: TEM RELAÇAO COM O INGRESSO DA NORMA NO ORDENAMENTO JURIDICO, OU SEJA, UMA NORMA SERA VALIDA QUANDO NAO CONTRADISSER."— Transcrição da apresentação:

1 VALIDADE DA NORMA VALIDADE FORMAL: TEM RELAÇAO COM O INGRESSO DA NORMA NO ORDENAMENTO JURIDICO, OU SEJA, UMA NORMA SERA VALIDA QUANDO NAO CONTRADISSER NORMA SUPERIOR E TIVER INGRESSADO NO ORDENAMENTO ATENDENDO AO PROCESSO LEGISLATIVO PRE- ESTIPULADO VALIDADE MATERIAL: CONTEUDO CONDIZENTE COM OS VALORES DA SOCIEDADE

2 VIGENCIA DA NORMA EXISTENCIA ESPECIFICA TEMPO DE VALIDADE DA NORMA PERIODO NO QUAL E EXIGIVEL VIGENCIA TEMPORAL E ESPACIAL

3 REVOGAÇAO ABRROGAÇAO DERROGAÇAO TACITA EXPRESSA

4 EFICACIA DA NORMA EFICACIA JURIDICA: PRODUÇAO DE EFEITOS JURIDICOS EFICACIA SOCIAL: EFETIVAMENTE OBSERVADA E SEGUIDA O ESTADO POSSUI UM APARATO JURIDICO PARA TORNA-LA EFICAZ A COERCITIBILIDADE E MEDIDA DE EFICACIA?

5 CONCEITOS BASICOS DE DIREITO CIVIL

6 Personalidade jurídica é a aptidão genérica para titularizar direitos e contrair obrigações. É o atributo necessário para ser sujeito de direito. – PESSOA NATURAL Art. 1 o Toda pessoa é capaz de direitos e deveres na ordem civil. Art. 2 o A personalidade civil da pessoa começa do nascimento com vida; mas a lei põe a salvo, desde a concepção, os direitos do nascituro.

7 PESSOAS JURIDICAS personalidade da pessoa natural (ou física); personalidade da pessoa jurídica de direito privado; personalidade da pessoa jurídica de direito público interno; personalidade da pessoa jurídica de direito público externo.

8 PESSOA X PERSONALIDADE Personalidade é a possibilidade de ser titular de direitos subjetivos. Pessoa é quem tem esse atributo. Pessoa é poder ser titular do direito. É poder estar no pólo de uma relação jurídica.

9 CAPACIDADE Capacidade de direito corresponde ao atributo inerente à pessoa, natural ou jurídica, com aquisição de personalidade, para ser titular de uma relação jurídica. Se puder exercer pessoalmente esse direito, tem-se a capacidade de fato ou de exercício. Reunidos os dois atributos, fala-se em capacidade civil plena.

10 CAPACIDADE ABSOLUTA Art. 3 o São absolutamente incapazes de exercer pessoalmente os atos da vida civil: I - os menores de dezesseis anos; II - os que, por enfermidade ou deficiência mental, não tiverem o necessário discernimento para a prática desses atos; III - os que, mesmo por causa transitória, não puderem exprimir sua vontade.

11 CAPACIDADE RELATIVA Art. 4 o São incapazes, relativamente a certos atos, ou à maneira de os exercer: I - os maiores de dezesseis e menores de dezoito anos; II - os ébrios habituais, os viciados em tóxicos, e os que, por deficiência mental, tenham o discernimento reduzido; III - os excepcionais, sem desenvolvimento mental completo; IV - os pródigos. Parágrafo único. A capacidade dos índios será regulada por legislação especial.

12 PESSOA JURIDICA pessoas coletivas, morais, fictícias ou abstratas É o conjunto de pessoas ou bens, dotado de personalidade jurídica própria e constituído na forma da lei, para a consecução de fins comuns. a pessoa jurídica não se confunde com os seus membros, sendo essa regra inerente à própria concepção da pessoa jurídica – Associações – não tem fins lucrativos – o ato constitutivo é o estatuto; – Sociedades – Simples ou Empresárias- O ato constitutivo é o contrato Social; – Fundações – o ato constitutivo é a escritura pública ou testamento.

