A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Como sair do vermelho. Iniciamos hoje o 4º Módulo do curso, “Como Sair do Vermelho”. Bons estudos!!!

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Como sair do vermelho. Iniciamos hoje o 4º Módulo do curso, “Como Sair do Vermelho”. Bons estudos!!!"— Transcrição da apresentação:

1 Como sair do vermelho

2 Iniciamos hoje o 4º Módulo do curso, “Como Sair do Vermelho”. Bons estudos!!!

3 Como sair do vermelho

4 Ao perceber que está endividado, não se desespere!!! Mantenha a calma e seja racional. Mantenha a calma e seja racional. Você conseguirá livrar- se das dívidas (renegociando-as), recuperando o crédito perdido. Ficar no vermelho pode ser consequência:  da perda do emprego;  de um comprometimento elevado do orçamento;  do uso exagerado do cartão de crédito ou cheque especial;  aumento das despesas, muitas vezes provocado por elevação de tarifas públicas ou por gastos descontrolados. Como sair do vermelho Ao perceber que está endividado, não se desespere!!! Mantenha a calma e seja racional. Mantenha a calma e seja racional. Você conseguirá livrar- se das dívidas (renegociando-as), recuperando o crédito perdido. Ficar no vermelho pode ser consequência:  da perda do emprego;  de um comprometimento elevado do orçamento;  do uso exagerado do cartão de crédito ou cheque especial;  aumento das despesas, muitas vezes provocado por elevação de tarifas públicas ou por gastos descontrolados. 5.0 Como sair do vermelho

5 Nessas circunstâncias, as reações quase sempre são as mesmas: Não aceitar que você está com um problema; Recorrer ao limite do cheque especial; Fugir dos credores; Emprestar dinheiro de agiotas; Essas medidas, além de não resolverem, agravam ainda mais o seu problema. Nesse momento, é importante analisar a situação e definir um plano imediato de ação para corrigi-la. Nessas circunstâncias, as reações quase sempre são as mesmas: Não aceitar que você está com um problema; Recorrer ao limite do cheque especial; Fugir dos credores; Emprestar dinheiro de agiotas; Essas medidas, além de não resolverem, agravam ainda mais o seu problema. Nesse momento, é importante analisar a situação e definir um plano imediato de ação para corrigi-la. Como sair do vermelho

6 Passos para uma boa negociação Como sair do vermelho

7 Passos para uma boa negociação  Avalie a sua real situação;  Anote tudo o que você está devendo (seja realista);  Liste todas as sua receitas (entrada de dinheiro);  Analise as suas dívidas (considere: valor dos juros, prazos de pagamento, risco de perda de bens, cláusulas punitivas);  Conheça seus credores (bancos, financeiras, empresas, particulares);  Obtenha o maior número de informações possíveis;  Verifique qual a melhor forma de negociar com cada credor;  Evite negociar através de intermediários (como empresas de cobrança). Atenção com os atrasos em planos de saúde. Passos para uma boa negociação  Avalie a sua real situação;  Anote tudo o que você está devendo (seja realista);  Liste todas as sua receitas (entrada de dinheiro);  Analise as suas dívidas (considere: valor dos juros, prazos de pagamento, risco de perda de bens, cláusulas punitivas);  Conheça seus credores (bancos, financeiras, empresas, particulares);  Obtenha o maior número de informações possíveis;  Verifique qual a melhor forma de negociar com cada credor;  Evite negociar através de intermediários (como empresas de cobrança). Atenção com os atrasos em planos de saúde. 5.1 Como sair do vermelho

8 Procure diretamente o credor de suas dívidas e informe-o de sua situação; Solicite demonstrativo da dívida ao credor a fim de verificar o que está sendo cobrado (juros de mora, multas, etc.). Negocie os pagamentos (parcelas) sempre dentro de suas possibilidades financeiras; leve uma proposta pronta; só feche o acordo depois de estudá-lo bem. Solicite a devolução dos excessos, como juros de mora e multas; Procure diretamente o credor de suas dívidas e informe-o de sua situação; Solicite demonstrativo da dívida ao credor a fim de verificar o que está sendo cobrado (juros de mora, multas, etc.). Negocie os pagamentos (parcelas) sempre dentro de suas possibilidades financeiras; leve uma proposta pronta; só feche o acordo depois de estudá-lo bem. Solicite a devolução dos excessos, como juros de mora e multas; Como sair do vermelho

9 De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, a multa é limitada de 2% do valor da dívida, porém muitas lojas chegam a cobrar multa de até 20% do valor da dívida. O credor costuma devolver multas e juros de mora de quem solicita. Como sair do vermelho LEMBRE-SE:

10 Não aceite: multa superior a 2% do valor da dívida; cobrança de honorários advocatícios ou despesas de cobrança, despesas devem ser pagas por quem contratou os serviços (no caso, o credor). nunca aceite a primeira proposta do credor e no parcelamento da dívida, tente pagar taxa de juros menor. Não aceite: multa superior a 2% do valor da dívida; cobrança de honorários advocatícios ou despesas de cobrança, despesas devem ser pagas por quem contratou os serviços (no caso, o credor). nunca aceite a primeira proposta do credor e no parcelamento da dívida, tente pagar taxa de juros menor. Como sair do vermelho DICAS “Honorários advocatícios, somente são devidos quando a dívida está sendo cobrada judicialmente e com a autorização do juiz, o que dificilmente é feito pelas lojas.” Fique atento:

11 Como sair do vermelho Troque uma dívida com taxa de juros elevada por outra de taxa menor; (Ex: para cobrir o vermelho do cheque especial faça um empréstimo pessoal). Saldar dívidas significa menos dinheiro no bolso e quem quer sair do vermelho precisa conscientizar-se e preparar para isso; Faz parte do processo: Economizar, mudar o padrão de vida e até se desfazer de algum bem patrimonial. Troque uma dívida com taxa de juros elevada por outra de taxa menor; (Ex: para cobrir o vermelho do cheque especial faça um empréstimo pessoal). Saldar dívidas significa menos dinheiro no bolso e quem quer sair do vermelho precisa conscientizar-se e preparar para isso; Faz parte do processo: Economizar, mudar o padrão de vida e até se desfazer de algum bem patrimonial. SIGA AS DICAS

12 Como sair do vermelho Após formalizar um acordo com o credor, o nome do devedor, deverá ser excluído do cadastro de restrição ao crédito (SPC, Serasa, etc.), independentemente de a dívida estar ou não totalmente paga. Caso a empresa insista em cobrar multas e juros excessivos, despesas de cobrança ou honorários advocatícios, se negue a demonstrar débito ou a baixar a restrição, você imediatamente deve procurar o órgão de defesa do consumidor (PROCON) e formalizar queixa. Após formalizar um acordo com o credor, o nome do devedor, deverá ser excluído do cadastro de restrição ao crédito (SPC, Serasa, etc.), independentemente de a dívida estar ou não totalmente paga. Caso a empresa insista em cobrar multas e juros excessivos, despesas de cobrança ou honorários advocatícios, se negue a demonstrar débito ou a baixar a restrição, você imediatamente deve procurar o órgão de defesa do consumidor (PROCON) e formalizar queixa.... SIGA AS DICAS

13 5.2 Como sair do vermelho Sem crédito na praça

14 Uma pessoa pode ter o seu nome incluído no banco de dados do SPC ou Serasa quando: Tem uma dívida vencida; Deixa de pagar uma dívida assumida e é acionado judicialmente; Emite cheque sem fundo e este é devolvido duas vezes pelo banco; Figura como réu em uma ação que se refere a execução de uma dívida; Tem participação societária com uma empresa que decreta falência; É fiador de alguém que não honra com seus compromissos; Tem pendência com algum órgão federal, por deixar de pagar impostos, taxas ou contribuições federais. Uma pessoa pode ter o seu nome incluído no banco de dados do SPC ou Serasa quando: Tem uma dívida vencida; Deixa de pagar uma dívida assumida e é acionado judicialmente; Emite cheque sem fundo e este é devolvido duas vezes pelo banco; Figura como réu em uma ação que se refere a execução de uma dívida; Tem participação societária com uma empresa que decreta falência; É fiador de alguém que não honra com seus compromissos; Tem pendência com algum órgão federal, por deixar de pagar impostos, taxas ou contribuições federais Como sair do vermelho Como o nome fica “sujo”

15  Independente do motivo, é assegurado pelo Código de Defesa do Consumidor o dever da empresa em notificar o consumidor sobre a sua dívida, avisando, como medida possível, a inserção de seu nome nos órgãos de proteção ao crédito.  Para consultar se seu nome consta em algum banco de dados, basta ir pessoalmente a um dos postos de atendimento do órgão que quer consultar e pedir uma certidão com os dados desejados. Para isso, é preciso levar a carteira de identidade (ou profissional) e o CPF, originais.  Independente do motivo, é assegurado pelo Código de Defesa do Consumidor o dever da empresa em notificar o consumidor sobre a sua dívida, avisando, como medida possível, a inserção de seu nome nos órgãos de proteção ao crédito.  Para consultar se seu nome consta em algum banco de dados, basta ir pessoalmente a um dos postos de atendimento do órgão que quer consultar e pedir uma certidão com os dados desejados. Para isso, é preciso levar a carteira de identidade (ou profissional) e o CPF, originais. Como sair do vermelho O SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e Serasa são entidades que possuem um banco de dados de todas as associações comerciais, presentes em todos os estados brasileiros e mantêm os cadastros de consumidores que não quitaram seus débitos. SPC e SERASA??? O que são? SPC e SERASA??? O que são? Lembre-se:

16 Seu nome é seu maior patrimônio. Não faça compras para ninguém em seu nome (carnês, cheques pré-datados, cartões de crédito, etc). Seu nome é seu maior patrimônio. Não faça compras para ninguém em seu nome (carnês, cheques pré-datados, cartões de crédito, etc). Como sair do vermelho Atenção: Não há meio de acessar o banco de dados via internet ou telefone. Se oferecerem uma consulta a você através desses meios desconfie e não informe seu número de CPF ou qualquer outro lado.

