A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução à Informática Prof. Tales Kunz Cabral Colégio da Imaculada Curso Técnico em Informática 1° Módulo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução à Informática Prof. Tales Kunz Cabral Colégio da Imaculada Curso Técnico em Informática 1° Módulo."— Transcrição da apresentação:

1 Introdução à Informática Prof. Tales Kunz Cabral Colégio da Imaculada Curso Técnico em Informática 1° Módulo

2 Objetivo Slide n° 2 de 42. Apresentar os conceitos básicos sobre informática: hardware, software, sistema operacional, aplicativos, e internet.

3 Conceitos Básicos Slide n° 3 de 42.  Informática “Ciência que visa o tratamento da informação através do uso de equipamentos e procedimentos específicos” Introdução ao Processamento de Dados – Conceitos Básicos

4 Conceitos Básicos - Cont. Slide n° 4 de 42.  Informação 1. Ato ou efeito de informar 2. Dados acerca de alguém ou de algo 3. Conhecimento, participação 4. Comunicação da notícia  Dado “Elemento ou quantidade conhecida, que serve de base para a resolução de um problema” Introdução ao Processamento de Dados – Conceitos Básicos

5 Conceitos Básicos - Cont. Slide n° 5 de 42.  Dado Origem? Latim  “datum” (fato). Dados, portanto, são fatos. Os dados são representados por símbolos, mas não são informação senão em sentido limitado.  Dados quantitativos: (mensuráveis) podem ser tratados automaticamente. Exemplo: um peso, uma altura, uma quantidade;  Dados qualitativos: (preciosos) mais difíceis de tratar; por exemplo, uma opinião ou uma idéia. Exemplo: frio, calor, alto, baixo. Introdução ao Processamento de Dados – Conceitos Básicos

6 Conceitos Básicos - Cont. Slide n° 6 de 42.  Informação  Suporte dos conhecimentos humanos e da comunicação nos domínios técnico, econômico e social;  Resultado da estruturação de dados num determinado contexto e com determina da finalidade. “Informação é um conjunto de dados dispostos segundo determinada ordem e forma, útil para as pessoas a quem se dirige”. Introdução ao Processamento de Dados – Conceitos Básicos

7 Conceitos Básicos - Cont. NomeIdadeTelefone Francisco Sebastião Inês Slide n° 7 de 42. Introdução ao Processamento de Dados – Conceitos Básicos

8 Conceitos Básicos - Cont. Slide n° 8 de 42.  Suportes de informação (Armazenamento) – Tradicionais: papel, fitas, microfilmes, entre outros. – + recentes e atuais: suportes magnéticos (disquetes, winchester), mídias CD e DVD. Algum a mais? Introdução ao Processamento de Dados – Conceitos Básicos

9 Conceitos Básicos - Cont. Slide n° 9 de 42.  Distribuição de informação – Tradicionais: Livros, revistas, televisão, rádio. – + recentes e actuais: Internet futuro próximo: Auto-estradas de informação (evolução da internet) - visão futurística Algum a mais? Introdução ao Processamento de Dados – Conceitos Básicos

10 Conceitos Básicos - Cont. Slide n° 10 de 42.  Qualidade da informação  precisa: correta, verdadeira;  oportuna : disponível no local e momento necessário;  concisa : de fácil manipulação;  completa : assegurada a presença dos diversos componentes que a constituem. Introdução ao Processamento de Dados – Conceitos Básicos “A maior das marchas inicia-se com o primeiro passo” (Mao Tse-Tung)

11 Conceitos Básicos - Cont. Slide n° 11 de 42.  INFORMÁTICA INFORmação + autoMÁTICA  Presente em vários segmentos da sociedade  Negócios (Bancos, empresas)  Educação (Salas de aula, biblioteca)  Medicina (Diagnósticos de pacientes)  E muitos outros (Engenharia, música, etc...) História Introdução ao Processamento de Dados – Conceitos Básicos Cite outro...

12 Conceitos Básicos - Cont. Slide n° 12 de 42.  INFORMÁTICA Quais as funções da informática ao lidar com a informação?  Processar: Manipular dados;  Armazenar: Garantir permanência e futura recuperação dos dados  Comunicar: Apresentar a informação resultante do processamento dos dados Utiliza como agente auxiliar o computador. Introdução ao Processamento de Dados – Conceitos Básicos Cite outra...