13 PESSOAS JURIDICAS ESTADO ORGANIZAÇOES INTERNACIONAIS INDIVIDUOS

14 FATO JURIDICO AS PESSOAS NATURAIS OU JURIDICAS AO DESENVOLVEREM SUAS ATIVIDADES NA SOCIEDADE PODEM COM ESTAS GERAR CONSEQUENCIAS JURIDICAS. ESSAS ATITUDES JURIDICAMENTE RELEVANTES SAO DENOMINADAS FATOS JURIDICOS. FATO + DECLARAÇAO DA NORMA JURIDICA

15 FATO JURIDICO NATURAIS – ORDINARIOS. EX. NASCIMENTO, MORTE, MAIORIDADE, DECURSO DO TEMPO, ETC – EXTRAORDINARIOS. EX. TERREMOTO, MAREMOTO, TSUNAMI HUMANOS: CRIA, TRANSFERE, EXTINGUE E MODIFICA DIREITOS – LICITOS – ILICITOS

16 ATO JURIDICO EM SENTIDO ESTRITO E UM ATO PRATICADO PELO AGENTE, COM MANIFESTAÇAO DE VONTADE, PREDETERMINADO PELA NORMA, SEM QUE O AGENTE POSSA QUALIFICAR DIFERENTE A SUA VONTADE EX. NOTIFICAÇAO PARA CONSTITUIR EM MORA O DEVEDOR, TRADIÇAO, CONFISSAO, RECONHECIMENTO DE FILHO

17 NEGOCIOS JURIDICOS SAO MANIFESTAÇOES DE VONTADES, GERALMENTE BILATERAIS, QUE BUSCAM NO ORDENAMENTO JURIDICO UMA COMPOSIÇAO DE INTERESSES. ESTABELECEM DIREITOS E OBRIGAÇOES MUTUAS

18 VICIOS VICIOS DO CONSENTIMENTO – ERRO – DOLO – COAÇAO – ESTADO DE PERIGO VICIOS SOCIAIS – LESAO – FRAUDE CONTRA CREDORES – SIMULAÇAO

19 VICIOS RELATIVOS AOS TRATADOS VICIOS DO CONSENTIMENTO – ERRO – DOLO – COAÇAO VICIOS SOCIAIS – VIOLAÇAO DE IUS COGENS OU DA MORAL

20 HIERARQUIA

21 CONSTITUIÇAO LIMITAÇAO DO PODER ESTATAL ESTABELECIMENTO DE UM NUCLEO MINIMO DE DIREITOS ORGANIZAÇAO DO ESTADO NORMAS MATERIALMENTE CONSTITUCIONAIS NORMAS FORMALMENTE CONSTITUCIONAIS PODER CONSTITUINTE ORIGINARIO PODER CONSTITUINTE DERIVADO

22 FONTES DO DIREITO FONTE MATERIAL FONTE FORMAL

23 FONTES DO DIREITO INTERNO LEI COSTUME JURISPRUDENCIA DOUTRINA FONTES NEGOCIAIS TECNICAS DE INTEGRAÇAO DA NORMA – ANALOGIA – EQUIDADE (EX AEQUO ET BONO)

24 FONTES DO DIREITO INTERNACIONAL TRATADOS COSTUMES PRINCIPIOS GERAIS

25 FONTES DO DIREITO INTERNACIONAL ATOS UNILATERAIS DECISOES DAS ORGANIÇOES INTERNACIONAIS JURISPRUDENCIA


Carregar ppt "VALIDADE DA NORMA VALIDADE FORMAL: TEM RELAÇAO COM O INGRESSO DA NORMA NO ORDENAMENTO JURIDICO, OU SEJA, UMA NORMA SERA VALIDA QUANDO NAO CONTRADISSER."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google