A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 Panamericano.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 Panamericano."— Transcrição da apresentação:

1 1 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 Panamericano

2 2 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 FATO RELEVANTE – 09/NOV/10 Senor Abravanel Corporativo Grupo Silvio Santos - SBT - Liderança Capitalização - Jequiti - Jequitimar - Patrimônio pessoal Senor Abravanel Patrimônio pessoal Senor Abravanel Silvio Santos Participações Financeiro Grupo Silvio Santos (1) Empréstimo de R$2.5Bi (2) Linha integralmente garantida por bens e patrimônio empresarial do Grupo (3) Aporte em conta especial “Depósito de acionista”. Grupo de acionistas mantém respectivas participações. Motivo do aporte: - constatadas inconsistências contábeis que não refletem real situação patrimonial da entidade - Restabelece pleno equilíbrio patrimonial - Amplia a liquidez operacional Alguns pontos importantes Do fato relevante... - “Os ajustes que estão sendo realizados nesta data não resultarão em perda patrimonial, vez que estão sendo cobertos integralmente pelo citado aporte” - “Para implementar o Acordo de Acionistas recentemente celebrado entre o Grupo Silvio Santos e a CAIXAPAR está sendo convocada, uma AGE para constituição do Conselho de Administração” Auditoria: Deloitte (sem ressalvas) - Banco, espera-se, saneado; - Percepção que, estabelecido conselho de administração, acordo de acionista seja homologado e CaixaPAR ingresse no grupo de controle = Responsável solidário pelo Panamericano

3 3 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 Associação: CEF e Panamericano - Anuncio: Dez’09 - Aprovação do BC: Jul’10 - Via acordo de acionistas, ainda em fase de homologação pelo BC, CaixaPar integrará grupo de controle CONTROLE ACIONÁRIO CAIXA Participações Free Float IPO Nov’07:$700mm PN: 21.90% ON: 49.00% CT: 36.56% PN: 56.05% ON: ---% CT: 25.80% União Federal Senor Abravanel Grupo Silvio Santos Silvio Santos Part. Liderança Part. PN: 22.05% ON: 51.00% CT: 37.64% Ativo: 12.5 PL.: 1.4 ROE: 9% Legenda PN: Preferenciais | ON: Ordinárias | CT: Capital Total Dados: Jun/10 - R$ Bilhões Ratings (escala nacional) - Fitch: AA+ ( ↑ 6 notches) - Moody’s A1 (outlook: +) 10/Nov/09 = Base 100 Anúncio compra pela Caixa Par Auditoria do BC aponta problemas sérios de controle... Especulação problema mais grave com Panamericano... Pana Sofisa BIC Bcsul Dayc Mkt Cap (09/Nov) - R$ 1.7Bi - 1.2xPL

4 4 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 Operação: i) Anunciada em ii) Aprovada pelo BC em iii) Compra de 36.6% do capital total; 49% das ONs e 20% das PNs Valor: R$ 739,3 MM i) Banco avaliado em R$ 2,1 Bi ii) 1,35x o PL de R$ 1,55 Bi (Set/09) Conselho de Administração compartilhado: i) CEF (4) + Panamericano (4) + Independentes (3) ii) Alternância da Presidência iii) Acordo de acionitas iii) Criação Comitê de Planejamento com foco em: - crédito, tesouraria e captação de recursos Após homologação do Acordo de acionistas, Caixa responsável, junto com GSS, por passivos descobertos em caso de liquidação Assessores CEF: KPMG e Bocater, Camargo, Costa e Silva Panamericano: Previplan (Wadico Bucchi) e Mattos Filho HISTÓRICO: ENTRADA DA CEF NO CAPITAL

5 5 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 ADMINISTRAÇÃO E CONSELHO Em definição Antes do fato relevante, anunciado era que Novo Conselho teria 11 membros, sendo que: CEF: 4 + Panamericano: 4 + Independentes: 3 Antiga Nova Antigo Novo Administração do Banco Conselho de Administração

6 6 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 EVOLUÇÃO “Efeito” DPGE “Efeito” CEF Jul/10 - Aprovação do BC – Basiléia 18.5% DPGE: Saldo de R$ 1,8 Bn representa 30% dos CDBs......já foi 45%