13 Computador Slide n° 13 de 42. A palavra computador:  Origem? Latim  computare ( contar, calcular ou avaliar). Um computador pode-se definir como um conjunto de componentes eletrônicos que permite a transformação dos dados de entrada em informação de saída e cuja transformação é controlada através de intervenção humana. (Idéia de John Von Newman) Computador

14 Slide n° 14 de 42.  Características dos computadores  sistema eletrônico;  preciso;  armazena e processa grandes volumes de dados;  possui elevada velocidade de processamento. Computador

15 Slide n° 15 de 42.  Vantagens dos computadores  é rápido, preciso e confiável;  resolve eficazmente tarefas rotineiras;  pode trabalhar 24 horas/dia;  não se cansa ou perde concentração;  possui grande capacidade de armazenamento. Computador

16 Componentes de um Computador Slide n° 16 de 42.  Composto basicamente de duas partes:  Hardware  Software  Hardware:  componentes físicos;  tudo o que é palpável.  Software:  programas, instruções e tarefas executadas;  tudo que é intangível no computador. Computador

17 Componentes de um Computador Slide n° 17 de 42.  Podem existir alguns derivados:  Peopleware: Pessoas ligadas à área de informática;  Firmware: União entre hardware e software.  Malware 1 : Tipo de vírus de computador. Malware 1... entre outros... Computador

18 Hardware Slide n° 18 de 42.  CPU ou UCP (Unidade Central de Processamento)  Dispositivos (ou Periféricos) de Entrada  Dispositivos (ou Periféricos) de Saída  Dispositivos de armazenamento A todos os elementos físicos que constituem um sistema de computador dá-se o nome de Hardware. Entre eles: Hardware

19 CPU ou UCP (Unidade Central de Processamento) Slide n° 19 de 42.  Responsável pelo gerenciamento de todas as funções do computador, ou seja, pelo processamento.  Para executar o processamento usam-se dois componentes: processador e memória. Hardware

20 Processador e Memória Slide n° 20 de 42.  Processador:  conhecido como “o cérebro” do computador;  interpreta e executa as instruções.  Memória Principal:  utilizada/acionada pela CPU;  guarda as informações;  RAM – Random Access Memory. Hardware

21 Dispositivos de Entrada e Saída Slide n° 21 de 42.  Também conhecidos como Input e Output;  “A troca”  Entrada: aceitam os dados do usuário;  Saída: retornam os dados, já processados, para os usuários. Hardware

22 Exemplos de dispositivos de Entrada e de Saída Slide n° 22 de 42.  Entrada: Teclado, mouse, scanners, microfones, mesas digitalizadoras  Saída: Vídeo (ou monitor), impressora, caixas de som Mais algum dispositivo? Hardware

23 Exemplos de dispositivos de E/S Slide n° 23 de 42.  Dispositivos de armazenamento também são chamados de dispositivos E/S (ou I/O).  Armazenamento primário: memória RAM;  Armazenamento secundário: disco rígido (HD, Winchester); Mais algum dispositivo? Hardware

24 Esquema de Funcionamento Slide n° 24 de 42.EntradaProcessamentoSaída - Teclado - Mouse - Scanner - CPU - Memória - Vídeo - Impressora Arquitetura conhecida como... Hardware

25 Software Slide n° 25 de 42.  Apesar da grande quantidade de softwares existentes, podemos dividí-los em duas grandes categorias:  Software básico;  Software aplicativo. Software

26 Software Básico Slide n° 26 de 42.  O software básico, caracterizado pelo sistema operacional, informa ao computador como utilizar e coordenar os componentes: torna o hardware apto a executar suas operações. São exemplos de sistema operacional: DOS, Unix, OS/2, MS-Windows 95. Software

27 Software Aplicativo Slide n° 27 de 42.  São programas que servem as pessoas. Dentre a imensidão de aplicativos existentes podemos destacar:  Aplicações Comercias (Editores de texto e imagem, planilhas, apresentações)  Utilitários (calculadora, bloco de notas)  Aplicações Pessoais (Específicos - simuladores, de programação)  Entretenimento (Jogos e Passatempo)  Antivírus. Software

28 Exercícios Slide n° 28 de 42. Responda: 1. Qual a diferença entre dados e informações? 2. Quais as duas partes a que se divide o computador? 3. O que você entendeu por “Processamento de Dados”? 4. Cite um exemplo de processamento de dados que você realiza freqüentemente. 5. Qual a importância da relação entre hardware e software? 6. Cite 1 (uma) característica dos computadores vista nas apresentações e 1 (uma) característica que não tenha sido vista. 7. Cite 2 (duas) vantagens dos computadores (uma vista na apresentação e outra não vista). 8. Cite os 3 dispositivos que compõem o funcionamento do processamento de dados. Diga um exemplo ligado a cada um destes dispositivos. 9. Quais as grandes categorias a que se enquadram os Softwares? Exercícios sobre o conteúdo anterior