17 Como sair do vermelho Como limpar o nome

18 Levante todos os detalhes da pendência e elabore um plano de renegociação da dívida. Não fique constrangido em negociar suas dívidas com as empresas. Elas preferem receber o pagamento, mesmo que seja um valor menor ou sem a aplicação de juros muito grande, a acionar a justiça, onde a certeza de ganho do valor é desacreditada ou os prazos para o pagamento se estendem em demasia. Como limpar o nome Levante todos os detalhes da pendência e elabore um plano de renegociação da dívida. Não fique constrangido em negociar suas dívidas com as empresas. Elas preferem receber o pagamento, mesmo que seja um valor menor ou sem a aplicação de juros muito grande, a acionar a justiça, onde a certeza de ganho do valor é desacreditada ou os prazos para o pagamento se estendem em demasia. 5.3 Como sair do vermelho

19 Quanto antes agir, melhor Negociar as pendências assim que perceber que o pagamento não poderá ser efetuado é a atitude mais acertada. Procure negociar suas dívidas antes de ser encaminhado à lista dos inadimplentes. A demora na negociação só faz os juros aumentarem, tornando ainda mais difícil a quitação da dívida. Algumas maneiras de limpar seu nome:  Pagar a pendência;  Contestá-la judicialmente. Quanto antes agir, melhor Negociar as pendências assim que perceber que o pagamento não poderá ser efetuado é a atitude mais acertada. Procure negociar suas dívidas antes de ser encaminhado à lista dos inadimplentes. A demora na negociação só faz os juros aumentarem, tornando ainda mais difícil a quitação da dívida. Algumas maneiras de limpar seu nome:  Pagar a pendência;  Contestá-la judicialmente Como sair do vermelho

20 Atenção!! Métodos “milagrosos” de “limpar” seu nome sem precisar pagar seus débitos: NÃO EXISTEM! Supostas empresas ou representantes que vendem métodos desse tipo propõem “soluções problema”. Recomendam fraude de documentos e mentir em juízo, sobre a existência de dívidas. Além de não surtir efeitos corretivos, pioram a situação de endividado, pois pregam atos criminosos. Atenção!! Métodos “milagrosos” de “limpar” seu nome sem precisar pagar seus débitos: NÃO EXISTEM! Supostas empresas ou representantes que vendem métodos desse tipo propõem “soluções problema”. Recomendam fraude de documentos e mentir em juízo, sobre a existência de dívidas. Além de não surtir efeitos corretivos, pioram a situação de endividado, pois pregam atos criminosos.

21 Pagar a pendência Pagar a pendência à vista ou renegociá-la para pagá-la em prestações são as melhores soluções para o problema de inadimplência. Pagar a pendência Pagar a pendência à vista ou renegociá-la para pagá-la em prestações são as melhores soluções para o problema de inadimplência. Como sair do vermelho Contestar a pendência Discutir a existência da dívida ou o valor dela e de seus encargos – caso acredite estar sendo cobrado um valor abusivo em juros, taxas, multas, etc. – é uma maneira de retirar seu nome do SPC/Serasa. A retirada do nome é feita com a apresentação da Ordem Judicial. Contestar a pendência Discutir a existência da dívida ou o valor dela e de seus encargos – caso acredite estar sendo cobrado um valor abusivo em juros, taxas, multas, etc. – é uma maneira de retirar seu nome do SPC/Serasa. A retirada do nome é feita com a apresentação da Ordem Judicial.

22 Como sair do vermelho... Contestar a pendência Há também casos de fraudes ou erros, quando o consumidor se vê em dívida com empresas que nunca negociou ou devendo o que já pagou. Em casos assim, o consumidor deve recorrer à justiça com os comprovantes de pagamentos ou com o boletim de ocorrências que denuncia a fraude.... Contestar a pendência Há também casos de fraudes ou erros, quando o consumidor se vê em dívida com empresas que nunca negociou ou devendo o que já pagou. Em casos assim, o consumidor deve recorrer à justiça com os comprovantes de pagamentos ou com o boletim de ocorrências que denuncia a fraude. Prescrição da dívida Após cinco anos, se a dívida não for cobrada pelo credor, o nome do consumidor deve ser retirado do SPC/Serasa, mesmo que não tenha sido paga. Prescrição da dívida Após cinco anos, se a dívida não for cobrada pelo credor, o nome do consumidor deve ser retirado do SPC/Serasa, mesmo que não tenha sido paga.

23 PARABÉNS!!! Mais um Módulo concluído. No 5º Módulo, vamos conhecer os nossos direitos como Consumidores. Até lá... Como sair do vermelho


Carregar ppt "Como sair do vermelho. Iniciamos hoje o 4º Módulo do curso, “Como Sair do Vermelho”. Bons estudos!!!"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google