7 7 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 -50% +91% Funding DPGE permite originar + veículos Início Middle Crédito pessoal INSS Veículos 9% Recuperação do resultado: Menor custo de capatação R$ MM PÓS-CRISE...ANUNCÍO DO 2ºT’10 IMPORTANTE Originação: recuperação desde 1T09… PL Bonds / Subord. CDB Cessão FIDC Cessão IFs Não recorrente: “ajuste” no estoque de PDD (desp. de R$ 120 MM no 2T10) Melhora no perfil de funding Acordo com a CEF melhora significativamente o perfil de funding: Aumento expressivo: captação via CDB; Melhores condições: emissões externas; Menor dependência: cessão para Ifs; Não tem mais necessidade de captar DPGE (não emitiu nada em 2010) Cartão de Crédito Middle R$ MM

8 8 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 O QUE GEROU PREJUÍZO NO 2ºT’10?  Auditoria do BC em Abril/10 fez com que banco, que estava em meio a emissão de bonds, publicasse fato relevante indicando necessidades de ajustes operacionais:  Principais pontos apontados pelo BC: (i) Dobrar o números de "dias em atraso" ao determinado pela Res em operações de prazo maior que 36 meses (R$ 522 milhões ou 10% da carteira on balance ). Exemplo: operações atrasadas seriam provisionadas a 100% somente após 360 dias no lugar dos 180 dias exigidos; (ii) Diversas pendências quanto a risco operacional e controle/gestão de crédito (on-balance e FDICs  Impacto total estimado: R$230 milhões  Além disso, BC fez recomendações que indicavam tamanho do problema... (i) “procedimentos irregulares de natureza contábil e operacional, para os quais é requerida imediata regularização"; (ii) "deficiências de natureza grave nos controles internos das áreas examinadas...” (iii) "A instituição deve implementar procedimentos para atender tempestivamente as solicitações de informações e documentos dos órgãos reguladores“  Houve também "puxão de orelha“ para o auditor (Deloitte) (i) "O auditor independente não observou, na prestação de seus serviços, as normas e procedimentos de auditoria estabelecidos, aprovando as notas explicativas do balanço publicado em conflito com as práticas adotadas pela instituição, contrariando o disposto na resolução 3198/04".

9 9 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 Cartão de Crédito Base de 12 milhões de cartões 26% Visa / Mastercard 74% Pan Club Ativação de 34%  Idade media 2T10 Leves: 4,2 Pesados: 4,3 Motos: 0 km  Prazo médio: 17 meses  Plano médio: 49 meses Veículos 33% Leves 36% Pesados 31% Motos Consignado: 28% INSS 72% Entidades Públicas Só financia Honda ou Yamaha; CARTEIRA DE CRÉDITO Principais caracterísitcas Melhora do perfil da carteira: - menor idade média: veículos mais novos,; - menor proporção de motocicleta Loan-to-value (4T09): Leves: 75% Pesados: 71% Motos: 92% Veiculos  Idade média já foi de: Leves: 10,7 Pesados: 16,6 Motos: 1,0

10 10 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 QUALIDADE DA CARTEIRA Resolução 2682 (Consolidado CVM)

11 11 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 Até 3 meses 3 meses a 1 ano Acima de 1 ano FUNDING E MISMATCH Emissões externas:  Abr/10: Emissão dívida subordinada (US$ 500 MM – 10 anos);  Jul/10: Emissão de Medium Term Notes (US$ 300MM – 5 anos) Melhora no perfil de funding... PL Bonds / Subord. CDB Cessão FIDC Cessão IFs Liquidez de R$ 1.5 bi em Jun10 Principais parceiros de cessão - Bradesco - Itau BBA - Cetelem - BNB - Votorantim - Banestes Alongamento do funding Expressivo aumento de CDB......no entanto, ainda prevalece fortemente dependente de investidores institucionais (63% dos CDBs) PF (14%) e PJ (23%)

12 12 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 BALANÇO CONSOLIDADO - CVM Auditoria: Deloitte (sem ressalvas) Prov. Contingência: R$ 356 MM Impostos diferidos: R$ 233 MM Obrigações cartão de crédito: R$ 326 MM) Crédito tributário: R$ 468 MM Cartão de crédito: R$ 400 MM Excluindo efeito extraordinário em 2010 ~ 21% ROE


Carregar ppt "1 CONFIDENCIAL Análise de Instituições Financeiras – Nov/10 Panamericano."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google