29 Peopleware Slide n° 29 de 42.  São as pessoas ligadas à área de informática. Compreende:  Usuários  Analistas  Programadores  Auditores  Técnicos  e muitos outros (vide próximos slides). Peopleware

30 Slide n° 30 de 42. O área da informática tem se desenvolvido enormemente, quase, como a quantidade de programas e equipamentos existentes no mercado, isto é, as profissões ligadas à área de informática hoje em dia são inúmeras e estão aumentando cada vez mais... No início da era da computação as profissões eram basicamente 4: analista, programador, operador e digitador. Hoje... Peopleware

31 Slide n° 31 de 42. Algumas das profissões que despontam no mercado, hoje em dia:  Digitador: pessoa treinada em digitação de dados, num determinado sistema, com rapidez em datilografia.  Operador de Microcomputador, de Computador ou de Terminal: pessoa treinada para operar determinado equipamento de processamento de dados. Formação: 1º Grau.  Programador: pessoa habilitada em programação com uma ou mais linguagens de programação. Formação: Superior ou Técnico.  Analista de Sistemas: pessoa com habilitação em Análise e Programação de Computadores. Dever ter formação superior ou ser especialista em uma determinada atividade da empresa.  Gerente de CPD: pessoa escolhida pela diretoria da Empresa, com longa experiência em Análise de Sistemas e conhecedor das atividades principais da empresa. Deve ter aptidão para a liderança e ser profundo conhecedor dos equipamentos e das atividades do CPD - Centro de Processamento de Dados (hoje em dia poucas empresas possuem um CPD). Peopleware

32 Slide n° 32 de 42.  Técnico de Hardware: pessoa capacitada em eletrônica que monta e conserta computadores.  Consultor: presta assessoria em tendências e soluções na área de informática. Consultor  Engenheiro de Software 3 : conhece amplamente as linguagens de programação de baixo nível (código de máquina) e cria softwares aplicativos de controle e genéricos. Engenheiro de Software 3  Especialista em Sistema de Informação: pessoa capaz de adquirir, organizar, desenvolver e gerenciar serviços, sistemas e recursos da tecnologia de informação para uso em processos organizacionais. Especialista em Sistema de Informação  Web Designer: profissional responsável por desenvolver toda a parte de comunicação visual do site (design). Geralmente esse profissional tem formação em Publicidade, Desenho Industrial ou Artes Pláticas.. Web Designer  Web Master: cuida da manutenção de sites na internet (trabalha no provedor de acesso à internet). Cria contas de na empresa. Geralmente coordena as funções do WebDesigner. Web Master Peopleware

33 Slide n° 33 de 42.  Programador Web: cria programas para uso na internet, mas deve ter um conhecimento a fundo das linguagens de programação para a web e também a utilização de objetos distribuídos, para compor uma tecnologia que suporte o crescente aumento de usuários do site. Traz interação para dentro de um site e conhece algum banco de dados para servir como repositório de informações.  CIO - Chief Information Officer e outros...: nada mais é do que diretor da Web, ou executivo de e-business. Necessita entender como funciona cada tecnologia atual e como transformá-la em diferencial estratégico de negócios. Não precisa ser especialista em nada, mas tem que entender de marketing e planejamento estratégico. Normalmente, conhece a fundo a tecnologia empregada nos processos do negócio. CIO - Chief Information Officer  Executivo de Comércio Eletrônico: pessoa com tino comercial, conhecimento de tecnologias de internet e de sistemas de ERP, supply chain, CRM e logística. Peopleware

34 Slide n° 34 de 42.  Expert em Segurança de Sites: também conhecido como Web Security (são hacker’s do bem), deve planejar e implantar a política de segurança que será adotada pela empresa para manter seu site longe de hacker’s e cracker’s. Precisa entender de várias tecnologias, como os programas de firewall e de criptografia, protocolos de rede, roteadores, switches e programas usados para entrar à força nos sites.  DBA - Administrador de Banco de Dados para a Web: pessoa especista em banco de dados voltados para a Web, seja para o e-commerce (comércio eletrônico), como para os portais e sites de busca. Precisa conhecer as novas linguagens tanto do lado do servidor (computador que mantém e compartilha as informações), quanto do lado do cliente (aquele que deseja acessá-las). DBA - Administrador de Banco de Dados para a Web Peopleware

35 Slide n° 35 de 42.  Especialista em Conectividade (Administrador de Rede): pessoa que presta serviços em redes corporativas. Deve verificar sistemas que possam ser programados para mudar de rota ao aparecer um defeito na rede. Normalmente em empresas de grande porte. Especialista em Conectividade (Administrador de Rede):  Arquiteto de Interface para Internet Móvel: cria interfaces para web móvel, ou seja, internet para celulares e palms. Há a necessidade de conhecer a fundo o hardware (no caso, os palms e celulares) e as linguagens de programação para esse equipamento, além de estar sempre por dentro das novas tecnologias.  Especialista em Recuperação de Desastres: pessoa capaz de colocar tudo de volta no ar, o mais rápido possível, após um ataque de vírus ou de cracker’s a um site (Ex.: DataRecover). Peopleware

36 Slide n° 36 de 42.  Caçador de Piratas e Fraudadores: pessoa capaz de encontrar fraudadores e “sites piratas”. Peopleware As carreiras mais comuns na área de Tecnologia da Informação são: (mar/2011) Algumas outras carreiras com sua descrição encontram-se em: panorama_internet.shtm panorama_internet.shtm (mar/2011)

37 Firmware Slide n° 37 de 42.  Compreende todo o componente eletrônico que já vem previamente programado. Ex.: Memória ROM – também conhecida como BIOS - (configuração inicial do computador). Firmware

38 Funcionamento Interno Slide n° 38 de 42. O sistema binário (utiliza somente dois símbolos - 1 e 0) é o modo de codificação utilizado no funcionamen- to interno do computador, devido à sua simplicidade e facilidade pode ser representado pela passagem ou não de eletricidade (situação equivalente à de um interruptor). Funcionamento Interno

39 Slide n° 39 de 42. À unidade mínima de informação em informática dá-se o nome de BIT - Abreviatura de “BInary digiT”. “Mas o que é um bit? Um bit não tem cor, tamanho nem peso e pode viajar à velocidade da luz. É o menor elemento atômico da informação. É um estado: ligado ou desligado, verdadeiro ou falso, para cima ou para baixo, dentro ou fora, preto ou branco. Para efeitos práticos considera-se que um bit é um 1 ou um 0.“ Funcionamento Interno

40 Slide n° 40 de 42. Como o funcionamento dos computadores é binário, 1’s (uns) e 0’s (zeros) - inclusive para representar 256 caracteres - são frequentemente usados os seguintes múltiplos: 1 BIT equivale a 1 sinal elétrico ( não representa informações ) 1 Byte equivale a 8 BITs (1 caracter -> ) 1 KiloByte (Kb) equivale a 1024 bytes (1024 caracteres) 1 MegaByte (Mb) equivale a 1024 Kbytes (1024 x 1024 caracteres) 1GigaByte (Gb) equivale a 1024 Mbytes ( caracteres) 1TeraByte (Tb) equivale a 1024 Gbytes ( caracteres) Funcionamento Interno Byte (B) 1 Byte = 8 bits Kilobyte (KB) 1 Kbyte = 1024 Bytes (2 10 ) Bytes Byte = 1024 x 8 = Bits Megabyte (MB) (2 20 )Bytes Gigabyte (GB) (2 30 ) Byte Terabyte (TB) (2 40 ) Bytes Petabyte (PB) (2 50 ) Bytes Exabyte (EB) (2 60 ) Bytes Zettabyte (ZB) (2 70 ) Bytes Yottabyte (YB) (2 80 ) Bytes Texto adaptado de

41 FIM Slide n° 41 de 42.

42 Glossário Slide n° 42 de Informática - Neologismo criado por Philippe Dreyfus em 1962 com o objetivo de designar as disciplinas que permitem o tratamento automático de informação com a finalidade de garantir a sua preservação e comunicação. 2. Malware - O termo malware é proveniente do inglês malicious software; é um software destinado a se infiltrar em um sistema de computador alheio de forma ilícita, com o intuito de causar algum dano ou roubo de informações (confidenciais ou não). Vírus de computador, trojan horses (cavalos de tróia) e spywares são considerados malware. Também pode ser considerada malware uma aplicação legal que por uma falha de programação (intencional ou não) execute funções que se enquadrem na definição supra citada. VoltarVoltar 3. Engenharia de Software –A Engenharia de Software visa à criação de produtos de software que atendam as necessidades de pessoas e instituições e, portanto, tenham valor econômico. Para isso, usa conhecimentos científicos, técnicos e gerenciais, tanto teóricos quanto empíricos. Ela atinge seus objetivos de produzir software com alta qualidade e produtividade quanto é praticada por profissionais treinados e bem informados, utilizando tecnologias adequadas, dentro de processos que tirem proveito tanto da criatividade quando da racionalização do trabalho. VoltarVoltar


Carregar ppt "Introdução à Informática Prof. Tales Kunz Cabral Colégio da Imaculada Curso Técnico em Informática 1° Módulo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google